A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

REUNIÃO COM DIRETORES A educação não é obra de solista: ou se orquestra ou não ocorre Batista e Codo 06/01/2010.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "REUNIÃO COM DIRETORES A educação não é obra de solista: ou se orquestra ou não ocorre Batista e Codo 06/01/2010."— Transcrição da apresentação:

1

2 REUNIÃO COM DIRETORES A educação não é obra de solista: ou se orquestra ou não ocorre Batista e Codo 06/01/2010

3 É PRECISO JUNTAR OBJETIVIDADE E SONHO PARA QUE SE POSSA VER CADA ALUNO COM UM OLHAR NOVO, PERCEBENDO-O COMO ALGUÉM QUE ESTÁ HOJE CONOSCO, MAS PERTENCE AO FUTURO.

4 RELEMBRANDO !! DIA 07/01/2010- ENCONTRO COM COORDENADORES PEDAGÓGICOS QUE ATUAM COM OS ANOS FINAIS; DIA 08/01/2010 – ENCONTRO COM COORDENADORES PEDAGÓGICOS QUE ATUAM COM OS ANOS INICIAIS; LOCAL: TEATRO MUNICIPAL

5 DIA 15/01/2010 – ENCONTRO COM PROFESSORES DE ÁREAS QUE ATUAM DO 6º AO 9º ANO (TODOS DEVERÃO PARTICIPAR); LOCAL:ESC.PAROQUIAL STO ANTONIO HORÁRIO: 8H ÀS 11H30M DIA 11 A 15 /01/2010 – PLANEJAMENTO NAS ESCOLAS, CEIS E CMEIS MUITO BEM ORGANIZADOS, NOS HORÁRIOS NORMAIS DE TRABALHO (MAT., VESP., NOT.);

6 EDUCAÇÃO INFANTIL 07/01 – REUNIÃO COM DIRETORAS NO CENTRO DE FORMAÇÃO ÀS 8 HORAS; 08/01 - REUNIÃO COM DIRETORAS ÀS 8 HORAS; 11 A 15 /01 – PLANEJAMENTO – MOMENTO PEDAGÓGICO NOS CMEIS, CEIS E ESCOLAS; 18/01 – INÍCIO DO ANO LETIVO.

7 POSSE DOS DIRETORES E SECRETÁRIOS GERAIS DIA 11/01/2010 – 19 HORAS LOCAL: TEATRO MUNICIPAL PLATAFORMA FREIRE FORMAÇÃO CONTINUADA INSCRIÇÕES ATÉ 31/01/2010 Site:

8 Compromisso Todos pela Educação Apresentação: Professora Virgínia Maria Pereira de Melo Secretária Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia

9 Conjunto de ações estratégicas do Ministério Educação para a melhoria da qualidade da educação. O Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) foi criado como um plano coletivo de médio e longo prazos, sistêmico, cujo objetivo é melhorar a qualidade da educação no País, com prioridade na Educação Básica. PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO

10 Entre as várias ações previstas no PDE, está o Compromisso Todos pela Educação. Ele incentiva a mobilização de toda a sociedade, pais, estudantes, professores e dirigentes em torno de iniciativas que garantam a todos os alunos o acesso, a permanência e a aprendizagem com qualidade; O Compromisso prevê a atuação conjunta de todos os níveis de governo, a conjugação de esforços da União, Estados, Distrito Federal e Municípios, atuando em regime de colaboração para melhoria da qualidade da educação básica. O COMPROMISSO TODOS PELA EDUCAÇÃO

11 O Ideb avalia o ensino por escola, município ou estado, tem notas de 0 a 10 e leva em conta o desempenho dos alunos no SAEB e na Prova Brasil, bem como as taxas de repetência e evasão escolar. O IDEB E O PLANO DE METAS O Compromisso Todos pela Educação estabelece um plano de metas a serem alcançadas. O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) foi criado para a definição dessas metas de qualidade.

12 Brasil, anos iniciais do ensino fundamental: Nota hoje: 3,8 (meta de 6,0 para 2022) Brasil, anos finais do ensino fundamental: Nota hoje: 3,5 (meta de 5,5 para 2022) (As notas baseiam-se no Saeb 2005, na Prova Brasil 2005 e nos Censos Escolares de 2005 e 2006) O IDEB E O PLANO DE METAS

13 A meta estabelecida para o Brasil até 2022 é a de um Ideb igual ou superior a 6,0, que é a média encontrada entre os países mais desenvolvidos do mundo. O IDEB E O PLANO DE METAS

14 IDEB - ANÁPOLIS Ensino Fundamental IDEB Observado Metas Projetadas Anos Iniciais4,1 4,24,54,95,25,45,76,06,2 Anos Finais3,63,93,63,84,14,54,85,15,35,6 Fonte: Prova Brasil e Censo Escolar IDEBs observados em 2005, 2007 e Metas para rede Municipal - ANAPOLIS Divulgar o IDEB da Escola com estímulo aos envolvidos!!

15 Para melhorar o seu IDEB, os Estados e Municípios são convidados a aderir ao Compromisso Todos pela Educação. O Compromisso tem como princípio o estabelecimento de mecanismos de indução para a adoção das diretrizes e para o cumprimento de metas do lDEB. do apoio técnico e financeiro do Ministério da Educação; da mobilização de recursos e de parcerias da sociedade em apoio ao trabalho dos Estados, Distrito Federal e municípios em suas redes e escolas. COMO MELHORAR O IDEB ?

16 Ao aderir ao Compromisso, Estados e Municípios devem realizar um diagnóstico minucioso da realidade educacional local a partir das dimensões: a) gestão educacional; b) formação de professores e dos profissionais de serviço e apoio escolar; c) práticas pedagógicas e avaliação; d) infra-estrutura e recursos pedagógicos. A partir desse diagnóstico, desenvolverão um conjunto coerente de ações. Esse conjunto coerente de ações é o que denominamos Plano de Ações Articuladas (PAR). COMO PARTICIPAR

17 O ente federado signatário assume a responsabilidade de promover a melhoria da qualidade da educação básica em sua esfera de competência, atendendo às 28 diretrizes do Compromisso e mobilizando esforços para o alcance de cada meta intermediária do IDEB para sua rede. O PAPEL DE QUEM ADERIR AO COMPROMISSO

18 I - estabelecer como foco a aprendizagem, apontando resultados concretos a atingir; II - alfabetizar as crianças até, no máximo, os oito anos de idade, aferindo os resultados por exame periódico específico; III - acompanhar cada aluno da rede individualmente, mediante registro da sua freqüência e do seu desempenho em avaliações, que devem ser realizadas periodicamente; IV - combater a repetência, dadas as especificidades de cada rede, pela adoção de práticas como aulas de reforço no contra-turno, estudos de recuperação e progressão parcial (Suspensa); V - combater a evasão pelo acompanhamento individual das razões da não- freqüência do educando e sua superação; AS 28 DIRETRIZES DO COMPROMISSO

19 VI - matricular o aluno na escola mais próxima da sua residência; VII - ampliar as possibilidades de permanência do educando sob responsabilidade da escola para além da jornada regular (Mais Educação); VIII - valorizar a formação ética, artística e a educação física; IX - garantir o acesso e permanência das pessoas com necessidades educacionais especiais nas classes comuns do ensino regular, fortalecendo a inclusão educacional nas escolas públicas (em processo); X - promover a educação infantil (Ampliação dos convênios e Construção de CMEIS); XI - manter programa de alfabetização de jovens e adultos; XII - instituir programa próprio ou em regime de colaboração para formação inicial e continuada de profissionais da educação (Centro de Formação); AS 28 DIRETRIZES DO COMPROMISSO

20 XIII - implantar plano de carreira, cargos e salários para os profissionais da educação, privilegiando o mérito, a formação e a avaliação do desempenho(ok); XIV - valorizar o mérito do trabalhador da educação, representado pelo desempenho eficiente no trabalho, dedicação, assiduidade, pontualidade, responsabilidade, realização de projetos e trabalhos especializados, cursos de atualização e desenvolvimento profissional(ok); XV - dar conseqüência ao período probatório, tornando o professor efetivo estável após avaliação, de preferência externa(interna) ao sistema educacional local; XVI - envolver todos os professores na discussão e elaboração do projeto político pedagógico, respeitadas as especificidades de cada escola(ok); XVII - incorporar ao núcleo gestor da escola coordenadores pedagógicos que acompanhem as dificuldades enfrentadas pelo professor;

21 AS 28 DIRETRIZES DO COMPROMISSO XVIII - fixar regras claras, considerados mérito e desempenho, para nomeação e exoneração de diretor de escola (Eleição de Diretores e o cumprimento das funções inerentes ao cargo); XIX - divulgar na escola e na comunidade os dados relativos à área da educação, com ênfase no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – IDEB; XX - acompanhar e avaliar, com participação da comunidade e do Conselho de Educação, as políticas públicas na área de educação e garantir condições, sobretudo institucionais, de continuidade das ações efetivas, preservando a memória daquelas realizadas; (ok) XXI - zelar pela transparência da gestão pública na área da educação, garantindo o funcionamento efetivo, autônomo e articulado dos conselhos de controle social;(ok) XXII - promover a gestão participativa na rede de ensino;(ok)

22 AS 28 DIRETRIZES DO COMPROMISSO XXIII - elaborar plano de educação e instalar Conselho de Educação, quando inexistentes;(ok) XXIV - integrar os programas da área da educação com os de outras áreas como saúde, esporte, assistência social, cultura, dentre outras, com vista ao fortalecimento da identidade do educando com sua escola;(ok) XXV - fomentar e apoiar os conselhos escolares, envolvendo as famílias dos educandos, com as atribuições, dentre outras, de zelar pela manutenção da escola e pelo monitoramento das ações e consecução das metas do compromisso;(fortalecer) XXVI - transformar a escola num espaço comunitário e manter ou recuperar aqueles espaços e equipamentos públicos da cidade que possam ser utilizados pela comunidade escolar; (fortalecer)

23 AS 28 DIRETRIZES DO COMPROMISSO XXVII - firmar parcerias externas à comunidade escolar, visando a melhoria da infra-estrutura da escola ou a promoção de projetos socioculturais e ações educativas;(fortalecer) XXVIII - organizar um comitê local do Compromisso, com representantes das associações de empresários, trabalhadores, sociedade civil, Ministério Público, Conselho Tutelar e dirigentes do sistema educacional público, encarregado da mobilização da sociedade e do acompanhamento das metas de evolução do IDEB.

24 Apresentação: Angela Isaac Dutra Elias Diretora de Educação Está disponível no site:

25 I PARTE DA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

26 GUIA DE ORIENTAÇÕES VISÃO; MISSÃO; ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA; PROPOSTA PEDAGÓGICA DA SEMECT; PRESSUPOSTOS TEÓRICOS; DEPARTAMENTOS DA SEMECT E SEUS RESPONSÁVEIS;

27 GABINETE DA SECRETÁRIA; DEPARTAMENTO JURÍDICO; EDUCAÇÃO INFANTIL; ENSINO FUNDAMENTAL; ANOS INICIAIS; ANOS FINAIS;

28 PROJETOS INSTITUCIONAIS 26/05/2010 – Construir projeto Antidrogas com culminância no dia 26 de maio com uma Passeata; 26/06/ Festa Junina/ Colheita por setores(cinco) –locais a serem definidos Horário de Início: 16 horas e Horário de Término: 21 horas; Projeto Federal: Semana de Educação para a Vida – Enfoque contra a violência às crianças e adolescentes e Produtos finais resultantes dos trabalhos desenvolvidos a partir dos temas mensais da Matriz Curricular - Anos Iniciais e Anos Finais(Semana de Culminância:18 a 22/10) - Por Setores : Central – 18/10, Norte – 19/10, Sul - 20/10, Leste – 21/10 e Oeste- 22/10- Locais a serem definidos Avaliação Institucional – Culminância em Junho- Avaliação contextualizada e interdisciplinar com o tema Sustentabilidade (ênfase ao trânsito); Hino Nacional semanalmente na escola – Projeto Federal; Projeto Biblioteca Participativa e Cativante – Projeto de Leitura – Todas as Disciplinas;

29 CRONOGRAMA DE REUNIÕES COM A COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA DAS ESCOLAS Datas das reuniões para o ano de 2010 e os responsáveis; Capacitação para os professores: ANOS INICIAIS: Temos como sugestão a capacitação por pólos acontecendo a cada 03 meses. ANOS FINAIS: Plantões semanais no Centro de Formação nos turnos: vespertino ou noturno, combinando 02 disciplinas em comum (conforme disponibilidade de salas) – a ser confirmado Curso de Formação Continuada em Matemática. Curso de Formação Continuada em Língua Portuguesa. Curso de Formação Continuada em História – Afro - América. Curso de Formação Continuada em Rádio, Vídeo e Fotografia – II Semestre. Centro de Idiomas – Formação continuada do professor de inglês – conforme demanda; Oficinas: conforme solicitação das Escolas

30 INDICADORES DE EFICIÊNCIA Desempenho Acadêmico (entrega nas datas corretas); Diagnóstico de Escrita – 1º e 2º Anos (entrega nas datas corretas); Prova Brasil; Provinha Brasil; Olimpíada de Língua Portuguesa; Olimpíada de Matemática;

31 Educação de Jovens e Adultos; Brasil Alfabetizado e ProJovem; Educação Inclusiva; Programa Mais Educação (cuidado no cumprimento de todas as atividades previstas- coordenador deverá ser muito responsável); Departamento de Estatística (entrega da documentação na data correta); Assessoria em Projetos; Educação e Tecnologia; Cronograma de entrega de documentação no departamento pedagógico e estatística; Universidade Aberta do Brasil; Professores Readaptados;

32 Formação Continuada dos Professores; Biblioteca Zeca Batista; Instrumentos de Gestão Escolar: PDE e PPP – são instrumentos utilizados para melhorar o nível pedagógico das escolas. Eles deverão contemplar as mesmas ações, são documentos complementares não isolados; Regimento Escolar- documento muito importante que deverá ser conhecido por todos os alunos e professores; Conselho de Classe – seguir as orientações da Resolução, passo a passo, nas datas e horários previstos (Mat. Vesp. e Not.);

33 II - DA GESTÃO ESCOLAR O PAPEL DA EQUIPE GESTORA PERFIL DA EQUIPE GESTORA RESPONSABILIDADE DA EQUIPE GESTORA GESTÃO PEDAGÓGICA GESTÃO DE RECURSOS FÍSICOS PATRIMÔNIO GESTÃO DE RECURSOS FINANCEIROS PRESTAÇÃO DE CONTAS GESTÃO DA DOCUMENTAÇÃO ACADÊMICA A ESCOLA DINÂMICA MODULAÇÃO

34 RECUPERAÇÃO (necessitamos adaptar nossa recuperação paralela, pois da forma em que ela se encontra não está acontecendo de forma eficiente); AVALIAÇÃO (cuidado para não anteciparem as avaliações, elas deverão acontecer de forma natural...principalmente em finais de semestres); CALENDÁRIO ESCOLAR – EVITAR modificações nos calendários (planejamento, dias letivos, conselhos de classe, reuniões pedagógicas, reuniões de pais...nos dias previstos...não unir os turnos...não modificar a compensação do dia de trabalho após a Escola Viva do domingo); BIBLIOGRAFIA

35 ANEXOS ANEXOS DO DEPARTAMENTO DE ESTATÍSTICA; ANEXOS DA GERÊNCIA ADMINISTRATIVA; MATRIZES CURRICULARES (CONTEÚDOS): – EDUCAÇÃO INFANTIL – ENSINO FUNDAMENTAL(CONTEÚDOS, PLANILHAS DE DIAGNÓSTICO, DESEMPENHO ACADÊMICO, PERFIL DO PROFESSOR ALFABETIZADOR, ORGANIZAÇÃO DAS SALAS DE ALFABETIZAÇÃO,FICHAS AVALIATIVAS DO 1º AO 5º ANO, REGISTRO REFLEXIVO) Disponíveis no site:

36 Se desejar receber esse material por enviar a solicitação para: Identifique a Escola que está solicitando

37 PODEMOS FALAR DE PROBLEMAS?

38 Nossa proposta é falar de forma geral somente nesta reunião, pois chamaremos em particular os casos específicos de cada Escola.

39 Problemas 2009 e 2010 CUMPRIMENTO DO CALENDÁRIO Dia 04/01/2010 – Retorno de Diretores, Secretários, Coordenadores Pedagógicos e Técnicos e Pessoal Administrativo. Obs: Equipe Gestora é espelho para os funcionários. Dia 04 a 08/01 – Preparação para o retorno dos Professores e organização do planejamento

40 Respeitar as datas e horários agendados para entrega de frequência e modulação. Na semana de atendimento não será possível esclarecer dúvidas por telefone; O funcionário concursado encaminhado para a Escola deverá iniciar o trabalho no ato da modulação. Não mandar o funcionário voltar no dia 11/01/2010;

41 Mafra solicita a entrega da Planilha de correção e recebimento dos crachás (56 Escolas não enviaram). Quanto a novos crachás aguardar informações; Entrega de Desempenho Acadêmico e Diagnóstico de Escrita, para que possamos ter o retrato da Rede; Cumprimento inadequado do Calendário no ano de 2009;

42 Problemas com Conselho de Classe(antecipação e não organização); Problemas com o momento pedagógico (denúncias de escolas que não fizeram o previsto); Problemas com planejamento de professores e orientação adequada; Problemas com a forma de trabalhar os conteúdos; Problemas com antecipação de provas; Problemas com plano de aplicação de recursos; Problemas com a forma de gastar o dinheiro público (exemplo: papel); Problemas com o término do ano letivo antecipado;

43 Diagnóstico de Escrita Professora Maria Cristina

44 Análise de Resultados Provinha Brasil Professora Maria Cristina

45 CIÊNCIA E TECNOLOGIA Professoras Mary, Cláudia e Olira


Carregar ppt "REUNIÃO COM DIRETORES A educação não é obra de solista: ou se orquestra ou não ocorre Batista e Codo 06/01/2010."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google