A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Banco De Leite Humano Banco De Leite Humano Hospital Universitário.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Banco De Leite Humano Banco De Leite Humano Hospital Universitário."— Transcrição da apresentação:

1 Banco De Leite Humano Banco De Leite Humano Hospital Universitário

2 O Leite Humano... É muito importante para todos ps recém- nascidos. Ele alimenta e protege ao bebê. Mas há mães que não podem amamentar. Para estas situações, foram criados os bancos de leite que recebem, pasteurizam e distribuem para as crianças que necessitam.

3 Com O Tempo... A política pública de saúde, voltada para o incentivo à amamentação tem, ao longo das últimas décadas, fortalecido a importância dos bancos de leite humano (BLH). O primeiro Banco de Leite Humano do Brasil foi implantado em outubro de O seu principal objetivo era coletar e distribuir leite humano visando atender os casos considerados especiais, a exemplo da prematuridade, perturbações nutricionais e alergias a proteínas heterólogas. Depois de varias transformações e implementações os BLH passaram a assumir um novo papel no cenário da saúde pública brasileira, transformandose em elementos estratégicos para as ações de promoção, proteção e apoio à amamentação.

4 O Que é o BLH? É um centro especializado, responsável pela promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno e execução de atividades de coleta do excedente da produção lática de nutrizes; também responsável pelo processamento e controle de qualidade do leite humano ordenhado, posterior distribuição, sob prescrição de médicos ou nutricionistas. Deve estar obrigatoriamente vinculado a um hospital materno e/ou infantil. É uma instituição sem fins lucrativos, sendo vedada a comercialização dos produtos sob sua responsabilidade.

5 Objetivos... Promover aleitamento materno. Mostrar às mães como é possível manter o aleitamento materno, Mesmo estando separadas de seus filhos. Orientar as nutrizes como doarem o leite excedente para o banco de leite. Auxiliar a ordenha do leite materno. Garantir o leite materno. Envolver profissionais da área de saúde para refletirem sobre os benefícios do aleitamento natural.

6 Ações... São promoção e o incentivo ao aleitamento materno, à doação do leite materno, informando do quanto é importante e fundamental para a criança nos primeiros meses de vida, dando as informações necessárias e corretas, por exemplo de como fazer a coleta, os cuidado que tem que ser tomados para manter o leite seguro. O banco de leite humano do hospital universitario, é articulada/integrada com o alojamento conjunto e na maternidade durante o prenatal feitos no hospital.

7 Doadoras... Algumas mulheres quando estão amamentando produzem um volume de leite além da necessidade do bebê, o que possibilita que sejam doadoras de um Banco de Leite Humano. De acordo com a legislação que regulamenta o funcionamento dos Bancos de Leite no Brasil, a doadora, além de apresentar excesso de leite, deve ser saudável, não usar medicamentos que impeçam a doação e se dispor a ordenhar e a doar o excedente.

8 Instruções para a Doação... Para armazenar o leite, utilize um frasco de vidro com tampa de plástico. Ferva os vidros e tampas por 15 minutos. Deixe-os escorrer em pano limpo até secar. Feche os vidros sem tocar a parte interna da tampa. Lave mãos até o cotovelo com abundante agua e sabão. Lave o peito apenas com água antes de iniciar a coleta. Seque as mãos e a mama com uma toalha limpa. Reserve um lugar limpo e tranquilo para retirar o leito. Retire o leite depois da mamada ou quando as mamas estiverem muito cheias. Evite conversas durante a retirada do leite.

9 Como Armazenar Leite... Na geladeira por 24 horas. No freezer ou congelador por 15 dias. Antes de completar 15 dias do início da coleta, a doadora deve entrar em contato com o banco de leite. O leite é recolhido por uma funcionária do BLH. Também pode ser entregue diretamente ao banco de leite, transportando em um recipiente de isopor. Todo leite coletado e doado é pasteurizado e posteriormente é feito um controle de qualidade. Após o qual é oferecido às crianças prematuras e/ou doentes internadas.

10 Seleção e Classificação do leite: Embalagem: O tipo de embalagem utilizado deverá estar em conformidade com os padrões estabelecidos. A embalagem deve estar íntegra e apresentar vedamento perfeito. A verificação é realizada no momento da recepção, pelo BLH. São descartadas as embalagens que contenham algum dano à sua superfície ou alteração, do tipo quebras, rachaduras etc. Deve ter rotulagem. Determinação da Cor: Os padrões de referência para a cor do leite humano se destinam a auxiliar os analistas a chegar à concordância na detecção de uma alteração específica da coloração. Verificação de Sujidades: é verificada no momento do re- envase do leite, previamente à sua pasteurização. São considerados exemplos de sujidades comumente encontradas no leite humano: pêlos, cabelo, restos de outros alimentos, fragmento de unha, insetos, pedaços de papel, vidro etc. Todo frasco que se encontrou com sujidade deverá ser descartado.

11 Determinação da Acidez Titulável: também serve como parâmetro classificatório para o leite humano. Embora os valores considerados aceitáveis oscilem entre 1,0 e 8,0oD, a biodisponibilidade de cálcio e fósforo e a osmolaridade do produto variam de forma inversa à acidez. Período de lactação: O leite humano deverá ser classificado, em colostro (1ª semana pós-parto), leite humano de transição (7º e o 14º dia após o parto) e leite humano maduro. Para determinar a classificação, deverá ser considerada a informação prestada pela paciente em seu Cadastro de Doadora, levando em consideração a idade gestacional no momento do parto e a idade da lactação em dias em que o leite foi coletado. Determinação do Crematócrito: A determinação do crematócrito serve como parâmetro classificatório ao fornecer o aporte calórico- energético do produto, que por meio dessas informações o leite é classificado como hipercalorica >75, hipocalorica 75~60 ou normocalorica <60. O Descarte: Os produtos que não preencherem as especificações determinadas dentro dos parâmetros de seleção e classificação deverão ser descartados como lixo. Uma vez concluídas a seleção e a classificação, o Banco de Leite poderá optar em estocar o produto, ainda cru, para futuro processamento ou iniciar imediatamente o processamento e controle de qualidade.

12 Distribuição... Seleção: Serão selecionados como receptores lactentes que apresentem uma ou mais das indicações que se seguem: –Recém-nato prematuro e/ou de baixo peso que não estão com reflexo de sucção satisfatório; –Recém-nato com algum tipo de doença infecciosa, preferencialmente êntero-infecções; –Lactentes portadores de deficiências imunológicas; –Lactentes portadores de patologias do trato gastrintestinal; –Casos excepcionais, não contemplados pelos itens anteriores, mediante justificativa médica; Acompanhamento: O acompanhamento das crianças alimentadas com o leite humano fornecido pelos Bancos de Leite caberá à unidade solicitante, com a co-responsabilidade médica do Banco de Leite Humano. Controle: O paciente submetido à nutrição com leite materno deve ser controlado quanto à eficácia do tratamento, efeitos adversos e alterações clínicas que possam indicar modificações da terapêutica.


Carregar ppt "Banco De Leite Humano Banco De Leite Humano Hospital Universitário."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google