A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Presencial ou à Distância O ensino tem que ser: Eficiente Motivador.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Presencial ou à Distância O ensino tem que ser: Eficiente Motivador."— Transcrição da apresentação:

1

2 Presencial ou à Distância O ensino tem que ser: Eficiente Motivador

3 EDUCACAO A DISTANCIA/ EDUCACAO PRESENCIAL O professor e os estudantes podem não estar presentes fisicamente no mesmo espaço e no mesmo tempo. Para que a comunicação de produza e necessário criação de elementos mediadores entre o professor e o aluno Elimina a rígida fronteira de espaço e tempo que impõe o paradigma da sala de aula tradicionalparadigma Demostra que os participantes podem aprender sem estar agrupados no mesmo local e ao mesmo tempo Utilização de tecnologias de comunicação e de computação para permitir a comunicação entre professor e aluno e transmitir conteúdos educativos Comunicação em via dupla, em que o estudante pode interagir com o professor, com os outros estudantes e com a instituição Possibilidade de encontros ocasionais com propósitos didáticos (prática laboratorial) e de socialização. O professor e os estudantes estão fisicamente no mesmo lugar E feita uma lista de presença porque se restringe a aula a uma hora e local Grande parte do conhecimento arquiva-se em papel

4 A ninguém deve ser negada a oportunidade de aprender, por ser pobre, geograficamente isolado, socialmente marginalizado, doente, institucionalizado ou qualquer outra forma que impeça o seu acesso a uma instituição. Estes são os elementos que supõem o reconhecimento de uma liberdade para decidir se se quer ou não estudar (Charles Wedemeyer, apud Keegan, 1986)

5 O ensino a distância surgiu em decorrência da necessidade social de proporcionar: educação aos segmentos da população não adequadamente servidos pelo sistema tradicional de ensino. podem ter um papel complementar ou paralelo aos programas do sistema tradicional de ensino. Por vezes, são a única oportunidade de estudos oferecida a adultos trabalhadores e a pessoas que não podem frequentar cursos totalmente presencias.

6 As instituições educativas e os educadores da modalidade e EaD têm-se preocupado em realizar pesquisas que permitam formular teorias científicas desta modalidade de ensinar e aprender, imprescindíveis para entender e comunicar as propostas, os métodos e os objectivos da execução de qualquer prática. Apesar da escassa investigação científica em EaD, existem já várias propostas de educadores desta modalidade de ensino para a formulação de uma "Teoria da Educação a Distância". Embora ainda frágeis, como afirma D. Keegan (1983), têm servido de apoio às propostas de cursos a distância, permitindo que se trabalhe relativamente bem as dimensões psicopedagógicas e cognitiva da aprendizagem. Entre essas teorias destaca-se: Teoria de Estudo Independente, que enfatiza a independência e autonomia do estudante

7 Wedemeyer Entre os anos 50 e 60 promoveu a aplicação da tecnologia como ferramenta facilitadora da aprendizagem a um leque mais vasto de potenciais aprendentes. O seu curso em educação à distância no Department of Continuing and Vocational Education foi o primeiro em todo o mundo..

8 Teoria de Wedemeyer Funda-se em ideais sociais-democratas e em filosofias liberais. Baseia-se em princípios de : equidade e do acesso: – a todos deve ser dada a oportunidade de aprenderem – o estudo independente deve ser individual –o estudante deve definir o ritmo e os objectivos do que quer aprender. Marcas essenciais da teoria de Wedemeyer – A separação do aluno do professor – a individualização do ensino e a gestão do ritmo de aprendizagem são estruturadas em torno do: » estudo independente » do aluno independente » da autonomia e a independência.

9 ESTRUTURAÇÃO DO SISTEMA O processo de ensino e aprendizagem assenta na articulação dos conteúdos do professor e do aluno resultante da comunicação estabelecida através dos meios tecnológicos disponíveis. Contudo, a estrutura do sistema educativo a distância exige: Desenvolver interesse nas tarefas e motivação do aluno no processo de aprendizagem;motivação Disponibilidade do aluno para o estudo; Compreender a estrutura da matéria a aprender; Promover pensamento analítico e instrutivo; Avaliar o progresso da aprendizagem. Motivação - o aluno/formando é movido para a aprendizagem por necessidades e/ou interesses pessoais como a realização pessoal, a curiosidade, o desenvolvimento (motivação intrínseca) ou por necessidades externas como créditos (motivação extrínseca). O Professor/formador serve de guia mediador entre o indivíduo e as suas necessidades. A relação professor/aluno é primordial. O acompanhamento diário e a motivação constante por parte do professor são o segredo do sucesso da teoria do estudo independente.

10 IDEIAS-CHAVE Wedemeyer parte de duas ideias chave: 1. O ideal social democrata. –Defende que ninguém pode ser impedido de ter a oportunidade de estuda, qualquer que seja a situação económica, social, cultural ou geográfica. –Não deve ser negada a ninguém a hipótese de aprender. –Todos devem ter a oportunidade de aprender, qualquer que seja a sua situação social, económica e geográfica. –Ter depois a liberdade de escolher se se quer estudar ou não. –Os estudos devem ser realizados de acordo com a disponibilidade de aluno e não da instituição. –Optando pelo estudo deve poder-se escolher o ritmo, os meios e a avaliação. 2. A filosofia liberal da educação. –O estudo independente deve ser individual – o estudante define o ritmo e os objectivos que que alcançar.

11 Teoria do estudo independente Característicasestudo independente Separação do(s) aluno(s) do professor O ensino é individualizado Utilizam-se materiais escritos e outros meios no processo de ensino-aprendizagem São as actividades que os alunos desenvolvem que proporcionam a aprendizagem A aprendizagem acontece geralmente no ambiente do aluno Os alunos são responsáveis pelo seu próprio ritmo de aprendizagem

12 Wedemeyer distingue 4 dimensões –o aluno independente – o estudo independente – a relação ensinar-aprender – estruturação do sistema

13 Autonomia e independência Wedemeyer define aprendizagem independente como aquela que resulta de actividades levadas a cabo pelo aluno no seu espaço e tempo, em que o contexto de aprendizagem difere do contexto de escola, em que o aluno é guiado pelo professor mas não é dependente dele, e onde o aluno aceita níveis de liberdade e responsabilidade na iniciativa e execução de actividades que conduzem à aprendizagem. actividades Defende que o ensino independente deve ser individual e assente na liberdade de escolha de objectivos de aprendizagem. O ensino a distância enquadra-se na premissa de que: – a aprendizagem é regulada pelas necessidades do aluno e pelos objectivos específicos que ele próprio define – O professor servirá de GUIA METODOLÓGICO que oferece uma estrutura de ensino direccionada à idiossincrasia do indivíduo.

14 ALUNO INDEPENDENTE o aluno deve poder escolher: a forma como estuda o que estuda quando estuda (de acordo com o seu ritmo de aprendizagem e a sua disponibilidade). Os alunos adultos: são responsáveis pela gestão da sua aprendizagem devem decidir sobre a sua educação.

15 RELAÇÃO ENSINAR-APRENDER Wedemeyer identifica três formas de liberdade para os alunos de sistemas de educação a distância: o aluno deve poder escolher o seu próprio ritmo de aprendizagem; o ensino deve ser individualizado e os alunos devem poder escolher os seus cursos; o aluno deve poder seleccionar os seus objectivos e actividades. Considera que existem quatro elementos nas situações de ensinar- aprender: - o professor; - o aluno; - um sistema de comunicação; - os conteúdos a serem transmitidos;

16 Dez características imprescindíveis 1 - Ser capaz de funcionar em qualquer lugar onde existam estudantes, nem que seja só um, independentemente da existência de professores naquele local ou tempo; 2 - Colocar maior responsabilidade por aquilo que se aprende no estudante; 3 - Dar ao Corpo Académico o maior número possível de horas para que eles possam trabalhar de facto na educação; 4 - Ampliar as opções de escolha dos estudantes, quer seja em cursos, em formatos e em metodologias; 5 - Lançar mão de todos os meios e métodos de ensino que tenham demonstrado eficiência; 6 - Misturar e combinar meios e métodos de modo a que cada assunto, ou unidade dentro de um assunto, seja ensinado da melhor maneira que se conhece; 7 - Fazer com que o projecto e o desenvolvimento dos cursos se adaptem a um programa articulado de multimédia; 8 - Preservar e aumentar as oportunidades de adaptação às diferenças individuais; 9 - Avaliar a aquisição de conhecimentos do estudante de modo simples, não levantando barreiras relativas ao local, método ou sequência de estudo, ou outras; 10 - Por último, permitir aos estudantes iniciar, parar e aprender em seu próprio ritmo. Mas para Charles Wedemeyer o sucesso de um processo de aprendizagem resulta do relacionamento entre o professor e o aluno.

17 O sucesso de um processo de aprendizagem Resulta do relacionamento entre o professor e o aluno. Caso isso não ocorra essa modalidade de educação tem sua finalidade comprometida


Carregar ppt "Presencial ou à Distância O ensino tem que ser: Eficiente Motivador."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google