A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

HR SCORECARD 1 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, 10. 05.03 SCORECARD DE RECURSOS HUMANOS PESSOAS, ESTRATÉGIA E PERFORMANCE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "HR SCORECARD 1 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, 10. 05.03 SCORECARD DE RECURSOS HUMANOS PESSOAS, ESTRATÉGIA E PERFORMANCE."— Transcrição da apresentação:

1 HR SCORECARD 1 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, SCORECARD DE RECURSOS HUMANOS PESSOAS, ESTRATÉGIA E PERFORMANCE

2 HR SCORECARD 2 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, PLANO da APRESENTAÇÃO A importancia estratégica da Gestão de RH Porquê medir a Gestão de RH/ Capital Humano O Balanced Scorecard O Scorecard de Recursos Humanos

3 HR SCORECARD 3 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, As pessoas são o nosso mais importante activo

4 HR SCORECARD 4 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, Então, porque não mede o retorno do investimento nesse Activo ?

5 HR SCORECARD 5 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, You can not manage what you dont measure Peter Ducker If you dont score, youre just practicising Ian Leschley CEO, Smithkline Beecham

6 HR SCORECARD 6 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, MEDIÇÃO TRADICIONAL NAS ORGANIZAÇÕES Estratégia Financeira ROI Processos Organizacionais Cadeia de valor Estratégia de Clientes Proposta de Valor Mas...

7 HR SCORECARD 7 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, Como medir activos estratégicos como: Cultura & Clima Organizacional Ter e desenvolver competências chave Conhecimento e alinhamento das pessoas com os objectivos da empresa Motivação das pessoas Será...

8 HR SCORECARD 8 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, Medir o Capital Humano Será: Missão Impossível ?

9 HR SCORECARD 9 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, Novo Paradigma Económico Velocidade/Ciclos mais curtos/ Inovação Qualidade/Satisfação de Clientes Globalização/ Competitividade

10 HR SCORECARD 10 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, VALORIZAÇÃO DE ASPECTOS COMO Marca Conhecimento Activos Intangíveis Inovação Também chamado Capital Intelectual Capital Humano

11 HR SCORECARD 11 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, ESTUDOS DEMONSTRAM QUE : Em média, 80% do valor das empresas baseiam-se em activos intangíveis 35% do investimento baseia-se em factores não financeiros E...

12 HR SCORECARD 12 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, TOP 10 VARIÁVEIS NÃO FINANCEIRAS CONSIDERADAS PELOS ANALISTAS FINANCEIROS 1. Execução da Estratégia 6. Quota de Mercado 2. Credibilidade da Equipa de Gestão 7. Expertise da equipa de Gestão 3. Qualidade da estratégia corporativa 8. Alinhamento da estratégia/ interesses dos accionistas 4. Inovação 9. Liderança em R&D 5. Capacidade de atrair/ reter talento 10. Qualidade de processos

13 HR SCORECARD 13 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, TOP 10 VARIÁVEIS NÃO FINANCEIRAS CONSIDERADAS PELOS ANALISTAS FINANCEIROS 1. Execução da Estratégia 2. Credibilidade da Equipa de Gestão 3. Qualidade da estratégia corporativa Gestão de RH 4. Inovação 5. Capacidade de atrair/ reter talento

14 HR SCORECARD 14 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, NO ENTANTO : Sistemas de contabilidade continuam a basear-se nos mesmos conceitos tangíveis com 2000 anos. Gestores continuam a basear-se essencialmente em informações financeiras. QUE...

15 HR SCORECARD 15 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, SISTEMAS TRADICIONAIS DE INFORMAÇÃO FINANCEIRA Criam grandes distorções da realidade Dão apenas uma visão do passado (Lagging Indicators) Desvalorizam os Activos Estratégicos Não servem para antecipar o futuro

16 HR SCORECARD 16 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, BALANCED SCORECARD Conceito desenvolvido por Robert Kaplan e David Norton Sistema de Medição de Performance de Negócio Conjunto de medições estratégicas, equilibradas e convergentes Medir a performance do negócio, através da avaliação da implementação da estratégia e não baseada em aspectos financeiros

17 HR SCORECARD 17 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, BALANCE SCORECARD Baseado em medidas estratégicas que : Reflictam os factores críticos de sucesso da estratégia Relacionem (causa-efeito) medidas não financeiras com resultados financeiros Forneçam periodicamente uma visão alargada do estado actual da organização

18 HR SCORECARD 18 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, BALANCED SCORECARD Aspectos Chave : Medição orientada para a mudança e para a estratégia Focus no value creation e não em resultados financeiros Específico de cada organização Relacionamento (causa/efeito) de diversos tipos de medidas - Qualidade do produto Lucro Not a Laundry List - Apenas as Medidas Estratégicas Chave

19 HR SCORECARD 19 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, BALANCED SCORECARD

20 HR SCORECARD 20 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, BALANCE SCORECARD Contribui para : Focalizar toda a organização nos aspectos estratégicos chave Melhorar a comunicação Fixar objectivos a todos os níveis da organização Dar feedback periódico sobre a estratégia

21 HR SCORECARD 21 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, BALANCE SCORECARD Financial To succeed financially, how should we appear to our shareholders? Internal Business Projects To satisfy ou shareholders and customers what business processes must we excel at Learning and Growth To achieve our vision, how will we sustain our ability to change and improve Customer To achieve our vision, how should we appear to our customers? VISION AND STRATEGY ORGANISATIONAL EFFECTIVENESS METRICS PRODUCTIVITY PERFORMANCE CHANGE INNOVATION METRICS TRAINING LEARNING DEVELOPMENT METRICS BEHAVIOURS METRICS

22 HR SCORECARD 22 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, BALANCE SCORECARD Financial Perspective Internal Business Projects Innovation and Learning Perspective Customer VISION AND STRATEGY Return-on-Capital Employed Cash Flow Project Profitability Profit Forecast Reliability Sales Backlog Hours with customers Tender Success Rate Rework Safety Incident Index Project Performance Index Project Closeout Cycle % Revenue from New Services Rate of Improvement Index Staff Attitude Survey # of Employee Suggestions Revenue per Employee Pricing Index Tier II Customer Customer Ranking Survey Customer Satisfaction Index Market Share

23 HR SCORECARD 23 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, SCORECARD DE RECURSOS HUMANOS

24 HR SCORECARD 24 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, HR SCORECARD E RÁCIOS DE RH In Sum : O HR Scorecard está para os tradicionais rácios de RH como o Balanced Scorecard está para a tradicional contabilidade e informação financeira

25 HR SCORECARD 25 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, O HR SCORECARD NÃO É : Um conjunto de rácios de RH Um conjunto de rácios financeiros adaptados aos RH Um Tableau de Bord Um novo tipo de Balanço Social

26 HR SCORECARD 26 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, O HR SCORECARD É : Um conjunto de medições de RH Consistentes entre si - Alinhadas com os objectivos estratégicos de negócio; - Com impacto na estratégia; - Específicos de cada organização.

27 HR SCORECARD 27 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, O HR SCORECARD vs Sistemas Tradicionais - Estratégicos - Não Estratégicos - Operacionais - Passivos - Específicos - Gerais - Dinâmicos - Estáticos - Orientados para o futuro - Resultados do passado - Mais soft - Mais Hard

28 HR SCORECARD 28 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, In sum : O HR SCORECARD está para o Gestor de RH com uma visão estratégica do seu papel, como os sistemas tradicionais estão para os Directores de Pessoal

29 HR SCORECARD 29 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, Como medir a contribuição de valor acrescentado do capital Humano na estratégia da organização ? Ou...

30 HR SCORECARD 30 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, COMO MEDIR O IMPACTO : Índice de satisfação dos Empregados Qualidade do serviço Satisfação dos clientes ROI % de competências críticas Ciclo de Inovação Time to Market ROI Índice de retenção de talento Qualidade do Produto Lealdade do Cliente ROI Ou...

31 HR SCORECARD 31 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, DITO DE OUTRA FORMA : Como podemos nós, Gestores de RH, medir ( e provar ) a nossa contribuição para a estratégia da empresa E assim : to be at the table and not on the table

32 HR SCORECARD 32 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, IMPLEMENTAR O HR SCORECARD: Não é fácil Não há receitas - varia de empresa para empresa Necessitamos de apoio de equipas de especialistas e Tecnologias Mas... Vale a pena E... depende de nós !

33 HR SCORECARD 33 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, OBJECTIVOS DO HR SCORECARD: Orientar a tomada de decisão / definição de prioridades em matéria de GRH Servir de base à avaliação do desempenho da função RH

34 HR SCORECARD 34 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, E tambem: Contribui para uma visão clara, consistente e partilhada de como a estratégia deve ser implementada aos vários níveis da organização Força a focalização nas medidas críticas - aquelas que realmente fazem a diferença Expressam estas medidas críticas em termos entendíveis pelos Gestores de linha e topo - i.e. quantitativas e com impacto no negócio

35 HR SCORECARD 35 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, Exemplo de relação causal de criação de valor FinanceiraROI Cliente / ExternaLealdade de Clientes Entrega on Time Processo / InternaQualidade de ProcessoProcesso Cycle Time Pessoas (Aprendizagem e crescimento)Skills dos Empregados Source: Robert Kaplan e David Norton

36 HR SCORECARD 36 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, MAIS 2 CONCEITOS : Indicadores de retorno (Lagging) - Reflectem o que se passou/Impacto de anteriores decisões - Ex. : % de melhoria na qualidade ; % de aumento da lucratividade Indicadores de Orientação ( Leading) - Orientados para o futuro - Estratégicos - diferentes de empresa para empresa - Ex.: índice satisfação de empresas/clientes; % consciência estratégica; R&D cycle time

37 HR SCORECARD 37 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, CONCEITOS BASE DO HR SCORECARD : Strategic HR Deliverables - Resultados da Gestão de RH com impacto na execução da estratégia global - Ex.: % de turnover em empregados chave; % de consciência/ alinhamento estratégico HR Doables - Orientados para a actividade e eficiência do Sistema de RH - Ex.: Idade média dos empregados; % de acidentes de trabalho

38 HR SCORECARD 38 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, CONCEITOS BASE DO HR SCORECARD (2): 2 tipos de Strategic HR Deliverables - HR Performance Drivers - Relacionados com as competências chave (core capabilities) - Ex.: Índice de satisfação dos Empregados HR Enablers - Componentes do sistema de GRH que contribuem/reforçam os performance drivers da empresa - Ex.: plano de incentivos melhorar o tempo médio de cobrança

39 HR SCORECARD 39 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, CONCEITOS BASE DO HR SCORECARD (2): 2 tipos de Strategic HR Deliverables - HR Performance Drivers - Relacionados com as competências chave (core capabilities) - Ex.: Índice de satisfação dos Empregados HR Enablers - Componentes do sistema de GRH que contribuem/reforçam os performance drivers da empresa - Ex.: plano de incentivos melhorar o tempo médio de cobrança

40 HR SCORECARD 40 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, Modelo Teórico de Implementação Entender a Estratégia do Negócio Definir a Estratégia de RH (Deliverables e Enablers) Traduzir em sistema de medição Comunicar ou Implementar Avaliar Periodicamente

41 HR SCORECARD 41 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, HR SCORECARD : Um problema antigo Um novo Approach Um novo desafio

42 HR SCORECARD 42 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, Obrigado, Estou à vossa disposição para qualquer questão... José Bancaleiro


Carregar ppt "HR SCORECARD 1 JOSÉ BANCALEIRO Univ. Lusíada, 10. 05.03 SCORECARD DE RECURSOS HUMANOS PESSOAS, ESTRATÉGIA E PERFORMANCE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google