A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Biossegurança em Laboratório Paulo Sergio Monteiro Mascarenhas Química / Licenciado.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Biossegurança em Laboratório Paulo Sergio Monteiro Mascarenhas Química / Licenciado."— Transcrição da apresentação:

1 Biossegurança em Laboratório Paulo Sergio Monteiro Mascarenhas Química / Licenciado

2 Noções de biossegurança Laboratórios de Química não precisam ser lugares perigosos de trabalho (apesar dos muitos riscos em potencial que neles existem), desde que certas precauções elementares sejam tomadas e que cada operador se conduza com bom senso e atenção.

3 Noções de biossegurança Acidentes em laboratório ocorrem muito freqüentemente em virtude da pressa excessiva na obtenção de resultados. Cada um que trabalha deve ter responsabilidade no seu trabalho e evitar atitudes impensadas de desinformação ou pressa que possam acarretar um acidente e possíveis danos para si e para os demais. Deve- se prestar atenção à sua volta e prevenir-se contra perigos que possam surgir do trabalho de outros, assim como do seu próprio. O estudante de laboratório deve, portanto, adotar sempre uma atitude atenciosa, cuidadosa e metódica em tudo o que faz.

4 Noções de biossegurança: que devemos evitar. Ansiedade: o estudante ansioso não consegue se concentrar, erra freqüentemente os procedimentos de laboratório, o que provoca mais ansiedade. Angústia: o estudante angustiado apresenta um extremo desconforto psicológico representando um risco no laboratório, pois compromete também a concentração. Medo: representa um fator de risco quando bloqueia as reações normais do estudante, mas é positivo quando permite avaliar, prevenir e administrar os riscos.

5 Noções de biossegurança: que devemos evitar. Raiva: o estudante raivoso tem reações insensatas e perigosas. Agressividade: faz o estudante subestimar os riscos e as conseqüências das suas atitudes, tornando-o imprudente e sujeito a acidentes. Euforia: é o estado de felicidade e alegria provocado por reações hormonais, ingestão de drogas ou bebidas alcoólicas. O estudante, nestas condições de fortes emoções, perde a concentração e a noção de perigo, correndo risco de acidente.

6 Noções de biossegurança: que devemos evitar. Pressa: é um comportamento característico de pessoa desorganizada, que está sempre atrasada e afobada, e que pratica todo tipo de imprudência que pode acarretar acidente e possíveis danos para si e para os demais.

7 Noções de biossegurança: que devemos evitar. 1. Não se deve comer, beber ou fumar dentro de laboratório. 2. Cada operador deve usar, obrigatoriamente, um guarda-pó. Não será permitida a permanência no laboratório ou a execução de experimentos sem ele. O guarda-pó deverá ser de brim ou algodão grosso e nunca de tergal, nylon ou outra fibra sintética inflamável. 3. Sempre que possível, usar óculos de segurança, pois constituem proteção indispensável para os olhos contra respingos e explosões.

8 Noções de biossegurança: que devemos evitar. 4. Ao manipular compostos tóxicos ou irritantes à pele, usar luvas de borracha. 5. A manipulação de compostos tóxicos ou irritantes, ou quando houver desprendimento de vapores ou gases, deve ser feita na capela. 6. Leia com atenção cada experimento antes de iniciá-lo. Monte a aparelhagem, faça uma última revisão no sistema e só então comece o experimento. 7. Otimize o seu trabalho no laboratório, dividindo as tarefas entre os componentes de sua equipe.

9 Noções de biossegurança: que devemos evitar. 8. Antecipe cada ação em laboratório, prevendo possíveis riscos para você e seus vizinhos. Certifique-se, ao acender uma chama, de que não existem solventes próximos e destampados, especialmente aqueles mais voláteis (éter etílico, éter de petróleo, hexano, dissulfeto de carbono, benzeno, acetona, álcool etílico, acetato de etila). Mesmo uma chapa ou manta de aquecimento quentes podem ocasionar incêndios, quando em contato com solventes como éter, acetona ou dissulfeto de carbono. 9. Leia com atenção os rótulos dos frascos de reagentes e solventes que utilizar.

10 Noções de biossegurança: que devemos evitar. 10. Seja cuidadoso sempre que misturar dois ou mais compostos. Muitas misturas são exotérmicas (exemplo: H 2 SO 4 (conc.) + H 2 O), ou inflamáveis (ex. sódio metálico + H 2 O), ou ainda podem liberar gases tóxicos. Misture os reagentes vagarosamente, com agitação e, se necessário, resfriamento e sob a capela. 11. Em qualquer refluxo ou destilação utilize "pedras de porcelana" a fim de evitar superaquecimento. Ao agitar líquidos voláteis em funis de decantação equilibre a pressão do sistema, abrindo a torneira do funil ou destampando-o. 12. Caso interrompa alguma experiência pela metade ou tenha que guardar algum produto, rotule-o claramente. O rótulo deve conter: nome do produto, data e nome da equipe.

11 Noções de biossegurança: que devemos evitar. 13. Utilize os recipientes apropriados para o descarte de resíduos, que estão dispostos no laboratório. Só derrame compostos orgânicos líquidos na pia, depois de estar seguro de que não são tóxicos e de não haver perigo de reações violentas ou desprendimento de gases. De qualquer modo, faca-o com abundancia de água corrente. 14. Cada equipe deve, no final de cada aula, lavar o material de vidro utilizado e limpar a bancada. Enfim, manter o laboratório limpo.


Carregar ppt "Biossegurança em Laboratório Paulo Sergio Monteiro Mascarenhas Química / Licenciado."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google