A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Agrupamento de escolas Gil Paes Projecto Saber+saúde 7ºB Torres Novas, 11 de Junho de 2007 Prof. Isabel Nunes Trabalho elaborado por: António Marques.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Agrupamento de escolas Gil Paes Projecto Saber+saúde 7ºB Torres Novas, 11 de Junho de 2007 Prof. Isabel Nunes Trabalho elaborado por: António Marques."— Transcrição da apresentação:

1

2 Agrupamento de escolas Gil Paes Projecto Saber+saúde 7ºB Torres Novas, 11 de Junho de 2007 Prof. Isabel Nunes Trabalho elaborado por: António Marques nº3 Francisco Abreu nº12 Isabel Correia nº14 Nuno Moita nº25 Pedro Fidalgo nº28

3 2 Introdução Os órgãos internos e externos da rapariga Os órgãos internos e externos do rapaz Transformações físicas no rapaz e na rapariga Masturbação Relação sexual Algum vocabulário acerca da sexualidade Conclusão Fontes Consultadas

4 3 Com este trabalho esperemos descobrir mais coisas acerca da sexualidade. Nós escolhemos este tema porque achámos interessante investigar, pelo que é que vamos passar pela nossa puberdade e adolescência.

5 4 Logo que nascem, as raparigas tem os órgãos femininos completos que vão amadurecendo e desenvolvendo-se ao longo de crescimento. Os órgãos internos (aqueles que não vemos) situam-se dentro do corpo da rapariga, debaixo da barriga, do umbigo e dos intestinos. Os órgãos externos (os que vemos) estão entre as pernas da rapariga; os seios femininos encontram-se no exterior do corpo e vão aumentar de tamanho durante a puberdade. Sabes que eles servem para mais tarde alimentar o bebé? Sim, pois produzem leite quando a mulher tem um bebé!

6 5 Órgãos internos Os ovários: São dois e têm tamanho de uma cereja quando as raparigas são novas. Depois crescem um pouco mais durante a puberdade. Nos ovários encontram-se as células reprodutoras femininas que são os óvulos. As trompas de Falópio: São como dois tubos muito finos que têm uma abertura em forma de flor junto dos ovários e estão ligados ao útero. O útero: tem a forma de uma pêra virada ao contrário, é oco e é um órgão constituído por músculo; por isso pode aumentar de volume permitindo assim ter no seu interior um bebé.

7 6 A vagina: é o canal que faz a passagem desde o útero até um orifício entre as pernas da mulher. A uretra: é um pequeno canal que leva a urina para fora do corpo. O colo do útero: é o canal que une o útero à vagina.

8 7 Os órgãos externos A vulva: é uma zona formada por pele que se encontra entre as pernas da rapariga. Os lábios vaginais: dentro da vulva existem duas dobras de pele a que se chama lábios e que servem para cobrir e proteger a vulva. Os clítoris: é uma pequena saliência de pele que se situa junto dos pequenos lábios. É um órgão muito sensível que pode aumentar de tamanho quando tocado. O orifício da uretra: encontra-se debaixo do clítoris e é através desta abertura que sai a urina. O orifício da vagina: encontra-se abaixo do orifício da uretra e é por onde a maior parte dos bebés sai quando nasce. Abaixo da vulva existe um outro orifício a que se chama ânus por onde saem as fezes. Tanto os rapazes como as raparigas têm ânus.

9 8 O corpo dos rapazes, incluindo o dos bebés, já tem órgãos masculinos, mas esses órgãos têm que amadurecer e desenvolver-se e só a partir da puberdade é que podem fazer bebés. Os órgãos internos (que não vemos) do sexo masculino estão situados por baixo do umbigo, do estômago e dos intestinos, tal como nas raparigas. Os órgãos externos (os que vemos) estão todos entre as pernas do rapaz.

10 9 Os órgãos internos Os testículos: são dois e são eles que produzem os espermatozóides (células reprodutoras masculinas) depois de começar a puberdade. Inicialmente são do tamanho de duas uvas, mas com o crescimento ficam do tamanho de duas nozes. O epidídimo: é um tubo torcido. Os rapazes e os homens têm dois desses tubos e cada um deles está ligado a um testículo. A uretra: a uretra encontra-se no interior do pénis e é um tubo estreito que via desde a bexiga até um pequeno orifício na ponta do pénis. O canal deferente: é um tubo longo que vai desde o epidídimo até à uretra; também existem dois em cada rapaz ou em cada rapaz ou em cada homem. As vesículas seminais e a próstata: encontram-se ao lado do canal deferente e são glândulas que vão produzir líquidos que constituem o esperma (líquido branco que contém os espermatozóides).

11 10 Os órgãos externos O pénis: é feito de um tecido esponjoso e pode aumentar de tamanho, ou então ficar no seu estado habitual, mais pequeno, mole e para baixo. O escroto: é um saco de pele grossa e enrugada que cobre os dois testículos. Quando começa a puberdade, o escroto vai manter os espermatozóides a uma temperatura adequada para estes sobreviverem. O prepúcio: é uma camada de pele que cobre a extremidade do pénis (glande). Esta pele é móvel, ou seja, pode ser puxada para trás deixando a glande à mostra. A urina do rapaz sai do corpo através de um orifício na ponta do pénis. Depois de começar a puberdade, o esperma e a urina saem pelo mesmo orifício, mas nunca podem sair ao mesmo tempo do corpo do rapaz ou do homem. Atrás do escroto e do pénis há um pequeno orifício chamado ânus (tal como nas raparigas e nas mulheres) por onde saem as fezes.

12 11 O desenvolvimento da sexualidade acontece durante toda a vida da pessoa e depende das características genéticas da dela. Na adolescência aparecem os caracteres sexuais secundários e tornam-se mais evidentes os comportamentos sexuais. Algumas transformações físicas no rapaz Mudança na voz; Desenvolvimento corporal/aumento da massa corporal; Aumento do tamanho pénis e dos testículos; Aparecimento do acne; Aparecimento de pêlos nos órgãos genitais, axilas; Maior secreção da hormona testerona.

13 12 Algumas transformações físicas na rapariga Desenvolvimento dos seios e das ancas; Menstruação mensal; Aparecimento do acne; Aparecimento de pêlos nos órgãos genitais, axilas; Maior produção da hormona estrogénio e progesterona.

14 13 A masturbação e tocar no próprio corpo, acariciar, por exemplo: o pénis ou a vagina, para obter prazer. Um dos termos mais comuns para a masturbação é brincar consigo próprio. Há pessoas que se masturbam, outras não, dependendo de como se sentem e da descoberta que estão a fazer do seu corpo. Algumas pessoas acham que a masturbação é um erro, que faz mal ou que é pecado. Mas a masturbação não faz mal…

15 14 A relação sexual é uma espécie de partilha entre duas pessoas. Pode ser uma forma de duas pessoas mostrarem que se amam. Também se diz fazer amor ou ir para a cama. A relação sexual acontece quando duas pessoas se sentem atraída uma pela outra. Quando dois adultos/adolescentes têm uma relação sexual podem fazer um bebé. As crianças são muito pequenas para terem relações sexuais até uma idade bastante avançada. A relação sexual acontece quando um homem e uma mulher se sentem muito atraídos um pelo outro e querem estar muito próximos um do outro no sentido sexual, tão próximo que o pénis do homem entra na vagina da mulher e a vagina abre-se de modo a envolver o pénis.

16 15 Coito: relação sexual propriamente dita; Coito interrompido: retirar o pénis da vagina, imediatamente, antes da ejaculação, uma forma primária de evitar a gravidez. Forma muito ineficaz de proteger-se de uma gravidez não desejada; Concepção: momento exacto em que o espermatozóide se junta com o óvulo, dando origem a uma nova vida; Erecção: quando o pénis fica duro. Ocorre quando o homem está excitado. Pode ocorrer a erecção espontânea que é causada por sinais enviados pelo cérebro;

17 16 Menopausa: período em que a mulher pára de ter a menstruação, ou seja, o fim da vida sexual produtiva da mulher. A menopausa pode ocorrer por volta dos 45 a 55 anos de idade; Orgasmo: sensação única e indescritível de prazer máximo que ocorre na plenitude sexual. Também chamado de gozo; Sexo vaginal: introdução do pénis na vagina, com finalidade de prazer;

18 17 Com este trabalho descobrimos mais coisas sobre a sexualidade, ficando assim mais informados sobre este tema.

19 18 REIS, Isabel, ALVES, Maria José, GONÇALVES, Yasmina, Satisfaçam a minha curiosidade, a Sexualidade, p.p. 5,6,7,8,9,14,25 e 26, Impala, 1ª edição, Sintra, 2003.

20 19


Carregar ppt "Agrupamento de escolas Gil Paes Projecto Saber+saúde 7ºB Torres Novas, 11 de Junho de 2007 Prof. Isabel Nunes Trabalho elaborado por: António Marques."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google