A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Metodologia. Vem, Te direi em segredo Aonde leva esta dança.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Metodologia. Vem, Te direi em segredo Aonde leva esta dança."— Transcrição da apresentação:

1 Metodologia

2 Vem, Te direi em segredo Aonde leva esta dança.

3 Vê como as partículas do ar E os grãos de areia do deserto Giram desnorteados. Cada átomo Feliz ou miserável, Gira apaixonado Em torno do sol. (RUMI)

4 O objetivo desta aula é orientá-los na construção de um PROJETO DE PESQUISA BIBLIOGRÁFICA. O Projeto depois de pronto, deverá ser entregue, na secretaria (sob protocolo), para o Prof. Carlos São Paulo. Durante a construção do projeto, você pode recorrer a qualquer professor do IJBA.

5 A pesquisa bibliográfica é meio de formação por excelência e constitui o procedimento básico para os estudos monográficos, pelos quais se busca o domínio do estado da arte sobre determinado tema. Como trabalho científico original, constitui a pesquisa propriamente dita na área das ciências humanas...

6 ...Como resumo de assunto, constitui geralmente o primeiro passo de qualquer pesquisa científica. Os alunos de todos os institutos e faculdades devem, portanto, ser iniciados nos métodos e técnicas da pesquisa bibliográfica (CERVO; BERVIAN, 2002, p. 66) Ref: CERVO, A. L.; BERVIAN, P. A. Metodologia científica. 5º. ed. São Paulo: Prentice Hall, 2002.

7 O termo método, que significa literalmente seguindo um caminho (do grego méta, junto, em companhia, e hodós, caminho), refere-se à especificação dos passos que devem ser tomados, em certa ordem, a fim de se alcançar determinado fim

8 Não se inventa um método; ele depende, fundamentalmente, do objeto da pesquisa. Os cientistas, cujas investigações foram coroadas de êxito, tiveram o cuidado de anotar os passos percorridos e os meios que os levaram aos resultados. Outros, depois deles, analisaram tais processos e justificaram a eficácia dos mesmos. Assim, tais processos, empíricos no início, foram transformados, gradativamente, em métodos verdadeiramente científicos (CERVO; BERVIAN, 2002) Ref: CERVO, A. L.; BERVIAN, P. A. Metodologia científica. 5º. ed. São Paulo: Prentice Hall, 2002.

9 Veja a vida sobre outro ponto de vista...

10 Por onde começar?

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

41 Teorias são redes; somente aqueles que as lançam pescarão alguma coisa. Karl Popper Cientistas pertencem ao mesmo clube dos caçadores, pescadores e detetives. Teorias são enunciados acerca do comportamento dos objetos de interesse do cientista. Rubem Alves

42 À noite, pedi a um velho sábio que me contasse todos os segredos do universo. Ele murmurou lentamente em meu ouvido: - Isto não se pode dizer, isto se aprende.

43 -Vem ao jardim na primavera, disseste. - Aqui estão todas as belezas, o vinho e a luz.

44 Que posso fazer com tudo isso sem ti? E, se estás aqui, para que preciso disso?

45 Conhecimento Científico O conhecimento científico ultrapassa os limites do conhecimento empírico, na medida em que procura evidenciar, além do próprio fenômeno, as causas e a lógica de sua ocorrência.

46

47 Faltam-te pés para viajar? Viaja dentro de ti mesmo, e reflete, como a mina de rubis, os raios de sol para fora de ti. A viagem conduzirá a teu ser, transmutará teu pó em ouro puro.

48 O Projeto de Pesquisa é um documento que tem por finalidade antever e metodizar as etapas operacionais de um trabalho de pesquisa. Nele, você irá traçar os caminhos que deverão ser trilhados para alcançar seus objetivos.

49 O que será pesquisado? O que se vai fazer?; Por que se deseja fazer a pesquisa?; Para que se deseja fazer a pesquisa?; Como será realizada a pesquisa?; Quais recursos serão necessários para sua execução?; Quanto vai custar, quanto tempo vai se levar para executá-la e quem serão os responsáveis pela sua execução?

50 O que devemos evitar? Objetivo –Imprecisão – não deixar claro o que pretendemos fazer Fundamentação Teórica –Tentação de mostrar sapiência- não ser seletivo –Fazer afirmações sem fundamento Metodologia –Descrever falsos caminhos Resultados –Descrever o que você NÃO fez –Não avaliar os resultados Conclusões –Simples repetição dos capítulos anteriores

51 –1. Qual o problema que pretendes resolver no TCC? –2. Por que isto é um problema? –3. Por que vale a pena resolvê-lo? –4. Objetivo geral do trabalho. –5. Resultados esperados. –6. Bibliografia.

52 O dimensionamento da pesquisa

53 A delimitação do campo de estudo é um dos pontos fundamentais da análise. Está diretamente relacionado ao tempo disponível para a realização do estudo.

54 Planejamento da Pesquisa

55 É desejável que uma pesquisa científica preencha os seguintes requisitos (Goldemberg, 1999, p.106):

56 A existência de uma pergunta que se deseja responder; A elaboração de um conjuntos de passos que permitam chegar à resposta; A indicação do grau de confiabilidade na resposta obtida

57 Fase Decisória: referente à escolha do tema, a definição e a delimitação do problema de pesquisa;

58 Fase Construtiva: referente à construção de um plano de pesquisa e à execução da pesquisa propriamente dita;

59 Fase Redacional: referente à análise dos dados e informações obtidas na fase construtiva. É a organização das idéias de forma sistematizada visando à elaboração do relatório final.

60 A Importância de um Esquema Organizador

61 Objetivo –Quais são os pontos essenciais? Fundamentação Teórica –Seletiva na escolha das referências –Encadeamento da teoria Metodologia –Dar ênfase na sua contribuição Resultados –Apresentar os resultados (não esquecer de avaliar) –Comparar com a literatura Conclusões –O que aprenderemos com a pesquisa? –Para onde iremos daí?

62 ESTRUTURA DO PROJETO DE PESQUISA 1) Título 2) Nome do autor a) dados do autor 3) Resumo a) máximo de 250 palavras; b) redigir em um único parágrafo, sem recuos; c) não deve conter citações; d) expor o tema, o objetivo do projeto, a metodologia a ser utilizada e os resultados esperados.

63 I – título da pesquisa II – Delimitação do assunto, com o tópico ou enfoque a ser estudado III – objetivos, com a indicação do que se pretende alcançar com a pesquisa IV-justificativa V – revisão da literatura referente à questão (ESTADO DA ARTE) V – Conclusão final VI -bibliografia referente ao assunto de pesquisa

64 INTRODUÇÃO Apresenta o tema da pesquisa, a pergunta de pesquisa e a justificativa. Arrole os argumentos que indiquem que sua pesquisa é significativa, importante e/ou relevante. Indique os resultados esperados com a elaboração da pesquisa. PERGUNTA DE PESQUISA

65 Segundo Pinker (1999) as perguntas que fazemos dividem- se em problemas e mistérios. Problemas fazem parte do escopo da Ciência, mistérios demandam por Filosofias. O destino de todo mistério é, mais dia menos dia, se tornar em problema.

66 A Pergunta de Pesquisa deve identificar, claramente, as variáveis dependentes e independentes que devem ser definidas conceitualmente e operacionalmente

67 1. Qual o problema que pretendes resolver no TCC? 2. Por que isto é um problema? 3. Por que vale a pena resolvê-lo?

68 TÉCNICA DE AUXÍLIO À DEFINIÇÃO DO TEMA DA MONOGRAFIA PROBLEMÁTICA: Descrever sucintamente (em no máximo 5 linhas) um problema ou assunto que te emociona. Este tema (problema ou assunto) deve estar relacionado à psicologia junguiana, em especial com os assuntos vistos durante o curso de pos-graduação ou supervisão.

69 OBJETIVOS (para quê?) Indicar claramente o que você deseja fazer, o que pretende alcançar. OBJETIVO GERAL Indique de forma genérica qual o objetivo a ser alcançado. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Detalhe o objetivo geral mostrando o que pretende alcançar com a pesquisa. Torne operacional o objetivo geral indicando exatamente o que será realizado em sua pesquisa

70 OBJETIVO GERAL: O objetivo geral é único, descrito de forma clara e precisa (em no máximo 3 linhas), e representa qual a finalidade global de seu trabalho. Via de regra, o objetivo geral é derivado da busca por uma solução adequada para o problema de pesquisa formulado anteriormente.

71 OBJETIVOS ESPECÍFICOS: Os objetivos específicos (preferencialmente de 3 a 5), são obtidos a partir do desdobramento do objetivo geral do trabalho e formulados de tal maneira que na medida em que venham a ser atingidos, no decorrer do trabalho, contribuam para a consecução do objetivo geral.

72 Da mesma forma que para o objetivo geral, os mesmos deverão ser descritos de forma clara e precisa, em no máximo 2 linhas cada. Obs.: não confundir objetivos específicos com os passos ou etapas da metodologia da pesquisa.

73 a) Fundamentação Teórica – Está ligada à definição conceitual de suas variáveis (geralmente um capítulo para cada variável). Busca reunir, analisar e discutir informações já publicadas a respeito do assunto, objetivando fundamentar teoricamente o trabalho; Desenvolvimento – visa a expor as principais idéias. Divide-se em seções e subseções, nas quais são apresentadas a fundamentação teórica, a contextualização, a metodologia, e os resultados da discussão dos dados;

74 c) Metodologia – é a descrição precisa da população e da amostra, além dos métodos, materiais e técnicas a serem utilizados na pesquisa. Geralmente resultam das fontes secundárias;

75 d) Resultados Esperados – Como os dados serão apresentados e analisados, bem como informações resultantes do estudo em questão; (não esquecer de confrontar os resultados observados e dados encontrados na literatura utilizada).

76 RESULTADOS TEÓRICOS ESPERADOS: Aqui você deve apresentar os possíveis resultados teóricos advindos de seu trabalho, que contribuirão no futuro, para um maior entendimento e aprofundamento científico dos temas relacionados com seu problema de pesquisa. Estes resultados são originados quando alcançados os Objetivos Específicos.

77 RESULTADOS PRÁTICOS ESPERADOS: Da mesma forma que anteriormente, você deverá apresentar agora, os futuros resultados de caráter prático que serão possivelmente obtidos com a resolução de seu trabalho. Procure ressaltar aqueles resultados que poderão ser úteis para outras pessoas que apresentam problema similar. Observação: As respostas às perguntas anteriores deverão ser feitas em no máximo 2 páginas.

78 CRONOGRAMA (quando? em quanto tempo?) Identificar cada etapa da pesquisa: Elaboração do projeto, Coleta de Dados, Tabulação e Análise de dados, Elaboração do Relatório Final. Apresente um cronograma estimando o tempo necessário para executar cada uma das etapas.

79 Considerações Finais – síntese dos principais resultados esperados, bem como comentários do autor e relato das contribuições que serão trazidas pela pesquisa, podendo incluir a delimitação junto com recomendações ou sugestões para futuros trabalhos. Referências a) devem ser relacionados todos os documentos que efetivamente tenham sido citados no texto, tais como: livros, artigos, sites, anais de congressos, CDs, etc.; b) documentos utilizados como suporte para desenvolvimento do trabalho, tais como dicionários, não devem ser referenciados;

80 Apêndices e Anexos a) Apêndices são textos elaborados pelo autor a fim de complementar sua argumentação. Anexos são documentos não elaborados pelo autor que servem de fundamentação, comprovação ou ilustração, como mapas, leis, estatutos, entre outros

81 O processo de escrever

82 Publicações Não é necessário que o encanador escreva sobre os canos que ele conserta; nem que o advogado escreva sobre seus casos (exceto, talvez, pequenos textos pontuais); mas o cientista, caso sem dúvida único entre os ofícios e profissões, deve fornecer um documento escrito mostrando o que ele fez, porque fez, como fez, e quais ensinamentos pôde tirar. Assim o cientista não deve somente fazer a ciência, mas escrever a ciência (Robert A. Day)

83 Como a vida de um naturalista seria feliz se ele pudesse passar toda a sua vida observando e não escrevendo (Darwin)

84 Estilo da Redação Técnico-Científica

85 Escrever é principalmente cortar Programe-se para permitir que o texto durma Características do texto –Clareza e Precisão –Exemplo na literatura Cidades Invisíveis, Ítalo Calvino

86 Escrever tem de ser difícil?

87 "Para mim, o ato de escrever é muito difícil e penoso, tenho sempre de corrigir e reescrever várias vezes. Basta dizer, como exemplo, que escrevi 1100 páginas datilografadas para fazer um romance no qual aproveitei pouco mais de 300." (Fernando Sabino) "Reescrevi trinta vezes o último parágrafo de Adeus às Armas antes de me sentir satisfeito." (Ernest Hemingway) "Que ninguém se engane, só consigo a simplicidade através de muito trabalho. (Clarice Lispector)

88 Clareza Uma redação é clara quando não deixa margens a interpretações diversas da que o autor deseja comunicar.

89 "Tudo que é fácil de ler é difícil de escrever e vice-versa." (Telmo Monteiro) "Escrever é cortar palavras (Drummond) "Enxugar até a morte (João Cabral) "Corte todo o resto e fique no essencial (Hemingway) Tudo isto com um único objetivo.... O texto deve ter três virtudes: clareza, clareza e clareza. (Anatole France)

90 Onde e quando começar?

91 Numa certa manhã, após uma noite de sono intranqüilo, Gregor Samsa acorda e se vê transformado num monstruoso inseto. (Metamorfose, Kafka). As famílias felizes são todas iguais, cada família infeliz é infeliz a sua maneira (Anna Karenina, Tolstoi). (...) é que não sou propriamente um autor defunto, mas um defunto autor." (Memórias Póstumas, Machado).

92 Clareza de expressão segue de clareza de pensamento Parágrafos curtos, com uma idéia por frase. Reveja e releia o texto pelo menos 4 vezes. Escreva um texto como quem descasca uma laranja: em busca do suco... Escrever é principalmente cortar... less is more...

93 Precisão Expressões como ´nem todos´, ´vários deles´, etc. são interpretados de formas diferentes e devem ser evitados

94 Importância da introdução –Defina as questões que você irá responder –Foco em sua proposição central –Motive o leitor para o que vem em sequência –Descreva brevemente a sequência dos seus argumentos

95 Introdução Aqui você descreve o problema, sua hipótese de trabalho, e seus pressupostos. Também apresente a contribuição esperada. Revisão da Literatura Faça uma revisão dos principais artigos: só fale do que é relevante.

96 Comunicabilidade Os assuntos devem ser tratados de forma direta e simples

97 Sua Contribuição Científica Apresente a metodologia e sua contribuição. Mostre qual a contribuição do modelo em relação à literatura Experimento (Estudo de Caso) Aqui você apresenta uma exemplo detalhado de sua metodologia, corroborando suas hipóteses Conclusões e Trabalhos Futuros Aqui você vai colocar novas direções. Você fala do que não fez, colocando como trabalhos futuros.

98 Consistência Consistência de expressão gramatical, consistência de categoria (equilíbrio entre as sessões, e de sequência.

99 Estilo da Redação Técnico-Científica Recomendações

100 Uso de terceira pessoa. Evitar expressões taxativas, como o resultado do teste provou.... Cuidado com sinônimos. Usar períodos curtos

101 Se a sua banca for de cientistas fanáticos pela análise qualitativa, esqueça o que eu disse e só use a primeira pessoa

102 Ah! E não misture as tribos!!!!

103 Tabelas bem construídas são melhores que descrições textuais. As tabelas, no entanto, apenas suplementam o texto, não os dispensam. Toda tabela deve ter um título e ser numerada com algarismos arábicos.

104 Enquanto tabelas conjugam palavras e números, quadros apresentam apenas palavras. São seguidos ou antecipados por comentários que não repetem, mas complementam seus conteúdos.

105 Sob o título de figuras, grupam-se gráficos, diagramas, mapas e ilustrações em geral. Tabelas, quadros, figuras devem indicar a fonte. Se do autor, isso deve ser identificado

106 A Realidade em sim mesma não é uma fonte de conhecimento, mas sim uma ponte para o conhecimento Reality in itself is not a source but a resource of knowledge (Floridi, 2007)

107 Artigos Artigo Original: quando apresenta temas ou abordagens próprias. Geralmente relatam resultados de pesquisa e são chamados em alguns periódicos de artigos científicos.

108 Artigo de Revisão: quando resume, analisa e discute informações já publicadas. Geralmente são resultados de pesquisa bibliográfica. Metodologia da Pesquisa e Elaboração de Dissertação.

109 Navegando neste infomar

110 Desde que chegaste ao mundo do ser, uma escada foi posta diante de ti, para que escapasses. Primeiro, foste mineral; depois, te tornaste planta, e mais tarde, animal. Como pode isto ser segredo para ti?

111 Finalmente, foste feito homem, com conhecimento, razão e fé. Contempla teu corpo um punhado de pó, vê quão perfeito se tornou!

112 Quando tiveres cumprido tua jornada, decerto hás de regressar como anjo. Depois disso, terás terminado de vez com a terra, e tua estação há de ser o céu.

113 Não temos nada além do amor. Não temos antes, princípio nem fim.

114 A alma grita e geme dentro de nós: - Louco, é assim o amor. Colhe-me, colhe-me, colhe-me!

115 Mahmoud Farshchian Was born in Isfahan on January 24, Farshchian has received many awards throughout his life, including a doctorate in fine arts.

116 Mevlana Jalaluddim Rumi Nasceu em Balk, antiga Pérsia e atual Afeganistão, em setembro de Ele era reverenciado por todos seus discípulos, e a população o chamava de Mevlana (nosso mestre). A morte de Mevlana aconteceu em 17 de Dezembro de Além do Mathnavi, sua maior obra, ele deixou poesias que foram copiladas posteriormente, sendo a mais famosa, o Divan. Rumi também escreveu o Fihi-ma-Fihi que é uma compilação de aulas e ensinamentos sobre diversos temas dirigidos diretamente a seus discípulos. By Eliane/2009

117 Passos de uma Pesquisa

118 Um meta-conhecimento que se especifica de acordo com a situação de trabalho a ser abordada pela pesquisa proposta; O tratamento e posterior análise desses dados Dados que são coletados de forma a validar ou não as hipóteses previamente, formuladas;

119 Quanto a natureza da pesquisa

120 Pesquisa Básica: objetiva gerar conhecimentos novos úteis para o avanço da ciência sem aplicação prática prevista. Envolve a busca por racionalidades e interesses que sejam universais. Pesquisa Aplicada: objetiva gerar conhecimentos para aplicação prática dirigidos à solução de problemas específicos. Envolve racionalidades e interesses locais.

121 Quanto a forma de abordagem

122 Pesquisa Quantitativa: considera que tudo pode ser quantificável, o que significa traduzir em números opiniões e informações para classificá-los e analisá-los. Requer o uso de recursos e de técnicas estatísticas (percentagem, média, moda, mediana, desvio padrão, coeficiente de correlação, análise de regressão, etc...).

123 Pesquisa Qualitativa: considera que há uma relação dinâmica entre o mundo real e o sujeito, isto é, um vínculo indissociável entre o mundo objetivo e a subjetividade do sujeito que não pode ser traduzido em números. A interpretação dos fenômenos e a atribuição de significados são básicos no processo de pesquisa qualitativa. Não requer o uso de métodos e técnicas estatísticas.

124 O ambiente natural é a fonte direta para coleta de dados e o pesquisador é o instrumento chave. É descritiva. Os pesquisadores tendem a analisar seus dados indutivamente. O processo e seu significado são os focos principais de abordagem.

125 Quanto aos objetivos

126 Pesquisa Exploratória: visa proporcionar maior familiaridade com o problema com vistas a torná- lo explícito ou a construir hipóteses. Envolvem levantamento bibliográfico; entrevistas com pessoas que tiveram experiências práticas com o problema pesquisado; análise de exemplos que estimulem a compreensão. Assume, em geral, as formas de Pesquisas Bibliográficas e Estudos de caso.

127 Pesquisa Descritiva: visa descrever as características de determinada população ou fenômeno ou o estabelecimento de relações entre variáveis. Envolvem o uso de técnicas padronizadas de coleta de dados: questionário e observação sistemática. Assume, em geral, a forma de Levantamento.

128 Quanto aos objetivos Pesquisa Explicativa: visa identificar os fatores que determinam ou contribuem para a ocorrência dos fenômenos. Aprofunda o conhecimento da realidade porque explica a razão, o porquê das coisas. Quando realizada nas ciências naturais requer o uso do método experimental e nas ciências sociais requer o uso do método observacional. Assume, em geral, a formas de Pesquisa Experimental e Pesquisa Ex-post-facto.

129 Quanto aos procedimentos técnicos

130 Pesquisa Bibliográfica: quando elaborada a partir de material já publicado, constituído principalmente de livros, artigos de periódicos e atualmente com material disponibilizado na Internet.

131 Fontes primárias de informação: se referem às publicações originais que se obtêm integralmente e que, portanto, refletem o pensamento tal como expresso pelos respectivos autores (SÁNCHEZ-BLANQUE, 1991).

132 Fontes secundárias de informação são aquelas publicações que contém os dados referentes aos documentos primários de forma condensada, apresentados em forma de abstracts ou resumos. Não contém necessariamente conhecimentos novos, mas principalmente sinalizam determinadas formas de exploração de abordagens, procedimentos e de organização dos documentos históricos disponíveis (VILLAR, J, 1990).

133 Levantamento: quando a pesquisa envolve a interrogação direta das pessoas cujo comportamento se deseja conhecer.

134 Estudo de caso: quando envolve o estudo profundo e exaustivo de um ou poucos objetos de maneira que se permita o seu amplo e detalhado conhecimento.

135

136 Obrigada!


Carregar ppt "Metodologia. Vem, Te direi em segredo Aonde leva esta dança."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google