A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Como migrar seu ambiente de desenvolvimento para Linux

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Como migrar seu ambiente de desenvolvimento para Linux"— Transcrição da apresentação:

1 Como migrar seu ambiente de desenvolvimento para Linux
Marcelo

2 Índice Apresentação O que não tem nesta apresentação
Apresentação O que não tem nesta apresentação O que você precisa para começar Ubuntu Não tenha medo do prompt Alguns comandos básicos Instalação do ambiente Produtividade na linha de comando Dois exemplos de script (casos reais) Dúvidas Links

3 Apresentação Desenvolvedor web; Trabalho com PHP a 4 anos;
Desenvolvedor web; Trabalho com PHP a 4 anos; Viciado em internet e música; Atualmente em uma empresa de TELECOM trabalhando com PHP/CakePHP.

4 O que não tem nesta apresentação
Um Xiita tentando converter tudo mundo a usar Linux; Um palestrante falando mal de outro sistema operacional; Alguém querendo mostrar que é melhor por estar aqui na frente;

5 O que você precisa para começar?
Ter uma máquina com Linux;  Dual boot; Wubi; Máquina virtual; Aprender meia duzia de comandos; Não ter preguiça de fazer pesquisas no Google; Instalar o Apache, PHP, Mysql, PhpMyAdmin, Subversion, IDE...; Não copiar e colar comandos dos exemplos;

6 Ubuntu / Desktop

7 Ubuntu / Pasta pessoal

8 Ubuntu / A raiz

9 Ubuntu / ...

10 System / Administration / Synaptic Package Manager
Ubuntu / Synaptic System / Administration / Synaptic Package Manager

11 Não tenha medo do prompt!
Application / Accessories / Terminal

12 Não tenha medo do prompt!

13 Alguns comandos básicos para começar
ls: lista os arquivos da pasta cd: entra em uma pasta mkdir: cria uma pasta cp: copia uma pasta/arquivo mv: move uma pasta/arquivo rm: remover pasta/arquivo chmod: muda a permissão da pasta/arquivo ln: cria um link(atalho) tail: examinar linhas de um arquivo apt-get: gerenciador de pacotes

14 sudo? O comando 'sudo' serve para executar comando com a permissão de root. root = super usuário, administrador. Sudo é equivalente ao 'Executar como...' do XP

15 Instalando o Apache

16 Instalando o Apache

17 Instalando o Apache Arquivo de configuração:
/etc/apache2/sites-enabled/000-default Document Root: /var/www Comandos para manipular o Apache: $ sudo service apache2 start $ sudo service apache2 stop $ sudo service apache2 reload

18 Instalando o PHP

19 Instalando o PHP

20 Instalando o PHP Arquivo de configuração: /etc/php5/apache2/php.ini
PHP na linha de comando: $ sudo apt-get install php5-cli

21 Instalando o Mysql

22 Instalando o Mysql

23 Instalando o Mysql

24 Instalando o Mysql Arquivo de configuração: /etc/mysql/my.cnf
Comandos para manipular o Mysql: $ sudo service mysql status $ sudo service mysql stop $ sudo service mysql start $ sudo service mysql restart

25 Instalando o Subversion

26 Instalando o Netbeans

27 Instalando o Netbeans

28 Instalando o Netbeans

29 Instalando o Netbeans Applications / Programming / Netbeans 6.7.1

30 Produtividade na linha de comando
Controle de todo os sistema operacional; Automatizar tarefas; Você sabe exatamente o que esta fazendo; Menos risco de errar; Documentação na mão; “comando --help” “man comando”

31 Existe vida além do browser!
Exemplo de um DUMP via PhpMyAdmin de um banco de dados Mysql hospedado na Localweb. - Aprox registros Primeira tentativa Gerar gzip: 4 minutos Compactado: 3Mb Descompactado: ? Ao abrir o arquivo: 'gzip: ~/tabela.sql.gz: not in gzip format'

32 Existe vida além do browser!
Exemplo de um DUMP via PhpMyAdmin de um banco de dados Mysql hospedado na Localweb. - Aprox registros Segunda tentativa Gerar bzip: 3 minutos Compactado: 4Mb Descompactado: 42Mb Ao abrir o arquivo: OK Subir o arquivo: PhpMyAdmin só permite arquivos até 8Mb

33 Existe vida além do browser!
Exemplo de um DUMP via PhpMyAdmin de um banco de dados Mysql hospedado na Localweb. - Aprox registros Linha de comando via SSH Gerar gz: 40 segundos Compactado: 5Mb Descompactado: 42Mb Ao abrir o arquivo: OK Subir o arquivo: Via linha de comando SSH. 1 minuto.

34 O poder da linha de comando
Projeto com dezenas de classes e centenas de métodos escrito em CakePHP. Todo codificado em ISO Como converter TUDO para UTF-8?

35 O poder da linha de comando
Projeto com dezenas de classes e centenas de métodos escrito em CakePHP. Todo codificado em ISO Como converter TUDO para UTF-8? Três comando para resolver: find: procura arquivos; iconv: converte codificações de arquivos; sed: encontra e substitui expressões em arquivos;

36 O poder da linha de comando
A solução foi juntar os comandos em um arquivo no qual recebe por parâmetro o nome do arquivo que será convertido de ISO para UTF-8. Exemplo de chamada: find ~/fonte/ -type f -name *.php -exec ~/iso8859toUtf8.sh {} \; find ~/fonte/ -type f -name *.ctp -exec ~/iso8859toUtf8.sh {} \;

37 --help

38 Marcelo Sabadini @marcelosabadini marcelosabadini@gmail.com

39 Alguns links para quem esta começando
Foca: Comandos: Wubi:http://wubi-installer.org/ Dual Boot: Vmware Player:


Carregar ppt "Como migrar seu ambiente de desenvolvimento para Linux"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google