A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Nigro, C. Ex-prof. Faculdade de Medicina da Universidade de Taubaté Doutorado HCFMUSP O que é? Para que serve?

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Nigro, C. Ex-prof. Faculdade de Medicina da Universidade de Taubaté Doutorado HCFMUSP O que é? Para que serve?"— Transcrição da apresentação:

1 Nigro, C. Ex-prof. Faculdade de Medicina da Universidade de Taubaté Doutorado HCFMUSP O que é? Para que serve?

2 Nigro, C. tubo pulso acústico computador filtroamplificador adaptadores microfone Nigro, C.

3 cm cm Formação do rinograma Nigro, C. Caucasiano, adulto

4 Nigro, C cm cm Antes do estímulo Após o estímulo Testar antes e após determinado estímulo

5 Nigro, C.

6 Aplicações Clínicas Avaliação da Fisiologia Nasal Auxílio Topodiagnóstico Pré e Pós Tratamento Clínico Pré e Pós Tratamento cirúrgico Teste de Provocação Alérgica Documentação Médico-Legal

7 Nigro, C cm cm Avaliação fisiologia nasal Crianças com respiração nasal Crianças com respiração oral Desenvolvimento das cavidades nasais Zavras e cols. (1994)

8 Nigro, C cm cm Avaliação fisiologia nasal Antes do medicamento Após medicamento Efeito de medicamentos sobre a mucosa nasal Graf et al. (1999)

9 Nigro, C. Avaliação fisiologia nasal Ciclo nasal Fisher e cols. (1993) Anselmo-Lima, Lund (2001) Lang (2003) horas cm cm TOTAL ASTM Volume nasal Cavidade nasal direita Cavidade nasal esquerda

10 Nigro, C cm cm Avaliação fisiologia nasal Antes do exercício físico Após exercício físico Exercício físico Marconi (RBORL, 2006)

11 Nigro, C cm cm Avaliação fisiologia nasal Posição sentada Posição deitada Mudança postural Roithmann (RBORL, 2005)

12 Nigro, C cm cm Auxílio topodiagnóstico Cavidade nasal esquerda pré VC Local de maior estreitamento Alteração responsiva ou não a vasoconstritor tópico nasal pós VC Cavidade nasal direita pré VC pós VC

13 Nigro, C cm cm Auxílio topodiagnóstico Após VC cavidade nasal esquerda Após VC cavidade nasal direita Estreitamento posterior ? Mostafa e cols. (1997) Nigro e cols. (RBORL, 2003)

14 Nigro, C cm cm Pré e pós tratamento clínico Basal Após VC Com dilatador nasal externo Dilatador nasal externo Roithmann e cols. (1997) Gosepath e cols. (1997) Gosepath e cols. (1997)

15 Nigro, C cm cm Pré e pós tratamento clínico Antes do tratamento sem VC Após o tratamento sem VC Rinite alérgica Wang e cols. (1998) Costa e cols (2005)

16 Nigro, C cm cm Pré e pós tratamento cirúrgico Antes da septoplastia após VC Após a septoplastia após VC Septoplastia Grymer e cols.(1989) Reber e cols. (1998) Voegels e cols. (RBORL, 2002)

17 Nigro, C cm cm Pré e pós tratamento cirúrgico Antes da adenoidectomia pós VC Após a adenoidectomia pós VC Adenoidectomia Fisher e cols. (1995) Kim e cols. (1998) Cho e cols. (1999) Riechelmann e cols. (1999) Nigro e cols. (RBORL, 2003)

18 Nigro, C cm cm Pré e pós tratamento cirúrgico Antes da FESS Após a FESS FESS Santos e cols. (RBORL, 2006)

19 Nigro, C cm cm Teste de provocação alérgica Antes da provocação Após a provocação Scadding e cols. (1994) Roithmann e cols. (1997)

20 Nigro, C cm cm Documentação médico- legal Antes da rinoplastia após VC Após a rinoplastia após VC Rinoplastia Roithmann e cols. (1999)

21 Nigro, C. Rhinometrics

22 Hood Laboratories

23 Nigro, C. A análise isolada dos resultados da Rinometria Acústica tem apenas valor especulativo sem a interpretação adequada da história e da rinoscopia e/ou nasofibroscopia

24 Nigro, C.


Carregar ppt "Nigro, C. Ex-prof. Faculdade de Medicina da Universidade de Taubaté Doutorado HCFMUSP O que é? Para que serve?"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google