A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Líquidos percolados, Lixiviados e chorume Professora Soely Geraldis.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Líquidos percolados, Lixiviados e chorume Professora Soely Geraldis."— Transcrição da apresentação:

1 Líquidos percolados, Lixiviados e chorume Professora Soely Geraldis

2 Conceituação Pode ser caracterizado como parte liquida da massa dos resíduos, que percola através destas, carreando materiais dissolvidos e suspensos que constituirão carga poluidora ao meio ambiente. Chorume decorrente de fontes externas Formação se dá pela Digestão da M.O. – enzimas produzidas por bactérias Resíduos agem inicialmente como esponja – capacidade de retenção – percolação de chorume Heterogeneidade da massa de resíduos – Percolação antes da capacidade de retenção – absorção depende das características do solo.

3 Lixiviados Mananciais de água, passiveis de recebimento do chorume apresentam modificação de coloração, depreciação de O.D. e contagem de patógenos, levando a impactos no meio aquático com quebra do ciclo vital das espécies Composição de lixiviados – variabilidade na composição Variabilidade pode ser observada em diversos parâmetros de monitoramento para dois tipos de células-piloto. Impermeabilizações de fundo, laterais e topo com geomembrana e argila durante um período aproximado de 720 dias – Pessin et al (2003) – Caxias do Sul.

4

5 Pessin et al (2003) – resultados Verificou-se que a diferenciação do processo de digestão anaeróbia nas células se deve à influência do tipo de cobertura, fato que implica no contingente de águas a infiltrar, e conseqüentemente na solubilização dos materiais. Argila – concentração de poluentes ligeiramente maior que a célula com geomembrana Em ambos carga poluidora remanescente mostrou-se semelhante. Na fase inicial da operação dos aterros o período crítico de emissão dos poluentes – contenção de lixiviados – processo de degradação

6 Tendências gerais do desenvolvimento da qualidade do gás e do percolado

7 DBO/DQO A razão DBO/DQO reflete o grau de degradação dos lixiviados no aterro. Os processos de reações bioquímicas da fermentação ácida (fase aeróbia) são caracterizados por valores superiores a 0,4 da razão entre DBO/DQO, indicando que uma grande parte da carga orgânica pode decompor-se bioquimicamente de forma facilitada. Na fase da fermentação metanogênica (fase anaeróbia), ao contrario, se alcançam valores inferiores a 0,1 para razão entre DBO e DQO, indica que as substancias possuem dificuldades para continuar a degradação.

8 DBO/DQO - fase metanogênica

9 Observações Influências climáticas, onde países de clima temperado a velocidade de reação para degradação e remoção da MO e inorgânica do percolado é menor; Na realidade brasileira, onde o clima é tropical, esta mesma velocidade de reação é maior, possuindo um sistema natural de tratamento dos lixiviados quando submetidos à irradiação solar em lagoas de estabilização, como acontece em muitos casos em lagoas de estabilização;

10 DBO/DQO Estados Brasileiros 0,180,070,52

11 Balanço hidrológico em uma célula no aterro

12 Aterro Caturrita Atualmente, o aterro recebe cerca de 150ton/dia de resíduos sólidos urbanos; Dentro da área do aterro estão dispostas as lagoas de tratamento de percolado, onde parte da concentração de afluentes provenientes do aterro, são removidos por este sistema de estabilização

13 Aterro Caturrita Análise quantitativa

14 Aterro Caturrita Avaliação qualitativa – monitoramento das características do percolado dos resíduos e qualidade do corpo receptor.

15 Parâmetros Analisados Temperatura, DQO, DBO, OD, pH, Turbidez, Condutividade Elétrica, Sólidos Totais e Suspensos Algumas campanhas se caracterizavam sem o lançamento no Arroio Ferreira, considerou-se que a montante era igual a jusante A relação DBO/DQO de 0,46 observado no afluente do sistema de tratamento – Processos de degradação fim da fase acidogênica e inicio da fase metanogênica pH > 7

16 Eficiência na remoção de DQO e DBO Variabilidade no percentual Eficiência média remoção DBO 69% e DQO 58% - Variação DBO 0,4 – 96% e DQO 2,7 – 98% Precariedade operacional do aterro e mudança realizadas ao sistema de drenagem do percolado

17

18


Carregar ppt "Líquidos percolados, Lixiviados e chorume Professora Soely Geraldis."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google