A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Curso de Android Fevereiro de 2011 Cristiano Expedito Ribeiro Fabrício Firmino de Faria.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Curso de Android Fevereiro de 2011 Cristiano Expedito Ribeiro Fabrício Firmino de Faria."— Transcrição da apresentação:

1 Curso de Android Fevereiro de 2011 Cristiano Expedito Ribeiro Fabrício Firmino de Faria

2 Agenda das próximas aulas [excluir] Intent filter BroadcastReceiver, Threads, Services e Notification AlarmManager e Handler Banco de Dados e ContentProvider Mapas e GPS Sockets e Web Services Projeto 2

3 Agenda da Aula 2 Intent filter Aplicações em segundo plano BroadcastReceiver Threads e Services Notification AlarmManager Handler Persistência Arquivos e preferências Banco de Dados SQLite ContentProvider Mapas e GPS 3

4 Intent Filter Criação de filtros que determinam quais Intents devem ser executadas para cada mensagem

5 IntentFilter - Exercício 17 Volte ao projeto LayoutSamples Abra o AndroidManifest.xml Remova o elemento e salve Tente rodar a aplicação pelo eclipse Tente rodar a aplicação pelo menu do emulador Desfaça a remoção (Ctrl+Z) Remove o elemento e salve Tente rodar a aplicação Desfaça a remoção (Ctrl+Z) Tente rodar a aplicação. Apenas com os dois elementos que a aplicação rodará normalmente. 5

6 Ações de Intent úteis Lembra das ações nativas do Android? 6 ActionURI - chamar Uri.parse(uri)Descrição ACTION_VIEW browser na página ACTION_VIEW ACTION_EDIT content://com.android.contacts/contacts/1 Mostra ou edita o contato solicitado ACTION_VIEW geo:0,0?q=Presidente+Vargas,Rio+de+Ja neiro Busca no Google Maps ACTION_CALL ACTION_DIAL tel: Liga ou apenas disca para o número ACTION_INSERT content://com.android.contacts/contacts Abre activity padrão para inserir contatos ACTION_PICKContactsContract.Contacts.CONTENT_URI Abre lista de contatos do celular ACTION_SET_WALLPAPER - Abre lista para escolha de papéis de parede

7 Ações de Intent – Exercício 18 Crie um novo projeto chamado IntentFilterTest Experimente chamar activities usando a tabela anterior Exemplo: Uri uri = Uri.parse("content://com.android.contacts/contacts"); Intent intent = new Intent(Intent.ACTION_INSERT, uri); startActivity(intent); intent = new Intent(Intent.ACTION_SET_WALLPAPER); startActivity(intent); Experimente também: Intent intent = new Intent(Intent.ACTION_WEB_SEARCH); intent.putExtra(SearchManager.QUERY, "Maria"); startActivity(intent); Sim, você pode passar parâmetros via Intent, dependendo de qual ação está sendo executada! 7

8 Ações de Intent – Exercício 18 ACTION_CALL não irá funcionar pois é necessário pedir permissão através do AndroidManifest.xml Adicione esta permissão e tente novamente Outras permissões úteis android.permission.READ_CONTACTS android.permission.VIBRATE android.permission.INTERNET android.permission.BATTERY_STATS android.permission.BLUETOOTH android.permission.CAMERA android.permission.REBOOT android.permission.SEND_SMS Além disso, para usar o Google Maps é necessário rodar o emulador com Google Maps. 8

9 Categorias e parâmetros para Intent Algumas vezes Ação e URI não são suficientes É possível adicionar tantas categorias e parâmetros extras quanto forem necessários, além de outros dados: Os métodos setData() e setType() são antagônicos, ou seja, chamar um deles implica em limpar o outro. 9 Método da IntentDescrição addCategory(String)Adiciona mais uma categoria à Intent putExtra(String,...)Adiciona um parâmetro à Intent setData(Uri)Define o Uri. Equivalente ao parâmetro URI do construtor setType(String)Define o tipo MIME: text/plain, image/jpeg, etc setFlags(int) addFlags(int) Define os flags da Intent. Um flag útil é o FLAG_ACTIVITY_NEW_TASK, que faz a activity iniciar numa nova tarefa setAction(String)Define a ação desta intent. Note que, diferentemente de categorias e extras, apenas uma ação pode ser definida por intent.

10 Substituindo ações nativas Tecla Home Tecla discar (call) Intent.ACTION_SEARCH Intent.ACTION_WEB_SEARCH 10

11 Ações nativas - Exercícios 19 e 20 Exercício 19 Crie um projeto IntentFilterNativeSubst Modifique o manifest e rode a aplicação para cada exemplo do slide anterior Exercício 20 Após o último exemplo (web search) edite o projeto IntentFilterTest para chamar web search: intent = new Intent(Intent.ACTION_WEB_SEARCH); intent.putExtra(SearchManager.QUERY, "Maria"); startActivity(intent); Execute IntentFilterTest Veja que o emulador irá perguntar qual aplicação executar 11

12 Ações e categorias próprias e filtragem Para criar as próprias ações e categorias, faça: Configurá-las no manifest usando Criar a Intent e executá-la Isto pode ser feito na mesma aplicação ou não Filtragem Ao executar uma Intent, uma activity só rodará caso seu intent-filter satisfaça a ação e todas as categorais definidas na Intent. Exemplos: Considere intent-filter: ACAO1, CATEG1, CATEG2 1.Intent: ACAO1, CATEG1 Executa 2.Intent: ACAO1, CATEG1, CATEG2 Executa 3.Intent: ACAO1, CATEG3 Não executa! 12

13 Ações próprias e filtragem – Exercício 21 No manifest de IntentFilterNativeSubst Dê play na aplicação IntentFilterNativeSubst para instalá-la, note que nada rodará na tela, pois não há MAIN e LAUNCHER Em IntentFilterTest intent = new Intent("com.example.intentfilter.nativesubst.ACTION"); intent.addCategory("com.example.intentfilter.nativesubst.CATEG1"); intent.addCategory("com.example.intentfilter.nativesubst.CATEG2"); startActivity(intent); Rode IntentFilterTest e IntentFilterNativeSubst rodará Remova CATEG2 do manifest e repita a operação... 13

14 Intent filter e permissões Caso um não seja definido para uma activity apenas a própria aplicação poderá iniciá-la Mas é possível exportá-la... Mesmo assim, é necessário que a aplicação que queira iniciá-la use Intent.setComponentName() ou setClassName() e conheça o nome da classe completo Exemplo: com.example.application.ActivityName O uso de no manifest exporta a activity automaticamente Usar setClassName() ou setComponentName() para iniciar uma activity não exportada lançará uma SecurityException 14

15 Intent filter e permissões É possível criar sua própria permissão Se uma aplicação diferente quiser acessar esta activity será necessário usar um elemento para a permissão definida pela aplicação 15

16 BroadcastReceiver Chamado pelo Android para reagir a mensagens broadcast Usado para executar tarefas rápidas em segundo plano Não interromper o usuário por meio de activities Use notificações! (Serão explicadas em breve) O que são mensagens broadcasts? São mensagens enviadas pelo Android quando ocorre algum evento do sistema ou de uma aplicação Interceptada pelos BroadcastReceivers apropriados Definido pelos 16

17 Tipos de broadcast Ordered ou Síncrono Os receivers são executados em sequência e a falha de um interrompe o processamento dos demais Não está no escopo deste curso Normal ou Assíncrono Todos os receivers executam simultaneamente em paralelo e de forma independente Método para disparar: Context.sendBroadcast(Intent) 17 Evento Mensagem BroadcastReceiver1 BroadcastReceiverN...

18 Configurando um receiver É necessário adicionar o elemento dentro de no AndroidManifest.xml Implementar uma classe filha de BroadcastReceiver com o callback onReceive(Context, Intent) public class NomeReceiver extends BroadcastReceiver public void onReceive(Context context, Intent intent) { //... } Atenção: onReceive deve retornar em menos de 10 s. 18

19 Disparando mensagens broadcast Criar uma Intent com a mensagem Enviar via Context.sendBroadcast(Intent) Context é uma classe base de activity, logo o método pode ser chamado diretamente Intent intent = new Intent("com.example.broadcastreceiver.ACTION"); sendBroadcast(intent); 19

20 Broadcast Receiver – Exercício 22 Crie um projeto chamado ReceiverTest Crie um broadcast conforme slide anterior Dentro do método onReceive escreva algo no log Edite o projeto IntentFilterTest para enviar o broadcast 20

21 Mensagens broadcast do sistema Mensagens broadcast enviadas apenas pelo sistema Não podem ser enviadas pelo método sendBroadcast() * Requer permissão android.permission. RECEIVE_BOOT_COMPLETED ** Não podem ser usados com serão mostrados em breve 21 android.intent.actionCondição de envio (pelo sistema) WALLPAPER_CHANGED Papel de parece alterado BOOT_COMPLETED* Sistema concluiu o bootstrap ACTION_SHUTDOWN Sistema está desligando (antes de desligar o aparelho) BATTERY_CHANGED** Estado de carga da bateria mudou BATTERY_LOW Estado de carga da bateria baixo BATTERY_OKAY Estado de carga da bateria voltou a níveis normais ACTION_POWER_CONNECTED Carregador conectado ACTION_POWER_DISCONNECTED Carregador desconectado

22 Mensagens broadcast do sistema ** Não podem ser usados com serão mostrados em breve 22 android.intent.action.*Condição de envio (pelo sistema) TIME_SET Data e/ou hora do sistema foram alterados TIMEZONE_CHANGED Fuso horário foi modificado TIME_TICK** Hora do sistema mudou normalmente (enviado a cada minuto) SCREEN_ON Tela do dispositivo acendeu (estava inativa, mas usuário ativou) SCREEN_OFF Tela do dispositivo apagou (normal para economizar bateria) PACKAGE_ADDED Uma nova aplicação foi instalada no dispositivo PACKAGE_REMOVED Uma aplicação foi removida do dispositivo PACKAGE_REPLACED Uma aplicação foi substituída. Normalmente por upgrade de versão. PACKAGE_RESTARTED Uma aplicação foi reiniciada, tendo seus processados terminados. PACKAGE_DATA_CLEARED Dados de uma aplicação foram apagados. Enviado após PACKAGE_RESTARTED

23 Broadcast de sistema – Exercício 23 Adicione mais um receiver no projeto ReceiverTest Adicione o seguinte no callback onReceive() Log.i(this.getClass().getCanonicalName(), intent.getAction()); Instale a aplicaçao Tenta mudar o papel de parede no emulador Menu > Wallpaper > Wallpapers Analise o LogCat. 23

24 Configuração de receivers via código Indicado quando um receiver deve executar apenas quando uma acitivity está executando É possível registrar dinamicamente via código registerReceiver(BroadcastReceiver, Intent) unregisterReceiver(BroadcastReceiver) Recomendável: Registrar em Activity.onCreate() ou onResume() Desregistrar no Activity.onDestroy() ou onPause() Note que são necessários para actions TIME_TICK e BATTERY_CHANGED da tabela 24

25 Threads São linhas ou fluxos de execução de código que rodam em paralelo numa mesma aplicação Usadas para executar tarefas independentes entre si. Sempre há uma thread inicial ou principal Interface gráfica sempre executa nesta thread Exemplo: Uma aplicação pode usar 3 threads, assim distribuídas: Interface gráfica Reprodução de música Download de arquivo da Internet 25

26 Exemplo de aplicação multithread 26

27 Classe Thread e Interface Runnable Métodos da classe Thread * Cuidado ao chamar métodos bloqueantes em threads que recebem callbacks, pois estes devem retornar rapidamente. Objetos modificados por mais de uma thread: synchronized (objeto) { // modifica objeto } 27 Thread(Runnable)Construtor de thread que recebe um objeto Runnable contendo o código a ser executado static void sleep(long milis)*Faz thread que chamar este dormir milis milissegundos. void start()Inicia thread void join(long milis, int nanos)*Aguarda término da thread por tantos milissegundo. Ambos os argumentos são opcionais. bool isAlive()Retorna true se thread ainda está em execução void run()Deve ser implementado com o código da thread. A interface Runnable também possui este método. Não chamar diretamente.

28 Usando threads Em um método qualquer (criação e execução) Runnable runnable = new MyRunnable(); Thread thread = new Thread(runnable); thread.start(); Em outro método (aguardar término) try { thread.join(1000); } catch (InterruptedException e) {} Classe que contém o código class MyRunnable implements Runnable { public void run() { // codigo da thread que pode ser um loop ou não } 28

29 Threads e interfaces gráficas Callbacks sempre rodam na thread principal da aplicação Todos os objetos de View e subclasses são atrelados à thread que o criou também conhecida como UI Thread Chamar um método de View que a modifique resultará no lançamento de uma exceção ViewRoot.CalledFromWrongThreadException: Apenas a thread que criou a view pode modificá-la Para isso deve-se usar um Handler que será mostrado posteriormente 29

30 Serviços Usado para executar tarefas em segundo plano Estas tarefas não possuem um tempo definido de execução (podendo ser demoradas) Não deve iniciar activities: use notificações (em breve) Configuração no AndroidManifest.xml Caso se queira iniciar o serviço de outra aplicação sem um deve-se usar android:exported="true" 30

31 Formas de iniciar um serviço Pode ser iniciado de dentro de activity, broadcast receiver ou outro serviço Duas formas: Desacoplado: serviço é iniciado e fica independente do contexto (activity, receiver ou serviço) chamador Com conexão: serviço é iniciado, retorna uma interface de acesso e fica associado ao contexto chamador. Usado quando precisa-se conversar com o serviço. Métodos para inicialização (classe Context) 31 MétodoDescrição startService(Intent)Inicia um serviço desacoplado bindService(Intent, ServiceConnection, flags)Inicia um serviço conectado. O segundo parâmetro é um objeto com métodos callbacks para notificar conexão e desconexão

32 Ciclo de vida de um serviço 32

33 Classe Service Classe base para qualquer serviço public class MyService extends Service public IBinder onBind(Intent arg0) { return null; public void onCreate() { super.onCreate(); // Inicializar varíaves e criar uma thread (opcional) public void onDestroy() { super.onDestroy(); // Terminar a thread aqui, caso esteja rodando } 33

34 Compatibilidade com versões anteriores // Método onStart antigo que é chamado nas // plataformas anteriores a public void onStart(Intent intent, int startId) { processaStart(intent); } // Método chamado a partir da plataforma public int onStartCommand(Intent intent, int flags, int startId) { processaStart(intent); // Retorne isto para que o serviço rode até ser // explicitamente terminado return START_STICKY; } // Método para onde onStart e onStartCommand converge protected void processaStart(Intent intent) { // Processa independente de versão de plataforma } 34

35 Inicialização de serviços desacoplados Método startService(Intent) Inicia o serviço determinado pela intent. O serviço roda independente do chamador e por tempo indeterminado Se o contexto chamador terminar o serviço continua rodando normalmente Pode ser chamado inúmeras vezes Apenas na primeira o callback onCreate() é chamado O método onStart/onStartCommand sempre é chamado Método stopService(Intent) Termina o serviço chamando onDestroy() Não importa quantas vezes startService() foi chamado, uma única chamada a este encerra o serviço 35

36 Como e quando terminar serviços Método stopSelf() Chamar quando serviço terminar o processamento Boa prática para evitar consumo de bateria Caso queira que o serviço volte a executar de forma automática no futuro usar AlarmManager (em breve) 36

37 Serviços - Exercício 24 Crie um projeto chamado ServiceTest sem activitty Adicione uma classe ServiceTest que extenda Service Implemente onCreate() e onDestroy() escrevendo no LogCat uma mensagem dizendo em qual deles está No manifest, coloque um dentro de com o seguinte par action-category: "com.example.servicetest.SERVICE "android.intent.category.DEFAULT" No projeto ReceiverTest, adicione as seguintes linhas no final do método WallpaperReceiver.onReceive() intent = new Intent("com.example.servicetest.SERVICE"); context.startService(intent); Instale, mude o papel de parede e olhe o LogCat 37

38 Serviços e threads – Exercício 25 Ainda na classe ServiceTest Implemente a interface Runnable Crie uma thread e a inicie no onCreate() Ela deve incrementar um contador a cada 250 ms até 40 Ao terminar chamar stopSelf() dentro de run() Instale o serviço No emulador, mude o papel de parede Olhe o LogCat e veja que, deta vez, o método onDestroy() será chamado (em aproximadamente 10s) 38

39 Serviços e permissões – Exercício 26 No manifest de ServiceTest adicione Note que android:label deve ser um recurso string No elemento Remova Adicione android:exported=true android:permission No manifest do projeto ReceiverTest adicione (continua) 39

40 Serviços e permissões – Exercício 26 Em WallpaperReceiver.java altera a linha que cria intent por intent = new Intent(); intent.setClassName("com.example.servicetest", "com.example.servicetest.ServiceTest"); Instale ambas as aplicações No emulador mude o papel de parede Veja pelo LogCat que o serviço foi normalmente criado e finalizado Remova o elemento do manifest Veja agora que ao mudar o papel de parede é lançado um SecurityException 40

41 Uso de serviços com conexão Método bindService(Intent, ServiceConnection, flags) Associa o contexto ao serviço, ou seja, serviço é útil até que o contexto termine ou chame unbindService() Se o serviço não estiver rodando e flags for igual a BIND_AUTO_CREATE o serviço será iniciado Não pode ser chamado de um BroadcastReceiver Chama onCreate() e onBind() mas não chama onStartCommand() nem onStart() Método unbindService(ServiceConnection) Desconecta o contexto atual do serviço Se não houver outras aplicações conectadas ao serviço nem startService() tiver sido usado então o método onDestroy() será chamado e o serviço terminado 41

42 Interface ServiceConnection É uma interface com métodos callback para notificar a aplicação sobre conexão e desconexão do serviço 42 Método callbackDescrição onServiceConnected(ComponentName, IBinder)Evento: foi estabelecida uma nova conexão ao serviço definido pelos argumentos do método. Ação: fazer type cast para a classe Binder do serviço e obter sua interface. onServiceDisconnected(ComponentName name)Evento: a conexão com o serviço foi perdido devido a uma chamada a unbindService() ou o término do serviço. No segundo caso, a associação ao serviço continua ativa e caso o serviço volte a executar o método onServiceConnected será chamado novamente. Ação: remover todas as referências para a interface obtida anteriormente.

43 Classe Binder e interface IBinder IBinder é usada apenas como retorno de onBind() e argumento de onServiceConnected() Binder é uma classe que implementa os métodos de IBinder para simplificar a criação de binders por parte dos serviços Binder deve ser usada como classe base para o binder do serviço quando este não é remoto (em breve) 43

44 Serviços com conexão – Exercício 27 No projeto ServiceTest Crie uma interface chamada Contador com os métodos int get(), void set(int) e void reset() Crie uma nova classe nomeada ServiceBindTest Faça-a estender ServiceTest e implementar Contador Crie um classe interna chamada ContadorBinder Faça-a estender Binder Crie um método Contador getInterface() que retorna a intância do serviço Crie um campo para guardar a instância de ContadorBinder e crie o método onBind() que a retorne Implemente os métodos get, set e reset que alteram a variável de contagem da classe ServiceTest 44

45 Serviços com conexão – Exercício 27 Adicione um para o novo serviço no manifest Legal o serviço está pronto, mas como conectar-se à interface? Uma activity! Crie uma activity chamada ServiceBinderActivity Pegue o arquivo de XML de layout do próximo slide Adicione um no manifest Crie um campo para guardar a interface do serviço Contador contador; Pegue o código de onCreate() dos slide seguintes Herde de ServiceConnection e adicione seus métodos 45

46 Exercício 27 – XML de layout


Carregar ppt "Curso de Android Fevereiro de 2011 Cristiano Expedito Ribeiro Fabrício Firmino de Faria."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google