A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CONTROLE E ELIMINAÇÃO DE PERDAS O CASO BIG BOX. Sobre o Big Box Nasceu a partir de uma pequena mercearia na 106 Norte, que começou suas atividades em.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CONTROLE E ELIMINAÇÃO DE PERDAS O CASO BIG BOX. Sobre o Big Box Nasceu a partir de uma pequena mercearia na 106 Norte, que começou suas atividades em."— Transcrição da apresentação:

1 CONTROLE E ELIMINAÇÃO DE PERDAS O CASO BIG BOX

2 Sobre o Big Box Nasceu a partir de uma pequena mercearia na 106 Norte, que começou suas atividades em 1989 com apenas dois funcionários; Com uma ampliação, em 1991 o empreendimento se solidificou como um supermercado completo; Em 1998, inaugurou a segunda loja e, hoje, o Big Box Supermercados já conta com 11 unidades em Brasília. Ao contrário das grandes redes, o BIG BOX é visto como um supermercado de vizinhança.

3 O Big Box Um fator de sucesso é sua relação de parceria com os fornecedores. Trabalha com um grande número de fornecedores, devido à variedade dos produtos oferecidos; Possui uma logística complexa e pontual; O foco atual da gestão de estoques é a redução de perdas.

4 Eliminação de Perdas A perda pode ser definida como qualquer coisa que não seja a quantidade mínima de recursos que é absolutamente essencial para adicionar valor ao cliente. Toda perda com tempos de set up e de espera, produção em excesso, refugos, retrabalhos etc. e com atividades que não agregam valor, como inspeção, controle de qualidade, movimentação de material, precisa ser eliminada. (HONG YUH CHING, 2010, p. 24)

5 Perdas e Desperdícios As principais maneiras de ocorrer perdas e desperdícios dentro da empresa: Superprodução; Estoque excessivo; Transporte; Espera; Inspeção; Movimentação desnecessária; Defeitos; Processamento desnecessário.

6 Superprodução e Estoque Excessivo A superprodução ocorre quando a produção de saídas de informações vai além do que é necessário para uso imediato. Já o estoque excessivo corresponde a qualquer trabalho em processo que ultrapasse o que é preciso para entregar o produto ao cliente. O supermercado consegue reduzir esses tipos de perda pela utilização de um software que, além de controlar o estoque, faz projeções para períodos em que ocorrem variações na demanda de determinados produtos. Também calcula as médias de vendas que serão usadas para compor alguns indicadores de desempenho.

7 Transporte As perdas relativas às atividades de transporte podem ser definidas como a movimentação desnecessária de informações, materiais, produtos e etc. O Big Box está com um projeto em análise para construção de um Centro de Distribuição no Guará, a um custo relativamente baixo e em um ponto estratégico para a Rede de Supermercados.

8 Espera Pode ser definida como qualquer atraso entre o fim de uma atividade do processo e o início da seguinte. No supermercado, uma das piores conseqüências apontadas pela espera para realização de determinadas atividades é o fato dos produtos serem perecíveis e da falta de algumas mercadorias ou sua reposição nas prateleiras.

9 Inspeção É qualquer análise ou classificação da produção após um processamento, como a análise de liberação de produção, controle da quantidade de produtos, verificar qualidade antes de embalar e controle de perdas. Esta atividade contém diversos pontos não trabalhados no Big Box, o que facilita a ocorrência de erros e perdas, e, em alguns casos, até furtos de produtos.

10 Movimentação A movimentação de pessoas e produtos dentro da empresa pode estar repleta de perdas. No Big Box, embora se tenha o controle de grande parte da tramitação dos produtos, ocorrem eventos que causam grande prejuízo para empresa, como erros humanos na condução das mercadorias, falhas na colocação e disposição de mercadorias nas prateleiras e nos estoques e também na transição dos produtos do estoque para as prateleiras.

11 Defeitos É qualquer aspecto do serviço que não esteja em conformidade com as necessidades dos clientes do processo, como informações incompletas ou incorretas, não cumprimento de prazos e relativos a qualidade do produto. Refere-se à geração de produtos ou serviços que não atendem à sua especificação e que, portanto, geram retrabalho ou sucateamento. A geração de defeitos pode atingir: O preço de venda A capacidade de atendimento O prazo de entrega O cliente externo Poka Yoke Poka (erros inadvertidos) + Yokeru (evitar) Dispositivo a prova de erros destinado a evitar a ocorrência de defeitos

12 Processamento desnecessário Representa uma atividade da empresa que visa adicionar mais valor a um serviço/informação que seus clientes não pagariam, retrabalhos na linha de produção, permitir que trabalho não adicionador de valor infiltre-se no processo além de atividades que fogem do foco da empresa e não adicionam valor algum ao cliente ou acionista. O Big Box consegue ter um bom desempenho pois é a grande mentalidade dentro dos processos da empresa de realizar atividades com o objetivo de agregar valor ao cliente e evitar perdas por processamento desnecessários.

13

14 Conclusão A visita realizada ao supermercado Big Box e a entrevista ao gerente Elton nos ensinou e ao mesmo tempo demonstrou na prática como funciona toda administração de materiais. Todo trabalho realizado pela empresa se utiliza de técnicas e ferramentas complexas e que trazem resultados positivos e eficientes tanto para si, como para seus clientes finais. Um dos objetivos na gestão logística é sempre eliminar as atividades que não adicionam valores aos clientes, e buscar um mapeamento do fluxo de valor identificando e especificando o valor do ponto de vista do cliente.


Carregar ppt "CONTROLE E ELIMINAÇÃO DE PERDAS O CASO BIG BOX. Sobre o Big Box Nasceu a partir de uma pequena mercearia na 106 Norte, que começou suas atividades em."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google