A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Que é a FEALC?. FEALC Federación Espeleológica de América Latina y del Caribe A FEALC é uma entidade não governamental, sem fins lucrativos, que propicia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Que é a FEALC?. FEALC Federación Espeleológica de América Latina y del Caribe A FEALC é uma entidade não governamental, sem fins lucrativos, que propicia."— Transcrição da apresentação:

1 Que é a FEALC?

2 FEALC Federación Espeleológica de América Latina y del Caribe A FEALC é uma entidade não governamental, sem fins lucrativos, que propicia o desenvolvimento de relações entre espeleólogos, cientistas e técnicos das mais variadas nacionalidades, com objetivos de coordenar e fazer desenvolver a espeleologia da região nos seus aspectos científicos, técnicos, culturais e econômicos.

3 Região Geográfica da FEALC A região geográfica da FEALC inclui: - Os 13 países da América do Sul - Os 7 países da América Central continental e os países insulares do Caribe - O México, na América do Norte - No total são mais de 30 países entre os paralelos 33° N e 60° S e os meridianos 34° O e 118° O

4 A Fundação da FEALC A FEALC foi fundada por ocasião do 8° Congresso Internacional de Espeleologia, promovido pela UIS e realizado em Bowling Green, EUA, em 1981.

5 A instituição da FEALC Federación Espeleológica de América Latina y del Caribe

6 1983 Casa da Cultura Piñar del Río Viñales - Cuba 12 de janeiro Instituição da FEALC sob os auspícios da UIS - Aprovação dos Estatutos - Eleição da primeira Diretoria

7 Instituidores da FEALC No dia 12 de janeiro de 1983, data em que a FEALC realmente foi instituída, aprovado o seu estatuto e eleita a sua primeira Diretoria, estavam presentes na sua I Assembléia Geral, em Piñar del Rio, Viñales, Cuba, as delegações dos seguintes países: BahamasBermudasBrasilCubaJamaicaNicarágua PeruPuerto RicoRep. Domin.VenezuelaCosta Rica A delegação da Costa Rica não pode estar presente e se fez representar pelo Presidente da UIS.

8 Atividades da FEALC entre 1981 e 1983 Considerando-se que a FEALC foi fundada em 1981 e a sua primeira Assembléia Geral só ocorreu em 1983, uma imensa atividade foi desenvolvida durante esse tempo. Além das delegações presentes em Viñales, o relatório de atividades da entidade inclui ainda os seguintes países ausentes na Assembléia mas ativos na espeleologia. ArgentinaBarbadosBelizeBolíviaChile ColômbiaEquadorGuatemalaMéxicoTrinidad e Tobago

9 Assembléia Geral da FEALC A Assembléia Geral da FEALC é composta pelos Delegados, que são indicados pela Sociedade ou Federação Nacional de cada país membro. CATEGORIAS: MEMBRO PLENO: Países com espeleologia organizada, sociedades registradas legalmente, com boa produção espeleológica e publicações. Direitos: Participa com voz e voto nas Assembléias ou Referenduns. Formam parte do Comitê Executivo (o direito a ser eleito para ocupar cargos é exclusivo desta categoria). MEMBRO ASPIRANTE: Países com baixo nível de espeleologia local. Direitos: Participa com voz, sem voto nas Assembléias ou Referenduns. PAÍS OBSERVADOR: Sem organizações espeleológicas, mas com pessoas residentes que realizem algum tipo de atividade espeleológica. Direitos: Participa com voz, sem voto nas Assembléias ou Referenduns.

10 Membros Plenos - Agosto/2007 Sociedade Brasileira de Espeleologia Sociedad Espeleológica de Cuba Federación Espeleológica de Puerto Rico Federación Argentina de Espeleología Unión Mexicana de Agrupaciones Espeleológicas Asociación Espeleológica del Paraguay Asociación Espeleológica Colombiana Sociedad Boliviana de Espeleología Unión Espeleológica de Honduras Sociedad Venezolana de Espeleología Federación Paraguaya de Espeleología

11 Membro Aspirante - Agosto/2007 SPEC-Sociedad Peruana de Espeleología y Carstología País Observador – Agosto/2007 República Dominicana

12 Sucessão de Assembléias da FEALC I Assembléia Geral – Assembléia de instituição da FEALC - 12 de janeiro de 1983 – Viñales - Cuba II Assembléia Geral – 9° Congresso Internacional de Espeleologia - 4 de agosto de 1986 – Barcelona - Espanha III Assembléia Geral – I CEALC - 16 de julho de 1988 – Belo Horizonte - Brasil IV Assembléia Geral – - 2 de setembro de 1992 – Viñales - Cuba V Assembléia Geral – III CEALC - 1 de fevereiro de 1997 – Malargüe - Argentina VI Assembléia Geral – 13° CIE, IV CEALC e 26° CBE - 21 de junho de 2001 – Brasília - Brasil Reunião Extraordinária da Diretoria - 26 de janeiro de 2003 – Viñales - Cuba VII Assembléia Geral – Realizada via Internet - Maio de 2006 VIII Assembléia Geral – V CEALC - 4 de agosto de 2007 – Aguadilla – Puerto Rico

13 Eleição da primeira Diretoria Presidente JIMÉNEZ Cuba Vice-Presidente PAGÁN Rep. dominicana Secretário Geral URBANI Venezuela Secretários Adjuntos Am. do Sul Am. Central Caribe Ling. Inglesa KARMMAN CARVAJAL OQUEDO FINCHAM Brasil Nicarágua Puerto Rico ??? Tesoureiro Vice-Tesoureiro YAGER ILIFFE Bahamas Bermudas 1° Vocal 2° Vocal MORALES LAZCANO Peru México

14 Sucessão Pres. e Sec. Gerais da FEALC URBANI URBANIJIMÉNEZ BENEDETTO BENEDETTO LABEGALINI Pres. Sec. G. VALE BENEDETTO GRAÑA JIMÉNEZFRANCOBENEDETTOLABEGALINIVALEGRAÑA

15 Diretoria FEALC – Presidente VALE Puerto Rico Vice-Presidente CARREÑO Secretário Geral BENEDETTO COLZATO GRAÑA MONTAÑO VenezuelaArgentina Brasil Cuba México Secretários Adjuntos

16 Diretoria atual – Presidente Angel GRAÑA Gonzales Puerto Rico Rafael CARREÑO Secretário Geral Carlos BENEDETTO Juan MONTAÑO Venezuela Argentina Brasil Secretários Adjuntos Vice-Presidente EFRAÍN Mercado Cuba México Nivaldo COLZATO JORGE Yanez Honduras

17 Congressos da FEALC Os Congressos da FEALC são denominados de CEALC – Congresso de Espeleologia da América Latina e do Caribe. O I CEALC foi idealizado em 1986, durante a 2ª Assembléia Geral em Barcelona, na Espanha e realizado em 1988, em Belo Horizonte, no Brasil. Em princípios os CEALC são espaçados de 4 anos, nos intervalos dos CIE - Congressos Internacionais de Espeleologia da UIS, mas esta data pode ser alterada, inclusive para coincidir com um CIE, como foi feito em 2001, quando o IV CEALC coincidiu com o 13° CIE. A organização dos CEALC sempre é da responsabilidade de uma Sociedade ou Federação Nacional, que indica o Delegado Nacional e representa o país na Assembléia Geral.

18 I CEALC – 1988 – Belo Horizonte – Brasil Organização: Sociedade Brasileira de Espeleologia

19 II CEALC – 1992 – Viñales – Cuba Organização: Sociedade Espeleológica de Cuba

20 III CEALC – 1997 – Malargüe – Argentina Organização: Instituto Argentino de Investigações Espeleológicas (INAE)

21 IV CEALC – 2001 – Brasília – Brasil Organização: Sociedade Brasileira de Espeleologia

22 V CEALC – 2007 – Aguadilla – Puerto Rico Organização: FEPUR Federação Espeleológica de Puerto Rico

23 Próximo Congresso da FEALC VI CEALC – Matanzas - Cuba 29/07 a 05/08/2010 Organização: SEC-Sociedade Espeleológica de Cuba Por ocasião do 70º Aniversário da SEC, que é a sociedade nacional de espeleologia mais antiga das Américas. Local do Congresso

24 Resumo dos CEALC 1° CEALC – 1988 – Belo Horizonte – Brasil 2° CEALC – 1992 – Viñales – Cuba 3° CEALC – 1997 – Malargüe – Argentina 4° CEALC – 2001 – Brasília – Brasil 5° CEALC – 2007 – Aguadilla – Porto Rico 3 CEALC na América do Sul 2 CEALC no Caribe

25 Documentos da FEALC Os seguintes documentos norteiam a FEALC: -E-Estatutos da FEALC -R-Regulamento para expedições estrangeiras nos países da FEALC -R-Regulamento de inclusão e permanência de membros -N-Normas sobre as atividades dos membros do Comitê Executivo, Coordenadores de Comissões e Delegados -R-Regulamento para votação eletrônica -D-Declaração de Aguadilla, relativa à preservação do patrimônio espeleológico.

26 Estatutos da FEALC Alterado no IV CEALC, realizado no Brasil (Brasília 2001) Adotado pela I Assembléia Geral da FEALC realizada em Cuba (Viñales, 1983) Alterado no I CEALC, realizado no Brasil (Belo Horizonte 1988) Alterado no II CEALC, realizado em Cuba (Viñales 1992) Cuba 1983 Brasil 1988 Cuba 1992 Brasil 2001

27 Regulamento para expedições estrangeiras nos países da FEALC Cuba 1992 O Regulamento para expedições estrangeiras nos países da FEALC é uma norma de bons procedimentos para a prática da espeleologia internacional de forma salutar e cooperativa com o país anfitrião, que a FEALC indica aos espeleólogos do planeta, mas não tem força de lei. Adotado pela IV Assembléia Geral de 2 de setembro de 1992, em Viñales

28 Regulamento de inclusão e permanência de membros Esta norma regulamenta a admissão de novos membros na FEALC, classifica os membros em categorias, dita os direitos e deveres de cada um e dá as condições para cada membro permanecer na sua categoria como membro ativo. Categorias: Pleno (10), Aspirante (1) e Observador (1). Adotado pela Reunião Extraordinária de 26 de janeiro de 2003, em Viñales, Cuba Cuba 2003

29 Normas sobre as atividades dos membros do Comitê Executivo, Coordenadores de Comissões e Delegados Este documento tem a função do Regimento Interno da FEALC. Define, classifica, especifica os direitos e os deveres de todos os membros que estejam envolvidos de alguma forma com o futuro da Federação. Adotado pela Reunião Extraordinária de 26 de janeiro de 2003, em Viñales, Cuba Cuba 2003

30 Regulamento para votação eletrônica Este Regulamento coloca a FEALC na era da informática, e dá à Federação a agilidade necessária aos dias de hoje, nas suas tomadas de decisões. Adotado pela Reunião Extraordinária de 26 de janeiro de 2003, em Viñales, Cuba Cuba 2003

31 Estrutura Organizacional da FEALC Assembléia Geral A Assembléia Geral da FEALC, é constituída por todos os Delegados de todos os Países Membros e com direito de voto, portanto é soberana e representa o poder máximo da entidade.

32 Estrutura Organizacional da FEALC Assembléia Geral Diretoria A Diretoria da FEALC é composta de 1 (um) Presidente, 1 (um) Vice- Presidente, 1 (um) Secretário Geral, que também acumula as funções de Tesoureiro, e Secretários Adjuntos, cujo número é definido pela Assembléia Geral que elege a todos, cargo por cargo e em escrutínio secreto. Cada membro da Diretoria deve ter uma nacionalidade diferente. Todos os membros da Diretoria podem ser re-eleitos apenas uma vez consecutiva para o mesmo cargo.

33 Estrutura Organizacional da FEALC Assembléia Geral Diretoria Comissão A Comissão B Comissão... A Diretoria decide sobre a criação de Comissões encarregadas de estudar problemas particulares. Estas Comissões são formadas por todos os espeleólogos (cientistas, técnicos ou especialistas) que desejarem fazer parte, e dirigida por um presidente eleito entre eles.

34 Estrutura Organizacional da FEALC Assembléia Geral Diretoria Comissão A Comissão B Comissão... Conselho Consultivo Ex- Presidentes A Diretoria pode convidar pessoas da sua confiança para compor um conselho Consultivo, para opinar em questões polêmicas Os Ex-Presidentes compõem o Diretório da FEALC na forma de um Conselho Consultivo Permanente, participam das reuniões de Diretoria, têm direito a voz mas não votam.

35 Atuais Comissões da FEALC - Comissão de Espeleosocorro - Comissão de Geoespeleologia - Comissão de Grutas Turísticas - Comissão de Bioespeleologia - Comissão de Divulgação Eletrônica

36 Comissão de Espeleosocorro Presidente: Efraín MERCADO Puerto Rico Status: Comissão Ativa Trabalho: Coordena a troca de informações entre várias sociedades e federações dos países membros da FEALC e da UIS, além de ministrar conferências e cursos. - Planeja instituir a ELE-Escola Latinoamericana de Espeleologia Instituição: V Assembléia Geral - III CEALC Malargüe - Argentina

37 Comissão de Geoespeleologia Presidente: Franco URBANI Venezuela Status: Comissão Ativa Publicação: Boletim Informativo da Comissão de Geoespeleologia. Instituição: V Assembléia Geral - III CEALC Malargüe - Argentina

38 Comissão de Grutas Turísticas Presidente atual: José Ayrton LABEGALINI Brasil Status: Comissão Ativa Trabalho: Mantém atualizada a listagem das grutas turísticas na região da FEALC, incentiva a troca de informações no setor e tem disposição para colaborar na implantação de novas grutas turísticas. Instituição: V Assembléia Geral - III CEALC Malargüe - Argentina

39 Comissão de Bioespeleologia Instituição: III Assembléia Geral - I CEALC Belo Horizonte Brasil Pres.: Jose PALACIOS VARGAS México Status: Comissão Ativa Trabalho: Publica periodicamente a NIBALC – Notas de Informação Bioespeleológica da América Latina e do Caribe. Iniciou como publicação independente e hoje é publicado como artigo de MUNDOS SUBTERRÁNEOS.

40 Comissão de Divulgação Eletrônica Presidente: Juan MONTAÑO Hirose (México). Em agosto de 2007 junta-se Carlos BENEDETTO (Argentina), e Raudel (Cuba), este para comandar a reestruturação no site da FEALC. México Status: Comissão Ativa Trabalho: Divulga a Federação pelo meio eletrônico, coordena a discussão de três foros distintos e mantém no ar o site da FEALC. Instituição: VI Assembléia Geral - IV CEALC Brasília - Brasil Argentina

41 - Esta publicação foi instituída em 1997 no III CEALC, em Malargüe - Argentina, como a publicação oficial da FEALC para divulgar as atividades da geoespeleologia na América Latina e no Caribe. - Sua edição é de responsabilidade do Ex-Presidente da FEALC Dr. Franco URBANI, da SVE – Venezuela. - Tem freqüência regular e, desde abril de 1997, a sua distribuição é feita por meio eletrônico. A última edição, de número 70, foi publicada em abril de Boletim Informativo da Comissão de Geoespeleologia

42 Notas de Informações Bioespeleológicas da América Latina e do Caribe - NIBALC - Esta publicação foi instituída em 1988 no I CEALC, em Belo Horizonte - Brasil, como a publicação oficial da FEALC para divulgar as atividades da bioespeleologia na América Latina e no Caribe. - Sua edição é anual e sob responsabilidade do Dr. José Palácios Vargas, da UMAE – México. - A freqüência é anual, e desde 1996, com o número VII, são publicadas em MUNDOS SUBTERRÂNEOS, pela UMAE. A última edição, de número 14-15, foi publicada em junho de 2004.

43 Os números do turismo espeleológico na FEALC Existe na FEALC mais ou menos 60 cavernas adaptadas para o turismo em massa, e mais de uma centena que recebe visitação mas não de forma organizada; A visitação anual do turismo espeleológico na região da FEALC não deve chegar em visitantes; Comparando-se com a Europa, a região da FEALC praticamente não explora o turismo espeleológico; A mais espaçosa gruta turística da região da FEALC é a Gruta de Cacahuamilpa no México e a melhor manejada em termos ecológicos é a Cueva del Guacharo, na Venezuela. A diversidade do turismo espeleológico na FEALC inclui o turismo em massa, o turismo de aventura, o turismo religioso, o turismo arqueológico, o uso como clubes, restaurante, praças, balneários, etc.

44 Site da FEALC – O site da FEALC é de responsabilidade do Presidente da Comissão de Divulgação Eletrônica, Juan MONTAÑO Hirose, da UMAE, México. Foram implantados distintos Foros de discussão, com grupos distintos de participantes: COMITÊ EXECUTIVO FEALC – Usado para troca de informações e discussões entre os integrantes do Diretório FEALC. ASAMBLEA FEALC – Criado pela atual Diretoria, serve para comunicação entre os membros do Diretório, Presidentes de Comissões, Delegados FEALC, Presidentes das Sociedades Nacionais e alguns convidados especiais. Um terceiro Foro existe para a comunicação interna da Comissão FEALC de Legislação e Proteção. CUEVALATINA – Usado pelo Secretário Geral para distribuir informações para cerca de 450 espeleólogos inscritos.

45 Boletim da FEALC - O Boletim da FEALC foi instituído em 1988 no I CEALC, Belo Horizonte – Brasil, e o número 1 foi publicado em dezembro daquele ano. - Esta é a publicação oficial da FEALC para divulgar as suas atividades e o Estado da Arte da espeleologia da América Latina e do Caribe. - Sua edição é responsabilidade do Secretário Geral e a sua distribuição é feita aos Delegados e às sociedades e federações nacionais. - Sua publicação é semestral, á última edição é a de número 25 (julho de 2007), e desde o número 16, de fevereiro de 2002, passou a se chamar e distribuído de forma eletrônica.

46 Convênio de cooperação técnica FEALC/FSUE Discutido e aprovado na VIII Assembléia Geral da FEALC, com a presença de João Carlos Casas, presidente da FSUE- Federação Espeleológica da União Européia. OBJETIVO: Juntar esforços que permitam fortalecer laços de cooperação entre a FEALC e a FSUE, mediante apoio, acessoria, assistência técnica e intercâmbio de conhecimentos científicos, técnicos e de prestação de serviços em favor do desenvolvimento da espeleologia em todas suas áreas e atividades afins nos países que conformam a União Européia e a América Latina e Caribe.

47 Planejamento Estratégico da FEALC Sugerido durante o V CEALC por Yaneth Munoz Saba, Delegada da Colômbia presente ao evento, teve sua elaboração aprovada pela VIII Assembléia Geral (Aguadilla, Puerto Rico, 2007). Em fase de discussão pela Diretoria em conjunto com toda a comunidade da FEALC.

48 Próximas atividades da FEALC III CONAE-Congresso Argentino de Espeleologia Malargüe – Mendoza – 3 a 8 de fevereiro de 2008 Realização: FAdE-Federação Argentina de Espeleologia Organização: INAE-Instituto Argentino de Investigações Espeleológicas – Informações: Argentina

49 Expedição Trinacional Argentina/Brasil/Paraguai Local: Vallemí - Paraguai – junho de 2008 Realização: FEALC Organização: AEPy-Associação Espeleológica do Paraguai FAdE-Federação Argentina de Espeleologia SBE-Sociedade Brasileira de Espeleologia Sociedade Brasileira de Espeleologia Federación Argentina de Espeleología Federación Paraguaya de Espeleología

50 Agradecimento A Diretoria da FEALC agradece a FAdE e aos organizadores do III CONAE pela oportunidade de divulgar nossa entidade neste importante evento espeleológico.

51 Apresentação criada e elaborada por José Ayrton Labegalini Coordenador da Comissão de Grutas Turísticas da FEALC Atualizada em Janeiro de 2008


Carregar ppt "Que é a FEALC?. FEALC Federación Espeleológica de América Latina y del Caribe A FEALC é uma entidade não governamental, sem fins lucrativos, que propicia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google