A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Parceria Público-Privado Fernando de Souza Coelho (EACH-USP) São Paulo, 12 de março de 2007 Juazeiro-Petrolina, 29 de Maio de 2009 PAINEL II – Articulações.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Parceria Público-Privado Fernando de Souza Coelho (EACH-USP) São Paulo, 12 de março de 2007 Juazeiro-Petrolina, 29 de Maio de 2009 PAINEL II – Articulações."— Transcrição da apresentação:

1 Parceria Público-Privado Fernando de Souza Coelho (EACH-USP) São Paulo, 12 de março de 2007 Juazeiro-Petrolina, 29 de Maio de 2009 PAINEL II – Articulações Gestão Social e Pol. Públicas de Desenv.

2 O que discutiremos nesta exposição? O surgimento das idéias/aplicações de PPP na Gestão de Pol. Públicas A amplitude conceitual das PPP e os seus desdobramentos Os desafios da articulações público-privado pela ótica da gestão social

3 Em primeiro lugar... e afinal de contas.... O que é PPP? Qualquer forma de articulação entre o 1º Setor com o 2º Setor e/ou 3ºsetor, para fins de provisão de políticas públicas e/ou prestação de serviços públicos… considerando-se uma relação de ganha-ganha (…) P PP A PP

4 O conceito e a prática das APP dependem do focus do campo do saber e do contexto institucional do Estado. Evolução da administração pública no século XX (elementos jurídicos, gerenciais, econômicos e sócio-políticos) Caso do Brasil (inflexões na história político-administrativa) Papel do Estado Autoritarismo vs Democracia Patrimonialismo, organização burocrática e pós-burocrática Enfoque disciplinar

5 Em primeiro lugar, as áreas de conhecimento que discutem as APP Direito AdministraçãoCiência Política Economia Gestão

6 I. Administração Pública Contemporânea ( contexto de crise e onda global de reformas) Crise do Modelo de Gestão Pública desde meados dos anos 70 Modelo econômico (incapacidade fiscal, intervenção) Modelo político (insuficiência de governabilidade) Modelo administrativo (disfunções burocráticas) Nova Gestão Pública (teoria, práxis) dimensão econômico-financeira dimensão administrativa-institucional dimensão sóciopolítica

7 A Nova Gestão Pública e as APP – a vertente econômica Associado ao Ajuste estrutural (neoliberal) + incapacidade fiscal Privatização Concessão de Serviços Públicos Project Finance PPP … A Nova Gestão Pública e as APP – a vertente administrativa Associado à Qualidade de Serv. Públicos + Aperf. Proc. Dec. e Transp. Estado Rede (terceiro setor) OS, OSCIPS Processo de Desencentralização Conselhos Aval. Independentes (a partir de ONG´s) … Primeira Geração Segunda Geração Reformas + =

8 A Nova Gestão Pública e as APP – a vertente sociopolítica Associada à Cidadania Deliberativa Mecanismos de Democracia Participativa Cooperativismo, Solidariedade e Ação Coletiva Empoderamento (desconcentração do poder com aprendizagem social) Terceira Geração Experiências Inovadoras em âmbito local

9 ECONÔMICA Foco na economicidade & eficiência fazer mais com menos ADMININISTRATIVA Foco na eficácia & qualidade fazer melhor SOCIOPOLITICA Foco na equidade & efetividade fazer diferença para o beneficiário Contribuintes Usuário (cliente) Cidadãos Em suma

10 A vertente Econômica e as APP (parte I) Análise de Sistemas Influências do Positivismo, visão estodocêntrica Administração Pública = Gestão Estatal = Engenharia Social Ciclo das Políticas Públicas é uma mediação técnica Predições Únicas, Certeza, Controle Valores de Economicidade, Produtividade, Eficiência Poder do Técnicos Ex: áreas de APP em projetos de infra-estrutura

11 Análise Econômica Influências do Positivismo, visão estodocêntrica Administração Pública = Gestão Estatal = Ajuste Estrutural Ciclo das Pol. Públicas é um empreendimento científico (insul. burocrático) Predominância da legalidade e/ou eficiência (princípio) Modelos Estocásticos (probabilidade), Cenários Ex: áreas de APP que envolvem concessão A vertente Econômica e as APP (parte II)

12 Enfoque Administrativo A vertente Administrativa e as APP n visões Administração Pública = Gestão Pública = Qualidade dos Serviços Públicos Planejamento é uma função técnico-política (de cima para baixo – reforma) Planejamento provém da experiência e é validado na prática (de baixo para cima - inovação) Eficácia, modernização administração, melhoria dos serviços/pol. públicas Mudanças incrementais/graduais Ex: áreas de APP que envolvem o Estado Rede (Conselhos, OS)

13 Mobilização Social Contribuições da Teoria Crítica Administração Pública = Ação Coletiva = Transformação Social Ciclo de Pol. Públicas é uma mediação política (com aporte de tecnologia de gestão) aprendizagem social, lutas emancipatórias, economia solidária Política confrontacional e mudanças do status quo Ex: áreas de APP que envolvem co-produção de pol. públicas. A vertente sóciopolítia e as APP

14 Análise de Sistemas Análise Econômica Enfoque Administrativo A perspectiva das APP na maioria das VERTENTES

15 PPP - itens mais sensíveis: Marco legislativo sobre o que é PPP; Definição da divisão de riscos e penalidades; Instrumentos de controle da sociedade civil sobre o processo; Criação de Valor Público(ex...); Um Exemplo...

16 Percepção dos valores pela Iniciativa Privada OrdemValorMédiaDesvio 1 Sustentabilidade 8,80 2,94 2 Autonomia 7,60 3,12 3 Qualidade 3,40 2,68 4 Universalidade 4,80 2,63 5 Visibilidade Social 4,40 2,63 6 Representatividade 3,40 2,96 7 Efetividade 2,28 2,89 8 Democratização 2,24 2,89 9 Cultura Pública 2,52 10 Controle Social 2,56 2,38 Resultados Parciais em Processos de PPP

17 Participação Criação de Valor Público Controle Social Os desafios para as APP pela ótica da Gestão Social

18 Perspectiva Estadocêntrica Perspectiva Sociocêntrica Independente da Dimensão (e dos seus valores), as APP – de fato - requerem…

19 Muito Obrigado!


Carregar ppt "Parceria Público-Privado Fernando de Souza Coelho (EACH-USP) São Paulo, 12 de março de 2007 Juazeiro-Petrolina, 29 de Maio de 2009 PAINEL II – Articulações."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google