A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

09/03/10 20:13 Claudio de Oliveira – 1/21.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "09/03/10 20:13 Claudio de Oliveira – 1/21."— Transcrição da apresentação:

1 09/03/10 20:13 Claudio de Oliveira – 1/21

2 09/03/10 20:13 Claudio de Oliveira – 2/21 Estrutura do Sistema Operacional

3 09/03/10 20:13 Claudio de Oliveira – 3/21 Funções do Núcleo Tratamento de interrupções e exceções; Criação e eliminação de processos e threads; Sincronização e comunicação entre processos e threads; Escalonamento e controle dos processos e threads; Gerência de memória; Gerência do sistema de arquivos; Gerência de dispositivos de E/S; Suporte a redes locais e distribuídos; Contabilização do uso do sistema; Auditoria e segurança do sistema;

4 09/03/10 20:13 Claudio de Oliveira – 4/21 Modos de acesso ao Núcleo do Sistema Operacional Modo usuário: Uma aplicação só pode executar instruções conhecidas como não-previlegiadas, tendo acesso a um número reduzido de instruções; Modo kernel: A aplicação pode ter acesso ao conjunto total de instruções do processador; (instruções privilegiadas)

5 09/03/10 20:13 Claudio de Oliveira – 5/21 Rotinas do Sistema Operacional e System Calls As rotinas do sistema operacional compõem o núcleo do sistema, oferecendo serviços aos usuários e suas aplicações. Todas as funções do núcleo são implementadas por rotinas do sistema que necessariamente possuem em seu código instruções privilegiadas. Essas rotinas são executadas em modo Kernel e é realizada pelo mecanismo conhecido como system call.

6 09/03/10 20:13 Claudio de Oliveira – 6/21 System Call

7 09/03/10 20:13 Claudio de Oliveira – 7/21 Chamada a rotinas do Sistema Operacional As rotinas do sistema e o mecanismo de system call podem ser entendidas como uma porta de entrada para o núcleo do sistema operacional e a seus serviços. Sempre que uma aplicação desejar algum serviço do sistema, deve ser realizada uma chamada a uma de suas rotinas através de uma system call.

8 09/03/10 20:13 Claudio de Oliveira – 8/21 Chamada a uma Rotina do Sistema 4/3

9 09/03/10 20:13 Claudio de Oliveira – 9/21 Funções das systema call FunçõesSystem Calls Gerência de processos e threads Criação e eliminação de processos e threads Alteração das características de processos e threads Sincronização e comunicação entre processos e threads Obteção de informações sobre processos e threads Gerência de memória Alocação e desalocação de memória Gerência do sistema de arquivos Criação e eliminação de arquivos e diretórios Alteração das características de arquivos e diretórios Abrir e fechar arquivos Leitura e gravação em arquivos Obtenção de informações sobre arquivos e diretórios Gerência de dispositivos Alocação e desalocação de dispositivos Operações de entrada/saída em dispositivos Obtenção de informações sobre dispositivos

10 09/03/10 20:13 Claudio de Oliveira – 10/21 Linguagem de Comandos Ou linguagem de controle, permite que o usuário se comunique de uma forma simples com o sistema operacional. ComandoDescrição dirLista o conteúdo de um diretório cdAltera o diretório default typeExibe o conteúdo de um arquivo delElimina arquivos mkdirCria um diretório verMostra a versão do Windows

11 09/03/10 20:13 Claudio de Oliveira – 11/21 Ativação/Desativação do Sistema Boot Loader (ROM) POST (Power-On Self Test) Dispositivo com Sistema Operacional) Setor de Boot do disco com o SO Desativação ou Shutdown

12 09/03/10 20:13 Claudio de Oliveira – 12/21 Arquitetura do Núcleo É a maneira como o código do sistema é organizado e o inter-relacionamento entre seus diversos componentes. Arquitetura monolítica, arquitetura de camadas, máquina virtual e arquitetura microkernel.

13 09/03/10 20:13 Claudio de Oliveira – 13/21 Arquitetura Monolítica Pode ser comparada com uma aplicação formada por vários módulos que são compilados separadamente e depois linkados.

14 09/03/10 20:13 Claudio de Oliveira – 14/21 Arquitetura Monolítica 4/4

15 09/03/10 20:13 Claudio de Oliveira – 15/21 Arquitetura em Camadas O sistema é dividido em níveis sobrepostos. Cada camada oferece um conjunto de funções que podem ser utilizadas apenas pelas camadas superiores.

16 09/03/10 20:13 Claudio de Oliveira – 16/21 Arquitetura em Camadas do OpenVMS 4/5

17 09/03/10 20:13 Claudio de Oliveira – 17/21 Máquina Virtual Um sistema computacional é formado por níveis, onde a camada de nível mais baixo é hardware. Acima da camada de hardware encontramos o S.O. O modelo de máquina virtual (VM), cria um nível intermediário entre o hardware e o sistema operacional, denominado gerência de máquinas virtuais. Este nível cria diversas máquinas virtuais independentes, onde cada uma oferece uma cópia virtual do hardware, permitindo a execução de vários S.O.

18 09/03/10 20:13 Claudio de Oliveira – 18/21 Máquina Virtual 4/6

19 09/03/10 20:13 Claudio de Oliveira – 19/21 Arquitetura Microkernel Os serviços do sistema são disponibilizados através de processos, onde cada um é responsável por oferecer um conjunto específico de funções, como gerência de arquivos, gerência de processos, gerência de memória e escalonamento. Utiliza o conceito de cliente servidor.

20 09/03/10 20:13 Claudio de Oliveira – 20/21 Arquitetura Microkernel 4/8

21 09/03/10 20:13 Claudio de Oliveira – 21/21 Comandos disponíveis em linguagens de controle de sistemas operacionais MsDos Shell - Linux


Carregar ppt "09/03/10 20:13 Claudio de Oliveira – 1/21."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google