A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Quebra do Equilíbrio Ambiental Poluição do Ar Introdução Desde a metade do século XVIII, com o início da Revolução Industrial na Inglaterra, cresceu.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Quebra do Equilíbrio Ambiental Poluição do Ar Introdução Desde a metade do século XVIII, com o início da Revolução Industrial na Inglaterra, cresceu."— Transcrição da apresentação:

1

2 Quebra do Equilíbrio Ambiental Poluição do Ar

3

4 Introdução Desde a metade do século XVIII, com o início da Revolução Industrial na Inglaterra, cresceu significativamente a poluição do ar. A queima do carvão mineral (fonte de energia para as máquinas da época) jogava na atmosfera das cidades industriais da Europa, toneladas de poluentes. A partir deste momento, o homem teve que conviver com o ar poluído e com todas os danos advindos deste "progresso" tecnológico.

5 Causas e Consequências Causas e Consequências Este tipo de poluição tem provocado muitos problemas nas grandes cidades. A saúde das pessoas, por exemplo, é a mais afetada com a poluição atmosférica. Várias doenças respiratórias como a bronquite, rinite e asma levam milhares de adultos e crianças aos hospitais todos os anos. A poluição também tem causado danos aos ecossistemas e ao patrimônio histórico e cultural. Resultado desta poluição, a chuva ácida mata plantas, animais e vai corroendo, com o passar do tempo, monumentos históricos (prédios, monumentos, igrejas etc). Nos últimos anos, a Acrópole de Atenas passou por um processo de restauração, pois a milenar construção grega estava sofrendo desgaste com a poluição da capital da Grécia. chuva ácida

6 Medidas para evitar que a poluição do ar afete a saúde Procure não sair ao ar livre nem praticar atividade esportivaem horário de tráfego intenso Se você tem asma, bronquite crônica ou outras doenças respiratórias alérgicas, tome regularmente as medicações prescritas por médicos e procure médicos caso haja piora de sintomas Procure deixar o carro em casa e usar mais metrô e outros meios de transporte coletivo Evite locais de alta concentração de pessoas em que a ventilação seja deficiente, principalmente durante inverno, para evitar o contágio de viroses Tome bastante água em dias em que há baixa umidade do ar com alta concentração de poluentes. Um indicativo de que a umidade está baixa e com alta concentração de poluentes é irritação dos olhos, garganta e nariz. Quando a situação é crítica, os órgãos governamentais lançam alertas. Dentro de casa, a presença de poeira ou de material particulado em lenócis, toalhas de mesa e cortinas indicam a presença de poluentes em alta concentração. Procure evitar vias de congestionamento intenso em locais de tráfego intensotráfego Procure arejar a casa em horário onde o tráfego seja menos intenso e evite janelas e portas abertas em horário de pico de tráfego Adote um estilo de vida saudável, com prática regular de esporte e alimentação saudável e balanceada para melhorar a imunidade contra infecções respiratórias presentes principalmente no inverno, época em que a poluição do ar aumenta e indiretamente promove as infecções respiratórias.

7 Fatores que provocam alterações no ar A alteração na constituição química do ar através dos tempos indica que o ar continua se modificando na medida em que o homem promove alterações no meio ambiente. Até agora esta mistura gasosa e transparente tem permitido a filtragem dos raios solares e a retenção do calor, fundamentais à vida. Pode-se dizer, no entanto, que a vida na Terra depende da conservação e até da melhoria das características atuais do ar. Os principais fatores que têm contribuído para provocar alterações no ar são: a poluição atmosférica pelas indústrias, que em algumas regiões já tem provocado a diminuição da transparência do ar; o aumento do número de aviões supersônicos que, por voarem em grandes altitudes, alteram a camada de ozônio; os desmatamentos, que diminuindo as áreas verdes causam uma diminuição na produção de oxigênio; as explosões atômicas experimentais, que liberam na atmosfera grande quantidade de gases, de resíduos sólidos e de energia; os automóveis e indústrias, que consomem oxigênio e liberam grandes quantidades de monóxido de carbono (CO) e dióxido de carbono (CO 2 ). Todos estes fatores, quando associados, colocam em risco o equilíbrio total do planeta, podendo provocar entre outros fenômenos, o chamado efeito estufa, que pode provocar um sério aumento da temperatura da terra, o que levará a graves conseqüências.

8 Poluição e sua Fonte Para facilitar o estudo do assunto, identificamos quatro tipos principais de poluição do ar, segundo as fontes poluidoras. A. Poluição de origem natural: resultante de processos naturais como poeiras, nevoeiros marinhos, poeiras de origem extra terrestre, cinzas provenientes de queimadas de campos, gases vulcânicos, pólen vegetal, odores ligados à putrefação ou fermentação natural, entre outros. B. Poluição relacionada aos transportes: resultante da ação de veículos automotores e aviões. Devido a combustão da gasolina, óleo diesel, álcool etc., os veículos automotores eliminam gases como o monóxido de carbono, óxido de enxofre, gases sulfurosos, produtos à base de chumbo, cloro, bromo e fósforo, além de diversos hidrocarbonetos não queimados. Variando de acordo com o tipo de motor, os aviões eliminam para a atmosfera: cobre, dióxido de carbono, monoaldeídos, benzeno etc. C. Poluição pela combustão: resultante de fontes de aquecimento domésticos e de incinerações, cujos agentes poluentes são: dióxido de carbono, monóxido de carbono, aldeídos, hidrocarbonetos não queimados, compostos de enxofre. O anidrido sulfuroso, por exemplo, pode transformar-se em anidrido sulfúrico, e este, em ácido sulfúrico, que precipita juntamente com as águas das chuvas. D. Poluição devida às indústrias: resultante dos resíduos de siderúrgicas, fábricas de cimento e de coque, indústrias químicas, usinas de gás e fundição de metais ferrosos. Entre esses resíduos encontram-se substâncias tóxicas e irritantes, poluentes fotoquímicos, poeiras etc. Além da poeira de natureza química, com grãos de tamanho dos mais diferentes, os principais poluentes industriais encontram-se no estado gasoso, sendo que os mais freqüentes são: dióxido de carbono, monóxido de carbono, óxido de nitrogênio, compostos fluorados, anidrido sulfuroso, fenóis e álcoois de odores desagradáveis.

9 A maior parte da poluição do ar é produzida como resultado da queima de combustíveis fósseis, como o carvão e o petróleo. Esses combustíveis foram formados durante milhares de anos a partir de plantas e animais mortos. Os depósitos se formavam e eram finalmente cobertos por outras rochas e comprimidos. Eles permaneceram praticamente intactos até a metade do século XIX. Desde então, são usados em quantidades cada vez maiores para mover veículos, aquecer edifícios nos países frios e fundir metais como o ferro. Poluição do ar

10 Veremos agora algumas imagens de poluidores do Ar

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21 Professor Marcos Proença


Carregar ppt "Quebra do Equilíbrio Ambiental Poluição do Ar Introdução Desde a metade do século XVIII, com o início da Revolução Industrial na Inglaterra, cresceu."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google