A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DARLY ANDREOLA E CARVALHO MARLENE BATISTA CARLOS ÁJLA NERY. TEORIA DA PROBLEMATIZAÇÃO GESTÃO. Trabalho apresentado no curso Formação de Docentes Etapa.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DARLY ANDREOLA E CARVALHO MARLENE BATISTA CARLOS ÁJLA NERY. TEORIA DA PROBLEMATIZAÇÃO GESTÃO. Trabalho apresentado no curso Formação de Docentes Etapa."— Transcrição da apresentação:

1 DARLY ANDREOLA E CARVALHO MARLENE BATISTA CARLOS ÁJLA NERY. TEORIA DA PROBLEMATIZAÇÃO GESTÃO. Trabalho apresentado no curso Formação de Docentes Etapa II promovido pela SEED, ministrado pelas professoras Ângela Lima e Adriana de Jesus. NRE WENCESLAU-BRAZ. JAGUARIAÍVA, 29 DE MAIO 2007.

2 Breve histórico. PPP (Projeto Político Pedagógico). O Colégio Estadual Rodrigues Alves – Ensino Fundamental e Médio, Normal e Profissional, foi criado pela lei nº de março de 1949, com a denominação de Ginásio Estadual de Jaguariaíva, na administração do governador Moisés Lupion. Em abril de1999, ao comemorar o Jubileu De ouro de sua fundação, o colégio Estadual Rodrigues Alves – Ensino Fundamental e Médio inaugurou; com a presença de autoridades e da comunidade Jaguariaívense, através de recursos viabilizados pela Fundepar e Proem, um anexo composto das instalações da nova Biblioteca, agora aberta a toda comunidade, Laboratório de informática e Portal de entrada. Em 2004 a secretaria de Estado da Educação, através de Decreto autorizou o funcionamento do Curso Formação de Docentes da Educação Infantil e Anos iniciais do Ensino Fundamental, nova nomenclatura para o antigo Magistério. Em 2005 com a resolução nº. 138/06, autorizou o funcionamento do Curso de Formação de Docentes da Educação Infantil e dos na Modalidade Normal a Nível Médio.

3

4 O Colégio Estadual Rodrigues Alves pode ser considerado uma escola com bons recursos entre eles pedagógicos é bem administrado financeiramente mas conta com estrutura física carente de reformas e adaptações para o bom atendimento da demanda atual. Necessita obviamente de reparos e manutenção constantes bem como ampliações e alterações como mais rampas e banheiros para cadeirantes afina melhores adequações físicas ; reforços no quadro de funcionários devido ao aumento de clientela. Menor rotatividade de professores para poder estabelecer vínculos de compromisso e coletividade. A escola situa-se em uma região predominantemente residencial, com poucos pontos comerciais ao seu redor, mas com graves problemas de fluxo de veículos e motos que oferecem riscos aos alunos. Como a escola é tradicional no Município e a grande maioria dos adolescentes e jovens querem estudar no Colégio recebe alunos de todas as partes ou pontos da cidade.

5

6 A escola possui no quadro de professores Q.P.M 41 professores; P.S.S 34 e demais convênios. Possui um total de_1.650 alunos No curso formação de Docentes o Colégio Estadual Rodrigues Alves possui no total de 9 turmas no período manhã funcionam 1º, 2º, 3º e 4º Integrados e no período noturno 1º, 2º, 3º, Subseqüentes de 2 anos e 3 anos e 2º e 4ª anos Integrados. Sendo a cidade um dos maiores pólos de florestas de PINUS ILLIOTES (Reflorestamento). Possui também várias parcerias com as principais empresas da cidade entre elas BRASPINE MADEIRAS LTDA.; ARAÚCO; NORSK SKOG E DEMAIS... PONTOS CHAVES. PROBLEMAS LEVANTADOS E POSSÍVEIS SOLUÇÕES DO CURSO FORMAÇÃO DE DOCENTES DO COLÉGIO ESTADUAL RODRIGUES ALVES DOS PROFESSORES Extraídos do PPP Falta de recurso didático pedagógico para os docentes e alunos Sério problema com alunos do SUBSEQUENTE – defasagem falta de pré-requisito ;

7 Falta espaço de horário para trocas entre os docentes (de materiais / oficinas etc.). (Trocas com a coordenação do curso Formação de Docentes); Descontinuidade nas capacitações (às vezes o professor que fora capacitado não continua com a turma devido política interna, não consegue ficar com as aulas ou outro. PROBLEMAS LEVANTADOS E POSSÍVEIS SOLUÇÕES DOS ALUNOS TURMA 1º NIA -VESPERTINO Professores que apelam por conteúdos desatualizados. R: Melhor compromisso do professor e melhor articulação com a prática escolar necessária. Conteúdos que de repente não suprem a carência do curso. R: Conteúdos necessários à base exigida para a docência prática; Quando o aluno tem necessidade de perguntar algo. R: Que o professor não seja grosseiro; Ter aulas mais interessantes. R Deveriam ser mais produtivas para não cair na rotina em relação aos estágios. R: Deveria só no 1 ano ter contra turno de estágio depois deveriam ser direto nas escolas, queremos mais prática direto com os alunos;

8 O horário do estágio em contra turno (período vespertino), é 13:00 horas. R: Deveria ser 13:30 é muito corrido não poderia ter muito gasto no magistério que a escola oferecesse alguma ajuda para o aluno que precisasse mais (carente); Muitas provas muita teoria. R: O curso deveria ser mais prático criar mais conhecimentos. TURMAS - 3ºAS e 4ºAS - Período Noturno. O uniforme dos alunos poderia ser diferente do atual. R: Somente o guardapó-branco seria o suficiente. Quanto ao uniforme. R: O uniforme deve ser obrigatório ter mais rigor no uso. Quanto ao momento de fazer o estágio de regência fica complicado. R: A classe poderia escolher a escola seria mais prático... R: As aulas poderiam ser mais práticas. Os alunos deveriam fazer um teste de seleção capacidade pois há alunos mal informados e mal educados para poder lidar com crianças... R: Informar melhor sobre o curso antes de ingressar; O aluno deve ser punido caso desrespeite o professor. R : Não ficar só no papel (ocorrência);

9

10 Melhor entrosamento entre as alunas às vezes há brigas na sala. R: Tentar solucionar logo, e o aluno deverá ser punido; Sala de estágio precária, isolada portões fechados, muito longe,(desmembrada) do corpo da escola. R: Fazer parte das instalações do prédio. Sala de Formação de Docentes Equipadas... E com bom material de apoio. R : É o que estamos esperando logo que a estrutura do curso melhore; Portaria não permite que o aluno saia do prédio antes das 10:30 h (estágio é em contra –turno). R: Liberar o aluno, pois ele tem direito de ir e vir dentro de um certo rigor de regimento interno; O aluno é barrado e ainda leva desaforo para casa do (inspetor de aluno). R: Exigimos respeito para conosco (rever atitudes); Melhoria ao quadro negro. R : Deveria ser arrumado ; Melhoria nos banheiros. R: Muito velhos é necessário inovar. Melhoria dos bebedouros. R: Trocar são enferrujados.

11

12 O chão está velho os taquinhos estão saindo descolados. R :Poderia ser arrumado causam transtornos e desconfortos. Carteiras. R:As carteiras poderiam ser proporcionais ao tamanho do aluno. Relação aluno / professor mais respeito. R : Se o professor tem direito ao respeito do aluno também exigimos o respeito deles. Quanto a merenda escolar : R: Poderia ser aumentada ao fazer pois existem muitos alunos que vêm para escola sem almoçar. Que além de acabar a merenda ficam mais de 30 alunos sem merenda é retirada a merenda e sem o mínimo respeito com os alunos respeito é bom em qualquer lugar. Os professores poderiam se comunicar mais os alunos não sabem o que acontece na escola. R : Melhorar a comunicação (recreio dos alunos e lanche dos professores) ou através de reuniões. quinzenais com a equipe ou nos conselhos de classe, etc.

13

14

15

16

17 TEORIZAÇÃO No que tange à defesa da dimensão pedagógica da gestão democrática, tem-se como referência o reconhecimento manifesto por Coutinho (2002, p. 17),relativamente à democracia ser entendida como um processo e não como um estado como alertara Lukàcs (220, p.2): o que tem valor universal é o processo de democratização que expressa, essencialmente, numa crescente socialização da política ou seja, o processo de democratização pressupõe crescente e contínua ampliação dos espaços de exercício coletivo de tomada de decisões substantivas. Considerar que a democratização assume dimensão humanizadora, pedagógica, particularmente importante em sociedades, cindidas em termos econômicos sociais de larga tradição autoritária, e inseridas, perifericamente, num regime de produção, cuja ideologia prega, por meio de todos os recursos e das diferentes formas tecnológicas de persuasão de massa centralidade da individualidade: O indivíduo como o único responsável por seu destino. O uso instrumental da gestão democrática da educação, difundido pelo discurso da autonomia e da gestão compartilhada da educação expressa aquilo que Coutinho (2002,p. 20) denomina de versão minimalista de democracia, ao se referir à compreensão de democracia formulada pelo economista, liberal Schumpeter, dado que seu reconhecimento minimalista da democracia está a serviço daconservação da ordem.

18 A dimensão pedagógica democrática da gestão da educação situa-se no âmbito da consideração do exercício democrático constituir parte essencial do processo de humanização promovido pelo trabalho educativo comprometido com os interesses de elevação material e cultural das massas. Busca evidenciar que a ampliação dos espaços de tomada de decisões substantivas em termos de educação, embora circunscrito aos limites da democracia sob a ordem capitalista, exige, ao mesmo tempo, a consideração do conteúdo democrático das decisões relativas á especificidade da educação e a forma participativa de tomada de tais decisões. Cabe destacar ao fato de o processo de transformação da sociedade, a realização da sociedade plenamente democrática, não se dará tão só pela via supra- estrutural, ideológica, muito embora componha essa grande luta pela superação da ordem capitalista. Fundado na desigualdade permeará todo e qualquer esforço no sentido de aprofundar o exercício democrático sabidamente relativo, dado que de determinado. O aprofundamento do exercício democrático significará, nessa sociedade, trabalhar na direção da igualdade no espaço da desigualdade, nas condições concretas da desigualdade.


Carregar ppt "DARLY ANDREOLA E CARVALHO MARLENE BATISTA CARLOS ÁJLA NERY. TEORIA DA PROBLEMATIZAÇÃO GESTÃO. Trabalho apresentado no curso Formação de Docentes Etapa."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google