A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Fontes de Informação Especializada

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Fontes de Informação Especializada"— Transcrição da apresentação:

1 Fontes de Informação Especializada
Universidade Federal de Pernambuco Centro de Artes e Comunicação Departamento de Ciência da Informação Fontes de Informação Especializada Fábio Mascarenhas e Silva 29setembro2007 (continuou em 03/10/2007) Fábio Mascarenhas - UFPE

2 Aula 29set2007 Assunto de hoje Critérios para avaliação das fontes de informação (ênfase na Internet)

3 TIPOS DE FONTES DE INFORMAÇÃO
Aula 29set2007 TIPOS DE FONTES DE INFORMAÇÃO Pode-se determinar os tipos de fontes segundo os canais Canais formais: periódicos, vídeos, livros, etc.; Canais informais: palestra, reuniões, troca de experiência entre organizações, conversa face a face, etc.; Canais semi-formais: participação em fóruns temáticos (utilizando simultaneamente textos, correio eletrônico) desenvolvimento de pesquisas, utilizando simultaneamente livros.

4 AS FONTES DE INFORMAÇÃO FORMAIS DIVIDEM-SE EM 3 CATEGORIAS:
Aula 29set2007 AS FONTES DE INFORMAÇÃO FORMAIS DIVIDEM-SE EM 3 CATEGORIAS: Fontes Primárias: Contém novas informações ou novas interpretações de idéias ou fatos conhecidos (artigos, teses,patentes); Fontes secundárias: informações filtradas e organizadas segundo um arranjo definido conforme sua finalidade (dicionários, anuários, manuais, etc); Fontes terciárias: que tem como função principal orientar o usuário na localização das fontes primárias e secundárias (catálogos coletivos, serviços de indexação e resumos,etc).

5 Aula 29set2007 As informações científicas e tecnológicas têm suas principais fontes nos documentos primários originados de congressos e conferências, periódicos científicos, patentes, pesquisas acadêmicas e outros.

6 Numa fonte de informação deve se observar: cobertura da fonte;
Aula 29set2007 Numa fonte de informação deve se observar: cobertura da fonte; validez do conteúdo; resumos ou informações complementares; coerência na apresentação do conteúdo informacional; oferta de informações filtradas; apresentação de informação original.

7 Este fato influenciou de alguma forma os desenvolvedores do Google?
Aula 29set2007 Uma forma de avaliar a qualidade de uma publicação consiste em verificar o nível de interesse dos outros pela pesquisa. O método mais simples para obter esta medida se dá por meio da qualidade de citações dessa pesquisa na bibliografia ulterior. Meadows (1999) Este fato influenciou de alguma forma os desenvolvedores do Google?

8 Aula 29set2007 Segundo Tomaél et al (2004, p.23), “para avaliar uma fonte é fundamental identificar o indivíduo ou instituição responsável por sua compilação”. É pela credibilidade de um indivíduo ou instituição que se determinará o grau de confiabilidade das informações contidas em uma determinada fonte de informação.

9 INFORMAÇÃO DE IDENTIFICAÇÃO CONSISTÊNCIA DAS INFORMAÇÕES
Aula 29set2007 Critérios para avaliar fontes de informação na Internet (TOMAÉL et al, 2004, p.19-40) INFORMAÇÃO DE IDENTIFICAÇÃO CONSISTÊNCIA DAS INFORMAÇÕES CONFIABILIDADE DAS FONTES ADEQUAÇÃO DA FONTE LINKS LAYOUT DA FONTE RESTRIÇÕES PERCEBIDAS SUPORTE AO USUÁRIO

10 INFORMAÇÃO DE IDENTIFICAÇÃO
Aula 29set2007 INFORMAÇÃO DE IDENTIFICAÇÃO Endereço eletrônico do site e da fonte de informação do site (organização que disponibiliza a fonte) Título da fonte de informação Endereço eletrônico da fonte de informação Objetivos da fonte e a que público se destina Disponibilização de informações adequadas sobre a fonte Identificação da tipologia da fonte e de sua origem

11 CONSISTÊNCIA DAS INFORMAÇÕES
Aula 29set2007 CONSISTÊNCIA DAS INFORMAÇÕES Cobertura da fonte Validez do conteúdo Resumos ou informações complementares Coerência na apresentação do conteúdo informacional Oferta de informações filtradas ou com agregação de valor Apresentação de informação original

12 CONFIABILIDADE DAS FONTES Dados completos de autoria (como mantenedor)
Aula 29set2007 CONFIABILIDADE DAS FONTES Dados completos de autoria (como mantenedor) Autoria reconhecida em sua área de atuação Organização que disponibiliza o site Conteúdo informacional relacionado com a área de atuação do autor Observância de outras informações como: referências bibliográficas dos trabalhos do autor; endereço para contato com autor; origem da informação Verificação de datas

13 Aula 29set2007 ADEQUAÇÃO DA FONTE Coerência da linguagem utilizada pela fonte, com relação aos usuários e aos objetivos do site Coerência com o propósito do site

14 - clareza para onde conduzem - tipos disponíveis
Aula 29set2007 LINKS Links internos - clareza para onde conduzem - tipos disponíveis - atualização dos links Links externos - devem apontar apenas para sites confiáveis - tipos disponíveis mais comuns: informações complementares, ilustrações, portais temáticos, etc revisão constante dos links

15 As mídias utilizadas devem ser interessantes
Aula 29set2007 LAYOUT DA FONTE As mídias utilizadas devem ser interessantes Tipos de mídias utilizadas A harmonia entre a quantidade de mídias Coerência entre as várias mídias imagens com função de complementar o conteúdo e não apenas ilustrar pertinência com os propósitos da fonte legibilidade clara identificação das imagens Na estrutura do layout e arranjo é importante que: - haja coerência na utilização de padrões - os recursos sirvam a um propósito e não apenas decoração - as imagens facilitem a navegação - o design do menu seja estruturado para facilitar a busca - a criatividade contribua para a qualidade

16 RESTRIÇÕES PERCEBIDAS Pequena quantidade de acessos simultâneos
Aula 29set2007 RESTRIÇÕES PERCEBIDAS Pequena quantidade de acessos simultâneos Alto custo de acesso à fonte de informação Mensagens de erro durante a navegação Direitos autorais impedindo o acesso à informação completa

17 Recursos que auxiliam o deficiente no uso da fonte
Aula 29set2007 SUPORTE AO USUÁRIO Contato com o produtor da fonte Informações de ajuda na interface OUTRAS OBSERVAÇÕES PERCEBIDAS Recursos que auxiliam o deficiente no uso da fonte Opção de consulta em outras línguas

18 INFORMAÇÃO DE IDENTIFICAÇÃO
CONSISTÊNCIA DAS INFORMAÇÕES CONFIABILIDADE DAS FONTES ADEQUAÇÃO DA FONTE LINKS LAYOUT DA FONTE RESTRIÇÕES PERCEBIDAS SUPORTE AO USUÁRIO

19 INFORMAÇÃO DE IDENTIFICAÇÃO
CONSISTÊNCIA DAS INFORMAÇÕES CONFIABILIDADE DAS FONTES ADEQUAÇÃO DA FONTE LINKS LAYOUT DA FONTE RESTRIÇÕES PERCEBIDAS SUPORTE AO USUÁRIO

20 INFORMAÇÃO DE IDENTIFICAÇÃO
CONSISTÊNCIA DAS INFORMAÇÕES CONFIABILIDADE DAS FONTES ADEQUAÇÃO DA FONTE LINKS LAYOUT DA FONTE RESTRIÇÕES PERCEBIDAS SUPORTE AO USUÁRIO

21

22 Fontes de Informação Especializada
Fábio Mascarenhas - UFPE

23 Outros critérios encontrados na literatura
Aula 29set2007 Outros critérios encontrados na literatura Relevância dos documentos e aspecto de cobertura; Aspectos gráficos: layouts, cores, fundos, fontes, textos e ícones ; Credibilidade, conteúdo, apresentação formal do site, links, design, interatividade e anúncios; Autoridade, escopo, cobertura/conteúdo, público alvo, proposta da informação, acesso/endereço do documento, corpo editorial, e atualidade.

24 Aula 29set2007 ESTUDO DE CASO Critérios para avaliação da qualidade das informações sobre saúde disponíveis online (Juzzo) web sites em saúde - acadêmicos - periódicos online - sites governamentais - sites de instituições de saúde - sites de contribuição individual - sites relacionados à indústria - sites comerciais

25 O que a autora percebeu... Aula 29set2007
Não existe uma padronização clara critérios, mas existiam 98 instrumentos voltados a este fim dos quais: 47 divulgados antes de 1997 51 divulgados nos últimos 5 anos Somente 5 continham informações claras que permitiam a sua avaliação e nenhum reportava a validade ou confiabilidade da mensuração obtida Estudos que avaliaram web sites como fonte de informações para pessoas com feridas crônicas, diabetes e para tratamento de febre de crianças no domicílio identificaram que a maior parte das informações eram inconsistentes, inadequadas e incompletas.

26 Aula 29set2007 Uma das diretrizes mais respeitas na área médica é da HON (Health on the Net Foundation), uma organização fundada em 1996 na Genebra com a missão de auxiliar a identificar web sites sobre saúde que são confiáveis. Os critérios da HON definem um conjunto de regras relacionados a princípios básicos de ética usados na apresentação da informação que asseguram que os usuários saibam a fonte e o propósito das informações. Além da HON, duas outras organizações apresentam diretrizes para a avaliação de informações em saúde disponíveis na Internet: a American Medical Association – AMA, e a Health Information Technology Institute – HITI.

27 Fontes de Informação Especializada
Aula 29set2007 Health on the Net – HON AUTORIDADE Informação em saúde online deve ser oferecida por profissionais qualificados ou deve-se esclarecer que a informação foi fornecida por alguém ou grupo não qualificado na área da saúde. COMPLEMENTARIDADE A informação online deve ser complementar, e não substituir o aconselhamento médico. SIGILO O web site assegura o sigilo de dados sobre o paciente e outros usuários, inclusive sua identidade. CRÉDITO O web site apresenta as referências das fontes que suportam as informações disponíveis (com respectivos links), e também as datas das últimas atualizações. JUSTIFICATIVA Apresenta os benefícios e o desempenho dos tratamentos e produtos baseados em evidências. AUTORIA Oferece endereços de contato para usuários que queiram maiores informações; oferece do webmaster PATROCÍNIO Apoios de organizações comerciais e não-comerciais são claramente identificadas PUBLICIDADE Anúncios publicitários são claramente identificados. Fábio Mascarenhas - UFPE

28 Fontes de Informação Especializada
Aula 29set2007 HITI - Health Information Technology Institute CREDIBILIDADE Qual a reputação da fonte? A informação está atualizada? A informação é útil? É usado algum processo de revisão editorial? CONTEÚDO O conteúdo é preciso e completo? Existe nota de responsabilidade no site? TRANSPARÊNCIA O propósito do web site é apresentado? LINKS O web site oferece links para informações relevantes, atualizadas, precisas e de confiança? Os links são de fácil navegação? DESIGN O design é acessível? A navegação e buscas no site são fáceis de serem feitas? INTERATIVIDADE Estão incluídos mecanismos de feedback (retorno ao usuário)? LIMITAÇÕES Está claro se o propósito é a divulgação e venda de produtos e serviços ou a divulgação de informação? Fábio Mascarenhas - UFPE

29 Fontes de Informação Especializada
Aula 29set2007 AMA - American Medical Association CONTEÚDO O conteúdo é preciso e completo? O web site informa autoria e as datas de publicação inicial e de atualização? PUBLICIDADE E PATROCÍNIO Anúncios não devem influenciar na decisão sobre o conteúdo. Anúncios comerciais são proibidos. PRIVACIDADE E SIGILO O site deve solicitar a permissão do usuário para coletar dados pessoais. O sigilo deve ser respeitado. E-COMMERCE Usuários e compradores de informações, produtos e serviços devem ter transações seguras e eficientes. Deve haver link para o serviço de atendimento ao consumidor. Fábio Mascarenhas - UFPE

30 Não seria um interessante nicho de mercado?
Aula 29set2007 A área médica não seria um espaço potencial para que os profissionais da informação bibliotecários oferecessem seus serviços? Não seria um interessante nicho de mercado? Atuar oferecendo serviços como consultores autônomos...

31 SUGESTÕES DE LEITURA Aula 29set2007
BASTOS, J. S. Y. Utilização de fontes de informação por executivos do setor de tecnologia da informação no Brasil. Revista Fonte Disponível:< Acesso em 10 maio CUNHA, M. B. da. Para saber mais: fontes de informação em ciência e tecnologia. Brasília: Briquet de Lemos/Livros, 2001. LUZ, Carlos C. S; VITORINO, Elizete V; SILVA, Gislene M; MEDEIROS, Graziela M; TROGLIO, Jonathas.Fontes de Informação em educação á distância Disponíveis em meio eletrônico nas universidades federais brasileiras. Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v.12, n.1, p , jan./jun., 2007. MEADOWS, A. J. A comunicação científica. Tradução de Antonio Agenor Briquet de Lemos. Brasília, DF : Briquet de Lemos/Livros, 1999. TOMAÉL, M. I. et al. Avaliação de fontes de informação na Internet: critérios de qualidade. Informação & Sociedade, João Pessoa, v. 11, n. 2, p , Disponível em: <http://www.informacaoesociedade.ufpb.br/>. Acesso em: 7 maio TOMAÉL, M. I. et al. Critérios de qualidade para avaliar fontes de informação na Internet. In: TOMAÉL, M. I.; VALENTIM, M. L. P. (Org.). Avaliação de fontes de informação na Internet. Londrina: Eduel, 2004, p

32 Fontes de Informação Especializada
Aula 26set2007 Fontes de Informação Especializada O que vem depois... OUTUBRO 03 Práticas 1 (lab) 05 Bases de dados. Tipologia: textuais, numéricas, bibliográficas / Serviços de Indexação e resumos. 10 Arquivos abertos, teses e dissertações. 12 FERIADO 17 Práticas 2 (lab) 19 Relatórios técnicos, Organizações, Portais/Vortais. 24 Literatura Comercial (Informação para negócios), Patentes. 26 JORNADA 31 Práticas 3 (lab) 03 Bases de dados. Tipologia: textuais, numéricas, bibliográficas / Serviços de Indexação e resumos 05 Práticas 1 (lab) T1 10 Práticas 1 (lab) T2 12 FERIADO 17 Arquivos abertos, teses e dissertações. 19 Práticas 2 (lab) T1 24 Práticas 2 (lab) T2 26 JORNADA 31 Relatórios técnicos, Organizações, Portais/Vortais Fábio Mascarenhas - UFPE

33 Fontes de Informação Especializada
Aula 26set2007 O que vem depois... NOVEMBRO 07 Literatura Comercial (Informação para negócios), Patentes 09 Práticas 3 (lab) T1 14 Práticas 3 (lab) T2 16 “FERIADO” 21 PROVA Fábio Mascarenhas - UFPE


Carregar ppt "Fontes de Informação Especializada"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google