A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TÉCNICO DE INFORMÁTICA - SISTEMAS

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TÉCNICO DE INFORMÁTICA - SISTEMAS"— Transcrição da apresentação:

1 TÉCNICO DE INFORMÁTICA - SISTEMAS
SOCIEDADE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO Zaida Roques

2 Técnico de Informática – Sistemas | STC
STC_5 REDES DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE SOCIEDADE, TECNOLOGIA E CIÊNCIA – FUNDAMENTOS. Zaida Roques | 26-mar-17

3 Técnico de Informática – Sistemas | STC
STC_5 REDES DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Entender a utilização da comunicação Perspectivar a interacção Evolução tecnológica / Mudanças organizacionais e qualificações profissionais Discutir o impacte dos média na opinião pública Relacionar redes tecnológicas e redes sociais. Zaida Roques | 26-mar-17

4 Técnico de Informática – Sistemas | STC
STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE Associar arquitectura / construção Entender modelos rurais e urbanos Compreender administração / Segurança e Território Reconhecer mobilidade Territorial. Zaida Roques | 26-mar-17

5 Técnico de Informática – Sistemas | STC
STC_7 SOCIEDADE, TECNOLOGIA E CIÊNCIA Análise e raciocínio cientifico Utilizar métodos científicos Raciocinar e criticar Interpretar leis e modelos científicos. Zaida Roques | 26-mar-17

6 STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE Processos de Mudança Distribuição da População Êxodo rural Crescimento das cidades. Zaida Roques | 26-mar-17

7 STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE (cont.) Desenvolvimento sustentável Relação espaço-campo Portugal: emigração e imigração. Zaida Roques | 26-mar-17

8 DEMOGRAFIA EXERCICIO:
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE DEMOGRAFIA EXERCICIO: Identificar no mapa os 4 maiores focos de concentração de população Zaida Roques | 26-mar-17

9 EUROPA, EXCEPTO ESCANDINÁVIA
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE EUROPA, EXCEPTO ESCANDINÁVIA NORDESTE EUA E SUDESTE CANADÁ SUDESTE ÁSIA /ÁSIA ORIENTAL SUL DA ÁSIA Fonte:www.images.google.pt Zaida Roques | 26-mar-17

10 Ciência geográfica que estuda a dinâmica da população
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE DEMOGRAFIA Ciência geográfica que estuda a dinâmica da população Estuda as suas dimensões, estatísticas, estrutura e distribuição. Zaida Roques | 26-mar-17

11 DEMOGRAFIA Variam de acordo com: Natalidade Mortalidade Migrações
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE DEMOGRAFIA Variam de acordo com: Natalidade Mortalidade Migrações Envelhecimento. Zaida Roques | 26-mar-17

12 DISTRIBUIÇÃO POPULAÇÃO POR HEMISFÉRIOS Zaida Roques | 26-mar-17
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE DISTRIBUIÇÃO POPULAÇÃO POR HEMISFÉRIOS Fonte:www.images.google.pt Zaida Roques | 26-mar-17

13 DISTRIBUIÇÃO POPULAÇÃO MUNDIAL
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE DISTRIBUIÇÃO POPULAÇÃO MUNDIAL Fonte:www.images.google.pt Zaida Roques | 26-mar-17

14 DISTRIBUIÇÃO POPULAÇÃO EUROPEIA
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE DISTRIBUIÇÃO POPULAÇÃO EUROPEIA Fonte:www.images.google.pt Zaida Roques | 26-mar-17

15 DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO PORTUGUESA
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE EXERCICIO… DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO PORTUGUESA AMP AML/PENINSULA DE SETÚBAL Fonte:www.images.google.pt ALGARVE/FARO Zaida Roques | 26-mar-17

16 DISTRIBUIÇÃO POPULAÇÃO PORTUGUESA Zaida Roques | 26-mar-17
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE DISTRIBUIÇÃO POPULAÇÃO PORTUGUESA Fonte:www.images.google.pt Zaida Roques | 26-mar-17

17 DENSIDADE POPULACIONAL
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE DENSIDADE POPULACIONAL É a relação entre a população e a superfície do território Expressa em habitantes por km2. Zaida Roques | 26-mar-17

18 DENSIDADE POPULACIONAL
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE DENSIDADE POPULACIONAL Mónaco – maior densidade populacional Mongólia – menor densidade populacional Fonte:www.images.google.pt Zaida Roques | 26-mar-17

19 DENSIDADE POPULACIONAL POR PAÍSES
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE DENSIDADE POPULACIONAL POR PAÍSES País População Área (km2) Densidade Mundo 44 Mónaco 32.409 1.95 6.389 Singapura 692.7 República da China 35.980 635 Portugal 92.391 114 Mongólia 1 Fonte:www.wikipédia.pt Zaida Roques | 26-mar-17

20 DENSIDADE POPULACIONAL MUNDIAL (2001)
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE DENSIDADE POPULACIONAL MUNDIAL (2001) Fonte:www.images.google.pt Zaida Roques | 26-mar-17

21 DENSIDADE POPULACIONAL EUROPEIA (2001) Zaida Roques | 26-mar-17
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE DENSIDADE POPULACIONAL EUROPEIA (2001) Fonte:www.images.google.pt Zaida Roques | 26-mar-17

22 DENSIDADE POPULACIONAL PORTUGUESA (2003) Zaida Roques | 26-mar-17
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE DENSIDADE POPULACIONAL PORTUGUESA (2003) Fonte:www.images.google.pt Zaida Roques | 26-mar-17

23 Simulação da densidade populacional…
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE Simulação da densidade populacional… Fonte:www.wikipédia.pt Zaida Roques | 26-mar-17

24 TÉCNICO DE INFORMÁTICA - SISTEMAS
MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE Zaida Roques

25 ACTIVIDADE… Relógio da População:
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE ACTIVIDADE… Relógio da População: Zaida Roques | 26-mar-17

26 Saber interpretar indicadores demográficos
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE OBJECTIVO GERAL Saber interpretar indicadores demográficos Zaida Roques | 26-mar-17

27 OBJECTIVOS ESPECIFICOS
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE OBJECTIVOS ESPECIFICOS Conhecer os diferentes indicadores demográficos Analisar os diferentes indicadores Calcular indicadores. Zaida Roques | 26-mar-17

28 ACTIVIDADE 1… Zaida Roques | 26-mar-17
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE ACTIVIDADE 1… Zaida Roques | 26-mar-17

29 Ciência geográfica que estuda a dinâmica da população
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE DEMOGRAFIA Ciência geográfica que estuda a dinâmica da população Estuda os seus aspectos quantitativos e qualitativos, bem como as suas dimensões, estatísticas, estrutura e a sua distribuição. Zaida Roques | 26-mar-17

30 Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE
É muito importante conhecer o número de pessoas e as suas características: Sexo Idade Nacionalidade Naturalidade Profissão Grau de instrução é MUITO IMPORTANTE CONHECER AS ESTRUTURA DA POPULAÇÃO, NOMEADAMENTE NA TOMADA DE DECISÕES POLITICAS, ONDE CONSTRUIR UMA ESCOLA, UM LAR... Zaida Roques | 26-mar-17

31 Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE
A forma mais directa de conhecer o número de pessoas é através do Recenseamento ou Censos 1853 procedeu-se à normalização internacional dos recenseamentos, Bruxelas Realização de 10 em 10 anos O recenseamento é basicamente a contagem da população, diferenciando a atraves dos varios indicadores como os atras dispostos. Zaida Roques | 26-mar-17

32 Primeiro recenseamento em 1864 Último em 2001 Próximo 2011
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE Primeiro recenseamento em 1864 Último em 2001 Próximo 2011 O INE é a entidade reposnavel pelo recenceamento da população em Portugal Zaida Roques | 26-mar-17

33 ACTIVIDADE 2… Zaida Roques | 26-mar-17
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE ACTIVIDADE 2… Zaida Roques | 26-mar-17

34 Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE
Os dados recolhidos permitem obter a fotografia da população e das condições em que vive. Árvore genealógica é uma forma simples de representar a história de uma família. Zaida Roques | 26-mar-17

35 ACTIVIDADE 3… http://www.geni.com Zaida Roques | 26-mar-17
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE ACTIVIDADE 3… Zaida Roques | 26-mar-17

36 INDICADORES DEMOGRÁFICOS
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE INDICADORES DEMOGRÁFICOS Crescimento Natural (CN) ou Saldo Fisiológico (SF) CN = N – M Natalidade Mortalidade Zaida Roques | 26-mar-17

37 O crescimento natural pode ser positivo, negativo ou nulo
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE O crescimento natural pode ser positivo, negativo ou nulo Aumento da população: N > M Zaida Roques | 26-mar-17

38 Diminuição da população: N < M Estagnação da população: N = M
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE Diminuição da população: N < M Estagnação da população: N = M Zaida Roques | 26-mar-17

39 Para comparação entre regiões:
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE Para comparação entre regiões: Taxa de Natalidade TN= Taxa de Mortalidade TM= Natalidade X 1000 População Absoluta Mortalidade X 1000 População Absoluta Zaida Roques | 26-mar-17

40 (cont.) Taxa de Crescimento Natural TCN = TN – TM
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE (cont.) Taxa de Crescimento Natural TCN = TN – TM A TCN pode ser positiva, negativa ou nula. Zaida Roques | 26-mar-17

41 ACTIVIDADE 4… Zaida Roques | 26-mar-17
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE ACTIVIDADE 4… Zaida Roques | 26-mar-17

42 Taxa de Natalidade por NUT III
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE Taxa de Natalidade por NUT III Açores – 11.7‰ Algarve – 11.5‰ Grande Lisboa e Península de Setúbal – 11.3‰ Zaida Roques | 26-mar-17

43 Taxa de Natalidade por Municípios
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE Taxa de Natalidade por Municípios Montijo – 15.1‰ Mafra – 14.5‰ Portimão – 14.4‰ Zaida Roques | 26-mar-17

44 Taxa de Mortalidade por NUT III
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE Taxa de Mortalidade por NUT III Beira Interior – 16.9‰ Pinhal Interior Sul – 16.8‰ Alto e Baixo Alentejo – 15.5‰ Zaida Roques | 26-mar-17

45 Taxa de Mortalidade por Municípios
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE Taxa de Mortalidade por Municípios Vila Velha de Ródão – 34.6‰ Alcoutim – 26.3‰ Gavião – 26 ‰ Zaida Roques | 26-mar-17

46 ACTIVIDADE 5… Zaida Roques | 26-mar-17
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE ACTIVIDADE 5… Zaida Roques | 26-mar-17

47 Explorar… População Mundial http://www.census.gov/
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE Explorar… População Mundial População Portuguesa Zaida Roques | 26-mar-17

48 ACTIVIDADE 1… Relógio da População. Zaida Roques | 26-mar-17
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE ACTIVIDADE 1… Relógio da População. Zaida Roques | 26-mar-17

49 ACTIVIDADE 2… http://www.geni.com . Árvore Genealógica
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE ACTIVIDADE 2… Árvore Genealógica . Zaida Roques | 26-mar-17

50 Taxa de Natalidade / Mortalidade
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE ACTIVIDADE 3… Taxa de Natalidade / Mortalidade . Zaida Roques | 26-mar-17

51 INDICADORES DEMOGRÁFICOS
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE INDICADORES DEMOGRÁFICOS (Cont.). Zaida Roques | 26-mar-17

52 Portugal - 78 anos (78,17) Homens: 74 anos (74,84)
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE Esperança Média de Vida - n.º de anos que o individuo tem probabilidades de viver (em média) Portugal - 78 anos (78,17) Homens: 74 anos (74,84) Mulheres: 81 anos (81,3). Zaida Roques | 26-mar-17

53 Mais no Norte e Centro… Menos no Sul e Ilhas!
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE Mais no Norte e Centro… Menos no Sul e Ilhas! (2008) Centro: 78,54 anos Norte: 78,41 anos Lisboa: 78,22 anos Alentejo: 77,92 anos Açores: 74,62 anos Madeira: 77,31 anos Algarve: anos (apenas para homens). Zaida Roques | 26-mar-17

54 Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE
Estrutura Etária - distribuição da população por sexos e grupos de idades Entre 2002 e 2007: Jovens (dos 0 aos 14 anos de idade) decresce de 15,8% para 15,3% indivíduos em idade activa (dos 15 aos 64 anos de idade) decresce de 67,5% para 67,2% população idosa (com 65 ou mais anos de idade) aumento da de 16,7% para 17,4%. Zaida Roques | 26-mar-17

55 Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE
…a nível regional: Região Autónoma dos Açores com a maior proporção de jovens (19,0%) e a mais baixa percentagem de idosos (12,4%) O Alentejo com a menor proporção de jovens (13,3%), e maior percentagem de pessoas idosas (23,0%). Zaida Roques | 26-mar-17

56 Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE
Fonte: INE Zaida Roques | 26-mar-17

57 Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE
Zaida Roques | 26-mar-17

58 Pirâmide Etária - representação gráfica que relaciona o sexo e a idade
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE Pirâmide Etária - representação gráfica que relaciona o sexo e a idade 3 grandes grupos Jovens Adultos Idosos. Zaida Roques | 26-mar-17

59 Construção Pirâmide Etária
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE Construção Pirâmide Etária 2 eixos verticais paralelos, que correspondem aos grupos etários, dividindo-se em intervalos de 5 anos 2 eixos horizontais, o da esquerda representa os homens, o da direita as mulheres Representam-se os valores em barras horizontais. Zaida Roques | 26-mar-17

60 Pirâmide de um País Desenvolvido
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE Pirâmide de um País Desenvolvido Taxa de Natalidade Baixa Esperança Média de Vida Elevada Pequena Proporção de Jovens Reduzido Crescimento Demográfico População Envelhecida. Zaida Roques | 26-mar-17

61 Pirâmide de um País Desenvolvido
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE Pirâmide de um País Desenvolvido Zaida Roques | 26-mar-17

62 Pirâmide de um País em Desenvolvimento
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE Pirâmide de um País em Desenvolvimento Taxa de Natalidade Elevada Esperança Média de Vida Baixa Grande Proporção de Jovens Forte Crescimento Demográfico População Jovem. Zaida Roques | 26-mar-17

63 Pirâmide de um País em Desenvolvimento
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE Pirâmide de um País em Desenvolvimento Zaida Roques | 26-mar-17

64 Pirâmide Etária de Portugal
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE Pirâmide Etária de Portugal Zaida Roques | 26-mar-17

65 Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE
Fonte: INE Fonte: INE Zaida Roques | 26-mar-17

66 Pirâmide Etária de Portugal
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE Pirâmide Etária de Portugal 2007 – 2025 – 2050 (estimativa) Zaida Roques | 26-mar-17

67 Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE
Fonte: INE Zaida Roques | 26-mar-17

68 Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE
ACTIVIDADE 5… Zaida Roques | 26-mar-17

69 Problemas Decorrentes dos Diferentes Ritmos Demográficos
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE Problemas Decorrentes dos Diferentes Ritmos Demográficos População envelhecida Diminuição da população activa Diminuição do espírito criativo e de iniciativa. Zaida Roques | 26-mar-17

70 Aumento das despesas da Segurança Social
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE (Cont.) Aumento das despesas da Segurança Social Aumento das despesas com saúde Construção de lares Adaptação de equipamentos de serviços e lazer. Zaida Roques | 26-mar-17

71 População jovem Encargos com a educação e formação
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE População jovem Encargos com a educação e formação Aumento das taxas de analfabetismo e de desemprego Necessidades básicas não são asseguradas. Zaida Roques | 26-mar-17

72 Politicas Demográficas
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE Politicas Demográficas Politicas Natalistas Aumento do abono de família Beneficio, em termos financeiros e fiscais, para as famílias numerosas Melhorar a assistência médica infantil. Zaida Roques | 26-mar-17

73 Construção de rede pública de ensino pré-escolar
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE (Cont.) Construção de rede pública de ensino pré-escolar Flexibilização dos horários de trabalho Valorização do papel da mulher no emprego. Zaida Roques | 26-mar-17

74 Politicas Antinatalistas
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE Politicas Antinatalistas Beneficiar em termos financeiros e fiscais as famílias pequenas Divulgar o planeamento familiar Incentivar o casamento tardio. Zaida Roques | 26-mar-17

75 Valorização do papel da mulher na sociedade
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE (Cont.) Valorização do papel da mulher na sociedade Distribuição gratuita de contraceptivos Atribuição de bolsas de estudo a raparigas Legalização do aborto. Zaida Roques | 26-mar-17

76 Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE
MIGRAÇÕES São as deslocações de pessoas do seu lugar de origem para outro lugar O desenvolvimento dos transportes tem contribuído para o aumento dos fluxos migratórios Fenómeno social de grandes dimensões. Zaida Roques | 26-mar-17

77 TIPOS DE MIGRAÇÕES Quanto à forma: Voluntárias Forçadas
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE TIPOS DE MIGRAÇÕES Quanto à forma: Voluntárias Forçadas Quanto ao controlo: Legais Clandestinas. Zaida Roques | 26-mar-17

78 TIPOS DE MIGRAÇÕES Quanto ao tempo: Temporárias Definitivas Diárias.
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE TIPOS DE MIGRAÇÕES Quanto ao tempo: Temporárias Definitivas Diárias. Zaida Roques | 26-mar-17

79 TIPOS DE MIGRAÇÕES Quanto ao espaço: Internas Êxodo Rural Êxodo Urbano
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE TIPOS DE MIGRAÇÕES Quanto ao espaço: Internas Êxodo Rural Êxodo Urbano Externas Emigração Imigração Intercontinentais Intracontinentais. Zaida Roques | 26-mar-17

80 Politicas, étnicas e religiosas Naturais.
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE CAUSAS DAS MIGRAÇÕES Económicas Socioculturais Turísticas Bélicas (guerras) Politicas, étnicas e religiosas Naturais. Zaida Roques | 26-mar-17

81 CONSEQUÊNCIAS DAS MIGRAÇÕES
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE CONSEQUÊNCIAS DAS MIGRAÇÕES Áreas de Partida: Desequilíbrios na estrutura da população Por idades: envelhecimento da população Por sexos: ficam mais mulheres que homens. Zaida Roques | 26-mar-17

82 CONSEQUÊNCIAS DAS MIGRAÇÕES
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE CONSEQUÊNCIAS DAS MIGRAÇÕES Redução da taxa de natalidade Diminuição da população activa Abandono dos campos agrícolas nas áreas rurais Recepção de poupanças enviadas pelos emigrantes. Zaida Roques | 26-mar-17

83 CONSEQUÊNCIAS DAS MIGRAÇÕES
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE CONSEQUÊNCIAS DAS MIGRAÇÕES Áreas de Chegada: Rejuvenescimento da população Aumento da população jovem e adulta Aumento da taxa de natalidade Aumento da mão-de-obra barata (trabalhos menos atractivos e salários mais baixos). Zaida Roques | 26-mar-17

84 CONSEQUÊNCIAS DAS MIGRAÇÕES
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE CONSEQUÊNCIAS DAS MIGRAÇÕES Aumento da população residente em bairros de habitação precária Aumento do racismo e da xenofobia. Zaida Roques | 26-mar-17

85 Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE
MIGRAÇÕES EM PORTUGAL Em 2007 solicitaram autorização de residência em Portugal indivíduos Valor muito superior ao registado nos primeiros anos do novo século O principal motivo foi a possibilidade de conversão das autorizações de permanência e dos vistos de longa duração em autorizações de residência. Zaida Roques | 26-mar-17

86 MIGRAÇÕES EM PORTUGAL Brasil (19,2%) Roménia (18,3%) Ucrânia (14,9%)
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE MIGRAÇÕES EM PORTUGAL Brasil (19,2%) Roménia (18,3%) Ucrânia (14,9%) Reino Unido, Moldávia, Cabo Verde e Bulgária com valores entre 6,4% e 4,9%. Zaida Roques | 26-mar-17

87 MIGRAÇÕES EM PORTUGAL Zaida Roques | 26-mar-17
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE MIGRAÇÕES EM PORTUGAL Fonte: Serviços de Estrangeiros e Fronteiras Zaida Roques | 26-mar-17

88 MIGRAÇÕES EM PORTUGAL Zaida Roques | 26-mar-17
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE MIGRAÇÕES EM PORTUGAL Fonte: Serviços de Estrangeiros e Fronteiras Zaida Roques | 26-mar-17

89 MIGRAÇÕES EM PORTUGAL Zaida Roques | 26-mar-17
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE MIGRAÇÕES EM PORTUGAL Fonte: Serviços de Estrangeiros e Fronteiras Zaida Roques | 26-mar-17

90 MIGRAÇÕES EM PORTUGAL Zaida Roques | 26-mar-17
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE MIGRAÇÕES EM PORTUGAL Fonte: Serviços de Estrangeiros e Fronteiras Zaida Roques | 26-mar-17

91 CONSEQUÊNCIAS DAS MIGRAÇÕES EM PORTUGAL
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE CONSEQUÊNCIAS DAS MIGRAÇÕES EM PORTUGAL O êxodo rural: Mais intenso nas décadas de 60 / 70 Despovoamento do interior Expansão das áreas urbanas do Litoral (Lisboa e Porto) Zaida Roques | 26-mar-17

92 CONSEQUÊNCIAS DAS MIGRAÇÕES EM PORTUGAL
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE CONSEQUÊNCIAS DAS MIGRAÇÕES EM PORTUGAL A emigração: A emigração teve sempre reflexos na população Década de 60 mais elevada Levou a diminuição da população total Reflexos na economia – poupanças em Portugal Zaida Roques | 26-mar-17

93 CONSEQUÊNCIAS DAS MIGRAÇÕES EM PORTUGAL
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE CONSEQUÊNCIAS DAS MIGRAÇÕES EM PORTUGAL A imigração: Nos últimos anos cada vez mais imigrantes Saldo migratório positivo Problemas sociais Zaida Roques | 26-mar-17

94 CONSEQUÊNCIAS DAS MIGRAÇÕES EM PORTUGAL
Técnico de Informática – Sistemas | STC_6 MODELOS DE URBANISMO E MOBILIDADE CONSEQUÊNCIAS DAS MIGRAÇÕES EM PORTUGAL Será necessário: Promover a integração Valorizar a diversidade cultural Reconhecer as qualificações profissionais Zaida Roques | 26-mar-17


Carregar ppt "TÉCNICO DE INFORMÁTICA - SISTEMAS"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google