A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O contributo da Biblioteca Escolar no desenvolvimento da leitura e da literacia Vasco de Sousa.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O contributo da Biblioteca Escolar no desenvolvimento da leitura e da literacia Vasco de Sousa."— Transcrição da apresentação:

1 O contributo da Biblioteca Escolar no desenvolvimento da leitura e da literacia Vasco de Sousa

2 O que são as Bibliotecas Escolares? As bibliotecas escolares são recursos básicos do sistema educativo, sendo-lhes reconhecido um papel central nos domínios da leitura e da literacia, da aquisição de competências de informação e do aprofundamento da cultura, em geral;

3 Para que serve a Biblioteca Escolar? Cada biblioteca deve constituir-se como um centro de recursos educativos multimédia de livre acesso, destinado à consulta e à produção de documentos em diferentes suportes.

4 O que constituem as Bibliotecas Escolares? As bibliotecas escolares constituem núcleos fundamentais da organização pedagógica das escolas e instrumentos essenciais do desenvolvimento curricular, afectos às actividades de ensino e actividades curriculares não lectivas, e também à ocupação dos tempos livres e de lazer

5 O desenvolvimento de uma Biblioteca Escolar O desenvolvimento da biblioteca de uma escola deve ser entendido como um processo endógeno, se bem que estimulado e sustentado do exterior, e como uma inovação organizacional capaz de induzir mudanças na própria escola, sendo, nesta medida, indissociável do seu projecto pedagógico

6 Como cumprir os seus objectivos? Para cumprir os seus objectivos, as bibliotecas devem dispor de um conjunto de condições: espaço e equipamento adaptados à diversidade das suas funções, fundo documental ajustado aos interesses e necessidades da comunidade escolar, uma equipa de professores e técnicos com formação adequada e uma dotação orçamental própria.

7 Com a Biblioteca Escolar pretende-se: Apoiar e promover os objectivos educativos definidos no Projecto Curricular de Escola e no Projecto Educativo. Criar e manter nos alunos, e na comunidade educativa, o hábito e o prazer da leitura, da aprendizagem e da utilização das bibliotecas ao longo da vida.

8 Proporcionar oportunidades de utilização e produção de informação que possibilitem a aquisição de conhecimentos, a compreensão, o desenvolvimento da imaginação e o lazer. Apoiar os alunos na aprendizagem e na prática de competências de avaliação e utilização de informação, independentemente da natureza e do suporte, tendo em conta as formas de comunicação no seio da comunidade.

9 Providenciar acesso aos recursos locais, regionais, nacionais e globais e às oportunidades que confrontem os alunos com ideias, experiências e opiniões diversificadas. Organizar actividades que favoreçam a consciência e a sensibilização para as questões de ordem cultural e social. Trabalhar com alunos, professores, órgão de gestão, Centro de Formação, pais/encarregados de educação, de modo a cumprir a missão da escola.

10 Defender e incutir a ideia de que a liberdade intelectual e o acesso à informação são essenciais para a construção de uma cidadania efectiva e responsável, e para a participação na democracia. Promover a leitura, os recursos e serviços da Biblioteca Escolar junto da comunidade escolar, e fora dela.

11 Acções de dinamização possíveis: Boletim informativo da BE; Concursos vários dedicados a temáticas diversas: S. Martinho, Natal, Carnaval, Páscoa, Verão, etc.; Sugestões de leitura; Jornal de Parede ou impresso; Hora do Conto; Teatro do mês; Clube de leitura; Feira do Livros; Sessões com autores de literatura infantil; Jogos de leitura. Tertúlias de conversa; …

12 Financiamento Para se promover o auto-financiamento da Biblioteca Escolar podem-se utilizar diversas estratégias a saber: Patrocínios de livrarias locais; Solicitação de ofertas à Comunidade Escolar; Promoção de Feiras e Mostras de Livros; Financiamentos de diversas entidades à luz da Lei do Mecenato; …

13 Actuação junto das turmas Ao docente coordenador da Biblioteca Escolar compete a realização de acções de sensibilização junto dos seus colegas, no sentido de as actividades realizadas na BE poderem complementar as unidades didácticas que estão a ser ministradas. A função de ajudar os alunos na pesquisa de elementos para a organização de posters, textos, imagens, cartazes ou até documentos mas elaborados, também faz parte das atribuições curriculares da BE. Por outro lado, compete também à BE, enquanto estrutura existente e cooperante na comunidade educativa, proporcionar um espaço de partilha de saberes e de troca de opiniões acerca das matérias em estudo.

14 BIBLIOTECA ESCOLAR Centro de Recursos Educativos Guia do Utilizador Escola EB 1 Coordenador: VASCO DE SOUSA

15 O QUE É UMA BIBLIOTECA? Colecção de livros possuídos por um particular ou destinados à leitura do público; Colecção de obras literárias de um povo; Estantes, sala ou edifício onde se encontram os livros arrumados.

16 Qual a origem da palavra Biblioteca? Do Grego bibliothéke – Depósito de livros Pelo Latim bibliotheca - biblioteca

17 Porquê Centro de Recursos Educativos? Porque na Biblioteca Escolar, além dos livros existe outro tipo de material didáctico e pedagógico, como por exemplo: Computadores; Jogos didácticos; CD – roms; Mapas; Retroprojector; Projector de slides; Máquina fotográfica digital. Este tipo de material pode ser utilizado pelos professores e alunos na elaboração de trabalhos para as aulas.

18 BIBLIOTECA ESCOLAR Centro de Recursos Educativos

19 A BIBLIOTECA ESCOLAR As bibliotecas não se fazem; crescem. Augustine Birrell

20 BIBLIOTECA ESCOLAR A biblioteca escolar proporciona informação e ideias fundamentais para sermos bem sucedidos na sociedade actual, baseada na informação e no conhecimento. A biblioteca escolar desenvolve nos alunos competências para a aprendizagem ao longo da vida e estimula a imaginação, permitindo-lhes tornarem-se cidadãos responsáveis. Manifesto da Biblioteca Escolar - UNESCO

21 São objectivos da biblioteca: Promover o gosto pela leitura; Desenvolver o gosto pelo livro e pela leitura; Promover a criação de competências de pesquisa e investigação; Disponibilizar um diversificado conjunto de documentos em vários suportes; Constituir um centro de informação válido com capacidade de resposta adequada ao público alvo; Proporcionar a utilização de variados recursos ao serviço da pesquisa, entretenimento, formação e estrutura curricular

22 Os Alunos precisam de aprender a aprender.

23 INSTALAÇÕES E ESTRUTURA

24 ORGANIZAÇÃO DO ESPAÇO A biblioteca é constituída por uma sala, com cerca de 160 m 2. Este espaço está sub-dividido por várias zonas funcionais.

25 PLANTA DA BIBLIOTECA Legenda: 1 - Zona de Atendimento 2 – Zona de Acolhimento 3 – Leitura de Livros do PNL 4 – Zona DVD/Vídeo 5 – Zona Áudio 6 – Zona DVD/Vídeo (Grandes grupos) 7 – Trabalho de Grupo / Projecção 8 – Zona Multimédia 9 – Zona de Consulta de Documentação 10 – Zona de leitura Informal

26 ZONAS FUNCIONAIS Zona de Acolhimento Zona de Consulta de Documentação Impressa Zona de Áudio e Vídeo Zona de Leitura Informal Zona de Atendimento Zona de Consulta Multimédia e Internet

27 Zona de Acolhimento Serve para depositar os objectos pessoais (pastas, mochilas, casacos) enquanto o utente permanece na biblioteca.

28 Zona de Consulta de Documentação Impressa Esta zona comporta o arquivo de toda a documentação impressa, organizada de acordo com a tabela CDU (clica no botão para veres a tabela), presta-se à pesquisa e consulta de documentos livro, ao estudo individual e trabalho em grupo.

29 Como procurar os documentos? Os documentos estão arrumados por assuntos. Cada assunto/tema tem uma cor e um número genérico. É a tabela da CDU (Classificação decimal Universal) das bibliotecas. Observa as cores e os assuntos/temas para te saberes orientar, quando procurares um documento. História. Geografia. Arqueologia. Biografia9 Linguística. Literatura8 Arte. Diversão. Desportos7 Ciências Aplicadas. Tecnologia6 Matemática. Ciências Naturais5 Não se usa4 Ciências Sociais. Ensino. Economia3 Religião. Teologia2 Filosofia. Psicologia1 Generalidades0

30 Zona Áudio e Vídeo Dispõe de um posto de consulta constituído por rádio com leitor de CD e cassetes para ouvir música ou outros documentos. Tem, ainda, dois leitores de DVD e um vídeo para o visionamento de vídeos e filmes DVD.

31 Zona de Leitura Informal A finalidade desta zona é permitir a consulta e leitura de periódicos (jornais, revistas, outras publicações).

32 Zona de Atendimento Nesta zona procede-se a todo o tipo de requisições ou inscrições, serviço de fotocópias e esclarecimentos.

33 Zona Multimédia e Internet Esta zona destina-se à utilização dos computadores para a realização de trabalhos ou acesso à Internet.

34 LOTAÇÃO DAS ZONAS Documentação Impressa alunos Consulta Áudio alunos Consulta DVD/Vídeo alunos Leitura Informal alunos Consulta Multimédia/Internet alunos Leitura de Livros do PNL alunos Total da Lotação alunos

35 funcionamento Comportamentos e AtitudesAcesso aos livros Leitura DomiciliáriaProfessores Equipamento áudio, vídeo, DVD e computadores Objectos Pessoais Acesso ao material não livro Equipamento, audio, video, dvd e computadores Objectos pessoais Horário Professores Acesso aos livros Comportamentos e atitudes Acesso ao material não livro Leitura domiciliária

36 Horário A Biblioteca da Escola está aberta aos seus utilizadores de segunda-feira a sexta-feira, durante o horário exposto. O Utente tem de ter em atenção as horas marcadas para as turmas e as horas de organização, gestão, arrumação da Biblioteca.

37 Objectos Pessoais Os objectos pessoais devem ser deixados na zona de acolhimento no mobiliário próprio para esse fim. O utilizador pode levar consigo material para estudar ou trabalhar.

38 Professores Uma equipa formada por duas professoras têm a seu cargo a dinamização e actividades da biblioteca, assim como, prestar auxílio ao nível de pesquisa, consulta e execução de trabalhos, bem como, na utilização dos computadores e recursos audiovisuais.

39 Acesso aos Livros Os livros estão disponíveis em livro acesso para todos os utilizadores. Após a sua utilização, os livros devem ser depositados no local próprio para tal.

40 Acesso aos Materiais Não Livro Os materiais multimédia e audiovisuais estão disponíveis para todos os utilizadores portadores do Cartão de Leitor. A escolha destes materiais far-se-á pelas capas e a sua requisição em ficha própria. Estes materiais destinam-se ao uso exclusivo na Biblioteca.

41 Equipamentos A utilização dos computadores, áudio, vídeo e DVD está disponível para os utentes possuidores de Cartão de Leitor e requer uma pré-inscrição. O utente tem quinze minutos de utilização.

42 Leitura Domiciliária Este serviço destina-se aos utentes possuidores de cartão de leitor e permite a requisição de um máximo de dois livros, durante cinco dias.

43 Comportamentos e Atitudes A Biblioteca tem regras e é um local de trabalho, por isso, qualquer actividade não deverá, em circunstância alguma, perturbar a tranquilidade e o silêncio necessários neste espaço. A lotação do espaço e das zonas funcionais deve ser respeitada.

44 CARTÃO DE LEITOR O Cartão de Leitor é um documento identificador dos leitores da Biblioteca. Trata-se de uma opção pessoal, mas é obrigatório para a utilização de alguns serviços que a Biblioteca dispõe. A admissão como utilizador faz-se mediante o preenchimento de uma ficha de inscrição e a entrega de uma fotografia a cores.

45 REGIMENTO Este Guia do Utilizador não substitui a consulta do regimento, por isso, o utente deve consultar o Regimento da Biblioteca e respeitar as regras aí dispostas.

46 Bons exemplos… Biblioteca Escolar da Escola EB 2,3 da Carapinheira – Agrupamento de Escolas de Cuba Escola Secundáriae Básica 3 das Caldas das Taipas caldastaipas.pt/biblioteca/images/planodeaccaodeactividadespropostopelabiblioteca pdf


Carregar ppt "O contributo da Biblioteca Escolar no desenvolvimento da leitura e da literacia Vasco de Sousa."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google