A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Demonstração do Fluxo de Caixa

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Demonstração do Fluxo de Caixa"— Transcrição da apresentação:

1 Demonstração do Fluxo de Caixa
Integração Balanço Patrimonial É uma demonstração estática do Ativo, Passivo e do Patrimônio Líquido em determinada data. É como se fosse tirada uma fotografia da situação patrimonial. Não se observa por meio do balanço a evolução das contas, mas sim o saldo no início e o saldo final do período. Demonstração do Resultado do Exercício É uma demonstração dinâmica que informa os resultados das operações ocorridas ao longo de determinado período de tempo

2 Demonstração do Fluxo de Caixa
Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados A DLPAc é o instrumento de integração entre a DRE e o BP. Apenas uma parte do lucro é distribuída para os proprietários da empresa em forma de dividendos. A maior parcela, normalmente, é retida na empresa e reinvestida no negócio. Essa transação é evidenciada no DLPAc, antes de ser indicada no BP. Da DRE extrai-se o LL; Transporta-se para a DLPAc para ser efetuada a distribuição; O que fica retido é transportado para o BP, no grupo PL, havendo assim mais uma fonte de origem de recursos para ser aplicada no ativo.

3 Elaboração do Fluxo de Caixa
BP – 31/12/20x2 PASSIVO E PL 20x1 20x2 PL Capital Lucro Acum. 200 500 DRE – 20x2 (+) Receita (-) CMV (=) Lucro Bruto Despesa Impostos Lucro Líquido 700 BP – 31/12/20x1 PASSIVO E PL 20x0 20x1 PL Capital Lucro Acum. 200 DLPAc (+) Saldo 20x1 200 LL – 20x1 700 (=) Lucro dispon. 900 (-) Dividendos (400) Saldo 20x2 500

4 DFC - Modelo Indireto Demonstração do Resultado do Exercício – Ano 2
(+) Receita 3000 (–) CMV (1600) (=) Lucro Bruto 1400 Despesas vendas (300) Despesas administrativas (200) Despesas financeiras (400) Lucro Operacional 500 Imposto de renda Lucro Líquido 300 Balanço Patrimonial PASSIVO Ano 1 Ano 2 PL Capital Lucro Acum. 100 310 Demonstração de Lucros e Prejuízos Acumulados (+) Lucros acumulados final ano 1 100 Lucro Líquido exercício ano 2 300 (=) Subtotal 400 (–) Dividendos a serem pagos ano 3 (90) Lucros acumulados final ano 2 310

5 DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA – Modelo direto
DFC - Modelo Direto BALANÇO PATRIMONIAL Ativo Circulante Ano 1 Ano 2 Caixa 150 100 DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA – Modelo direto (+) Saldo no final do ano 1 150 ENTRADAS (a) Recebimento de duplicatas 2700 (b) Novos empréstimos bancários 200 2900 SAÍDAS (c) Pagamento de fornecedores (1450) (d) Despesas operacionais pagas (vendas, administrativas e financ.) (900) (e) Novos investimentos (200) (f) Amortização de financiamentos (400) (2950) (=) Saldo no final do ano 2 100

6 DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA – Modelo direto
DFC – Modelo Direto DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA – Modelo direto OPERAÇÕES (a) Receita recebida 2700 (c) Pagamento de fornecedores (1450) 1250 (d) Despesas operacionais pagas (vendas, administrativas e financ) (900) (=) Caixa gerado no negócio 350 FINANCIAMENTOS (b) Novos empréstimos bancários 200 (f) Amortização de financiamentos (400) (200) Caixa após financiamento 150 INVESTIMENTOS (e) Aquisição de novos investimentos Resultado de caixa no período (50)

7 Demonstração do Fluxo de Caixa
RECEBIMENTOS Vendas a vista Cobranças Descontos Dupl. Rec. Financeiras Aporte de Capital Empréstimos Outros PAGAMENTOS Fornecedores Pessoal Governo Desp. Financeiras Pgto. Dividendos Pgto.Empréstimo Outros FLUXO DE CAIXA CAIXA

8 Demonstração do Fluxo de Caixa Forma
Data Descritivo Entradas Saídas Saldo 31 jul. 1 ago. 5 ago. 8 ago. 10 ago. Total Saldo inicial Pagamento de empréstimo Recebimento de duplicata Recebimento por venda a vista Pagamento de salários 500 300 800 100 200 250 150 650 950 750

9 Plano de Contas Cada empresa deve ter um Plano de Contas apropriado
Um Plano de Contas deve conter somente as contas que serão movimentadas (no presente ou no futuro) Exemplos: Estoques (empresa Industrial / Comercial) – Conta: ICMS a Recolher IPI (empresa Industrial) - Conta: IPI a Recolher ISS (empresa de Serviços) - Conta : ISS a Recolher

10 Importância do Plano de Contas
Empresas: Tamanhos diferentes Ramos de atividade diferentes Sistemas de pagamento / recebimentos específicos Linguagens e Terminologias não necessariamente iguais Empresas distintas  Planos de Contas distintos Diversas pessoas trabalhando Objetivo  uma mesma cartilha, um mesmo idioma Padronização dos Registros Contábeis Uniformidade  (Processamento: Manual, Mecânico ou Eletrônico Característica geral: Numerado  Codificado de forma racional (código falante) O que deve conter: Elenco de Contas e grau de detalhes  volume e natureza do negócio Deve atender o interesse dos usuários (acionistas, gerentes, ...) Exemplo: Indústria metalúrgica  Estoques (Acabados, Elaboração, M.-Prima)Gastos com pessoal detalhados por depto. Pequena Loja  Estoques (mercadorias) Gastos com pessoal apresentados pelo total

11 Plano de Contas - Simplificado
1º Passo: 1. CONTAS CÓDIGO Ativo 1 Passivo 2 Patrimônio Líquido 3 Receitas e Deduções 4 Contas Dedutivas 5 Contas  Exemplos:

12 Plano de Contas - Simplificado
3. CONTAS DOS GRUPOS Ativo 1.1 Ativo Circulante Ativo Circulante – Caixa Ativo Circulante – Bancos Ativo Circulante – Duplicatas a Receber Passivo Passivo Circulante Fornecedores Impostos a Recolher ...


Carregar ppt "Demonstração do Fluxo de Caixa"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google