A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

HIPOLIPEMIANTES M.Sc. Eduardo da Silva Gonçalves.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "HIPOLIPEMIANTES M.Sc. Eduardo da Silva Gonçalves."— Transcrição da apresentação:

1 HIPOLIPEMIANTES M.Sc. Eduardo da Silva Gonçalves

2 HIPERCOLESTEROLEMIA Concentrações elevadas de certas lipoproteínas na circulação sanguínea, principalmente as LDL, bem como a redução das concentrações das HDL. Dieta ocidental +Sedentarismo+ Causas genéticas Principais fatores

3 Classificação das hipercolesterolemias: Hipercolesterolemia patogênica ou familiar; Hipercolesterolemia patogênica ou familiar; Hipercolesterolemia combinada familiar; Hipercolesterolemia combinada familiar; Dislipoproteinemia familiar; Dislipoproteinemia familiar; Hiper trigliceridemia familiar. Hiper trigliceridemia familiar. Risco aumentado para coronopatia e acidente vascular cerebral Risco aumentado para pancreatite e coronopatia (associada a diminuição de HDL). M.Sc. Eduardo da Silva Gonçalves

4

5

6

7 O colesterol é transportado no sangue como macromoléculas de lipoproteína, com o núcleo não-polar lipídico envolvido por um camada simples de fosfolipídeos e a porção polar do colesterol e apolipoproteínas.

8 M.Sc. Eduardo da Silva Gonçalves Lipoproteínas: As lipoproteínas específicas diferem no conteúdo do núcleo lipídico, na proporção lipídica do núcleo e nas proteínas da superfície. As lipoproteínas são classificadas pela densidade em: Quilomícrons; Quilomícrons; Lipoproteínas de muito baixa densidade (VLDL); Lipoproteínas de muito baixa densidade (VLDL); Lipoproteínas de baixa densidade (LDL); Lipoproteínas de baixa densidade (LDL); Lipoproteínas de alta densidade (HDL). Lipoproteínas de alta densidade (HDL).

9 M.Sc. Eduardo da Silva Gonçalves

10

11

12

13 Tratamento farmacológicos das hiperlipidemias: ESTATINAS; RESINAS (sequestradoras dos ácidos biliares); ÁCIDO NICOTÍNICO; FIBRATOS;NIACINA; ÁCIDOS GRAXOS ÔMEGA-3.

14 M.Sc. Eduardo da Silva Gonçalves ESTATINASLOVASTATINA;SINVASTATINA;PRAVASTATINA;ATORVASTATINA;FLUVASTATINA

15 ESTATINAS - mecanismo de ação. mecanismo de ação – inibem a HMG-CoA-redutase, inibindo a síntese de colesterol e aumentam a captação de LDL pelo receptor LDL.

16 M.Sc. Eduardo da Silva Gonçalves

17

18 Efeitos adversos: Dor muscular; Disfunção hepática; Rabdomiólise (dor, fraqueza, [creatinina] plasmática ) *CERIVASTATINA (Bayacol - Bayer) Interações: Itraconazol - 10x as concentrações das estatinas.

19 M.Sc. Eduardo da Silva Gonçalves RESINAS (sequestradores biliares) COLESTIRAMINA;COLESTIPOL. Uso clínico – hiperlipoproteinemia tipo IIa

20 M.Sc. Eduardo da Silva Gonçalves RESINAS – mecanismo de ação mecanismo de ação – evitam a reabsorção de ácidos biliares e aumentam a captação pelos receptores LDL hepáticos.

21 M.Sc. Eduardo da Silva Gonçalves Efeitos adversos: Constipação; Acidose hiperclorêmica (crianças e insuficientes renais) Interações: absorção de outros fármacos ingeridos concomitantemente (administrar 1h antes ou 4 a 6 hs depois) absorção de outros fármacos ingeridos concomitantemente (administrar 1h antes ou 4 a 6 hs depois) absorção de vitaminas lipossolúveis

22 M.Sc. Eduardo da Silva Gonçalves

23 ÁCIDO NICOTÍNICO Uso clínico – terapia combinada com estatinas na hiperlipoproteinemia tipo IIa mecanismo de ação – reduz a atividade da lipase tecidual e diminui a síntese de VLDL.

24 M.Sc. Eduardo da Silva Gonçalves Efeitos adversos: Rubor facial; Desconforto no TGI; Disfunção hepática; tolerância à glicose; Hiperglicemia;Hiperuricemia.

25 M.Sc. Eduardo da Silva Gonçalves FIBRATOSGenfibrosilFenofibratoBezafibratoCiprofibrato

26 FIBRATOS Uso clínico – hipertrigliceridemias (familiar tipo IV e associada ao diabetes tipo II) e disbetalipoproteinemia. mecanismo de ação – atuam por estimulação da lipase aumentando a lipólise pela lipoproteína lipase (LPL) e diminuindo VLDL.

27 M.Sc. Eduardo da Silva Gonçalves

28 Efeitos adversos: Desconforto gastrointestinal; Disfunção erétil; risco de cálculos biliares risco de cálculos biliaresInterações: Potencializam ação das cumarinas – sangramentos.

29 M.Sc. Eduardo da Silva Gonçalves NIACINA


Carregar ppt "HIPOLIPEMIANTES M.Sc. Eduardo da Silva Gonçalves."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google