A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Poesia. Que está na varanda? Uma fita de ganga. Quem está na janela? Uma fita amarela. Quem está no poço? Uma casca de tremoço.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Poesia. Que está na varanda? Uma fita de ganga. Quem está na janela? Uma fita amarela. Quem está no poço? Uma casca de tremoço."— Transcrição da apresentação:

1 Poesia

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14 Que está na varanda? Uma fita de ganga. Quem está na janela? Uma fita amarela. Quem está no poço? Uma casca de tremoço. Quem está no telhado? Um gato pingado. Quem está na chaminé? Uma caixa de rapé. Que está na rua? Uma espada nua. Que está atrás da porta? Uma vara trota. Que está no ninho? Um passarinho. Deixa-o no morno, Dá-lhe pãozinho. Cancioneiro Popular Português Agora somos nós.... Quem está no moinho? Um pequeno cãozinho Quem está no telheiro? O famoso padeiro. Quem está no mato? Um bebé pato. Quem está no pomar? Um velhinho a trabalhar. Quem está na cadeia? A menina Andreia. O que há na padaria? Uma enorme gritaria. Aquilo é um passarinho? Não, é um menino Deixa-o descansar E vai trabalhar. Fábio Andrade Quem está na prisão? O menino João. Que está na sacola? Um tubo de cola. Quem está no camião? Um grande leão. Quem corre atrás do rato? Um grande rato. Quem está nos carris? O menino Luís. Tira o dedo do nariz e vê se te ris. Daniel Nunes

15 CASAMENTO Casei um cigarro Com uma cigarra, Fizeram os dois Tremenda algazarra Porque o cigarro Não sabe cantar E a cigarra Detesta fumar. Não digam que errei (mania antipática!) Só cumpri a lei Que manda a gramática. (Luísa Ducla Soares) Casei um bolo Com uma bola, Ambos apanharam Com um rolo na tola Porque a bola Não sabe adoçar E o bolo Não gosta de jogar. Não digam que errei (mania antipática!) Só cumpri a lei Que manda a gramática. (Nuno)

16 Casei um foco Com uma foca, Fizeram os dois Grande batota Porque o foco Não sabe nadar E a foca Não sabe iluminar. Não digam que errei (mania antipática!) Só cumpri a lei Que manda a gramática. (Daniel Casei uma borracha Com um borracho, Vai haver algazarra Pois é o que eu acho Porque o borracho Não sabe apagar E a borracha Detesta voar Não digam que errei (mania antipática!) Só cumpri a lei Que manda a gramática. (João Barbosa)

17 O g é um gato enroscado de João Pedro Mésseder Letra, palavra Vasculho no cesto das letras Até encontrar um G Continuo a vasculhar Até descobrir um A Remexo, remexo, remexo Até encontrar um T E lá no fundo de tudo Descubro por fim um O. Componho então a palavra. Mas pra não ficar sozinha Arranjo-lhe já companhia Formando mais três palavrinhas: Telhado, Sol, Sardinha. João Pedro Mésseder

18 Vasculho no cesto das letras até encontrar um r. Continuo a vasculhar Até descobrir um e. Remexo, remexo, remexo até encontrar um m. E lá no fundo de tudo Descubro por fim o o. Componho então a palavra. Mas para não ficar sozinha arranjo-lhe já companhia Formando mais três palavrinhas: Bóia, barco, bandeirinha. Bruno Tiago Vasculho no cesto das letras até encontrar um v. Continuo a vasculhar Até descobrir um a. Remexo, remexo, remexo até encontrar um c. E lá no fundo de tudo Descubro por fim o a. Componho então a palavra. Mas para não ficar sozinha arranjo-lhe já companhia Formando mais três palavrinhas: Quinta, erva, campainha. Mafalda Maria

19 Formigas Uma formiga de gravata a matar uma barata. Uma formiga ao balcão a vender bolos e pão. Uma formiga de bicicleta a pedalar para ser atleta. Uma formiga a jogar xadrez com um marinheiro inglês. Uma formiga fotografando o rei a fazer contrabando. Uma formiga de altifalante o namorar com um elefante. Uma formiga de bigode a gritar «Ai, quem me acode!» Uma formiga de caracóis na cozinha, a fritar rissóis. Uma formiga a dar um estalo num policia a cavalo. Uma formiga toda nua a dançar no meio da rua. Uma formiga cirurgião a transplantar um coração. Uma formiga muito sabida a inventar o insecticida. Hora de jogar Hora de jogar A CASA DO JOÃO Aqui está a casa que fez o João. Aqui está o saco do grão e feijão que estava na casa que fez o João. Aqui está o rato que furou o saco de grão e feijão que estava na casa que fez o João. Aqui está o gato que comeu o rato que furou o saco de grão e feijão que estava na casa que fez o João. Aqui está o cão que mordeu o gato que comeu o rato que furou o saco de grão e feijão que estava na casa que fez o João. recolha de Natércia RochaNatércia Rocha


Carregar ppt "Poesia. Que está na varanda? Uma fita de ganga. Quem está na janela? Uma fita amarela. Quem está no poço? Uma casca de tremoço."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google