A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

OUVE O SILÊNCIO. O QUE É A SURDEZ? Um indivíduo é classificado como surdo quando tem uma perda auditiva superior a 90 decibéis, é portador de uma surdez.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "OUVE O SILÊNCIO. O QUE É A SURDEZ? Um indivíduo é classificado como surdo quando tem uma perda auditiva superior a 90 decibéis, é portador de uma surdez."— Transcrição da apresentação:

1 OUVE O SILÊNCIO

2

3 O QUE É A SURDEZ? Um indivíduo é classificado como surdo quando tem uma perda auditiva superior a 90 decibéis, é portador de uma surdez profunda do tipo neuro- sensorial que o impede de aceder à linguagem oral, pela audição.

4 A SURDEZ NA HISTÓRIA Antiguidade Sec. XVI Sec. XVII Os surdos foram maltratados ao longo da história. Foram vítimas de extermínio e segregação pois eram olhados como uma aberração. No Egipto os surdos eram adorados mas na China, por exemplo, eram atirados ao mar. Pedro Ponce de Leon Monge beneditino católico, estabeleceu a primeira escola do Mundo para pessoas surdas perto de Madrid. Ensinou aos surdos primeiro a escrever mostrando-lhes o objecto, depois vocalizavam as palavras a que correspondiam. Juan Pablo Bonet Juan Bulwer Jorge Dalgarno Durante este período foram publicados vários livros sobre a surdez e as vários metodologias de ensino para surdos.

5 A SURDEZ NA HISTÓRIA Sec. XVIII Sec. XIX Carlos Michel de L´Epee, ficou famoso na Europa devido ao seu trabalho com os surdos. Reconheceu o valor da Língua Gestual dos surdos. Samuel Heinicke, os seus métodos eram estritamente orais. Opôs-se fortemente à utilização da linguagem de signos. Thomas Hopkins Gallaudet, juntamente com Laurent Clerc, fundou a primeira escola de surdos na América. Depois de ter aprendido os métodos de ensino com Sicard. Em 1872, no Congresso de Veneza, decidiu-se que o meio humano para a comunicação do pensamento é a língua oral. Na Conferência de Milão, em 1880, decidiu-se que o uso da língua falada, no ensino e educação dos surdos, deve preferir-se à língua gestual. Foi abolida a Língua Gestual. Foi um momento negro na história dos surdos.

6 A SURDEZ NA HISTÓRIA As atitudes de proibição de gestos não terminaram com as escolas especiais que ensinavam códigos de sinais aos surdos. Com os estudos efectuados por William Stockoe (1960) e Bellugi e Klima (1977) está situação alterou-se. No artigo de Stokoe chegaram mesmo à conclusão da existência da Língua Gestual pois obedecia a regras de construção de frases e palavras e tinham uma gramática própria. Foi atribuído o estatuto de Língua.

7 TIPOS DE SURDEZ - surdez de transmissão ou condução Quando existe uma lesão no ouvido externo (orelha ou pavilhão e canal auditivo externo) ou no ouvido médio (tímpano e ossículos). - surdez neuro-sensorial ou de percepção Quando existe uma lesão no ouvido ou nas vias e centros nervosos. Tem consequências muito graves, porque pode afectar a capacidade de descodificação do som. - surdez mista A lesão está localizada no ouvido médio e interno, e afecta os componentes de transmissão e percepção

8 GRAUS DE SURDEZ LigeiroModeradoSevero Dificuldade em perceber e identificar sons. Dificuldade na articulação de palavras. Alunos manifestam distracção. Dificuldades no acompanhamento de diálogos. Linguagem expressiva oral limitada. É necessária a elevação para que haja entendimento das palavras. Consegue ouvir apenas os sons próximos. Só consegue perceber algumas palavras se amplificadas; o processo de aquisição da linguagem oral não é feito de forma espontânea. Profundo Não consegue perceber a fala através da audição, mas pode perceber sons altos e vibrações; Apresenta muitas limitações para a aquisição da linguagem oral.

9 ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO Encarregado de Educação Desafio Situação Difícil Sentimento de Culpa Protecção Deve aceitar os desafios de uma criança NEE Experiências comuns à idade

10 INCLUSÃO ESCOLAR Esforço Cooperativo entre a escola e a família. Conhecimento do processo do aluno. Conhecimento das NEE específicas. Ajustamento da sala de aula ao aluno. Apoio especializado. A turma deve ser informada da NEE do aluno. Devem ser estimuladas actividades entre ouvintes/alunos NEE.

11 DICAS

12 ESTRATÉGIAS A ADOPTAR PELO DOCENTE Registe os tópicos no caderno do aluno. Limite o número de conceitos por aula. Recorra ao uso de material com muita cor. Seja conciso e objectivo no que solicita ao aluno. Utilize a sua voz dentro do volume normal. Falar muito alto só vai confundir o aluno e não permite a leitura labial. Usar um grande número de sinais e de movimentos com as mãos, gestos e comunicação não verbal

13 ESTRATÉGIAS A ADOPTAR PELO DOCENTE Utilize menos palavras e mais exemplos visuais. Conceda tempo extra nas tarefas. Quando coloca alguma questão espere mais pela resposta do aluno. Promova o contacto visual com o aluno. Confirme se o aluno está a entender o conteúdo/exercício. Adapte a sua aula ao aluno. Recorra a técnicas multissensoriais.

14 LGP São várias as Línguas de sinais que se falam em todo o mundo. Esta lista contém 177 elementos. LínguaGestualPortuguesa Língua materna de uma comunidade de surdos. Tem um vocabulário e gramática próprios. Produzida por movimentos das mãos, do corpo e por expressões faciais. Recepção é visual.

15 CURIOSIDADES Personalidades Todo mundo conhece a Alexander Graham Bell e sua invenção: o telefone. O que não se conhece tão bem são seus nexos com a comunidade surda.

16 Os cães têm, em geral, excelente sentido da audição, podendo perceber sons que são inaudíveis para o ouvido humano. Essa faculdade os ajuda a seguirem a pista de uma presa e se comunicarem uns com os outros. Nos nossos dias, cães vêm sendo adestrados para ajudar os surdos, indicando-lhes, por exemplo, quando um telefone chama. CURIOSIDADES

17 BIBLIOGRAFIA Afonso, C. (2008). Reflexões sobre a surdez. Colecção biblioteca do professor. Edições Gaillivro. Hofsass,T., Leitão, L., Medeiros, C., Projecto AEIA Avaliação da Educação Inclusiva nos Açores. DREF. Nielsen, L.N. (1999). Necessidades Educativas Especiais dentro da sala de aula. Porto Editora. Regina, M., Luchesi, C. (2003). Educação de pessoas surdas. Campinas,Papirus. Rief, S.F., Heimburge, J.A. (2000). Como ensinar todos os alunos na sala de aula inclusiva. Porto Editora.

18 OUVE O SILÊNCIO

19 Trabalho realizado por: Ana Maria Gonçalves Cândida Santos Pós-Graduação em Ensino Especial Domínio Cognitivo e Motor UFP-KIE Açores – S. Miguel


Carregar ppt "OUVE O SILÊNCIO. O QUE É A SURDEZ? Um indivíduo é classificado como surdo quando tem uma perda auditiva superior a 90 decibéis, é portador de uma surdez."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google