A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DEMOCRACIA E JUSTIÇA SOCIAL GRUPO 4 Nome: Anderson Nº03 Bruna Nº09 1°F Jennifer Nº50 Monica N°54 Larissa Nº28 Mayara Nº35 30/10/2008 E.E. Dom José de Camargo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DEMOCRACIA E JUSTIÇA SOCIAL GRUPO 4 Nome: Anderson Nº03 Bruna Nº09 1°F Jennifer Nº50 Monica N°54 Larissa Nº28 Mayara Nº35 30/10/2008 E.E. Dom José de Camargo."— Transcrição da apresentação:

1 DEMOCRACIA E JUSTIÇA SOCIAL GRUPO 4 Nome: Anderson Nº03 Bruna Nº09 1°F Jennifer Nº50 Monica N°54 Larissa Nº28 Mayara Nº35 30/10/2008 E.E. Dom José de Camargo Barros

2 Como é a renda do brasileiro? A distribuição de renda no Brasil é 2ª pior do mundo, segundo Ipea A distribuição de renda no Brasil é 2ª pior do mundo, segundo Ipea Apesar dos avanços nos últimos anos em áreas como educação e combate à pobreza, o Brasil continua a ter uma das piores distribuições de renda do mundo, perdendo apenas para Serra Leoa, na África Apesar dos avanços nos últimos anos em áreas como educação e combate à pobreza, o Brasil continua a ter uma das piores distribuições de renda do mundo, perdendo apenas para Serra Leoa, na África Para avançar no combate à desigualdade, é preciso alcançar um nível de crescimento econômico e um modelo de desenvolvimento que viabilizem a inserção da população no mercado de trabalho, além das ações sociais. "Pode-se dizer que os maiores desafios das políticas públicas hoje são a geração de oportunidades de trabalho, a redução da informalidade e a melhoria da renda real do trabalhador. Para avançar no combate à desigualdade, é preciso alcançar um nível de crescimento econômico e um modelo de desenvolvimento que viabilizem a inserção da população no mercado de trabalho, além das ações sociais. "Pode-se dizer que os maiores desafios das políticas públicas hoje são a geração de oportunidades de trabalho, a redução da informalidade e a melhoria da renda real do trabalhador.

3 Como é o acesso ás necessidades básicas, ou seja, seu IDH? O Brasil possui uma taxa de coleta de esgoto de 75%, o que exclui cerca de 43 milhões do acesso ao saneamento básico. Em 1990, 71% da população tinha acesso à coleta de esgoto. Com esse percentual, o acesso ao saneamento básico no Brasil é pior que o do Paraguai (80%) --que está em 91º no ranking do IDH, contra o Brasil, em 69º. O avanço do Brasil no acesso à água deixou o país perto da meta de elevar o indicador de 90% para 91,5% --estabelecida pelos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (uma série de metas socioeconômicas que os países-membros da ONU se comprometeram a atingir até 2015). No entanto, o país está longe de atingir a meta de saneamento de 85,5%. Para isso o Brasil terá que intensificar o ritmo atual de expansão dos serviços e ampliar a cobertura de esgoto em 14% até O Brasil possui uma taxa de coleta de esgoto de 75%, o que exclui cerca de 43 milhões do acesso ao saneamento básico. Em 1990, 71% da população tinha acesso à coleta de esgoto. Com esse percentual, o acesso ao saneamento básico no Brasil é pior que o do Paraguai (80%) --que está em 91º no ranking do IDH, contra o Brasil, em 69º. O avanço do Brasil no acesso à água deixou o país perto da meta de elevar o indicador de 90% para 91,5% --estabelecida pelos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (uma série de metas socioeconômicas que os países-membros da ONU se comprometeram a atingir até 2015). No entanto, o país está longe de atingir a meta de saneamento de 85,5%. Para isso o Brasil terá que intensificar o ritmo atual de expansão dos serviços e ampliar a cobertura de esgoto em 14% até 2015.

4 O que é Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento? PNUD( Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) é o programa que estabelece o que o mundo está precisando para se tornar desenvolvido, ou seja, é uma forma de saber o que precisa melhorar na vida da população, seja na educação, saúde, saneamento básico, alerta pra a escassez da água e pelas mortes, entre outros.

5 Por que a maioria das pessoas pobres parece aceitar como natural a pobreza? Porque muitas vezes elas não precisam pagar certos impostos e certas contas.Isso faz com que elas ficarem despreocupadas com obrigações.Fazendo com que elas não se esforcem para sair da pobreza, não sabendo elas que elas tendo uma vida com maior prosperidade financeira as ajudaria muito, principalmente com a saúde, educação, segurança, entre outras coisas. Que sempre reclamam por não ter uma boa saúde, por exemplo, mas não procura um emprego para pagar um bom médico, e dizem que ninguém dá emprego para pobre, mas não se qualificam, sabendo da exigência do mercado, na verdade elas querem tudo de mão- beijada. Porque muitas vezes elas não precisam pagar certos impostos e certas contas.Isso faz com que elas ficarem despreocupadas com obrigações.Fazendo com que elas não se esforcem para sair da pobreza, não sabendo elas que elas tendo uma vida com maior prosperidade financeira as ajudaria muito, principalmente com a saúde, educação, segurança, entre outras coisas. Que sempre reclamam por não ter uma boa saúde, por exemplo, mas não procura um emprego para pagar um bom médico, e dizem que ninguém dá emprego para pobre, mas não se qualificam, sabendo da exigência do mercado, na verdade elas querem tudo de mão- beijada.

6 O que é ideologia? Ideologia no pensamento Marxista (materialismo dialético) é um conjunto de proposições elaborado, na sociedade burguesa, com a finalidade de fazer aparentar os interesses da classe dominante com o interesse coletivo, construindo uma hegemonia daquela classe. A manutenção da ordem social requer dessa maneira menor uso da violência através de força explícita. Assim a ideologia torna-se um dos instrumentos da reprodução do status quo e da própria sociedade. Ideologia no pensamento Marxista (materialismo dialético) é um conjunto de proposições elaborado, na sociedade burguesa, com a finalidade de fazer aparentar os interesses da classe dominante com o interesse coletivo, construindo uma hegemonia daquela classe. A manutenção da ordem social requer dessa maneira menor uso da violência através de força explícita. Assim a ideologia torna-se um dos instrumentos da reprodução do status quo e da própria sociedade. O método precípuo da ideologia é a utilização do discurso lacunar (Althusser). Nesse, uma série de proposições, nunca falsas, sugere uma série de outras, que o são. Desse modo, a essência do discurso lacunar é o não dito (porém sugerido). O método precípuo da ideologia é a utilização do discurso lacunar (Althusser). Nesse, uma série de proposições, nunca falsas, sugere uma série de outras, que o são. Desse modo, a essência do discurso lacunar é o não dito (porém sugerido).

7 Quais as formas de ideologia? Socialdemocracia é a forma ideológica correspondente ao estágio de desenvolvimento predominantemente intensivo. Sua base material é o nível de reprodução da força de trabalho consideravelmente mais elevado que no estágio extensivo, necessário ao estágio de desenvolvimento intensivo e assegurado pelo Estado de bem-estar. Socialdemocracia é a forma ideológica correspondente ao estágio de desenvolvimento predominantemente intensivo. Sua base material é o nível de reprodução da força de trabalho consideravelmente mais elevado que no estágio extensivo, necessário ao estágio de desenvolvimento intensivo e assegurado pelo Estado de bem-estar. Liberalismo era a forma ideológica precípua no primeiro estágio, predominantemente extensivo, do capitalismo caracterizado por elevados ritmos de expansão da produção. Liberalismo era a forma ideológica precípua no primeiro estágio, predominantemente extensivo, do capitalismo caracterizado por elevados ritmos de expansão da produção.

8 Qual a ideologia vigente no Brasil? No século XX, consolidada a república, houve uma tomada de consciência nacionalista, entendendo-se pelo termo tanto o alcance nacional dos programas políticos como a defesa contra a dominação e a imposição de valores estrangeiros. A atividade política nos centros urbanos do país já industrializado viu-se profundamente influenciada pelas idéias anarquistas e comunistas dos imigrantes europeus, enquanto que nas regiões rurais predominava ainda o autoritarismo próprio da estrutura social arcaica herdada incólume da colônia. No século XX, consolidada a república, houve uma tomada de consciência nacionalista, entendendo-se pelo termo tanto o alcance nacional dos programas políticos como a defesa contra a dominação e a imposição de valores estrangeiros. A atividade política nos centros urbanos do país já industrializado viu-se profundamente influenciada pelas idéias anarquistas e comunistas dos imigrantes europeus, enquanto que nas regiões rurais predominava ainda o autoritarismo próprio da estrutura social arcaica herdada incólume da colônia. A intermitente interferência das instituições armadas na vida política brasileira desde a proclamação da república contribuiu com elementos ideológicos importantes para a formação de uma consciência nacional pró- militarista e conservadora e de sua contrapartida democrática e progressista. A intermitente interferência das instituições armadas na vida política brasileira desde a proclamação da república contribuiu com elementos ideológicos importantes para a formação de uma consciência nacional pró- militarista e conservadora e de sua contrapartida democrática e progressista.

9 Conclusão Muitos tem pouco, outros tem demais, uns esbanjam saúde, outros estão morrendo, uns querem muito dinheiro, outros só querem um pedaço de pão, uns não estão satisfeitos com o que têm, outros não tem nem com o que ficar satisfeitos.Infelizmente neste mundo é assim a desigualdade social fazem uns ter demais e outras não ter nada. Precisamos com democracia e com justiça para de dar demais para alguns, para dar para aqueles que não tem nada! Muitos tem pouco, outros tem demais, uns esbanjam saúde, outros estão morrendo, uns querem muito dinheiro, outros só querem um pedaço de pão, uns não estão satisfeitos com o que têm, outros não tem nem com o que ficar satisfeitos.Infelizmente neste mundo é assim a desigualdade social fazem uns ter demais e outras não ter nada. Precisamos com democracia e com justiça para de dar demais para alguns, para dar para aqueles que não tem nada!

10 Bibliografia Disponível em: Acesso em: 29 out Disponível em: Acesso em: 29 out Disponível em:. Acesso em: 29 out Disponível em:. Acesso em: 29 out Disponível em:. Acesso em 29 out Disponível em:. Acesso em 29 out. 2008


Carregar ppt "DEMOCRACIA E JUSTIÇA SOCIAL GRUPO 4 Nome: Anderson Nº03 Bruna Nº09 1°F Jennifer Nº50 Monica N°54 Larissa Nº28 Mayara Nº35 30/10/2008 E.E. Dom José de Camargo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google