A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Características do jornalismo digital Definição dos termos e das características, avaliação da mídia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Características do jornalismo digital Definição dos termos e das características, avaliação da mídia."— Transcrição da apresentação:

1 Características do jornalismo digital Definição dos termos e das características, avaliação da mídia

2 Definição dos termos Jornalismo eletrônico utiliza de equipamentos e recursos eletrônicos termo mais utilizado na língua espanhola para Bastos (2000), engloba jornalismo online e jornalismo digital

3 Definições Jornalismo eletrônico Bastos (2000) diferencia: fazer apuração seria jornalismo online, disponibilizar informação seria jornalismo digital

4 Definições Jornalismo eletrônico O âmbito eletrônico seria o mais abrangente de todos, visto que a aparelhagem tecnológica que se utiliza no jornalismo é, em sua maioria, de natureza eletrônica, seja ela analógica ou digital. Assim, ao utilizar aparelhagem eletrônica seja para a captura de informações, seja para a disseminação das mesmas, estaria-se exercendo o jornalismo eletrônico. Mielniczuk (2003)

5 Definições Jornalismo digital Jornalismo multimídia emprega tecnologia digital, todo e qualquer procedimento que implica no tratamento de dados em forma de bits termos mais utilizados por jornalistas de língua inglesa e por brasileiros

6 Definições Jornalismo digital Jornalismo multimídia Dentro do espectro eletrônico, existe a tecnologia digital, que ocupa um espaço maior a cada dia que passa. (...) O jornalismo digital também é denominado de jornalismo multimídia, pois implica na possibilidade da manipulação conjunta de dados digitalizados de diferentes naturezas: texto, som e imagem. Mielniczuk (2003)

7 Definições Ciberjornalismo remete à cibernética, do grego kubernetes (piloto); termo criado por Norbert Wiener em 1948 para definir a ciência da comunicação e do controle no ser humano e nas máquinas cibernética: estudo dos sistemas ou organismos complexos e adaptativos

8 Definições Ciberjornalismo remete ao ciberespaço, definido por Lemos (1997) como o lugar onde estamos quando entramos num ambiente virtual (realidade virtual), e como o conjunto de redes de computadores, interligadas ou não, em todo o planeta

9 Definições Ciberjornalismo envolve tecnologias que utilizam o ciberespaço jornalismo realizado com o auxílio de possibilidades tecnológicas oferecidas pela cibernética jornalismo praticado no - ou com o auxílio do - ciberespaço.

10 Definições Jornalismo online é desenvolvido utilizando tecnologias de transmissão de dados em rede e em tempo real reporta à idéia de conexão em tempo real, ou seja, fluxo de informação contínuo e quase instantâneo. As possibilidades de acesso e transferência de dados online utilizam-se, na maioria dos casos, de tecnologia digital. Porém, nem tudo o que é digital é online. Mielniczuk (2003)

11 Definições Webornalismo diz respeito à utilização de uma parte específica da Internet, que é a web jornalismo que usa a web, o sistema que disponibiliza interfaces gráficas amigáveis para o acesso à internet. A nomenclatura encontra-se relacionada com o suporte técnico Canavilhanas (2001)

12 Delimitações

13 Características do jornalismo eletrônico instantaneidade perenidade interatividade multimidialidade hipertextualidade personalização

14 instantaneidade O grau de instantaneidade – a capacidade de transmitir instantaneamente um fato – das publicações em rede aproxima-se do atingido pelo rádio, o mais alto entre as três mídias tradicionais, seguido por TV e jornal. É muito rápido, fácil e barato inserir ou modificar notícias em formato binário Rocha (2000)

15 instantaneidade

16 perenidade Também conhecido como arquivamento ou memória. O material jornalístico produzido online pode ser guardado indefinidamente. O custo de armazenamento de informação binária é barato. É possível guardar-se grande quantidade de informação em pouco espaço, e essa informação pode ser recuperada rapidamente com busca rápida full text Rocha (2000)

17 perenidade

18 interatividade As mídia tradicionais sempre tiveram algum tipo de interação, como nas seções de cartas de jornais e TVs e nos telefonemas para programas de rádio (talk radio). Mas no JOL a interação atinge seu ponto máximo: O leitor pode escolher vários caminhos para ler notícias. Na Web, o leitor pode enviar formulários com comentários sobre uma notícia e ver suas observações colocadas imediatamente à disposição de outros leitores. O leitor pode participar de votações sobre temas polêmicos. Rocha (2000)

19 interatividade Sites debatem morte CRIS GUTKOSKI do Universo Online A Internet proporcionou aos fãs da princesa Diana um canal universal de condolências e de protesto contra os paparazzi. O site royalnetwork.com/clubdi exibia centenas de mensagens enviadas por da Guatemala, Paquistão, Dinamarca, Croácia... Um texto da Argentina comparava a perda de Lady Di com a de Evita. No site oficial da monarquia britânica (http://www. royal.gov.uk), em que também havia um canal para o envio de condolências, descobria-se que a agenda de Diana estava ocupada até 29 de janeiro de 98. O site da CNN (http://www.cnn. com) trouxe entrevistas com estrelas como Tom Cruise e Arnold Schwarzenegger reclamando da perseguição dos paparazzi. O site Zone Zero (http:// zonezero.com/cgi- bin/WebX), revista on line de fotografia, debateu a profissão. Um dos protestos mais enfáticos está no endereço /Paris/LeftBank/4158/ boycott.html. O Universo Online abriu ontem à noite um fórum sobre a morte de Diana (http://www.uol.com.br /forum).

20 interatividade

21 multimidialidade O jornalismo digital usa vários tipos de mídia e de formatos de arquivos de computador. Se diz que é uma convergência de todas as mídias Texto e hipertexto em computador. Áudio. Vídeo parado (fotos) e em movimento (videoclips). Texto em papel (o conteúdo da internet freqüentemente é impresso). Em breve, se poderá usar cheiro, pois já existem pesquisas com transmissão de informações olfativas. Rocha (2000)

22 multimidialidade

23

24 hipertextualidade Segundo a enciclopédia coletiva Wikipedia: Um hiperlink, ou simplesmente link, é uma referência em um documento hipertextual para outro documento ou recurso. Como tal, ele é similar às citações em literatura. Usar sistemas de hipertexto é chamado de navegar, em português brasileiro, em função do programa Netscape Navigator. O uso de hiperlinks em conteúdo multimídia (áudio, vídeo, fotos, animações) é chamado de hipermídia. Tecnicamente, não há diferenças em fazer links em texto ou em imagens. Mídias tradicionais também usam hiperlinks, como o sistema de sumário e número de páginas de livros, os sistema de organização da Bíblia, as chamadas de capa de jornais. A hipertextualidade torna a narrativa multilinear (Palacios, 1999)

25 hipertextualidade

26

27 hipermidialidade

28 personalização Como toda a informação está sendo tratada por computadores, é rápido colher informações sobre usuários/leitores e oferecer a mídia que mais interessa a ele. Esta personalização de conteúdo pode se realizar de diversas maneiras Aliada à multimídia, a personalização de conteúdo permite a programação de servidores de mídia, que podem escolher qual informação enviar conforme as preferêncis do usuário que solicita. Usuário pode escolher os temas Pode assinar newsletters Pode receber as novidades de sites por meio dos agregadores de notícias (feed) Ou receber todas as novas notícias por meio de mecanismos automáticos de busca, como o alerta do Google News Jornais de grandes centros competem de igual para igual com jornais regionais.

29 personalização

30 Referências bibliógraficas JORNALISTAS DA WEB, Instantaneidade é a maior característica do webjornalismo segundo pesquisa. 5 de nov Site Web disponível em: Lido em: 11 fev http://www.jornalistasdaweb.com.br/index_noticias.asp?Idn=250 ROCHA, J. A. M. Entendendo o Jornalismo Online. In: Ivan Pinheiro Machado. (Org.). Tendências na Comunicação. 1 ed. Porto Alegre, 2000, v. 3, p ROCHA PALACIOS, Marcos. Fazendo Jornalismo em Redes Híbridas: Notas para discussão da Internet enquanto suporte mediático. Salvador: FACOM, Disponível em:. Acesso em: 20 jul Documento MS Word.http://www.facom.ufba.br/ jol/doc/artigo.palacios.jorn.redes.hibridas.doc PALACIOS, Marcos. Jornalismo Online, Informação e Memória: Apontamentos para debate. Apresentado nas Jornadas de Jornalismo Online, Departamento de Comunicação e Artes, Universidade da Beira Interior, Portugal, sob a coordenação do prof. Antonio Fidalgo. Jun Disponível em:. Acesso em: 1º ago Documento MS Word. Também disponível documento PDF em: e documento HTML em arquivos/artigos4_f.htm. Acesso em 2 de fev http://www.facom.ufba.br/ jol/doc/covilha_palacios.doc jol/pdf/2002_palacios_informacaomemoria.pdfhttp://www.eca.usp.br/pjbr/ arquivos/artigos4_f.htm MIELNICZUK, Luciana. Características e implicações do jornalismo na Web. Site na Web:. Lido em 11 fev Trabalho apresentado no II Congresso da SOPCOM, Lisboa, 2001http://www.facom.ufba.br/ jol/pdf/ 2001_mielniczuk_caracteristicasimplicacoes.pdf


Carregar ppt "Características do jornalismo digital Definição dos termos e das características, avaliação da mídia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google