A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Administração Ciêntifica.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Administração Ciêntifica."— Transcrição da apresentação:

1 Administração Ciêntifica.

2 PRINCÍPIOS DE ADMINISTRAÇÃO DE TAYLOR
PRINCÍPIO DO PLANEJAMENTO PRINCÍPIO DO PREPARO EMPIRISMO X MÉTODO APTIDÕES E TREINAMENTO

3 PRINCÍPIOS DE ADMINISTRAÇÃO DE TAYLOR
PRINCÍPIO DO CONTROLE PRINCÍPIO DA EXECUÇÃO CONFORME O PREVISTO ATRIBUIÇÕES E DISCIPLINA

4 FORDISMO <iframe title="YouTube video player" width="480" height="390" src="http://www.youtube.com/embed/G44m4NQHmmg" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>

5 FORDISMO Fordismo é sinônimo de taylorismo; produção em massa, linha de montagem automatizada. Ford representou, por décadas, um modelo quase perfeito de aplicação sistemática e maciça dos conceitos tayloristas de organização da produção. Ford soube compreender as características da sociedade americana da época e, desta forma, construiu uma história de enorme sucesso empresarial

6 O modelo fordista reconheceu o modo de organização e atuação dos sindicatos dos trabalhadores, utilizando políticas salariais ousadas como um elemento da sua estratégia. Traços fundamentais: 1 - racionalização taylorista do trabalho, alto grau de especialização; 2 - desenvolvimento da mecanização utilizando equipamentos especializados; 3 - produção em massa com elevado grau de padronização; 4 - salários elevados e crescentes, incorporando ganhos de produtividade.

7 FORDISMO LINHA DE MONTAGEM
POR MEIO DA RACIONALIZAÇÃO DA PRODUÇÃO, HENRY FORD IDEALIZOU A LINHA DE MONTAGEM

8 PRODUÇÃO EM SÉRIE OU EM MASSA
FORDISMO O QUE LHE PERMITIU A PRODUÇÃO EM SÉRIE OU EM MASSA

9 A combinação destes fatores leva à compreensão do modelo fordista:
1 - Organização do processo de produção com intensa divisão/especialização do trabalho, estruturas empresariais altamente hierarquizadas, ênfase na mecanização para a solução de problemas técnicos; 2 - Acentuada estratificação das qualificações; 3 - Elevada mobilidade dos trabalhadores entre firmas e regiões; 4 - Indexação parcial dos salários aos preços e total indexação dos salários à produtividade (não explícita), influência moderada do desemprego em relação ao salário e baixa incidência de benefícios previdenciários em relação aos salários; 5 - Estilo de vida dos assalariados caracterizado pelo consumo de massa.

10 Os principais fatores que levaram à crise fordista foram:
1 - Aumento do poder dos sindicatos, questionando alguns aspectos básicos de organização e gestão de produção, tais como o tempo-padrão, os ritmos de linha de montagem, os horários de trabalho, etc; 2- Recusa dos operários de determinadas formas de organização do trabalho, especialmente aquelas com forte pressão de tempo; 3 - Elevação do nível de instrução, fazendo com que cada vez menos pessoas se sujeitassem ao trabalho desqualificado das linhas de montagem; 4 - Discrepância entre a administração científica e a tendência de avaliar a qualidade e a iniciativa no trabalho; 5 - Excessiva rigidez do sistema baseado na produção maciça, face à necessidade de soluções de maior flexibilidade para atender a crescente diversificação e sofisticação da demanda.

11 Referência Bibliográfica:
BERNARDES. C. Teoria Geral da Administração. São Paulo: Atlas, 1997. CHIAVENATO, Idalberto. Administração: Teoria, Processo e Prática. São Paulo: McGraw Hill, 1987. CHIAVENATO, Idalberto. Teoria Geral

12

13 TEORIA CLÁSSICA

14 FUNDADOR DA TEORIA CLÁSSICA
HENRI FAYOL 1841 – 1925 - CONSTANTINOPLA - PARIS FUNDADOR DA TEORIA CLÁSSICA ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL E GERAL Fonte:http://images.google.com.br/images?hl=pt-BR&q=FAYOL&sa=N&tab=wi

15 QUEM FOI HENRI FAYOL (1841-1925)
ORIGEM: Constantinopla. Família Burguesa, educado Liceu de Lion (França). FORMAÇÃO ESCOLAR: Engenheiro de Minas em 1860 CARREIRA: Sempre na mesma empresa Pode ser visto como: influente teórico na perspectiva clássica Considerado: Pai da Administração Moderna TO-03

16 ESTUDOS DE FAYOL Teoria Administrativa
Separou: Habilidade administrativa x conhecimento tecnológico “Um líder que seja um bom administrador, mas tecnicamente medíocre, é, geralmente, muito mais útil à empresa do que se ele fosse um técnico brilhante mas, um administrador medíocre”. (Sucesso depende das habilidades administrativas). Perfil do administrador: qualidades (físicas, mentais, morais), conhecimento (educação geral, conhecimento especial) e experiência Atividades de uma empresa: técnicas, comerciais, financeiras, de segurança, contábeis, administrativas Funções: Previsão, organização, comando, coordenação e controle TO-03

17 Atividades da Empresa TO-03

18 PRINCÍPIOS GERAIS DA TEORIA ADMINISTRATIVA
Centralização Cadeia escalar Ordem Eqüidade Estabilidade do pessoal no cargo Iniciativa Espírito de equipe Divisão do trabalho Autoridade e responsabilidade Disciplina Unidade de comando Unidade de direção Subordinação do interesse individual ao interesse geral Remuneração de pessoal TO-03

19 Qualidades, Conhecimentos e Experiências necessárias aos Administradores segundo Fayol
Qualidades físicas: saúde , vigor, trato; Qualidades mentais: habilidade de aprender e de entender, vigor mental e adaptabilidade; Qualidades morais: energia, firmeza, iniciativa, lealdade, tato Educação geral: familiaridade com outros assuntos; Conhecimento especial: aquele peculiar à função; Experiência: conhecimento advindo do próprio trabalho TO-03

20 SEGUIDORES DE FAYOL Luther Gulick (1892–1983): POSDCORB planning(planejamento), organizing(organização), staffing(assessoria), directing(direção), coordination(coordenação), reporting(informação), budgeting(orçamentação) Lyndall Urwick ( ): princípio da especialização (uma função); autoridade (linha clara); amplitude administrativa (chefe para 5 subordinados) James Mooney & Alan Reiley(autores em 1931 da “Indústria progressiva”): princípios de eficiência organizacional que permitiriam o alcance dos objetivos industriais de “lucro através de serviço”. Líderes da história => superior x subordinado => princípio escalar TO-03

21 COMPARANDO AS TEORIAS TO-03

22 FUNÇÕES ADMINISTRATIVAS
TÉCNICAS FUNÇÕES COMERCIAIS FUNÇÕES FINANCEIRAS FUNÇÕES SEGURANÇA FUNÇÕES CONTÁBEIS

23 1- PREVISÃO 2- ORGANIZAÇÃO 3- COMANDO 4- COORDENAÇÃO 5- CONTROLE
FUNÇÕES DO ADMINISTRADOR 1- PREVISÃO 2- ORGANIZAÇÃO 3- COMANDO 4- COORDENAÇÃO 5- CONTROLE

24 . ENGUITA, Mariano F. Trabalho, Escola e Ideologia: Marx e a crítica da educação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1993. TAYLOR, Winslow Frederick. Princípios de Administração Científica. São Paulo: Atlas, 1990.


Carregar ppt "Administração Ciêntifica."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google