A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CONSELHO SUPERIOR PRESIDENTE FUNDADOR DO MBC Conselheiro Nato: JORGE GERDAU JOHANNPETER – GERDAU S/A GOVERNO Casa Civil da Presidência da República Ministério.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CONSELHO SUPERIOR PRESIDENTE FUNDADOR DO MBC Conselheiro Nato: JORGE GERDAU JOHANNPETER – GERDAU S/A GOVERNO Casa Civil da Presidência da República Ministério."— Transcrição da apresentação:

1

2 CONSELHO SUPERIOR PRESIDENTE FUNDADOR DO MBC Conselheiro Nato: JORGE GERDAU JOHANNPETER – GERDAU S/A GOVERNO Casa Civil da Presidência da República Ministério da Ciência e Tecnologia Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Ministério do Planejamento, Orçamento REPRESENTANTES DA SOCIEDADE CIVIL Cons. Antonino Trevisan – Gespublica Cons. Sup. José Augusto Anastasia – Governo de MG LIDERANÇAS EMPRESARIAIS Presidente: Elcio Anibal de Lucca – Serasa S/A Vice-Pres.: Wilson Ferreira– CPFL Energia Cons. Carlos Alberto Sicupira – Varbra S/A Cons. José Freitas Mascarenhas – Odebrecht S/A Cons. José Sérgio Gabrielli de Azevedo – Petrobrás Cons. João Sanches – Merk Sharp & Dome Cons. Alexandre Silva – General Eletric Cons. Cledorvino Belini – Fiat Automóveis S/A Cons. Daniel Fetter – Suzano Holding S/A Cons. Marcos Lisboa – Unibanco Cons. Pedro Passos – Natura Cosméticos (FNQ) Cons. Geraldo Barbosa – Promom (FNQ)

3 Visão Sistêmica

4 Missão Contribuir expressivamente para a melhoria da competitividade das organizações privadas e da qualidade e produtividade das organizações públicas de maneira sustentável, elevando a qualidade de vida da população brasileira.

5

6 PROGRAMAS Benchmarking Grupo de projetos com o objetivo de avaliar o desempenho da competitividade nacional por meio de indicadores. Gestão Grupo de projetos com o objetivo de contribuir para a melhoria da capacidade estratégica e de gestão competitiva das empresas. Gestão Pública Grupo de projetos com o objetivo de contribuir para a melhoria da capacidade estratégica e de gestão de órgãos da administração pública. Inovação Grupo de projetos com o objetivo de estimular a capacidade inovadora das empresas.

7

8 PROGRAMA MODERNIZANDO A GESTÃO PÚBLICA Conceito Conjunto de projetos para a melhoria da gestão pública, envolvendo estados, municípios e órgãos do governo federal. Objetivos -Auxiliar a capacidade estratégica e de gestão na administração pública; -Aplicação de conhecimento técnico e de método específico; -Promover o aumento da eficiência, eficácia e efetividade da administração pública.

9 9 Conflito de interesses: o setor público é alvo de diferentes interesses e agendas representado por diferentes grupos (políticos, legisladores, mídia, comunidade). Falta de clareza: estratégia é, às vezes, desconhecida por muitas organizações, que tentam fazer tudo para todos e acabam por fazer quase nada para poucos. Complexidade dos temas estratégicos: amplitude do leque de atuação, tratados em geral como temas atomizados, sem a visão do público final. Falta de integração entre os diferentes agentes: existência de múltiplos órgãos tratando de um mesmo tema torna o sistema de gerenciamento bastante complexo. Descontinuidade: estratégia exige uma visão de longo prazo e continuidade que dificilmente é alcançada no setor público, pela descontinuidade e limitação de tempo para implementação de uma proposta de governo. Transparência: relutância do setor público em definir metas de desempenho devido à exposição, já que as metas e os resultados são públicos; falta de cultura de medição; fraco controle social. Características das Organizações Públicas

10 Desafios Prefeitura de Porto Alegre Transição política Mudança cultural Funcionários cautelosos Ceticismo devido à numerosas tentativas de mudança Mudança para gestão corporativa: liderança x autoritarismo; transversalidade x verticalidade; Interrupção no processo organizacional devido à troca de pessoas-chave e necessidade de estruturação Alta expectativa da sociedade Necessidade de mostrar rapidamente resultados à sociedade (empresas, conselhos, população, funcionários)

11 PILARES DA GESTÃO LIDERANÇA MÉTODO CONHECIMENTOTÉCNICO Pessoas Focadas em Resultados

12 MODELO PROPOSTO Visão de Longo Prazo Gestão do Caixa Transparência Capacitação e Reconhecimento Mobilização Contínua LIDERANÇA MÉTODO CONHECIMENTOTÉCNICO Pessoas Focadas em Resultados

13 Acompanhament o e Gestão Planejamento Estratégico (longo prazo) Alinhamento Organizacional Planejamento Operacional (curto prazo) Liderança e engajamento Método Conhecimento GESTORES COMO PROMOTORES DA MUDANÇA MELHORES PRÁTICAS COMPROVADAS ADAPTAÇÃO À REALIDADE DA ORGANIZAÇÃO FOCO E CONTINUIDADE Estabelecimento de resultados a serem alcançados no médio e longo prazos ALINHAMENTO E PRIORIZAÇÃO Explicitação com relação à contribuição de cada uma das partes da Organização sob uma óptica transversal e integradora OTIMIZAÇÃO DOS RECURSOS Disciplina e responsabilidade na gestão dos recursos sob uma orientação a resultados AGILIDADE E TRASNPARÊNCIA Rapidez e confiabilidade na obtenção de informações sobre a Organização, permitindo o Aprendizado e Redirecionamentos

14

15 RESULTADOS PRÁTICOS RESULTADO GERAL PMGP

16 RESULTADOS ALCANÇADOS (RECEITAS + DESPESAS) GOVERNO DE SERGIPE R$ 303 Milhões Após análises realizadas nas frentes de receita e despesa foram identificadas oportunidades de ganho que elevaram a meta para R$ 188 Milhões. O ganho alcançado de Janeiro – Setembro de 2008 é de R$ 303 Milhões. A meta de receita de Janeiro – Setembro de 2008 foi alcançada! A meta de despesa de Janeiro – Setembro de 2008 foi alcançada! Orçamento: R$ ,0Ganho sobre Orçamento: 6,98%

17 RESULTADOS ALCANÇADOS (RECEITAS + DESPESAS) GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO A meta de receita de jul/07 a dez/08 foi alcançada! A meta de despesa de jul/07 a dez/08 foi alcançada! Orçamento: R$ ,00Ganho sobre Orçamento: 6,84% R$ ,00 bilhões O ganho acumulado de jul/07 à dez/08 é de R$ ,00 bilhões.

18 RESULTADOS ALCANÇADOS (RECEITAS + DESPESAS) GOVERNO DE ALAGOAS A meta de receita de set/07 a set/08 foi alcançada! A meta de despesa de set/07 a dez/08 foi alcançada! Orçamento: R$ ,00Ganho sobre Orçamento: 5,38% R$ Milhões O ganho acumulado de set/07 à dez/08 é de R$ Milhões.

19 RESULTADOS PRÁTICOSGOVERNO DO RIO GRANDE DO SUL Gêneros Alimentação - SUSEPE Melhoria no controle de fornecimento e de estoque dos alimentos. Liquidações -11% Prevenção Tratamento AIDS – SES Redução do preço unitário de preservativos de R$0,16 para R$0,07. Projeção de consumo -56% Auxílio Transporte Alteração para pagamento através dos dias úteis. Liquidações -19% Telefonia Fixa Medidas de controle do consumo. Liquidações -21%

20 Aos vencedores, o reconhecimento Para promover a melhoria dos serviços à população, a prefeitura de Porto Alegre está inserindo o conceito de meritocracia entre os funcionários públicos municipais. O desafio No primeiro semestre deste ano, foi lançada uma espécie de competição entre os servidores que ocupam postos de chefia em 21 programas municipais considerados estratégicos. A avaliação Os 131 servidores inscritos participaram de um curso de gestão e fizeram entrevistas e provas. Além disso, foi avaliado seu desempenho à frente dos programas que administram. Quem avaliou Uma comissão externa, formada por representantes do Movimento Brasil Competitivo, do Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade e da faculdade ESPM. Os prêmios Os 15 primeiros colocados ganharam um curso de duas semanas na Universidade George Washington, e os 20 seguintes participaram de um congresso de gestão pública em Brasília. Fonte: Prefeitura Municipal de Porto Alegre; Revista Exame Ed. 928 Prefeitura de Porto Alegre – Sistema de Reconhecimento e Capacitação

21 Gestão Pública e Meritocracia Matéria revista Exame Mais para os melhores ed. 928 –15 funcionários públicos da Prefeitura de Porto Alegre foram premiados por obterem os melhores resultados em um curso de capacitação; –Meritocracia no serviço público; –Parceria: MBC, PGQP e ESPM; –Transparência: divulgação mensal do mapa estratégico no site da prefeitura; Impactos na cidade de Porto Alegre: –Superávit financeiro sem aumentar impostos; –Criação de dez salas de ensino com equipamentos para crianças surdas, mudas, cegas ou com deficiência mental; –Com a melhoria da gestão, a creche municipal poderá atender mais crianças; Prefeitura de Porto Alegre

22 RESULTADOS PRÁTICOS GOVERNO DE PERNAMBUCO Nos primeiros seis meses do ano foram obtidas economias em diversos tipos de despesas, principalmente com a redução de preços contratados pelo Governo. Orçamento: R$ ,00Ganho sobre Orçamento: 1,96%

23 RESULTADOS PRÁTICOS PREFEITURA DE SÃO PAULO Ganhos com a alteração da contratação da Oxigenoterapia Domiciliar Prolongada (1) são:

24 SES – MEDICAMENTOS: PREÇO ITEMGASTOPROPOSTA DE REDUÇÃOECONOMIA TOTALECONOMIA (%)OBSERVAÇÃO Imipenema42,2217,71R$ % Igualar preço do Gov de SP (R$/frasco-ampola) NEGOCIADO R$/ fraco-ampola Oportunidade R$ 1,7 MM GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL

25 SES - LIMPEZA E CONSERVAÇÃO: CONSUMO Fonte: Planilhas gerenciais DIAU e Planilhas de Formação de Preços contrato de Limpeza. ITEM PRODUTIVIDADE ATUAL PROPOSTA DE AUMENTO DE PRODUTIVIDADE ECONOMIA TOTALECONOMIA (%)OBSERVAÇÃO Limpeza e conservação em centros de saúde 210,00330,00R$ % Aumento de produtividade conforme INF (02 30/04/08) - (m2/servente) Oportunidade R$ 4,7 MM PRELIMINA R GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL

26 Projetos e Resultados Outubro/2008

27 Governo do Estado de Alagoas Aumento da Receita: auxiliar o governo a elevar a receita orçamentária em R$ 83 milhões, em 16 meses de projeto. Redução de Gastos: auxiliar o governo a reduzir as despesas correntes em R$ 22 milhões, em 16 meses de projeto. R$ ,60 R$ ,00 R$ ,60 Resultados (outubro 2008) Verificou-se, entre setembro/07 e agosto/08, um ganho acumulado de: Até agosto/08 os gastos acumulados indicam ganhos de: *R$ 103,2 milhões acima da meta *R$ 23,5 milhões acima da meta R$ 186,2 milhões R$ 45,5 milhões

28 Governo do Estado de Sergipe Aumento da Receita: auxiliar o governo a elevar a receita orçamentária em R$ 87 milhões, em 16 meses de projeto. Redução de Gastos: auxiliar o governo a reduzir as despesas correntes em R$ 40 milhões, em 16 meses de projeto. R$ ,60 R$ ,00 R$ ,60 Resultados (outubro 2008) Verificou-se, entre agosto/07 e agosto/08, um ganho acumulado de: Até agosto/08 os gastos acumulados indicam ganhos de: *R$ 45 milhões acima da meta *R$ 105 milhões acima da meta R$ 141 milhões R$ 127 milhões

29 Governo do Estado de Pernambuco Aumento da Receita: auxiliar o governo a elevar a receita orçamentária em R$ 300 milhões, durante o ano de Redução de Gastos: auxiliar o governo a reduzir as despesas correntes em R$ 70 milhões, durante o ano de Segurança Pública: reduzir o índice CVLI de 53,94 para 47,47 crimes por 100 mil habitantes, até dezembro de R$ ,40 R$ ,00 R$ ,40 Resultados (outubro 2008) Verificou-se em outubro/08, um ganho acumulado de Até agosto/08 os gastos acumulados indicam ganhos de Em agosto de 2008 o resultado foi 5% melhor que o de agosto de 2007 R$ 198 milhões R$ 37 milhões

30 Governo do Estado de Rio de Janeiro Aumento da Receita: auxiliar o governo a elevar a receita orçamentária em R$ 800 milhões, ate dezembro de Redução de Gastos: auxiliar o governo a reduzir as despesas correntes em R$ 380 milhões, em 12 meses de projeto. R$ ,40 R$ ,23 R$ ,17 Resultados (outubro 2008) Verificou-se, entre setembro/07 e julho/08, um ganho acumulado de: Até julho/08 os gastos acumulados indicam ganhos de: R$ 1,9 bilhões R$ 837,7 milhões

31 Governo do Estado de São Paulo Aumento da Receita: auxiliar o governo a elevar a receita orçamentária em R$ 500 milhões, ate dezembro de Redução de Gastos: auxiliar o governo a reduzir as despesas correntes em R$ 500 milhões, em 16 meses de projeto. R$ ,72 R$ ,71 R$ ,01 Resultados (outubro 2008) Verificou-se, entre setembro/07 e agosto/08, um ganho acumulado de: Primeiros meses de acompanhamento do projeto R$ 250 milhões

32 Prefeitura do Município de São Paulo Aumento da Receita: auxiliar o governo a elevar a receita orçamentária em R$ 1,6 bilhões, até dezembro de Redução de Gastos: auxiliar o governo a reduzir as despesas correntes em R$ 86 milhões, em 12 meses de projeto. R$ ,20 R$ ,17 R$ ,03 Resultados (outubro 2008) Verificou-se, entre setembro/07 e julho/08, um ganho acumulado de: Até julho/08 os gastos acumulados indicam ganhos de: R$ 1,37 bilhões R$ 95 milhões

33 Governo do Estado do Rio Grande do Sul Aumento da Receita: auxiliar o governo a elevar a receita orçamentária em R$ 680 milhões, em 17 meses de projeto. Redução de Gastos: auxiliar o governo a reduzir as despesas correntes em R$ 230 milhões, em 17 meses de projeto. R$ ,16 R$ ,73 R$ ,43 Resultados (outubro 2008) Verificou-se que ate outubro/08 o ganho acumulado é de: Até outubro/08 os gastos acumulados indicam ganhos de: R$ 2,1 bilhões R$ 101 milhões

34 Governo do Distrito Federal Redução dos Gastos da Secretaria de Educação: auxiliar o Governo do Distrito Federal a reduzir suas despesas correntes na área de educação em R$ 14 milhões, em 16 meses de projeto. R$ ,80 R$ ,00 R$ 431,508,80 Redução dos Gastos da Secretaria de Saúde: auxiliar o Governo do Distrito Federal a reduzir suas despesas correntes na área de Saúde em R$ 28 milhões, em 16 meses de projeto. Potencial de redução: R$ 155 milhões Economia total: R$ 81 milhões Total contratado: R$ 42 milhões Resultados esperados (outubro 2008)

35 Governo do Estado da Bahia Aumento da Receita: recuperação da dívida ativa de ICMS em R$ 50 milhões, em 12 meses de projeto. Redução de Gastos: Reduzir em 50% o tempo gasto na elaboração de pareceres e defesas da PGE, em 6 meses de projeto Melhoria da Prestação dos Serviços de Saúde: Aumentar em 7% o número de atendimentos na urgência e emergência e de 20% nos atendimentos na UTI, ambas no Hospital Roberto Santos, com a mesma estrutura hospitalar, em 8 meses de projeto R$ ,00 R$ ,00 R$ ,40 Melhoria dos Resultados dos Indicadores da Segurança Pública: Reduzir a taxa de CVLI em 10% e de 30% da taxa de crimes contra o patrimônio, em até 12 meses de projeto; Melhoria dos Resultados dos Indicadores de Educação: Aumentar a aprovação interna para 68% na primeira fase do EF, 66% na segunda fase e 69% no ensino médio em 2008.

36 Governo do Estado de Mato Grosso Aumento da Receita: auxiliar o governo a elevar a receita orçamentária em R$ 218 milhões, em 17 meses de projeto. Redução de Gastos: auxiliar o governo a reduzir as despesas correntes em R$ 70 milhões, em 17 meses de projeto. R$ ,80 R$ ,00 R$ ,80 Melhoria dos Resultados dos Indicadores da Segurança Pública: Auxiliar, em 18 meses de trabalho, a Secretaria de Justiça e Segurança Pública do Governo do Estado do Mato Grosso a reduzir os índices de criminalidade (crimes contra pessoas e contra o patrimônio), por meio do sistema de gestão com foco em resultados. Melhoria dos Resultados dos Indicadores do Meio Ambiente: Auxiliar a Secretaria de Meio Ambiente do Estado do Mato Grosso, em 15 meses de projeto, a melhorar significativamente os indicadores do meio ambiente.

37 SBN Quadra 1 Bloco B, sala 403 – Edifício CNC CEP – Brasília/ DF


Carregar ppt "CONSELHO SUPERIOR PRESIDENTE FUNDADOR DO MBC Conselheiro Nato: JORGE GERDAU JOHANNPETER – GERDAU S/A GOVERNO Casa Civil da Presidência da República Ministério."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google