A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Roberto Crema Elogio ao Jardineiro E. M. de Ensino Fundamental Nabor Moura de Azevedo Ano letivo - 2008 Refletir é o começo de mudança interna.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Roberto Crema Elogio ao Jardineiro E. M. de Ensino Fundamental Nabor Moura de Azevedo Ano letivo - 2008 Refletir é o começo de mudança interna."— Transcrição da apresentação:

1 Roberto Crema Elogio ao Jardineiro E. M. de Ensino Fundamental Nabor Moura de Azevedo Ano letivo Refletir é o começo de mudança interna

2 O jardineiro é a melhor metáfora para designar a excelência do educador e do terapeuta.

3 O bom jardineiro prepara um solo fértil, com os nutrientes necessários - nem de mais, nem de menos -, extermina as pragas e poda, com o discernimento que cada planta requer, observando as estações e centrado na singularidade do organismo vegetal.

4 Sobretudo, o bom jardineiro é o amante da planta. Jamais será tão tolo a ponto de querer doutriná-la com suas teorias e ideais, aceitando e admirando a beleza da biodiversidade

5 O bom jardineiro sabe que a planta só necessita de um solo fecundo, crescendo por si mesma, já que é dotada de um tropismo para ser o que é, buscando o que necessita no solo e direcionando-se para a luz do sol

6 . O que seria de um jasmim se forçado a ser como uma rosa?

7 Aqui, tocamos o coração da tragédia de um modelo educacional distorcido e esclerosado, a serviço da normóse que, infelizmente, é ainda dominante:

8 a criança é forçada a ser o que não é, por meio do fórceps de um currículo estreito e rígido e do instrumento torturante da comparação.

9 Comparar uma criança com outra ainda será considerado um crime, num futuro breve e mais saudável. Essa é a gênese da perversão e da corrupção.

10 Para conseguir aprovação, o estudante é obrigado a jogar sua diferença e sua originalidade na lata do lixo, vendendo-se por notas. Mais tarde, poderá se vender por outras notas...

11 É desolador ter que reconhecer que, na horta de um horticultor qualquer, um pé de alface é muito mais bem tratado do que nossas crianças estão sendo, nesse simulacro de escola

12 O que pensaríamos de um horticultor que exigisse, de todas as suas diversas hortaliças, o mesmo desempenho, o mesmo resultado?

13 Cada aprendiz necessita ser respeitado na sua alteridade e no seu estilo próprio de aprender a aprender

14 Numa escola saudável, o educador centra-se no aprendiz - e não num programa rígido, massificador e castrador do brilho e da originalidade que emanam de cada pessoa.

15 Utopia!", esbravejarão alguns. Permito-me lembrar-lhes, então, que utopia não é o irrealizável; é tão-somente o ainda não realizado, aquilo para o qual ainda não existe espaço

16 É tempo de educar educadores

17 É tempo de ousar resgatar o espaço sagrado onde o aprendiz possa orientar seu coração para aprender, sobretudo, a ser plenamente o que ele é.

18 É tempo de conspirar por uma educação não-normótica, centrada na totalidade. É tempo de reconstruir o templo da inteireza.

19 Uma fala antiga que aponta para a essência do que é educar: Confúcio (2.600 a.C.)

20 Aos quinze anos orientei o meu coração para aprender. Aos trinta, plantei meus pés firmemente no chão. Aos quarenta, não mais sofria de perplexidade. Aos cinqüenta, sabia quais eram os preceitos do céu. Aos sessenta, eu os ouvia com ouvido dócil. Aos setenta, eu podia seguir as indicações do meu próprio coração, pois o que eu desejava não mais excedia as fronteiras da Justiça".

21 Só a rede do amor pode fazer frente à rede do terror.

22 Podemos juntar nossas mentes e corações, dando-nos as mãos, numa corrente de fraternidade, de confiança e de prece, para que a flor possa brotar da dor, para que possamos renascer deste calvário coletivo, para que não tarde a Luz no final dos escombros.

23 É tempo de dar as mãos e juntos fazer acontecer, transformando a nossa escola em um centro de convivência, de relacionamento e acima de tudo revolucionar o fazer pedagógico. Aquele capaz de fazer o outro aprender a aprender. Texto: Roberto Crema Formatação: Nilva Michelon


Carregar ppt "Roberto Crema Elogio ao Jardineiro E. M. de Ensino Fundamental Nabor Moura de Azevedo Ano letivo - 2008 Refletir é o começo de mudança interna."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google