A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A B AIXA I DADE M ÉDIA (S ÉCULOS XI A XV) Prof. Fábio Mesquita.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A B AIXA I DADE M ÉDIA (S ÉCULOS XI A XV) Prof. Fábio Mesquita."— Transcrição da apresentação:

1 A B AIXA I DADE M ÉDIA (S ÉCULOS XI A XV) Prof. Fábio Mesquita

2 O QUE É FEUDALISMO ? Sistema que se estabeleceu na Europa a partir do século X D.C. Economia: produção agrícola e Senhorio; Sociedade: pequena mobilidade social, sociedade de ordens; Política: descentralização do poder exercido pelos nobres; Ideologia: produzida pela religião cristã.

3 Durante a Idade Média, os livros eram escritos à mão e ilustrados por pequenas pinturas chamadas iluminuras. Reprodução de iluminura do Breviário Grimani, datada do século XV, na qual se podem ver camponeses trabalhando.

4 Iluminura de autoria dos irmãos Limbourg, feita entre 1411 e 1416, para o mês de março do Livro de horas conhecido como riquíssimas horas do duque de Berry. A imagem representa os primeiros trabalhos agrícolas do ano, como semeadura e lavra. O castelo que se avista ao fundo é o de Lusignan, um dos preferidos do duque.

5 Este afresco (pintura mural) italiano do século XV representa servos trabalhando na terra enquanto damas da nobreza passeiam pelos campos. Entre os séculos III e IV, boa parte da população do antigo Império romano do Ocidente abandonou as cidades para viver no campo. Esse processo se tornou ainda mais intenso com as invasões germânicas.

6 L IVRO DE HORAS Livro de devoção usado por leigos, contendo orações e meditações para as diferentes horas do dia, para cada dia da semana, cada um dos meses e estações do ano. Os livros de horas se tornaram comuns no século XV; no fim desse século surgiram versões impressas e ilustradas com gravuras. O mais famoso livro de horas e um dos mais belos manuscritos com iluminuras é o chamado Riquíssimas horas do duque de Berry.

7 Os reis atribuíam terras (os feudos) aos senhores feudais e estes "contratavam" servos que tratavam delas, cultivando alimentos que serviam para a sua subsistência e dos seus senhores. Os servos pagavam ainda vários e altíssimos impostos aos senhores feudais pela sua habitação dentro das terras e pela proteção militar.

8 S OCIEDADE FEUDAL

9 Guerreiros (Nobres/Senhores/Duques/Condes /Barões/ Catelões): os senhores feudais, que tinham como principal função a de guerrear, além de exercer considerável poder político sobre as demais classes; o Rei cedia-lhes terras, como foi dito anteriormente, e estes juravam ajuda militar, mantendo assim relações de suserania e "vassalagem" Clero (Padres/Monges): ocupava a posição máxima (cuja função oficial era rezar e mantinham a ordem da sociedade evitando, por meio de persuasão e criação de justificativas religiosas, revoltas e contratações camponesas); Trabalhadores: os servos, que constituíam a maior parte da população camponesa;

10 S OCIEDADE : C LERO, NOBRES E POVO Iluminira representando as três classes sociais durante a Baixa Idade Média. Observe a imagem e comente com seus colegas de sala suas impressões.

11

12

13 De joelhos diante do rei, cavaleiro medieval recebe uma espada, depois de pronunciar seu juramento de lealdade. Iluminura de manuscrito do fim do século XIV.

14 Miniatura de manuscrito francês do século XIV. Três novos cavaleiros recebem suas espadas após terem jurado fidelidade a seu suserano.

15 RELAÇÕES SOCIAIS Susserania e Vassalagem. Impostos/Taxas Talha: parte da produção; Corveia: dias de trabalho.

16 I GREJA MEDIEVAL

17 I DEOLOGIA R ELIGIOSA Cidade de Deus Vs. Cidade dos Homens (Teoria de Sto. Agostinho, fortemente marcada pela filosofia de Platão); Cidade local de pecados e realizações de desejos carnais, local de tentações;

18 I GREJA DURANTE A BAIXA IDADE MÉDIA o Cristianismo, cuja fé, levada em onda avassaladora das conversões em massa, representou um papel na formação e consolidação do feudalismo e foi um elemento aglutinador e ordenador de uma Europa dividida e decadente; inicialmente perseguida e clandestina, a religião cristã conheceu uma grande expansão durante os sécs. II e III, oficializando-se e transformando-se na religião única e oficial do Estado Romano ( Concílio de Constantinopla de 381);

19 S ERVOS PELA VONTADE DE D EUS Deus quis que, entre os homens, uns fossem senhores e os outros servos, de tal maneira que os senhores estejam obrigados a venerar e amar a Deus, e que os servos estejam obrigados a amar e venerar o seu senhor. St. Laud de Angers, fim do século XIII. In: FREITAS, Gustavo de. 900 textos e documentos de História. Lisboa: Plátano, s.d. v. 1, p De acordo com o texto, por que os servos deveriam aceitar a exploração de seu trabalho pelos senhores? Uma pessoa que não fosse cristã aceitaria essa justificativa para a servidão?

20 T ORTURAS MEDIEVAIS

21 B ERÇO DE JUDAS

22 T ORTURAS MEDIEVAIS E MPALAMENTO

23 T ORTURAS MEDIEVAIS P OTRO

24 T ORTURAS MEDIEVAIS R ODA

25 T ORTURAS MEDIEVAIS

26

27 CRUZADAS

28 Objetivos: O Objetivo alegado pela Igreja Católica para a realização das cruzadas era a reconquista da Terra Santa (Palestina) que nesta época estava de posse dos muçulmanos. Porém, sabe-se que a Europa feudal estava super povoada e portanto a realização destas cruzadas teve o objetivo de conquistar novas terras para novos feudos e também eliminar parte da faminta população que cada vez mais crescia. Consequências: Incentivo ao comércio entre Ocidente e Oriente. Desenvolvimento das navegações. Renascimento urbano devido ao comércio. Morte de milhares de pessoas com as lutas e pestes. Enormes gastos dos nobres com as campanhas. Muitos servos foram obrigados a abandonar os feudos para lutar nas cruzadas.

29

30 DECADÊNCIA DA IDADE MÉDIA

31 O S QUATRO CAVALEIROS DO APOCALIPSE Peste; Guerra; Fome; Morte.

32 CONTEXTUALIZAÇÃO

33 F ILMES IDADE MÉDIA

34 O incrível exército de Brancaleone Ano: 1966 Direção: Mario Monicelli Gênero: Aventura / Comédia Temática: Guerras e Revoluções El Cid Ano: 1961 Direção: Anthonny Mann Gênero: drama / guerra Temática: Guerras, revolução e disputa pelo poder. Coração Valente Ano:1995 Direção: Mel Gibson Gênero: Guerra Temática: Revolução, conquista territorial, luta pela independência da Escócia O nome da rosa Ano: 1986 Direção: Jean-Jacques Annaud Gênero: Suspense / Drama Temática: religião, Igreja na Idade Média, vida dos monges A rainha Margot Ano: 1994 Direção: Patrice Chéreau Gênero: Biografia / Histórico / Drama / Romance Temática: conflitos religiosos na Idade Média Em nome de Deus Ano: 1988 Direção: Clive Donner Gênero: Drama / Romance / Histórico Temática: universidade medievais, religião na Idade Média Cruzada Ano: 2005 Direção: Ridley Scott Gênero: Guerra / Ação / Drama Temática: guerras religiosas entre cristão e muçulmanos na Idade Média Conquista Sangrenta Ano: 1985 Direção: Paul Verhoeven Gênero: Guerra / Aventura Temática: disputa territorial, guerra medievais Robin Hood: O Príncipe dos Ladrões Ano: 1991 Direção: Kevin Reynolds Gênero: Ação / Aventura / Romance Temática: lenda medieval, feudalismo Excalibur Ano: 1981 Direção: John Boorman Gênero: Drama / Aventura / Fantasia Temática: Lenda do Rei Arthur O sétimo selo Ano: 1957 Direção: Ingmar Bergman Gênero: Drama Temática: peste negra na Idade Média, cavalaria medieval, Cruzadas As brumas de Avalon Ano: 2001 Direção: Uli Edel Gênero: Drama / Fantasia Temática: Lenda do rei Arthur O feitiço de Áquila Ano: 1985 Direção: Richard Donner Gênero: Aventura / Romance / Drama Temática: lendas medievais, imaginário medieval

35 H ISTÓRIA EM QUADRINHOS IDADE MÉDIA

36 A história em quadrinhos Príncipe Valente foi criada pelo artista estadunidense Hal Foster em Valente é um cavaleiro de origem viking que se incorpora à corte do lendário rei Artur, na atual Inglaterra. Na imagem, sozinho em uma ponte (à direita), o Príncipe Valente combate um bando de inimigos manejando sua espada com ambas as mãos.

37 1. De qual personagem do mundo feudal fala os quadrinhos? Que papel esse personagem desempenhava na época feudal?

38 2. Todos poderiam ser tornar um cavaleiro? Justifique sua resposta.

39 3. Por que era árduo o trabalho do cavaleiro? Retire do texto frases que justifiquem sua resposta.

40 4. A história em quadrinhos apresenta dois personagens que detinham muito poder durante o Feudalismo? Quem eram eles?

41 5. Como eram estabelecidas as relações sociais durante a idade média?

42 6. Quais eram os deveres de um cavaleiro?

43 T EXTOS PASSADO E PRESENTE

44 Polícia Federal liberta 21 pessoas mantidas em regime de escravidão A escravidão foi abolida em nosso país em A partir de então, toda forma de exploração do trabalho que se assemelhe ao trabalho escravo tornou-se ilegal. A Polícia Federal (PF) e fiscais do Ministério do Trabalho libertaram no início do mês 21 pessoas, incluindo três crianças, que eram mantidas em condições análogas às de escravo em fazendas de dois municípios no norte de Mato Grosso. Um gerente de propriedade rural e um fazendeiro foram presos. Os trabalhadores ganharam a liberdade nos dias 1º- e 6 deste mês. Uma época de desemprego crescente [no país], infelizmente, é propícia ao trabalho escravo. O pessoal contrata pelo que for, disse ontem o bispo dom Pedro Casaldáliga, 76, da Prelazia de São Félix do Araguaia (1 159 km de Cuiabá). No município foram libertados 12 trabalhadores no dia 6. Eles estavam vivendo em condições degradantes, segundo Casaldáliga, na fazenda Rio Preto. O capataz Rudimar Capra foi preso. A reportagem procurou hoje o fazendeiro Romão Ribeiro Flor, dono da área onde os trabalhadores estavam. No número que consta na lista telefônica ninguém atendeu. Flor teria fugido no momento da fiscalização. Na década de 1970, escrevi um manifesto chamado Feudalismo e escravidão no norte de Mato Grosso. Na Amazônia Legal [no sul do Pará e norte de Mato Grosso] ainda tem se reproduzido o trabalho escravo, afirmou o bispo. CORRÊA, Hudson. PF liberta 21 pessoas mantidas em regime de escravidão. Folha Online, 11/5/2004. Acesso: 30/1/2006

45 Interior da Argentina vive no feudalismo O texto que vocês vão ler agora se refere a uma situação de domínio político e de opressão na província argentina de Santiago del Estero. Situações assim são relativamente comuns em outros países da América Latina, inclusive no Brasil. Há mais de meio século, [...] um jovem casal [...] se instalava no comando de Santiago del Estero, uma das províncias mais pobres da Argentina [...]. Cinqüenta e cinco anos depois, Carlos Juárez, de 87 anos, e Mercedes Niní Aragonés, de 77, continuam governando a província. O resultado: 52% dos habitantes moram em casas com chão de terra, 83% das residências não têm água potável e 70% dos santiagueños [habitantes da província] não têm nenhum tipo de assistência hospitalar. Além da pobreza que assola Santiago del Estero [...], a região virou um lugar perigoso para qualquer opositor político. O casal Juárez- Aragonés é acusado de ter ordenado o assassinato de dezenas de opositores nas últimas cinco décadas. Mas o feudo Juárez-Aragonés começou a desmoronar há poucos meses, quando duas adolescentes desapareceram [...]. Partes de seus corpos foram encontradas no zoológico particular de um dos jagunços do casal, o ex-chefe da polícia Musa Azar, servindo de alimento aos tigres e águias que possuía. PALÁCIOS, Ariel. Interior da Argentina vive no feudalismo. O Estado de S. Paulo, 22/3/2004. Acesso: 27/4/2005

46 G AMES – IDADE MÉDIA

47

48

49


Carregar ppt "A B AIXA I DADE M ÉDIA (S ÉCULOS XI A XV) Prof. Fábio Mesquita."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google