A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

COMO EDIFICAR UMA COMUNIDADE A EXEMPLO DA IGREJA PRIMITIVA? TRANSICIONANDO PARA CÉLULAS Seminário 3 Marcos Sousa Santos – Com. Fanuel.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "COMO EDIFICAR UMA COMUNIDADE A EXEMPLO DA IGREJA PRIMITIVA? TRANSICIONANDO PARA CÉLULAS Seminário 3 Marcos Sousa Santos – Com. Fanuel."— Transcrição da apresentação:

1 COMO EDIFICAR UMA COMUNIDADE A EXEMPLO DA IGREJA PRIMITIVA? TRANSICIONANDO PARA CÉLULAS Seminário 3 Marcos Sousa Santos – Com. Fanuel

2 E todos continuavam firmes, seguindo os ensinamentos dos apóstolos, vivendo em amor cristão, partindo o pão juntos e fazendo orações (At 2, 42)

3 Células são grupos de relacionamento constituídos de 8 até 15 pessoas que se reúnem semanalmente como uma família, e que têm compromisso de participar nas atividades da Igreja local (alguma comunidade maior). O QUE SÃO CÉLULAS ?

4 PORQUE ONDE ESTIVEREM DOIS OU TRÊS REUNIDOS EM MEU NOME ALI ESTOU NO MEIO DELES... (Mt 18, 20) O QUE SÃO CÉLULAS ?

5 AS CÉLULAS EXSTEM PARA CUMPRIR CINCO PROPÓSITOS... Catequese Koinonia Liturgia Diakonia Martyria

6 A IGREJA DE DUAS ASAS

7 UMA COMUNIDADE QUE BUSCA O EQUILÍBRIO ENTRE A VIDA NO TEMPLO (CELEBRAÇÃO) E A VIDA NOS LARES (COMUNHÃO)

8 A IGREJA EM CÉLULAS SE EXPRESSA na asa corporativa sinalizada pelo Templo… na asa comunitária sinalizada pelo pequeno grupo familiar. asa comunitária sinalizada pelo pequeno grupo familiar.

9 Assim forma uma comunidade que alça largos vôos porque possui duas asas como uma grande águia…

10 ESTE SER DA IGREJA NO TEMPLO E PELAS CASAS Faz florescer… O potencial de todo o Povo de Deus: Nos pastores e nas funções de governo e liturgia; Na manifestações dos mais variados dons de todos os membros.

11 História da Igreja UNS AOS OUTROS CRESCIMENTO PRESENÇA PODER PROPÓSITO FÉ = VIDA EU CUIDO DE MIM ESTAGNAÇÃO PRÉDIO PADRE PASTORAL FE X VIDA

12 A Igreja, para ser toda ela missionária, necessita: desinstalar-se de seu comodismo, estancamento e tibieza; converter-se em um poderoso centro de irradiação da vida em Cristo; experimentar um novo Pentecostes que nos livre do cansaço, da desilusão e da acomodação (DA, 362) OQUE É PRECISO PARA MUDAR?

13 Renovar as estruturas eclesiais, abandonando as ultrapassadas (DA, 366); Passar de uma pastoral de mera conservação para uma pastoral decididamente missionária (DA, 370). COMO CHEGAR NISSO?

14 É preciso uma atitude de permanente conversão pastoral (DA, 356)

15 ASSIM..... Precisamos nos livrar dos paradigmas equivocados e entender o pensamento de Deus. Clero Religiosos Leigos Incrédulos

16 A TRANSIÇÃO PARA CÉLULAS

17 FASES PRELIMINAR ANO PARA A TRANSIÇÃO POSTERIOR

18 FASE PRELIMINAR Realização da Jornada; Conhecer o Plano de Transição; Prazo máximo de 12 meses para o início do Ano para a Transição OBJETIVO Semear idéias e despertar o interesse na comunidade

19 O QUE SE SEGUE... Reflexão da comunidade Cálculos Tomada de decisão do Líder geral Agendamento do Ano para a Transição

20 ANO PARA A TRANSIÇÃO Módulo 1 – Transicionar é preciso Módulo 2 – Lidando com a transição Módulo 3 – Mobilizando evangelizadores Módulo 4 – Iniciando células Objetivo Desenvolver na comunidade, em 12 meses de trabalho, uma mentalidade mudada para a visão celular, iniciando mudanças estruturais e implantando as primeiras células.

21 Encontro de final de semana para Líder Geral e demais lideranças Apresenta a visão celular e mudança de paradigmas Segue-se 3 meses de propagação das idéias na Comunidade MÓDULO 1 Transicionar é Preciso

22 MÓDULO 2 Lidando com a transição Encontro de final de semana para Líder Geral e demais lideranças Forma o grupo de arranque na visão celular e a mudança de valores Segue-se 3 meses de ações básicas estruturais

23 MÓDULO 3 Mobilizando evangelizadores Encontro de final de semana para Líder Geral e demais lideranças Inicia-se o Grupo de Arranque em ações evangelizadoras para criar pontes Segue-se 3 meses de ações básicas de evangelismo

24 MÓDULO 4 Iniciando células Encontro de final de semana para Líder Geral e demais lideranças Inicia-se os grupos protótipos Segue-se 3 meses de atividades celulares

25 FASE POSTERIOR Feita a transição para o sistema de células, oferecemos à comunidade um suporte pastoral, que inclui um programa de gerenciamento de uma comunidade em células, treinamento e reciclagem dos membros na visão celular e um acompanhamento ao trabalho do líder principal.

26 TRILHO DE TREINAMENTO Foi ele quem deu dons às pessoas (…); Ele fez isso para preparar o povo de Deus para o serviço cristão, a fim de construir o corpo de Cristo (Ef 4, 11-12).


Carregar ppt "COMO EDIFICAR UMA COMUNIDADE A EXEMPLO DA IGREJA PRIMITIVA? TRANSICIONANDO PARA CÉLULAS Seminário 3 Marcos Sousa Santos – Com. Fanuel."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google