A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Polímeros e Meio Ambiente. Resumo histórico 1000 A.C. - Os chineses descobrem o verniz extraído de uma árvore ( Rhus vernicflua ), aplicado sob a forma.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Polímeros e Meio Ambiente. Resumo histórico 1000 A.C. - Os chineses descobrem o verniz extraído de uma árvore ( Rhus vernicflua ), aplicado sob a forma."— Transcrição da apresentação:

1 Polímeros e Meio Ambiente

2 Resumo histórico 1000 A.C. - Os chineses descobrem o verniz extraído de uma árvore ( Rhus vernicflua ), aplicado sob a forma de revestimentos impermeáveis e duráveis. Este seria usado em móveis domésticos até à década de A.C. - Descoberta do âmbar, uma resina termoplástica proveniente de árvores fossilizadas. Este existe principalmente na costa do Mar Báltico e permite o fabrico de pequenas peças através de moldagem por compressão. Plínio, o Velho (23-79 A.C.) cita esse material na sua obra História Natural. 0 A.C. - Descoberta do chifre como material conformável. Este comporta- se como uma chapa de material termoplástico, podendo ser cortado e moldado após ter sido aquecido em água quente. É possível sobrepor lâminas deste material, de forma a produzir peças com maior espessura. Antigamente, os botões da roupa e outros produtos eram feitos com chifre moído aglomerado com um ligante (como, por exemplo, sangue) através de moldagem por compressão. 400dC – Casco de Tartaruga

3 Resumo histórico Primeira menção à borracha natural feita por Valdes após uma expedição à América Central, onde esta era utilizada como artigos desportivos e impermeáveis há milhares de anos John Huyglen von Linschoeten relata usos da goma laca após uma visita à Índia Priestley atribui o nome de rubber à borracha, uma vez que esta Regnault relata a produção, até então inédita, de cloreto de vinilo, monómero do P.V.C Charles Goodyear (E.U.A.) descobre a vulcanização, processo que consiste na adição de enxofre à borracha natural, Descoberta, em laboratório, do poliestireno.

4 Resumo histórico Butlerov descreve os polímeros a base de folmaldeído Descoberta do acetato de celulose Sementes de seringueiras do Brasil são contrabandeadas por Sir Henry Wickham e mandadas posteriormente à Ásia, onde constituíram a base da indústria mundial de borracha Primeira síntese do celofane, um filme transparente produzido a partir da regeneração da viscose, ou seja, celulose dissolvida. Contudo, somente na década de 1910 este material atingiria maturidade comercial Arthur Smith, da Inglaterra, patenteia resinas de fenol-formaldeído, que substituem a ebonite como isolador elétrico Descoberta do silicone por Frederic Stanley Kipping Leo Baekeland, dos E.U.A., patenteia a Baquelite, a primeira resina termofixa a substituir materiais tradicionais como madeira, marfim e ebonite. Hermann Staudinger inicia o desenvolvimento da borracha sintética (isopreno ).

5 Resumo histórico

6

7 1912 –Ostromislensky, na Rússia, patenteia um processo de polimerização do cloreto de vinilo, obtendo-se PVC. Contudo, a decomposição do polímero durante o processo inviabiliza o seu desenvolvimento comercial. –Fritz Klatte patenteia um método para a produção do seu monómero, cloreto de vinilo e consegue polimerizá-lo em PVC. No entanto, esta resina teria ainda de esperar até à década de 1930 para ser produzida em escala comercial 1926 –Hermann Staudinger inicia o trabalho que provará que os polímeros são constituídos por moléculas em forma de longas cadeias formadas a partir de moléculas menores, por polimerização. –Kurt Meyer & Herman Mark usam raios X para examinar a estrutura interna da celulose e de outros polímeros, fornecendo evidência suficiente da estrutura multiunitária de algumas moléculas.

8 Características dos plásticos Plásticos são materiais formados pela união de grandes cadeias moleculares chamadas polímeros, que, por sua vez, são formadas por moléculas menores, chamadas monômeros. Os plásticos são produzidos através de um processo químico chamado polimerização, que proporciona a união química de monômeros para formar polímeros. Os polímeros podem ser naturais ou sintéticos. Os naturais, tais como algodão, madeira, cabelos, chifre de boi, látex, entre outros, são comuns em plantas e animais. Os sintéticos, tais como os plásticos, são obtidos pelo homem através de reações químicas. O tamanho e estrutura da molécula do polímero determinam as propriedades do material plástico.

9 Matéria-prima A matéria-prima dos plásticos é o petróleo. Este é formado por uma complexa mistura de compostos. Pelo fato de estes compostos possuírem diferentes temperaturas de ebulição, é possível separá-los através de um processo conhecido como destilação ou craqueamento. A fração nafta é fornecida para as centrais petroquímicas, onde passa por uma série de processos, dando origem aos principais monômeros, como, por exemplo, o eteno.

10 Matéria-prima

11 Classificação dos Polímeros Termoplásticos –São plásticos que não sofrem alterações em sua estrutura química durante o aquecimento e que após o resfriamento podem ser novamente moldados. Exemplos: Polipropileno (PP), Polietileno de Alta Densidade (PEAD), Polietileno de Baixa densidade (PEBD), Polietilenotereftalato (PET), Poliestireno (PS), Policloreto de Vinila (PVC), etc. Termofixos –São aqueles que uma vez moldados não podem ser fundidos e remoldados novamente, portanto não são recicláveis mecanicamente. Exemplos: baquelite, Poliuretanos (PU) e Poliacetato de Etileno Vinil (EVA), poliésteres, resinas fenólicas, etc. Classificação dos descartes plásticos Pós-industriais: Os quais provêm principalmente de refugos de processos de produção e transformação, aparas, rebarbas, etc. Pós-consumo: São os descartados pelos consumidores, sendo a maioria provenientes de embalagens.

12 Utilizações e Benefícios Construção civil, agrícola, de calçados, móveis, alimentos, têxtil, lazer, telecomunicações, eletroeletrônicos, automobilísticos, médico-hospitalar e distribuição de energia. Nestes setores, os plásticos estão presentes nos mais diferentes produtos, a exemplo dos geossintéticos, que assumem cada vez maior importância na drenagem, no controle de erosão e reforço do solo de aterros sanitários, em tanques industriais, entre outras utilidades. O setor de embalagens para alimentos e bebidas vem se destacando pela utilização crescente dos plásticos, em função de suas excelentes características, entre elas: transparência, resistência, leveza e atoxidade.

13 Tipo de polímeros Polietileno de alta densidade PEAD *Produtos: embalagens para detergentes e óleos automotivos, sacolas de supermercados, garrafeiras, tampas, tambores para tintas, potes, utilidades domésticas, etc. *Benefícios: inquebrável, resistente a baixas temperaturas, leve, impermeável, rígido e com resistência química. Polietileno de baixa densidade PEBD Polietileno linear de baixa densidade PELBD *Produtos: sacolas para supermercados e lojas, filmes para embalar leite e outros alimentos, sacaria industrial, filmes para fraldas descartáveis, bolsa para soro medicinal, sacos de lixo, etc. *Benefícios: flexível, leve transparente e impermeável.

14 Tipo de polímeros Polipropileno PP *Produtos: filmes para embalagens e alimentos, embalagens industriais, cordas, tubos para água quente, fios e cabos, frascos, caixas de bebidas, autopeças, fibras para tapetes e utilidades domésticas, potes, fraldas e seringas descartáveis, etc. *Benefícios: conserva o aroma, é inquebrável, transparente, brilhante, rígido e resistente a mudanças de temperatura. Poliestireno PS *Produtos: potes para iogurtes, sorvetes, doces, frascos, bandejas de supermercados, geladeiras (parte interna da porta), pratos, tampas, aparelhos de barbear descartáveis, brinquedos, etc. *Benefícios: impermeável, inquebrável, rígido, transparente, leve e brilhante..

15 Tipo de polímeros Polietileno tereftalato PPT Filmes Técnicos, Liso. POLIPROPILENO BI-ORIENTADO - BOPP *Produtos: embalagens para água mineral, óleos comestíveis, maioneses, sucos. Perfis para janelas, tubulações de água e esgotos, mangueiras, embalagens para remédios, brinquedos, bolsas de sangue, material hospitalar, etc. *Benefícios: rígido, transparente, impermeável, resistente à temperatura e inquebrável.

16 Tipo de polímeros Polietileno tereftalato PET *Produtos: frascos e garrafas para uso alimentício/hospitalar, cosméticos, bandejas para microondas, filmes para áudio e vídeo, fibras têxteis, etc. *Benefícios: transparente, inquebrável, impermeável, leve. Policloreto de vinila PVC *Produtos: embalagens para água mineral, óleos comestíveis, maioneses, sucos. Perfis para janelas, tubulações de água e esgotos, mangueiras, embalagens para remédios, brinquedos, bolsas de sangue, material hospitalar, etc. *Benefícios: rígido, transparente, impermeável, resistente à temperatura e inquebrável.

17 Tipo de polímeros Outros ABS/SAN, EVA e PA. *Produtos: solados, autopeças, chinelos, pneus, acessórios esportivos e náuticos, plásticos especiais e de engenharia, CDs, eletrodomésticos, corpos de computadores, etc. Ixan-Diofan - PVDC Filmes e embalagens para alimentos. Torlon - PAI Peças técnicas automotivas, eletrodomésticos e eletroeletrônicos. Radel R - PPSU Instrumentos cirúrgicos, componentes internos de aviões e bandejas de instrumentos médicos e odontológicos. Radel A - PES Fusíveis de alta amperagem, refletores de faróis e dispositivos eletrônicos. UDEL - PSU Conectores de uso médico, componentes hidráulicos, dispositivos elétricos e componentes para a indústria alimentícia. XYDAR - LCP Circuitos eletroeletrônicos, potes de microondas, componentes de motores e dispositivos ópticos

18 Vantagens do uso de Plásticos Vantagens do uso de Plásticos - Menor consumo de energia na sua produção. - Redução do peso do lixo. - Menor custo de coleta e destino final. - Poucos riscos no manuseio. - Além de práticos, são totalmente recicláveis. Fatores que estimulam a Reciclagem - Redução do volume de lixo a transportar: tratamento e disposição. - Aumento da vida útil dos locais de deposição de lixo

19 Reciclagem de Plástico 5 a 10% de plásticos, conforme o local. Plásticos são derivados do petróleo, produto importado (60% do total no Brasil). 10% da energia utilizada no processo primário. Só reciclamos 15%. Os plásticos recicláveis são: potes de todos os tipos, sacos de supermercados, embalagens para alimentos, vasilhas, recipientes e artigos domésticos, tubulações e garrafas de PET, que convertida em grânulos é usada para a fabricação de cordas, fios de costura, cerdas de vasouras e escovas. Os não recicláveis são: cabos de panela, botões de rádio, pratos, canetas, bijuterias, espuma, embalagens a vácuo, fraldas descartáveis. A fabricação de plástico reciclado economiza 70% de energia, Além disso, se o produto descartado permanecesse no meio ambiente, poderia estar causando maior poluição. O plástico reciclado pode ser utilizado para fabricação de: - garrafas e frascos, exceto para contato direto com alimentos e fármacos; - baldes, cabides, pentes e outros artefatos produzidos pelo processo de injeção; - "madeira - plástica"; - cerdas, vassouras, escovas e outros produtos que sejam produzidos com fibras; - sacolas e outros tipos de filmes; - painéis para a construção civil.

20 Símbolos para polímeros 1 - Politereftalato de etila (PET); 2 - Polietileno de alta densidade (HDPE); 3 - Policloreto de vinila (PVC); 4 - Polietileno de baixa densidade (LDPE); 5 - Polipropileno (PP); 6 - Poliestireno (PS); 7 - Outras resinas, como acrilonitrila-butadieno-estireno (ABS). PET refrigerantes e filme de poliéster Mylar. HDPE embalagens de leite, galões plásticos para gasolina. PVC Vinil (variando de revestimentos de casas até revestimentos de assentos), bem como vários brinquedos de pelúcia. LDPE Recipientes plásticos para alimentos. –A diferença entre o HDPE e o LDPE, é que o LDPE é mais macio, mais flexível e derrete em temperaturas mais baixas do que o HDPE. PP é um plástico leve - malas e acabamentos de plástico em automóveis, bem como em recipientes de alimentos. PS é conhecido pela marca Isopor e é usado em tudo desde xícaras de café até refrigeradores.café

21 Processos de Reciclagem de Plástico

22 Reciclagem Química A reciclagem química re-processa plásticos, transformando-os em petroquímicos básicos que servem como matéria-prima em refinarias ou centrais petroquímicas. Os novos processos desenvolvidos de reciclagem química permitem a reciclagem de misturas de plásticos diferentes, com aceitação de determinado grau de contaminantes como, por exemplo, tintas, papéis, entre outros materiais. Entre os processos de reciclagem química existentes, destacam-se: –Hidrogenação: As cadeias são quebradas mediante o tratamento com hidrogênio e calor, gerando produtos capazes de serem processados em refinarias. –Gaseificação: Os plásticos são aquecidos com ar ou oxigênio, gerando-se gás de síntese contendo monóxido de carbono e hidrogênio. –Quimólise: Consiste na quebra parcial ou total dos plásticos em monômeros na presença de Glicol/Metanol e água. –Pirólise: É a quebra das moléculas pela ação do calor na ausência de oxigênio. Este processo gera frações de hidrocarbonetos capazes de serem processados em refinaria.

23 Reciclagem Mecânica A reciclagem mecânica consiste na conversão dos descartes plásticos pós-industriais ou pós-consumo em grânulos que podem ser reutilizados na produção de outros produtos, como sacos de lixo, solados, pisos, conduítes, mangueiras, componentes de automóveis, fibras, embalagens não-alimentícias e outros. Este tipo de processo passa pelas seguintes etapas: –Separação: separação em uma esteira dos diferentes tipos de plásticos, de acordo com a identificação ou com o aspecto visual. Nesta etapa são separados também rótulos de diferentes materiais, tampas de garrafas e produtos compostos por mais de um tipo de plástico, embalagens metalizadas, grampos, etc. Por ser uma etapa geralmente manual, a eficiência depende diretamente da prática das pessoas que executam essa tarefa. Outro fator determinante da qualidade é a fonte do material a ser separado, sendo que aquele oriundo da coleta seletiva e mais limpo em relação ao material proveniente dos lixões ou aterros. –Moagem: Após separados os diferentes tipos de plásticos, estes são moídos e fragmentados em pequenas partes.

24 Reciclagem Mecânica –Lavagem: Após triturado, o plástico passa por uma etapa de lavagem com água para a retirada dos contaminantes. É necessário que a água de lavagem receba um tratamento para a sua reutilização ou emissão como efluente. –Aglutinação: Além de completar a secagem, o material é compactado, reduzindo-se assim o volume que será enviado à extrusora. O atrito dos fragmentos contra a parede do equipamento rotativo provoca elevação da temperatura, levando à formação de uma massa plástica. O aglutinador também é utilizado para incorporação de aditivos, como cargas, pigmentos e lubrificantes. –Extrusão: A extrusora funde e torna a massa plástica homogênea. Na saída da extrusora, encontra-se o cabeçote, do qual sai um "espaguete" contínuo, que é resfriado com água. Em seguida, o "espaguete" é picotado em um granulador e transformando em pellet (grãos plásticos).

25 Reciclagem Energética É a recuperação da energia contida nos plásticos através de processos térmicos. 1 kg de plástico é equivalente à contida em 1 kg de óleo combustível. O Plástico e a Geração de Energia –A presença dos plásticos é de vital importância, pois aumenta o rendimento da incineração de resíduos municipais. –O calor pode ser recuperado em caldeira, utilizando o vapor para geração de energia elétrica e/ou aquecimento. –Testes em escala real na Europa comprovaram os bons resultados da co-combustão dos resíduos de plásticos com carvão, turfa e madeira, tanto técnica, econômica, como ambientalmente. –A queima de plásticos em processos de reciclagem energética reduz o uso de combustíveis (economia de recursos naturais). –A reciclagem energética é realizada em diversos países da Europa, EUA e Japão e utiliza equipamentos da mais alta tecnologia, cujos controles de emissão são rigidamente seguros, anulando riscos à saúde ou ao meio ambiente.


Carregar ppt "Polímeros e Meio Ambiente. Resumo histórico 1000 A.C. - Os chineses descobrem o verniz extraído de uma árvore ( Rhus vernicflua ), aplicado sob a forma."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google