A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PERFIL LIPÍDICO. molécula orgânica de origem animal e vegetal insolúvel em água solúvel em solventes orgânicos como: éter e clorofórmio principal fonte.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PERFIL LIPÍDICO. molécula orgânica de origem animal e vegetal insolúvel em água solúvel em solventes orgânicos como: éter e clorofórmio principal fonte."— Transcrição da apresentação:

1 PERFIL LIPÍDICO

2 molécula orgânica de origem animal e vegetal insolúvel em água solúvel em solventes orgânicos como: éter e clorofórmio principal fonte de energia para o corpo encontrado: membrana plasmática, adipócitos e no plasma em associação com proteínas LIPÍDEOS Adipócitos Membrana Plasmática

3 PERFIL LIPÍDICO avaliado laboratorial por meio determinações séricas relacionado: metabolismo das lipoproteínas plasmáticas lipoproteínas: estruturas complexas de conformação esféricas compostas por lipídeos ( colesterol, fosfolípides e triglicérides ) em associação com proteínas específicas ( apolipoproteínas ) função: transportar os lipídeos insolúveis no plasma separadas de acordo com sua densidade e mobilidade eletroforéticas: quilomícrons, VLDL, IDL, LDL e HDL

4 LIPOPROTEÍNA Apoproteína Triglicerídeos Colesterol esterificado Colesterol não esterificado Fosfolipídeos

5 Quilomícron origem: exógena pós-prandial não aparece no jejum origem: endógeno principal lipídeo: triglicérides transportar para as células periféricas rapidamente retirado da circulação sérica: patológica origem: endógeno principal fonte externa de colesterol mais abundante no plasma principal lipídeo: triglicérides IDL VLDL HDL LDL rica em proteínas sintetizada: intestino e fígado transporte reverso do colesterol

6 VLDL: transporta os triglicerídeos endógenos para as células periféricas HDL: transporte reverso do colesterol

7 nutrientes LDL HDL corte longitudinal da Artéria AÇÕES DO LDL E HDL

8

9 ACÚMULO DE GORDURA SANGUE Lipídeos e carboidratos aumento de volume

10 DISLIPIDEMIAS: Apresentação Laboratorial valores aumentado de colesterol total valores aumentado dos triglicérides ou hipertrigliceridemia isolada valores aumentado de colesterol total e dos triglicérides ou hipertrigliceridemia valores diminuído de HDL isoladamente ou em associação a alterações de LDL e/ou dos triglicérides VDL ou Q

11 COLETA DO MATERIAL BIOLOGICO após jejum de 12 a 14 horas determinação de CT isolado: não é necessário o jejum punção venosa: 5 min. após sentado ou deitado evitando estase venosa prolongada: menos de 2 min. alimentação: habitual evitar: bebidas alcoólicas na véspera não praticar exercícios físicos imediatamente coleta próxima de enfermidade, cirurgias etc.

12 LÍPIDESVALORES (mg/dL)CLASSIFICAÇÃO < 200Ótimo Colesterol Total1 a 239Limítrofe > 240Alto <100Ótimo 100 a 129Desejável Colesterol LDL130 a 159Limítrofe 160 a 189Alto >190Muito Alto Colesterol HDL<40Baixo >60Alto (desejável) <150Ótimo Triglicérides150 a 200Limítrofe 200 a 499Alto >500Muito Alto

13 CLASSIFICAÇÃO ETIOLÓGICA DAS DISLIPIDEMIAS Primária: hereditária reconhecida ou não hiperlipidemias: 15% dos casos de DAC hipolipidemias:  das LDL Secundária: doenças de base ou ao uso de medicamentos Hipotiroidismo:  CT e as vezes dos TG;  do HDL Obesidade:  dos TG;  do HDL Diuréticos:  dos TG;  do HDL Corticosteróides:  dos CT e do TG

14 ++-0,5 a 1:100Apo AI/CII? LPL? Hiperlipemia familiar combinada VLDL e/ou LDL  (TG e/ou CT  ) --1:300VáriosHiperTG familiar VLDL  (TG  ) + Pancreatite Xantoma 1: Apo CII  LPL  Hiper Qm Qm  (TG  ) AteroscleroseClinicaFreqüênciaGene associado Alteração Genética Fenótipo DISLIPIDEMIAS COM FORTE COMPONENTE GENÉTICO E SUA IMPORTANCIA PARA A ATEROSCLEROSE

15 + - ? Apo A LPL hepática - HDL  ++ Xantoma eruptivo tardio 1:5000 (lipemia) Vários defeitos em apo E Disbetalipo- Proteínemia (tipo III) IDL  (TG e CT  ) +++ Xantoma tendineos e xantelasma Arco coreano 1: (homo) 1:500 (hetero) ApoB100 Receptor B/E Hipercol familiar LDL  (CT  ) AteroscleroseClinica Frequência Gene associado Alteração GenéticaFenótipo DISLIPIDEMIAS COM FORTE COMPONENTE GENETICO E SUA IMPORTANCIA PARA A ATEROSCLEROSE

16 DADOS CLÍNICOS DAS PRINCIPAIS DISLIPIDEMIAS

17

18

19

20 Artéria 1-Doença Arterial Coronária - DAC

21 FATORES DE RISCO Hipertensão Diabetes Mellitus Tabagismo Dislipidemia: HDL < 40 mg/dL HDL >60 mg/dL: fator de risco negativo Obesidade Sexo masculino Fase pós-menopausa História familiar de DAC prematura sedentarismo

22 2-Xantomas

23 3 - Arco Córneo 4 - Pancreatite e crises recorrentes de dor abdominal 5 - Manifestações metabólicas 6 - Lipemia retinal 7 - Hepatoesplenomegalia

24 SANGUE Ácidos graxos perda de volume Mitocôndrias usam os ácidos graxos ATP As atividades aeróbicas auxiliam na remoção do LDL

25 Marcadores Bioquímicos do Infarto Agudo do Miocárdio

26 Creatinoquinase Total – CK  fosfocreatina transfere o seu grupo fosfato para o ADP: ATP  reserva de ATP de utilização rápida Isoenzimas  estrutura química ligeiramente diferente: subunidade M e B  executam a mesma função  existindo em maior quantidade em diferentes órgãos  CK-total/CPK: age em todos os músculos Perfil Enzimático

27 CK-MB  apresenta uma pequena porcentagem da CK-total  maior quantidade no músculo cardíaco  aumentado no soro após Infarto do Miocárdio  pico máximo em 24 horas após dor precordial: elevação média é de 10 a 25 vezes o limite superior da normalidade  meia vida curta: pode não estar elevada após 48 horas do IAM

28 CK-MM  apresenta uma grande porcentagem da CK-total  aumentado no soro após afecções musculares  exemplo: Distrofia Muscular/injeção muscular mau aplicada CK-BB  encontrado em grande quantidade no cérebro  aumentado no soro após um AVE

29 Lactato desidrogenase (DHL/LDH)  em condições anaeróbicas  a enzima age no sentido lactatopiruvato  o músculo cardíaco retira o lactato do sangue e o transforma em piruvato que vai seguir o ciclo de Krebs Transaminases: enzimas que catalisa a interconverção de aminoácidos em cetoácidos  TGO/AST: Transaminase Glutâmico Oxaloacética  TGP/ALT: Transaminase Glutâmico Pirúvica DHL e TGO: começam as ser elevados no sangue tardiamente Após InfartoPermanece no Soro elevado por mais tempo após IAM DHL6 a 12 horasaté 20 dias TGO4 a 8 horas ate 6 dias

30 Mioglobulina  presente na musculatura estriada e cardíaca  possui um grupo heme que se liga ao oxigênio  serve como um reservatório de oxigênio  elevação precoce no soro: 1 a 3 horas após IAM  pico plasmático: 4 a 7 horas  cerca de 24 a 36 horas depois não se encontra mais na corrente sanguínea Perfil Proteico

31 Troponina  proteína localizada nos filamentos de actina das miofibrilas dos músculos inclusive do músculo cardíaco  Troponina T: reguladas por duas outras troponinas  Troponina C: cálcio  Troponina I: inibição  Troponina T e a Troponina I são marcadores do infarto Após InfartoPermanece no Soro após IAM Troponina T2 a 4 horas7 a 10 dias Troponina I4 a 6 horas7 a 10 dias

32 Rede Pública  CK-total  TGO  DHL Não detecta precocemente!!! Enzimas de retardo!!!


Carregar ppt "PERFIL LIPÍDICO. molécula orgânica de origem animal e vegetal insolúvel em água solúvel em solventes orgânicos como: éter e clorofórmio principal fonte."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google