A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Cap. 11: Faltas Puritanas PROPOSTA: Tentar ir além do texto. Tentar ir além do texto. Sugestões de respostas. Sugestões de respostas. Debate. Debate.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Cap. 11: Faltas Puritanas PROPOSTA: Tentar ir além do texto. Tentar ir além do texto. Sugestões de respostas. Sugestões de respostas. Debate. Debate."— Transcrição da apresentação:

1 Cap. 11: Faltas Puritanas PROPOSTA: Tentar ir além do texto. Tentar ir além do texto. Sugestões de respostas. Sugestões de respostas. Debate. Debate.

2 Introdução Verdade sobre Puritanos. Aprender com seus erros (aprendizado).

3 Alguns Cuidados Preliminares Olhar contexto (mal entendidos); exemplo do Natal (problema não era Natal, mas forma de comemoração). Olhar época (não justifica erro, mas explica; atenua?). As vezes erro é prática mais geral (não apenas dos Puritanos; também não justifica, mas errado atribuir desvio só aos puritanos; exemplo da remoção das obras de arte das igrejas).

4 Visão Inadequada da Recreação Visão de que recreação é útil para o trabalho, e que aí se encerra sua função. O que aprender: valorizar o lazer e a recreação como bons em si mesmos para fins de repouso, celebração e enriquecimento humano.

5 Visão Inadequada da Recreação Visão de que recreação é útil para o trabalho, e que aí se encerra sua função. O que aprender: valorizar o lazer e a recreação como bons em si mesmos para fins de repouso, celebração e enriquecimento humano. Esta visão de recreação é realmente errada? Esta visão de recreação é realmente errada?

6 Visão Inadequada da Recreação R: Parece que sim. Ver Eclesiastes 2:24-26 e 7:14. Ênfase na alegria na tribulação pode ofuscar alegria na prosperidade; e as duas coisas vêm de Deus. Visão incompleta de recreação.

7 Visão Inadequada da Recreação R: Parece que sim. Ver Eclesiastes 2:24-26 e 7:14. Ênfase na alegria na tribulação pode ofuscar alegria na prosperidade; e as duas coisas vêm de Deus. Visão incompleta de recreação. Como posso saber se estou desfrutando algo com moderação? Como posso saber se estou desfrutando algo com moderação?

8 Visão Inadequada da Recreação R: Parece que sim. Ver Eclesiastes 2:24-26 e 7:14. Ênfase na alegria na tribulação pode ofuscar alegria na prosperidade; e as duas coisas vêm de Deus. Visão incompleta de recreação. Como posso saber se estou desfrutando algo com moderação? Como posso saber se estou desfrutando algo com moderação? R: Quando o desfrute não me leva ou tenta a pecar.

9 Regras Demais Cercavam-se de regras. Estar em guarda contra o multiplicar das regras que acrescentamos aos nossos princípios morais fundamentais.

10 Regras Demais Cercavam-se de regras. Estar em guarda contra o multiplicar das regras que acrescentamos aos nossos princípios morais fundamentais. Por que Puritanos multiplicavam as regras? Por que Puritanos multiplicavam as regras?

11 Regras Demais Cercavam-se de regras. Estar em guarda contra o multiplicar das regras que acrescentamos aos nossos princípios morais fundamentais. Por que Puritanos multiplicavam as regras? Por que Puritanos multiplicavam as regras? R: Preocupados com perfeição; fazer todo o possível para ser santo, e regras facilitam essa empresa muitas vezes (principalmente quando planejo aplicá-las em qualquer situação). Tal preocupação talvez esteja no centro dos erros dos Puritanos.

12 Regras Demais Quanto esforço é suficiente (até que ponto devo me esforçar para agradar a Deus, atingir um nível maior de santidade via regras; paranoia)? Quanto esforço é suficiente (até que ponto devo me esforçar para agradar a Deus, atingir um nível maior de santidade via regras; paranoia)?

13 Regras Demais Quanto esforço é suficiente (até que ponto devo me esforçar para agradar a Deus, atingir um nível maior de santidade via regras; paranoia)? Quanto esforço é suficiente (até que ponto devo me esforçar para agradar a Deus, atingir um nível maior de santidade via regras; paranoia)? R: Cuidado (principalmente pessoas zelosas) com idéia de que Deus se agrada do nosso esforço, do nosso sofrimento (desprezo por sacrifício de Cristo e orgulho; eu pagar pelo meu pecado). Quando me preocupo mais em cumprir regras do que em agradar-me de Deus, em fazer dele o meu conforto e alegria, estou indo por um caminho perigoso. Esforço de santificação via regras deve ir até ponto em que não deixo de ver Deus e gozá-lo por meio delas. Esforço é fruto de amor a Deus.

14 Regras Demais Quando nos cercamos de regras estamos mais ou menos propensos a errar? Quando nos cercamos de regras estamos mais ou menos propensos a errar?

15 Regras Demais Quando nos cercamos de regras estamos mais ou menos propensos a errar? Quando nos cercamos de regras estamos mais ou menos propensos a errar? R: Regras em demasia nos tornam mais propensos ao erro, pois muitas vezes não se aplicam aos casos específicos pelos quais passamos, de forma que erramos por aplicá-las a eles. Além disso, o exagero de regras pode nos levar a falsas culpas, visto que desobedecer a um regulamento despropositado não significa errar de fato, mas porque não o cumprimos, corremos o risco de nos sentirmos culpados.

16 Palavras Demais Eram prolixos. Praticar a arte da concisão, deixar algumas coisas indeclaradas, escolher palavras de qualidade acima da quantidade, e respeitar o alcance da atenção da audiência.

17 Palavras Demais Eram prolixos. Praticar a arte da concisão, deixar algumas coisas indeclaradas, escolher palavras de qualidade acima da quantidade, e respeitar o alcance da atenção da audiência. Como pessoas tão objetivas como os puritanos poderiam ser prolixas? Como pessoas tão objetivas como os puritanos poderiam ser prolixas?

18 Palavras Demais R: Princípio da penitência (pagar pecados, agradar a Deus com esforço). Não na teoria, mas talvez na prática muitos Puritanos agissem assim (inconscientemente, portanto). Zelo gera regras em demasia e culpas falsas. Estas últimas podem ter contribuído para prolixidade. Sentimento de que Deus se agrada mais de orações longas e reuniões sofridas (experiência pessoal), ou de palavras mais bonitas.

19 Moralização piedosa Demasiada Costumavam moralizar situações corriqueiras (contextualizavam-nas religiosamente). Acautelar-se do excessivo no muito moralizar.

20 Moralização piedosa Demasiada Costumavam moralizar situações corriqueiras (contextualizavam-nas religiosamente). Acautelar-se do excessivo no muito moralizar. Que explicação poderíamos dar a tal atitude de muitos Puritanos? Que explicação poderíamos dar a tal atitude de muitos Puritanos?

21 Moralização piedosa Demasiada R: Talvez o zelo sincero e as regras sufocantes os tenham levado a uma posição de fragilidade frente às acusações falsas feitas pelo diabo através das consciências, causando esse tipo de atitude, que parece a de uma pessoa que errou e tenta compensar o erro. Nesses casos, entretanto, não havia erro efetivo, mas apenas a sensação de tê-lo cometido. Exemplos: romance com mulher, brincadeira dos filhos, ida ao banheiro.

22 Chauvinismo Masculino Muitos usavam termos que denotavam sua crença na superioridade masculina, no campo terreno pelo menos. Evitar pensar em termos de superioridade masculina.

23 Chauvinismo Masculino Muitos usavam termos que denotavam sua crença na superioridade masculina, no campo terreno pelo menos. Evitar pensar em termos de superioridade masculina. Qual explicação poderíamos dar a esta atitude? Qual explicação poderíamos dar a esta atitude?

24 Chauvinismo Masculino Muitos usavam termos que denotavam sua crença na superioridade masculina, no campo terreno pelo menos. Evitar pensar em termos de superioridade masculina. Qual explicação poderíamos dar a esta atitude? Qual explicação poderíamos dar a esta atitude? R: Influenciados pela época; não totalmente livres da concepção romana.

25 Chauvinismo Masculino Como não ser influenciado (ou tão influenciado?) pela época? Como não ser influenciado (ou tão influenciado?) pela época?

26 Chauvinismo Masculino Como não ser influenciado (ou tão influenciado?) pela época? Como não ser influenciado (ou tão influenciado?) pela época? R: Rm 12. Século (aiônios; tempo, era). Transformação pela renovação da mente.

27 Chauvinismo Masculino Como não ser influenciado (ou tão influenciado?) pela época? Como não ser influenciado (ou tão influenciado?) pela época? R: Rm 12. Século (aiônios; tempo, era). Transformação pela renovação da mente. O que se quer dizer com transformação pela renovação da mente? O que se quer dizer com transformação pela renovação da mente?

28 Chauvinismo Masculino R: Aplicação dos princípios bíblicos aos diferentes momentos em que vivemos; não mudar princípios (para isso deve-se saber aplicá-los devidamente).

29 Chauvinismo Masculino R: Aplicação dos princípios bíblicos aos diferentes momentos em que vivemos; não mudar princípios (para isso deve-se saber aplicá-los devidamente). Devo conhecer momento em que vivo para aplicar princípios bíblicos? Devo conhecer momento em que vivo para aplicar princípios bíblicos?

30 Chauvinismo Masculino R: Aplicação dos princípios bíblicos aos diferentes momentos em que vivemos; não mudar princípios (para isso deve-se saber aplicá-los devidamente). Devo conhecer momento em que vivo para aplicar princípios bíblicos? Devo conhecer momento em que vivo para aplicar princípios bíblicos? R: Sim, quanto mais o conhecer, melhor.

31 Espírito Partidário Brigavam muito por assuntos não tão significativos (não por princípios; comum na época; Puritanos não os únicos a fazer isso). Elevar-se acima do espírito partidário diferenciando entre o princípio de uma coisa e seu abuso.

32 Espírito Partidário Brigavam muito por assuntos não tão significativos (não por princípios; comum na época; Puritanos não os únicos a fazer isso). Elevar-se acima do espírito partidário diferenciando entre o princípio de uma coisa e seu abuso. Qual explicação poderíamos dar a essa atitude? Qual explicação poderíamos dar a essa atitude?

33 Espírito Partidário R: Elevado conceito que as regras tinham no meio puritano dificultava a diferenciação entre o que era princípio básico e o que era regra particular ou entendimento não explícito da Escritura.

34 Espírito Partidário R: Elevado conceito que as regras tinham no meio puritano dificultava a diferenciação entre o que era princípio básico e o que era regra particular ou entendimento não explícito da Escritura. Como não cair nesse erro? Como não cair nesse erro?

35 Espírito Partidário R: Elevado conceito que as regras tinham no meio puritano dificultava a diferenciação entre o que era princípio básico e o que era regra particular ou entendimento não explícito da Escritura. Como não cair nesse erro? Como não cair nesse erro? R: Saber que existem pontos não completamente esclarecidos na Bíblia e que regras particulares, que ajudam no cumprimento de um princípio, não necessariamente têm validade geral.

36 Espírito Partidário Até que ponto e em quais questões podemos formar uma frente única com outros cristãos (ex., Católicos, Universal do Reino de Deus, etc.)? Até que ponto e em quais questões podemos formar uma frente única com outros cristãos (ex., Católicos, Universal do Reino de Deus, etc.)?

37 Espírito Partidário Até que ponto e em quais questões podemos formar uma frente única com outros cristãos (ex., Católicos, Universal do Reino de Deus, etc.)? Até que ponto e em quais questões podemos formar uma frente única com outros cristãos (ex., Católicos, Universal do Reino de Deus, etc.)? R: Em questões que não envolvem a negação de princípios básicos claros (p. e., aborto, dízimo).

38 Espírito Partidário Até que ponto e em quais questões podemos formar uma frente única com outros cristãos (ex., Católicos, Universal do Reino de Deus, etc.)? Até que ponto e em quais questões podemos formar uma frente única com outros cristãos (ex., Católicos, Universal do Reino de Deus, etc.)? R: Em questões que não envolvem a negação de princípios básicos claros (p. e., aborto, dízimo). Quais são, basicamente, esses princípios inegociáveis? Quais são, basicamente, esses princípios inegociáveis?

39 Espírito Partidário Até que ponto e em quais questões podemos formar uma frente única com outros cristãos (ex., Católicos, Universal do Reino de Deus, etc.)? Até que ponto e em quais questões podemos formar uma frente única com outros cristãos (ex., Católicos, Universal do Reino de Deus, etc.)? R: Em questões que não envolvem a negação de princípios básicos claros (p. e., aborto, dízimo). Quais são, basicamente, esses princípios inegociáveis? Quais são, basicamente, esses princípios inegociáveis? R: Credo Apostólico, Pai Nosso, 10 Mandamentos, 5 solas e 5 pontos do calvinismo (?).

40 Insensibilidade aos Sentimentos Religiosos de OG Humilharam e perseguiram outros grupos religiosos (questão da época; sem pluralismo religioso; religião não separada do Estado). Respeitar os sentimentos religiosos de pessoas com pontos de vista que rejeitamos.

41 Insensibilidade aos Sentimentos Religiosos de OG Liberdade religiosa tem base bíblica? Liberdade religiosa tem base bíblica?

42 Insensibilidade aos Sentimentos Religiosos de OG Liberdade religiosa tem base bíblica? Liberdade religiosa tem base bíblica? R: Sim. 2 Cor 10 :4 - 6; Ef 6:12. As nossas armas devem ser espirituais/intelectuais; não a intimidação ou a coerção.

43 Insensibilidade aos Sentimentos Religiosos de OG Liberdade religiosa tem base bíblica? Liberdade religiosa tem base bíblica? R: Sim. 2 Cor 10 :4 - 6; Ef 6:12. As nossas armas devem ser espirituais/intelectuais; não a intimidação ou a coerção. Como pessoas tão conhecedoras da Bíblia e zelosas passaram por esses versículos? Como pessoas tão conhecedoras da Bíblia e zelosas passaram por esses versículos?

44 Insensibilidade aos Sentimentos Religiosos de OG Liberdade religiosa tem base bíblica? Liberdade religiosa tem base bíblica? R: Sim. 2 Cor 10 :4 - 6; Ef 6:12. As nossas armas devem ser espirituais/intelectuais; não a intimidação ou a coerção. Como pessoas tão conhecedoras da Bíblia e zelosas passaram por esses versículos? Como pessoas tão conhecedoras da Bíblia e zelosas passaram por esses versículos? R: Entendiam que a religião deveria governar a vida da sociedade.

45 Insensibilidade aos Sentimentos Religiosos de OG Esse entendimento está errado? Esse entendimento está errado?

46 Insensibilidade aos Sentimentos Religiosos de OG Esse entendimento está errado? Esse entendimento está errado? R: Não se for encarado como um ideal a ser atingido pelos meios corretos (bíblicos), que não são coercitivos.

47 Extremismo Puritano Expressavam-se, muitas vezes, de forma exagerada. Lembrar que a precisão de expressão é melhor do que o exagero na afirmação, que a brandura na expressão ganha mais respeito do que a beligerância, e que uma boa coisa conduzida longe demais torna-se ridícula.

48 Extremismo Puritano Como pessoas que gostavam tanto da exatidão poderiam exagerar tanto às vezes? Como pessoas que gostavam tanto da exatidão poderiam exagerar tanto às vezes?

49 Extremismo Puritano Como pessoas que gostavam tanto da exatidão poderiam exagerar tanto às vezes? Como pessoas que gostavam tanto da exatidão poderiam exagerar tanto às vezes? R: Por gostarem tanto de exatidão, criavam regras, as quais valorizavam muito, dirigindo grande esforço ao cumprimento delas. Termos exagerados talvez expressem seriedade com que encaravam regulamentos e culpa que sentiam por não cumpri-las (na forma de ódio contra si mesmos).

50 Extremismo Puritano Como pessoas que gostavam tanto da exatidão poderiam exagerar tanto às vezes? Como pessoas que gostavam tanto da exatidão poderiam exagerar tanto às vezes? R: Por gostarem tanto de exatidão, criavam regras, as quais valorizavam muito, dirigindo grande esforço ao cumprimento delas. Termos exagerados talvez expressem seriedade com que encaravam regulamentos e culpa que sentiam por não cumpri-las (na forma de ódio contra si mesmos). Como qualidades se transformam em defeitos? Como qualidades se transformam em defeitos?

51 Extremismo Puritano R: Quando qualidades são desequilibradas. Eclesiastes 7:15-18.


Carregar ppt "Cap. 11: Faltas Puritanas PROPOSTA: Tentar ir além do texto. Tentar ir além do texto. Sugestões de respostas. Sugestões de respostas. Debate. Debate."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google