A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Mk mara kotscho pesquisa de mercado PESQUISA QUALITATIVA LEITURA E QUALIDADE DE ENSINO RELATÓRIO CONSOLIDADO MAIO/2010 REALIZADA COM EXCLUSIVIDADE PARA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Mk mara kotscho pesquisa de mercado PESQUISA QUALITATIVA LEITURA E QUALIDADE DE ENSINO RELATÓRIO CONSOLIDADO MAIO/2010 REALIZADA COM EXCLUSIVIDADE PARA."— Transcrição da apresentação:

1 mk mara kotscho pesquisa de mercado PESQUISA QUALITATIVA LEITURA E QUALIDADE DE ENSINO RELATÓRIO CONSOLIDADO MAIO/2010 REALIZADA COM EXCLUSIVIDADE PARA : FUNDAÇÃO SM-BRASIL POR: MARA KOTSCHO PESQUISA DE MERCADO 1

2 mk mara kotscho pesquisa de mercado 2 I. Introdução II. Resultados segmento alunos 1.Associações despertadas pelo tema Leitura 2.Hábitos de leitura 3.Histórico com relação à leitura 4.Leitura e escrita 5.Agrupamento livros 6.Sugestões para despertar o gosto pela leitura III. Resultados segmento professores 1.Associações despertadas pelo tema Leitura 2.Histórico com relação à leitura 3.Hábitos de leitura 4.Como trabalham a leitura e a escrita 5.Expectativas com relação a alguma forma de auxílio IV. Considerações Finais Página ÍNDICE

3 mk mara kotscho pesquisa de mercado INTRODUÇÃO 3

4 mk mara kotscho pesquisa de mercado OBJETIVO CENTRAL Fornecer subsídios para que a SM-Brasil possa oferecer a órgãos governamentais e não governamentais ligados à Educação dados e sugestões para uma abordagem mais produtiva do hábito da leitura entre alunos e professores (de escolas públicas e privadas) 4

5 mk mara kotscho pesquisa de mercado OBJETIVOS ESPECÍFICOS, junto a alunos : Aferir hábitos de leitura Perceber como inserem a leitura e a escrita no contexto de vida Levantar dificuldades relacionadas aos hábitos de leitura e escrita Elencar aspectos que poderiam colaborar para o aumento da vontade de ler e escrever 5

6 mk mara kotscho pesquisa de mercado OBJETIVOS 6 ESPECÍFICOS, junto a professores : Aferir hábitos de leitura Levantar dados acerca de como trabalham a questão da leitura e da escrita junto a seus alunos Elencar as dificuldades enfrentadas neste processo Identificar expectativas com relação ao que poderia ser feito para diminuir estas dificuldades (tanto por parte do poder público, como por parte da iniciativa privada, especialmente por parte das editoras)

7 mk mara kotscho pesquisa de mercado METODOLOGIA E TÉCNICA QUALITATIVA DISCUSSÕES EM GRUPO Aprofundamento das questões a serem abordadas Percepção de aspectos comporta- mentais, subjacentes às verbaliza- ções Troca de idéias Contraposição de opiniões 7

8 mk mara kotscho pesquisa de mercado UNIVERSOS 8 Professores de Língua Portuguesa, de 5ª a 8ª séries (ou de 6º a 9º anos), de escolas particulares e de escolas públicas de São Paulo, Capital Alunos e alunas de 5ª a 8ª séries (ou de 6º a 9º anos ) do Ensino Fundamental, de escolas públicas e particulares de São Paulo, Capital

9 mk mara kotscho pesquisa de mercado AMOSTRA DE ALUNOS 9 4 grupos com alunos da Rede Pública, assim distribuídos: 1 grupo feminino de 5ª série (ou 6º ano) 1 grupo masculino de 6ª série (ou 7º ano) 1 grupo feminino de 7ª série (ou 8º ano) 1 grupo masculino de 8ª série (ou 9º ano) 4 grupos com alunos da Rede Privada, assim distribuídos: 1 grupo masculino de 5ª série (ou 6º ano) 1 grupo feminino de 6ª série (ou 7º ano) 1 grupo masculino de 7ª série (ou 8º ano) 1 grupo feminino de 8ª série (ou 9º ano) 8 DISCUSSÕES EM GRUPO

10 mk mara kotscho pesquisa de mercado 10 AMOSTRA DE PROFESSORES 4 DISCUSSÕES EM GRUPO 2 grupos com professores da Rede Pública, assim distribuídos: 1 grupo com docentes de 5ª e 6ª séries (ou 6º e 7º anos) 1 grupo com docentes de 7ª e 8ª séries (ou 8º e 9º anos) 2 grupos com professores da Rede Privada, assim distribuídos: 1 grupo com docentes de 5ª e 6ª séries (ou de 6º e 7º anos) 1 grupo com docentes de 7ª e 8ª séries (ou de 8º e 9º anos)

11 mk mara kotscho pesquisa de mercado RESULTADOS 11

12 mk mara kotscho pesquisa de mercado SEGMENTO ALUNOS 12

13 mk mara kotscho pesquisa de mercado PANO DE FUNDO 13 Não existem diferenças significativas entre as crianças de escolas públicas e de escolas privadas. As diferenças serão apontadas, conforme apareçam, em contextos específicos. Ao que tudo indica, a agitação natural da idade, os inúmeros apelos mais interessantes que os rodeiam e uma notória indisciplina fazem com que estas crianças se distanciem significativamente da leitura. Adicione-se a isso os temas desinteressantes a que são submetidos nas escolas e a falta de hábito se torna generalizada. De certa forma, existe alguma coerência neste comportamento. No mundo interativo e agitado em que vivem, onde a coisa que menos gostam é de ficar em casa, sem ter o que fazer, ler parece ser uma tarefa passiva, que convida ao isolamento. No geral, as meninas se mostram mais interessadas pelo ato de ler do que os meninos. Contudo, em ambos os casos, o grau de interesse é bastante baixo.

14 mk mara kotscho pesquisa de mercado 1.ASSOCIAÇÕES DESPERTADAS PELO TEMA LEITURA 14

15 mk mara kotscho pesquisa de mercado 1ªs REAÇÕES AO TEMA: LEITURA (QUAL A PRIMEIRA COISA QUE VEM À CABEÇA QUANDO V. PENSA EM LEITURA?) 15 Referências a... Veículos ConteúdoGanhos Gibis Livros Revistas Jornais Histórias Contos Textos Conhecimento Informação

16 mk mara kotscho pesquisa de mercado 16 SENTIMENTOS / SENSAÇÕES DESPERTADAS PELO TEMA LEITURA Dificuldade de entendimento / compreensão Sensações ruins, quando o texto é chato Sensações boas, quando o texto é interessante Prazer (+ entre meninas) Referem-se, ainda, a sensações/sentimentos que o próprio texto possa provocar: medo, alegria, tristeza

17 mk mara kotscho pesquisa de mercado 17 SENTIMENTOS / SENSAÇÕES DESPERTADAS PELO TEMA LEITURA NEGATIVAS Às vezes a gente não consegue entender o texto Às vezes é muito chato Eu não gosto de ler (Maioria) Na escola, nem todos os livros são interessantes Para mim é uma sensação ruim, porque os livros que não gosto largo pelo caminho e isso é ruim POSITIVAS É bom. Eu gosto de ler. Na minha escola tem que fazer trabalho de leitura A gente sente tudo que o personagem está sentindo. A gente fica no lugar do personagem, mergulha na história Desperta a imaginação, serve para expandir os seus conhecimentos A gente se desliga do mundo e se concentra no livro. Aí eu viajo. Me coloco dentro da história, é muito bom A leitura é saudável, você refresca a mente

18 mk mara kotscho pesquisa de mercado 18 LEITURA: PRAZER OU SACRIFÍCIO? Depende do tema / assunto (consenso) Quando eu gosto, eu leio o livro todo! Depende do livro. Se for um livro chato, é um sacrifício Quando não me interesso, não vejo a hora de acabar

19 19 mk mara kotscho pesquisa de mercado 19 LEITURA: PRAZER OU SACRIFÍCIO? Só leio quando acaba a luz e não tenho nada pra fazer Leitura é ruim e bom. Bom, quando a gente escolhe o que ler e ruim quando a gente é obrigado a ler Não tenho saco para ficar lendo. Tenho preguiça de ler A leitura me dá dor de cabeça. Nunca li um livro inteiro

20 mk mara kotscho pesquisa de mercado 20 A LEITURA NO CONTEXTO DA VIDA Para a grande maioria dos meninos, ler fica entre as coisas de que menos gostam; Para um número significativo de meninas, entre as coisas de que mais gostam; Mas, no geral, é uma atividade que fica no meio termo, entre gostar e não gostar. Computador (MSN / Orkut) Ouvir música / Dançar Esportes (natação, volei) Sair / conversar / ficar na rua com amigas Assistir TV Ler / estudar Meninas gostam de: Meninos gostam de: Computador (MSN / Orkut) Jogar futebol / bola / esportes Jogar vídeo game Empinar pipa Andar de skate / bicicleta Sair / ficar na rua com amigos Assistir TV

21 mk mara kotscho pesquisa de mercado HÁBITOS DE LEITURA

22 mk mara kotscho pesquisa de mercado 22 A LEITURA NO DIA-A-DIA Reconhecem, no entanto, a importância da leitura no dia-a-dia Para ler placas de rua / cartazes Para ler o destino do ônibus Para se informar (jornal, internet, revistas) Para aprender a interpretar um texto E, entre alguns, ainda, Apesar da postura imediatista generalizada, há a uma certa preocupação com a vida adulta: Para se dar bem no futuro

23 mk mara kotscho pesquisa de mercado 23 VEÍCULOS PREFERIDOS VEÍCULOS PRETERIDOS Gibis (+++) Internet Revistas Jornais Livros

24 mk mara kotscho pesquisa de mercado 24 QUEM LÊ / FREQUÊNCIA COM QUE LÊEM... GIBI REVISTAS LIVROS JORNAL Maioria; de 2 a 4 vezes por semana (Turma da Mônica, Turma da Mônica Jovem, Mangá) Minoria; semanalmente; + meninas (Capricho, Atrevida, revistas de fofoca) Poucos espontaneamente; maioria, só quando a escola manda (em geral, 1 livro a cada bimestre / entre 3 e 5 livros por ano). Mas, a maior parte não lê o livro todo. Apenas o começo e o fim, para poder fazer a prova Poucos; eventualmente; + meninos mais velhos (caderno de esportes), alguns na Internet

25 25 As revistas influenciam muito, essa coisa de moda, de maquiagem...Minha prima me empresta O Mangá me chama a atenção pelo traço, pelo desenho Eu leio o que a escola pede, mas eu não gosto. É um livro a cada 2 meses Eu leio o da escola e mais outros, porque os da escola não são muito interessantes Eu leio Capricho e alguma outra (revista) de fofoca, que fale das novelas Gosto de ler. Mas, não aqueles (livros) que a professora pede. Quando eu escolho é melhor mk mara kotscho pesquisa de mercado 25 A LEITURA NO DIA-A-DIA

26 26 mk mara kotscho pesquisa de mercado 26 ONDE COSTUMAM LER A maioria afirma que, quando lê, prefere ler em casa, principalmente no quarto. Poucos são aqueles que o fazem em bibliotecas. De qualquer forma, parece haver um consenso em torno da necessidade de estarem em um lugar silencioso, que favoreça a concentração. Gosto de ler em casa Leio em qualquer lugar. Procuro lugares calmos e, se o livro for interessante, não gosto de parar

27 mk mara kotscho pesquisa de mercado 27 ESTILOS PREFERIDOS ESTILOS REJEITADOS MENINOS: Livros de ação Livros de aventura Livros de suspense Livros de terror Livros de comédia Livros que deram origem a filmes MENINAS: Romances (+++) Suspense / policial Ação e Aventura Clássicos / Livros antigos Romances (entre meninos) Poesias / poemas (salvo raras exceções) (+) (-) (+) (-) (+) (-)

28 28 mk mara kotscho pesquisa de mercado 28 ESTILOS PREFERIDOS / REJEITADOS Quando me interesso, eu viajo com o personagem ´Crepúsculo`, eu vi o filme. Muito feminino (menino, 14 anos) Poesia eu não gosto...Não gosto de nada muito meloso (menino, 14 anos) Romance é muito chato (menino, 14 anos) Livro de filme, pra ver se é igual. Mas, geralmente, o livro é mais legal que o filme Os clássicos também são importantes, para se conhecer a História, outros estilos de vida, outras linguagens. Mas, geralmente são muito chatos A linguagem antiga cansa um pouco a gente. A linguagem atual, a nossa, é mais legal, a gente entende direto. Não precisa ficar parando, relendo Gosto da Agatha Christie. Algumas histórias são interessantes, outras são muito devagar

29 29 mk mara kotscho pesquisa de mercado 29 PRINCIPAIS CRITÉRIOS DE ESCOLHA DE MATERIAL PARA LEITURA Ter sido recomendado por um amigo é o principal critério para se decidir ler um livro espontaneamente A capa - com um título que desperte a curiosidade e/ou sinalize o tema e um desenho que chame a atenção – fica em segundo lugar Ser um livro de série pode despertar a curiosidade de quem já leu e gostou de algum título da série Embora considerem a resenha importante, ninguém costuma ler o resumo da contra capa Ter sido recomendado pela professora, sobretudo quando se trata de um clássico da literatura, muitas vezes, é motivo de rejeição antecipada Sendo que, Embora, para alguns, seja uma referência, o autor não chega a configurar um critério de escolha. Alguns, poucos participantes, mencionam: Pedro Bandeira, Ruth Rocha, Monteiro Lobato, Victor Hugo, Julio Verne e Jorge Amado.

30 30 mk mara kotscho pesquisa de mercado 30 CRITÉRIOS DE ESCOLHA DE MATERIAL PARA LEITURA O que mais convence é quando um amigo indica Quando é um amigo que indica, é mais confiável. Isso se a pessoa tiver o mesmo gosto que você... Na minha classe, quando alguém descobre um livro legal, a gente passa para a classe inteira O título e o desenho (da capa) se completam O título tem que ser grande, criativo, atraente É legal quando é uma série. Você fica com vontade de ler o resto, o que vem depois

31 31 mk mara kotscho pesquisa de mercado 31 LIVROS QUE MAIS MARCARAM A VIDA Entre meninos de 8ª série da Escola Pública: Capitães de Areia 1808 Harry Potter A mulher do Vizinho Matilda Segunda Guerra Mundial O Segredo Ilíada Lua Nova O mestre dos Games Um inimigo em cada esquina Entre meninas de 8ª série da Escola Particular: A predestinada Meu querido Vampiro A saga Harry Potter O mundo flutuante O pequeno Vampiro O Pequeno Príncipe

32 32 mk mara kotscho pesquisa de mercado 32 LIVROS QUE MAIS MARCARAM A VIDA Entre meninas de 7ª série da Escola Pública: Sangue fresco Crepúsculo Marley e eu Coraline A droga da obediência Entre meninos de 7ª série de Escola Particular: A droga da obediência Sonhos de uma noite de verão Assassinato no Orient Express Sherlock Holmes

33 33 mk mara kotscho pesquisa de mercado 33 LIVROS QUE MAIS MARCARAM A VIDA Entre meninos, de 6ª série de Escola Pública: Crepúsculo Ronaldinho Entre meninas de 6ª série da Escola Pública: A droga da obediência Crepúsculo Jornada pelo rio mar Dom Quixote Harry Potter Diário da Princesa Mistério das 5 estrelas Judy Mudy

34 34 mk mara kotscho pesquisa de mercado 34 LIVROS QUE MAIS MARCARAM A VIDA Entre meninos, de 5ª série de Escola Particular: Invasores do espaço Crepúsculo Os miseráveis Barcos de papel Férias no orfanato Lua Nova O trem fantasma Peter Pan Tudo é possível Incrível viagem no tempo Do alto da barca do inferno Entre meninas de 5ª série da Escola Pública: A branca de neve O pequeno príncipe Alice no país das maravilhas 111 poemas Júlia vai à praia A marca de uma lágrima O segredo da amizade A casa da floresta Harry Potter e a ordem da Fênix

35 35 mk mara kotscho pesquisa de mercado 35 COMO CONSEGUEM O MATERIAL PARA LEITURA São várias (e igualmente praticadas) as formas de se conseguir material para leitura: pedir emprestado ou trocar livros com amigos pedir livros emprestados a parentes pegar livros na biblioteca da escola pegar livros na estante de casa (mesmo entre alunos de escolas públicas) comprar livros (+ entre crianças da rede privada)

36 36 mk mara kotscho pesquisa de mercado 36 COMO CONSEGUEM O MATERIAL PARA LEITURA Tem muitos livros na minha casa e, também, alguns eu compro Pego na casa da minha tia Peço emprestado pras minhas primas Peço livros de presente A escola dá dois livros por ano Na escola tem feira de livros Peço emprestado ou troco com algum amigo

37 mk mara kotscho pesquisa de mercado 37 FREQUÊNCIA A BIBLIOTECAS Salvo raríssimas exceções, quase todas as escolas que estes alunos frequentam têm biblioteca e/ou sala de leitura. A maioria, no entanto, só vai à biblioteca para retirar e devolver livros. Poucos são aqueles que costumam usar a biblioteca como lugar de leitura. Há uma minoria que diz que lá permanece apenas para fazer pesquisa / trabalho da escola (a maior parte afirma que prefere fazer pesquisa pela Internet). No geral, relatam bastante incentivo dos professores na frequência à biblioteca. Apenas um participante (no conjunto dos 8 grupos) diz que a professora só manda pra biblioteca de castigo Não há um consenso acerca da qualidade das bibliotecas escolares: algumas são limpas, conservadas e bastante completas (sobretudo as de escolas particulares); outras são consideradas feias, com acervo pequeno e livros mal conservados (mais as de escolas públicas). São raros os alunos que costumam frequentar outras bibliotecas, que não a da escola (apenas um participante menciona a biblioteca do bairro)

38 mk mara kotscho pesquisa de mercado 38 FREQUÊNCIA A BIBLIOTECAS A Biblioteca da minha escola fica bem no pátio. Então, tem muito barulho... A da minha é boa. Não tem muitos livros, mas é organizada Na minha tem muitos livros rasgados e eles não consertam. Isso é ruim A minha tem bastante livro e é bem organizada Vamos lá 2 vezes por semana, na aula de leitura Só vou quando a professora manda Eu mudei de casa, mudei de escola, não conhecia ninguém, passei a ir à biblioteca e gostei Vou à biblioteca uma vez por mês. Tem gente que vai para estudar... Eu vou fazer trabalho e, às vezes, pego um livro

39 39 mk mara kotscho pesquisa de mercado 39 FREQUÊNCIA A BIBLIOTECAS Vou para conseguir informações sobre as matérias e, às vezes, tem alguns livros legais, aí eu pego Lá só tem livros caídos, com páginas amareladas, livros antigos com histórias muito chatas...Teria que ter livros novos É legal, é bem calmo, é mais tranquilo É silencioso... É bom porque tem muitos livros e você acaba se impressionando, comparando com o que você tem em casa Não gosto muito da biblioteca...É muito silencioso, muito parado

40 mk mara kotscho pesquisa de mercado 40 HÁBITOS COM RELAÇÃO À INTERNET A grande maioria das crianças, principalmente as mais velhas, inclusive as de escola pública, tem computador e acesso à Internet em casa Costumam acessar a rede todos os dias, em geral sem limite de tempo para ficarem navegando, ainda que muitos tenham que disputar o espaço com os irmãos Na Internet, costumam baixar jogos/músicas/fotos/filmes e acessar o Orkut, o MSN e alguns sites de interesse (geralmente, para pesquisa escolar) Alguns afirmam que costumam ler os textos antes de fazer os trabalhos de escola. Alegam que têm que ter certeza de que o texto está correto ou que a professora exige o trabalho manuscrito. Por outro lado, alguns professores relatam ter recebido pesquisas impressas direto do site, até em russo

41 mk mara kotscho pesquisa de mercado 41 HÁBITOS COM RELAÇÃO À INTERNET Tem que ler. Vai que tem alguma coisa errada. Tem que conferir Vou ao Google, acho lá, copio e colo algumas imagens Eu imprimo e, depois, copio a mão, porque a professora pede Uso livro de vez em nunca, só quando não acho na Internet Para fazer pesquisa, trabalho de escola, é mais fácil de achar na Internet. Você vai direto no assunto

42 mk mara kotscho pesquisa de mercado 42 3.HISTÓRICO COM RELAÇÃO À LEITURA

43 mk mara kotscho pesquisa de mercado 43 LEITURA COMO HÁBITO DE FAMÍLIA Exceção feita aos meninos mais velhos da escola pública, a maioria dos participantes costumava ouvir histórias contadas ou lidas pelos pais e avós, quando pequenos. Lembram-se que gostavam de ouvir estas histórias, mas isso não significa que tenham passado a gostar de ler. Por outro lado, os que gostam de ler mencionam, também, algum parente que gosta muito de ler / está sempre com um livro nas mãos e reconhecem alguma influência destas pessoas no seu próprio hábito de leitura

44 mk mara kotscho pesquisa de mercado 44 LEITURA COMO HÁBITO DE FAMÍLIA Minha tia lê muito Minha mãe gosta de ler bastante. Ela é viciada em ler Minha mãe lia para mim livros que não tinham figuras, mas eu adorava mesmo assim Foi pelo embalo do meu pai. Ele lê muito Eles (os avós) contavam histórias da vida deles, de antigamente e inventavam histórias Meu avô contava histórias de dar medo, era super legal. Foi ele que me contou a história do Chapeuzinho Vermelho É bem melhor ouvir do que ler

45 mk mara kotscho pesquisa de mercado 45 LIVROS COMO PRESENTE Não gosto (de ganhar livro), porque, geralmente, a pessoa não sabe o meu gosto É muito pessoal. Não é sempre que as pessoas acertam Se for um assunto interessante, é legal ganhar livro Vários participantes afirmam já ter ganhado livros de presente, mas gostar do presente depende do interesse pelo tema / da identidade que o texto desperta. Em geral, não gostam de ganhar livros.

46 46 mk mara kotscho pesquisa de mercado LEITURA E ESCRITA

47 mk mara kotscho pesquisa de mercado 47 RAZÕES PELAS QUAIS NÃO COSTUMAM LER Os que não têm o hábito da leitura, alegam várias razões para o fato de não gostarem muito de ler: falta de vontade / preguiça atividades / apelos mais interessantes falta de tempo tamanho dos livros (muito grandes) dificuldades pessoais com a leitura

48 mk mara kotscho pesquisa de mercado 48 DIFICULDADES PESSOAIS As principais dificuldades pessoais mencionadas são: falta de paciência falta de concentração dificuldade de compreensão / entendimento do texto palavras difíceis / que não conhecem o significado (neste caso, embora digam que procuram o significado da palavra no dicionário, fica claro que a maioria passa batido; alguns perguntam o significado a outra pessoa ) medo (generalizado) / insegurança de ler em público

49 mk mara kotscho pesquisa de mercado 49 Não gosto. Não tenho paciência No começo, dá preguiça. Mas, depois, você se envolve e, se for legal, você lê até o fim Não gosto (de ler em público). Todo mundo começa a zoar com a sua cara Quando você erra, ficam rindo da gente Quando a professora pede para ir lá na frente, aí é chato. Fico nervosa Tem vezes que eu não entendo tudo. A dificuldade maior é por não saber o significado das palavras. Antes de ter que procurar no dicionário, pergunto para alguém Eu me enrolo toda, quando tem muito barulho. Tenho que ficar voltando para trás, para poder entender RAZÕES PELAS QUAIS NÃO COSTUMAM LER

50 50 mk mara kotscho pesquisa de mercado 50 Me atrapalha quando estou lendo e o meu irmão está jogando vídeo game, porque, aí, eu quero parar e jogar também Tenho dificuldade para me concentrar, quando quero ler e ver TV ao mesmo tempo Se o livro for muito grande, eu esqueço o que já li no começo Até gosto de ler, mas não entendo o que leio, porque geralmente estou pensando em outra coisa Tenho ansiedade de terminar o livro rápido... Quero ver o fim da história, mesmo não entendendo alguns pedaços Se eu ler muito rápido, acabo não entendendo nada. Então, tenho que ler devagar, para prestar atenção. Aí, demora muito... Quando o livro é muito grosso, dá preguiça. Quando não dá para entender o texto, aparecem umas palavras enormes, monstruosas que desanimam a gente RAZÕES PELAS QUAIS NÃO COSTUMAM LER

51 mk mara kotscho pesquisa de mercado 51 LEITURA vs. ESCRITA: PREFERÊNCIA / RAZÕES A maioria dos meninos prefere escrever a ler. Ao que tudo indica, parece uma tarefa menos passiva. Já boa parte das meninas prefere ler a escrever. Acham que não há risco de errar e que cansa menos. Contudo, poucos gostam de criar textos. É geral a preferência por copiar. Neste caso, a chance de errar é menor. E ainda, Reconhecem plenamente que quem lê sabe escrever melhor

52 52 mk mara kotscho pesquisa de mercado 52 LEITURA vs. ESCRITA: PREFERÊNCIA / RAZÕES Prefiro ler. É mais fácil (menina + velha) Para escrever (criar), você tem que saber ortografia e saber pensar No MSN a gente abrevia tudo. Aí fica mais fácil pra gente Eu tenho que escrever sempre certo. Se não, não gravo o jeito certo de escrever A leitura aumenta o vocabulário. Quem lê mais, escreve melhor e fala melhor Prefiro escrever porque é mais ativo. Você está fazendo alguma coisa. Ler, você fica sentado ali, como se não estivesse fazendo nada Todos os trabalhos importantes (vida profissional) tem escrita

53 53 mk mara kotscho pesquisa de mercado 53 LEITURA vs. ESCRITA: PREFERÊNCIA / RAZÕES Você lê bastante, faz vários cursos e isso vai contribuir para seu currículo, vai ajudar na sua vida profissional Não gosto de inventar texto. Gosto de copiar Fazer redação é mais difícil, porque a gente esquece de pontuar, não sabe se põe acento ou não... Escrever (criar) é mais legal do que ler uma coisa que já existe, que já está pronta, que você não pode mudar o que vai acontecer Gosto de escrever quando eu invento a história. Gosto de fazer redação Não gosto nem de ler, nem de escrever. Tem coisa muito melhor para fazer, tem futebol, TV, vídeo game, Internet

54 mk mara kotscho pesquisa de mercado 54 PRINCIPAIS INCENTIVOS (O que faz as pessoas gostarem ou não de ler e escrever?) Família e professores parecem desempenhar um papel fundamental e determinante na criação do hábito da leitura. Exemplos e incentivos (tais como, concursos com premiação, feiras de livro, salas de leitura, projeto soletrando etc) colaboram decisivamente para despertar e desenvolver o gosto pelos livros. Contudo, é determinante também que os textos recomendados e/ou sugeridos sejam interessantes, adequados ao target e que despertem identificação, para que haja persistência.

55 55 mk mara kotscho pesquisa de mercado 55 PRINCIPAIS INCENTIVOS (O que faz as pessoas gostarem ou não de ler e escrever?) É muito importante a influência de outras pessoas. Se elas te incentivam e você gosta do livro, aí vai bem A gente tem que acostumar. Tem que começar e persistir O único jeito (de criar o hábito) é começar a ler só o que a gente gosta Tinha que começar com um livro pequeno Os seus melhores amigos estarem lendo e recomendarem algum livro (O que poderia incentivar mais) Era os professores darem mais opções, livros mais adequados aos meninos e livros mais adequados às meninas, com um tema que interesse a cada um Eu gostaria de ter mais vontade de ler. A gente perde muito tempo na Internet, vendo TV...E a leitura é mais importante

56 56 mk mara kotscho pesquisa de mercado 56 PRINCIPAIS INCENTIVOS (O que faz as pessoas gostarem ou não de ler e escrever?) A leitura tem que ser uma coisa estimulante As professoras deveriam passar livros mais atuais, principalmente para quem está começando a ler, quando você ainda está criando o hábito Os livros tem que ser mais simples, menores, com uma linguagem mais atraente, mais fácil de entender Na minha escola tem o projeto soletrando, que todo mundo gosta de participar. A gente ganha medalha Na minha escola tem concurso. É muito legal. Você concorre a câmeras, celulares... Na minha escola teve um concurso de redação, quem fizesse a melhor redação ganhava para ir a um acampamento

57 mk mara kotscho pesquisa de mercado AGRUPAMENTO LIVROS

58 58 mk mara kotscho pesquisa de mercado 58 CRITÉRIOS ADOTADOS Vários critérios foram adotados para formar os grupos, conforme solicitação da moderadora (alguma questão de similaridade que vissem entre os livros): Temas / estilo literário Faixa etária do público alvo (infantil / juvenil) livros chatos / livros legais mais sérios / menos sérios Títulos parecidos Gênero do público alvo (para meninos e para meninas) No geral, contudo, os agrupamentos apresentam alguma consistência:

59 mk mara kotscho pesquisa de mercado 59 AGRUPAMENTOS Infantis Juvenis Aventura Mistério / Suspense / Terror/Magia Comédia Arte Informação Umbigo indiscreto; O louco do meu bairro; Menino Maluquinho Fala sério, mãe; Tipo assim; Balada; Coisas que todo garoto deve saber A maldição do ídolo perdido; Peter Pan; As aventuras de Tom Sawyer; Jornada pelo rio Mar; Flora Segunda Al Capone; Irmãos pretos; Histórias de crime e mistério Creuza em crise; Oxente Odisséia; Pablo Picasso Gramática de hoje; Lendas brasileiras

60 60 mk mara kotscho pesquisa de mercado SUGESTÕES PARA DESPERTAR O GOSTO PELA LEITURA

61 61 mk mara kotscho pesquisa de mercado 61 SUGESTÕES Meninos e meninas fazem poucas, mas consistentes sugestões para que os responsáveis pelo Sistema Educacional, autores e editores despertem neles o gosto pela leitura: lançar e indicar livros mais interessantes, adequados à faixa etária e ao gênero e que gerem identidade/ façam parte da realidade das crianças livros com capas mais interessantes, que despertem a curiosidade livros com temas mais interessantes (aventura, ação, suspense, terror, ligados à adolescência) livros com mais ilustrações

62 mk mara kotscho pesquisa de mercado SEGMENTO PROFESSORES 62

63 mk mara kotscho pesquisa de mercado PANO DE FUNDO 63 Não existem diferenças significativas entre os professores de escolas da rede pública e os da rede privada de ensino (excluídas da amostra escolas de primeira linha – mais caras e/ou de melhor qualidade). As diferenças serão apontadas, quando necessário, em função das especificidades do contexto de análise. A maioria dos professores, mesmo os de escolas particulares, tem dificuldades para se expressar corretamente, especialmente no que toca a questões de concordância verbal. São vários os depoimentos de docentes que relatam serem filhos de pais analfabetos ou semi alfabetizados. Se por um lado isto indica ascensão social, por outro, compromete o histórico de educação informal que tiveram. Muitos deles, afirmam, também, terem adquirido o hábito da leitura apenas na Universidade, por força das circunstâncias. São unânimes ao descreverem suas dificuldades em lidar com os alunos, sobretudo no que se relaciona à questão da disciplina.

64 mk mara kotscho pesquisa de mercado 1.ASSOCIAÇÕES DESPERTADAS PELO TEMA LEITURA 64

65 mk mara kotscho pesquisa de mercado 1ªs REAÇÕES AO TEMA: LEITURA (QUAL A PRIMEIRA COISA QUE VEM À CABEÇA QUANDO V. PENSA EM LEITURA?) 65 Referências a... Questões de ordem mais subjetiva / emocional Questões de ordem mais objetiva / racional Ganhos Prazer Relaxamento Curiosidade Liberdade Conforto Descoberta Interpretar Criticar Compreender Reações dos alunos quando recomendam alguma leitura Conhecimento Informação Aprendizado Novidades para trabalhar com alunos

66 mk mara kotscho pesquisa de mercado 66 SENTIMENTOS / SENSAÇÕES DESPERTADAS PELO TEMA LEITURA Desenvolvimento Aprendizagem / conhecimento Liberdade Emoções / Sensações despertadas pelo texto: alegria, medo Entusiasmo / viagem Hábito Poder Partilha

67 mk mara kotscho pesquisa de mercado 67 LEITURA: PRAZER OU SACRIFÍCIO? Assim como entre os alunos, também para os professores, ler é um prazer quando o tema interessa e gera identificação Não gosto de romances Uma leitura muito pe- sada, não é prazerosa Ler na minha casa é muito prazeroso; ler num lugar barulhento, ainda mais se for um texto que eu não goste, aí é tortura

68 68 mk mara kotscho pesquisa de mercado 68 LEITURA: PRAZER OU SACRIFÍCIO? Gosto de livros que reflitam a minha realidade Para mim, o livro é uma viagem Tudo depende do nosso interesse pelo assunto Ler um livro histórico, confesso que é muito cansativo... tipo Memórias Póstumas de Brás Cubas. Os alunos gostam só daquilo com que se identificam A leitura é um prazer, mas é também, às vezes, uma obrigação profissional O mundo leitura para o professor é essencial É um enorme prazer! Quem lê um livro nunca está só. Está sempre muito bem acompanhado

69 mk mara kotscho pesquisa de mercado 69 2.HISTÓRICO COM RELAÇÃO À LEITURA

70 mk mara kotscho pesquisa de mercado 70 HISTÓRICO COM RELAÇÃO À LEITURA Embora vários professores afirmem que ler está entre as coisas de que mais gostam de fazer, fica claro que a leitura não é uma prioridade em suas vidas. A maioria afirma que adquiriu o hábito só na faculdade.

71 71 mk mara kotscho pesquisa de mercado 71 Tive uma professora horrível, mas meu pai sempre me incentivou. Ele ficava comigo, quando chegava do serviço... Mas, foi na faculdade que isso realmente aconteceu Fui morar no Recife. Minha filha ia pra escolinha e eu voltei a estudar...Aí veio o gosto pela leitura. Ficava muito só, então lia bastante Meu pai era analfabeto e minha mãe só fez até a 4ª série. Minha irmã que lia um pouco para mim, mas mais batia do que lia Quando eu tinha uns 5 anos, minha madrinha começou a introduzir os livros na minha vida. Ela era professora e começou isso de forma muito bem feita...Para se formar um leitor, quanto antes começar, melhor Minha geração foi formada pelo Maurício de Souza. Lia muito gibi, era muito acessível, dava pra comprar Eu diria que ler está entre as dez coisas que mais gosto de fazer na vida. Entre as 5, não HISTÓRICO COM RELAÇÃO À LEITURA

72 72 mk mara kotscho pesquisa de mercado 72 Meu irmão colecionava gibis. Ele tinha uma caixa cheia de gibis e eu adorava ler a Turma da Mônica. Isso foi o início da minha leitura Meus pais nunca foram de fazer leitura. Como fui ser telefonista, comecei a ler, para passar o tempo...Quando criança não lia Fui Morar com minha avó, por causa da separação dos meus pais. Lá, eles eram muito bem informados e eu procurava não ficar atrás...Dalí, foi um passo para a literatura Eu adorava gibis. Minhas irmãs traziam das casas onde trabalhavam como empregadas domésticas... A partir daí, passei por todas as fases da vida lendo Sou um amante da leitura, toda a minha família lia muito e liam para mim. Ganhei um livro de Monteiro Lobato quando criança e me apaixonei pela leitura HISTÓRICO COM RELAÇÃO À LEITURA

73 mk mara kotscho pesquisa de mercado HÁBITOS DE LEITURA

74 mk mara kotscho pesquisa de mercado 74 A LEITURA NO DIA-A-DIA Hoje, no dia-a-dia, lêem: jornais (alguns na Internet, outros só no final de semana) revistas (Veja, Isto É, Nova Escola, Carta Capital, Caras, Superinteressante, revista de fofoca, revista de moda) material didático / material de trabalho Jornal, leio alguma coisa. Não dá tempo de ler tudo Quando não consigo ler o jornal durante o dia, vou para a Internet à noite Leio revistas só na Internet

75 mk mara kotscho pesquisa de mercado 75 Sendo que, A literatura fica em segundo plano: em média lêem entre 2 e 4 livros por ano e as principais razões apontadas para o baixo índice são a falta de tempo e o cansaço, por trabalharem demais (em média têm de 2 a 3 empregos). Mas, Acham, também, que há um componente pessoal que determina o maior ou menor interesse pela leitura A LEITURA NO DIA-A-DIA

76 76 Para quem é solteiro, ainda dá para ler. Mas, pra quem é casada, fica difícil A gente lê no consultório médico, no dentista, quando a oportunidade aparece Eu ando sem vontade de ler. Já li muito. Mas, hoje estou assim: só quero textos curtos Chego muito cansada e, ainda, tenho muitas coisas pra fazer em casa. Trabalho, trânsito, condução, deslocamentos, é tudo muito estressante. Quando a gente chega não tem disposição pra mais nada E, cada pessoa, tem uma coisa dentro dela...Tem esse desejo, que já está enraizado dentro dela e, em algum momento da vida, isso vai despertar mk mara kotscho pesquisa de mercado 76 A LEITURA NO DIA-A-DIA

77 77 mk mara kotscho pesquisa de mercado 77 PRINCIPAIS CRITÉRIOS DE ESCOLHA DE MATERIAL PARA LEITURA São os seguintes os principais critérios de escolha de material de literatura para leitura: Recomendação / indicação de terceiros / indicação da mídia Tema / estilo / assunto (auto ajuda, romance, suspense, clássicos brasileiros, literatura estrangeira) Autor Capa / título Bisbilhotando / Folheando nas livrarias / biblioteca da faculdade ou do bairro Necessidade pessoal / profissional (+) (-)

78 78 mk mara kotscho pesquisa de mercado 78 CRITÉRIOS DE ESCOLHA DE MATERIAL PARA LEITURA Adoro José Saramago, os clássicos brasileiros e alguma coisa de literatura estrangeira Gosto de grandes autores antigos, Jorge Amado...Tem muita coisa boa, aí pra trás Eu já comprei livro pela capa. Era colorida! Eu gosto muito de suspense. Literatura estrangeira tem muito disso Cada um tem seu momento de leitura. Numa fase é uma coisa, noutra é outra, e assim vai Tem um site, o livreiro lá tem um monte de coisa Dou uma olhada na Saraiva e na Cultura

79 79 mk mara kotscho pesquisa de mercado 79 ONDE COSTUMAM LER Em casa / no quarto Na escola / na sala de leitura / no intervalo entre as aulas No ônibus / no trajeto entre um emprego e outro Leio em casa, na cama, uns dez minutos antes de dormir Leio em casa e um pouquinho na hora do almoço Leio andando, na rua Leio indo de uma escola pra outra, no ônibus

80 80 mk mara kotscho pesquisa de mercado 80 LIVROS QUE MAIS MARCARAM A VIDA A ilha Capitães da areia A droga da obediência Memórias póstumas de Brás Cubas Grande sertão Veredas Morte e vida Severina Uma queda para o alto Assim falou Zaratrusta Admirável mundo novo Um estranho no espelho Intensidade O pequeno Príncipe Uma luz no fim do túnel Primo Basílio A hora da estrela O escaravelho do diabo O menino do dedo verde Éramos seis O diário de Anne Frank O crepúsculo A cabana Anjos e demônios O pequeno príncipe Você pode curar a sua vida Contos de Edgar Alan Poe A menina que roubava livros Professores de Escolas Públicas

81 81 mk mara kotscho pesquisa de mercado 81 LIVROS QUE MAIS MARCARAM A VIDA A hora da estrela A moreninha Macunaíma O meu pé de laranja lima Teresa Batista cansada de guerra Seara vermelha Lucíola Senhora Pais inteligentes, filhos brilhantes Botija de ouro Bairro dos estranhos Black out Farwell Triste fim de Policarpo Quaresma O primo Basílio A hora da estrela Por uma semente de paz Nunca desista de seus sonhos Nada fica sem resposta O garoto de ouro O pequeno príncipe Sendo que, em geral, os livros de cabeceira são livros religiosos ou de auto ajuda Professores de Escolas Particulares

82 82 mk mara kotscho pesquisa de mercado 82 COMO CONSEGUEM O MATERIAL PARA LEITURA Assim como entre os alunos, são várias as formas utilizadas pelos professores para conseguirem material para leitura: Troca Empréstimo ( de terceiros, de bibliotecas) Compra no sebo Compra pela Internet Compra em livrarias

83 83 mk mara kotscho pesquisa de mercado 83 COMO CONSEGUEM O MATERIAL PARA LEITURA Eu frequento a biblioteca do meu bairro. Livro, no Brasil, é muito caro Na Internet você encontra qualquer livro, você compra, eles entregam em casa. É um facilitador Eu sempre fiz uso das bibliotecas públicas, elas sempre fizeram parte da minha vida Gosto de comprar no sebo. Gosto do sebo na Internet. O acervo de livros na Internet é bem mais barato Vou à biblioteca do clube e da escola Eu compro. Quando posso, compro

84 mk mara kotscho pesquisa de mercado 84 HÁBITOS COM RELAÇÃO À INTERNET A maioria dos participantes usa intensamente a Internet. As atividades na rede são bastante diversificadas: Abrir / ler e responder s Fazer pesquisas (para o trabalho / para a faculdade) Ler notícias Ler textos diversos / livros Escutar música Elaborar provas / atividades para os alunos Fazer cursos à distância Orkut / MSN (Para conhecer o mundo dos alunos)

85 mk mara kotscho pesquisa de mercado COMO TRABALHAM LEITURA E ESCRITA

86 mk mara kotscho pesquisa de mercado 86 PERCEPÇÃO DO NÍVEL DE INTERESSE /APRENDIZADO DOS ALUNOS Parece consensual, entre os professores, a opinião de que há um generalizado desinteresse dos alunos não só com relação à leitura, mas em relação ao processo de aprendizagem como um todo. Além dos apelos externos, a absoluta falta de disciplina parece ser o principal problema na relação direta com as crianças / adolescentes. Colaboram para o quadro de desinteresse o processo de progressão continuada / aprovação incondicional dos alunos ao final do ano e a falta de interesse / envolvimento dos pais com relação à educação formal de seus filhos.

87 mk mara kotscho pesquisa de mercado 87 O aluno, hoje, é imediatista. Ele assiste TV, joga vídeo game, entra na internet... A leitura, o livro é algo muito lento, muito parado... As crianças são super ativas em decorrência do mundo em que vivem e da (falta de ) educação que recebem em casa Tudo é muito fácil na Internet. Eles não querem ter trabalho... Eles têm preguiça de pensar Com essa política do Estado (progressão continuada), a escola virou um depósito de gente. Hoje não somos mais professores, somos monitores Mais de metade da aula, a gente fica tentando acalmar a classe... Trabalhamos em péssimas condições, então, não tem como criar um leitor crítico Eles vivem sem sentido. Um deles, outro dia falou pra mim: porque eu vou estudar, se vou morrer logo mesmo NÍVEL DE INTERESSE E APRENDIZADO

88 88 mk mara kotscho pesquisa de mercado 88 Falta orientação por parte dos pais Na minha escola teve uma criança que estava andando em cima de um muro de 2 metros de altura. Fui chamar a atenção, ela virou pra mim e disse: se eu cair é até bom, porque o Estado vai ter que me indenizar! Eu vivo escutando: Por que eu vou estudar, se eu já passei de ano mesmo? Os pais não participam, são completamente ausentes, não impõem limites... Os pais precisam ser mais participativos As crianças não têm o mínimo de educação e nem um mínimo de disciplina. Como conseguir passar o mínimo de conteúdo? A progressão continuada e a aprovação automática, ambas trouxeram grande prejuízo à Educação e ao ensino NÍVEL DE INTERESSE E APRENDIZADO

89 89 mk mara kotscho pesquisa de mercado 89 PRINCIPAIS DIFICULDADES PERCEBIDAS A baixa capacidade de compreensão do texto parece ser o maior problema enfrentado no aprendizado da leitura, entre os alunos dos professores ouvidos. Além disso, mencionam ainda: Dificuldade de concentração Dificuldade em pronunciar as palavras corretamente Dificuldade de entendimento das palavras / palavras desconhecidas Falta de tempo em função de múltiplas atividades Preguiça / preferência por outras atividades (Internet, games, futebol etc) Analfabetismo funcional

90 90 mk mara kotscho pesquisa de mercado 90 PRINCIPAIS DIFICULDADES PERCEBIDAS A capacidade de compreensão é muito baixa. Eles não sabem extrair do texto a idéia central Eles não tem concentração nenhuma. Não é falta de capacidade, porque eles aprendem mil coisas, haja visto o uso de toda essa tecnologia que está a disposição deles e com o que eles lidam muito bem Ler dá trabalho, quando não sabe o que a palavra quer dizer, tem que procurar no dicionário Tem o fator econômico, que também pesa bastante. Quem tem dinheiro prefere outros estímulos e quem não tem dinheiro não pode nem comprar um livro É o analfabeto funcional, filho da progressão continuada. Isso também ocorre na escola particular. A escola estadual abriu as pernas literalmente e a escola particular, camufladamente, já entrou muito tempo antes, dado seu aspecto mercadológico

91 91 mk mara kotscho pesquisa de mercado 91 COMO ENFRENTAM AS DIFICULDADES Poucos tentam trabalhar alguns alunos, que acham que ainda tem como recuperar o interesse. A maioria, no entanto, parece bastante cética com relação ao processo de aprendizado de seus alunos Dizem que para que houvesse mais interesse pela leitura, seria preciso que pais e mestres reiterassem cotidianamente a importância do hábito junto às crianças. Além disso, acham que os pais deveriam impor um limite de tempo para outras atividades, mais sedutoras para a faixa etária (Internet, vídeo games etc)

92 92 mk mara kotscho pesquisa de mercado 92 SOBRE AS DIFICULDADES Com alguns, eu ainda consigo fazer alguma coisa, com outros... Paciência, não consigo nada (Gostar ou não de ler) É uma somatória de coisas: tipo de criação e exemplo familiar, abordagem escolar, necessidade profissional e pessoal. Além disso, implica uma boa dose de habilidade pessoal Precisa ser de circo e saber fazer mágica Tem que enfrentar com a cara e com a coragem Precisamos fazer um trabalho de conscientização com os alunos, porque os pais, infelizmente, não são participativos A gente tem que começar ganhando os pais, pois eles delegam toda a educação dos filhos para a gente

93 mk mara kotscho pesquisa de mercado 93 RECURSOS QUE PODERIAM SER UTILIZADOS PARA REVERTER A SITUAÇÃO Muitos professores acham que a abordagem inicial por parte dos pais é fundamental para definir um futuro leitor (ou não). Pais e professores deveriam se unir nesta jornada. Para muitos, também, o Estado poderia colaborar, adotando uma política de ensino mais adequada, que exija do aluno algum esforço. Ou seja: há que se acabar com a progressão continuada / aprovação automática. Ainda com relação à escola pública, deveriam criar condições mais adequadas de ensino e aprendizagem, fornecendo material de qualidade e em número compatível com as necessidades. Os professores de escolas particulares, sugerem ainda: rodas de leitura, rodas de conversação, leitura compartilhada

94 mk mara kotscho pesquisa de mercado 94 RECURSOS QUE PODERIAM SER UTILIZADOS PARA REVERTER A SITUAÇÃO Tentando cada um fazer a sua parte: os pais a parte deles e os educadores a nossa. É um processo longo e, no caso da escola pública, esperando que o governo não atrapalhe mais Gosto muito de fazer leitura compartilhada com eles (alunos). Com esta atividade, você consegue tirar vários pesos. Você tira a timidez, entre outras coisas

95 mk mara kotscho pesquisa de mercado 95 INCENTIVO AO USO DE BIBLIOTECAS Todas as escolas onde trabalham têm bibliotecas, no geral bem montadas e bem completas. Afirmam incentivar seus alunos a frequentá-las, mas percebem que a maioria deles não gosta, não se interessa. Os principais incentivos são: feiras culturais, feiras de livros, dramatização de texto e leitura compartilhada. A concorrência mais direta das bibliotecas (e causa de afastamento dos alunos) é a Internet.

96 96 mk mara kotscho pesquisa de mercado 96 INCENTIVO AO USO DE BIBLIOTECAS A gente tem que levar o aluno para um outro espaço, ir para o jardim, um lugar bonito, agradável dentro da escola, tornando a leitura uma ação diferente e gostosa O professor tem que incentivar a frequência à biblioteca para que o aluno faça pesquisas, estudo, consulte outros livros. Para ele não ter a sensação de ir lá somente por obrigação, para ler um livro somente porque vai ter prova As crianças vêem a biblioteca como uma coisa antiga, velha. Com a Internet, a biblioteca parece uma coisa ultrapassada. É uma luta desigual essa Lá, na Internet, eles acham tudo à mão. Todo o resto dá preguiça neles

97 97 mk mara kotscho pesquisa de mercado 97 INCENTIVO AO USO DE BIBLIOTECAS Sempre monto projetos de leitura com a biblioteca da escola. Vou com eles sempre que possível e, lá, eles podem escolher o livro que quiserem, sem se preocupar em ter que fazer prova, tirar nota ou fazer qualquer tipo de avaliação Os alunos do futuro pouco frequentarão a biblioteca. A internet é a realidade. Não dá para pedir para ele consultar a Barsa. Procurar o volume na biblioteca, carregar peso, mexer com aquele trambolho No meu caso, o aluno, em vez de ir pra biblioteca, vai para a sala de informática, atrás do computador e da Internet A Internet é imediata. Por isso o adolescente se identifica tanto com este meio

98 98 mk mara kotscho pesquisa de mercado 98 CONHECIMENTO DO LIVRO ELETRÔNICO Fica claro o desconhecimento do livro eletrônico entre os professores de escolas públicas. Entre os educadores da rede privada, alguns já ouviram falar, mas o aparelho gera polêmica: para eles, pessoalmente, parece interessante, mas seria desastroso no uso com alunos

99 99 mk mara kotscho pesquisa de mercado 99 CONHECIMENTO DO LIVRO ELETRÔNICO Só ouvi falar da lousa eletrônica, mas livro nunca ouvi falar, não (pública) Só conheço a Bíblia eletrônica (pública) Recebi por o livro chip. Mas, não sei nada sobre isso (pública) Já ouvi falar. É o e-book. São trezentos livros, na íntegra, dentro de um equipamento (particular) Se colocar o aluno na frente de um treco deste ele vai fazer de tudo, menos ler o livro (particular)

100 100 mk mara kotscho pesquisa de mercado 100 CONHECIMENTO DO LIVRO ELETRÔNICO Quero saber como vai ser o acesso (particular) É tudo que a gente gostaria de ter! Mas, e o preço? Tem a questão da eliminação do peso, de se carregar muito volume

101 101 mk mara kotscho pesquisa de mercado EXPECTATIVAS COM RELAÇÃO A ALGUMA FORMA DE AUXÍLIO

102 102 mk mara kotscho pesquisa de mercado 102 O QUE PODERIA SER FEITO Na opinião de um grupo (professores de escola pública), falta uma política pública que favoreça o aprendizado. Acham que há má distribuição de verbas, que privilegia os alunos, com distribuição de material e uniformes, mas sacrifica os professores, que são submetidos a baixos salários. A maioria, no entanto, acha que enquanto houver a política da progressão continuada, nada mudará

103 103 mk mara kotscho pesquisa de mercado 103 O QUE PODERIA SER FEITO De uma maneira geral, os professores – sobretudo os de escolas públicas - sugerem: Fim da progressão continuada Professores mais bem preparados e comprometidos / cursos de capacitação profissional Melhores salários para os professores A volta da disciplina escolar, onde o aluno não tenha só direitos, mas também deveres Estabilidade para professores Ação integrada de todo o corpo docente Campanhas de incentivo aos pais para que colaborem / participem da vida escolar de seus filhos

104 104 mk mara kotscho pesquisa de mercado 104 O QUE PODERIA SER FEITO Existe um grande investimento nesses benefícios (material escolar, uniformes) e nenhum investimento no salário do professor Programa de capacitação não existe. Tinham que pagar pós Tem que disciplinar os alunos. O Estado só faz maquiagem... é o momento de pensar nas drogas, colocar polícia dentro das escolas... É uma frustração enorme para o professor, porque ele começa um trabalho, mas não termina Então, a gente finge que dá aula, os alunos fingem que aprendem e o Estado finge que está formando cidadãos É tanto benefício para os alunos, que parece que o professor nem interessa. Não que eu não ache correto os benefícios, mas em contrapartida, tinha que exigir alguma coisa dos alunos. Hoje eles recebem e jogam tudo fora

105 105 mk mara kotscho pesquisa de mercado 105 QUEM PODERIA AJUDÁ-LOS 105 mk mara kotscho pesquisa de mercado 105 Empresas poderiam focar o mercado de trabalho para jovens / oferecer estágios Editoras poderiam oferecer cursos de capacitação para professores O Estado poderia fazer parcerias com ONGs, fundações, institutos para que cada escola (pública ou particular) pudesse manter uma equipe interdisciplinar própria (com psicólogos, pedagogos e psico-pedagogos), capaz de identificar, diagnosticar e encaminhar ou tratar alunos com problemas recorrentes relacionados à aprendizagem A mídia, como formadora de opinião, poderia colaborar na difusão destas iniciativas

106 106 mk mara kotscho pesquisa de mercado 106 QUEM PODERIA AJUDÁ-LOS 106 mk mara kotscho pesquisa de mercado 106 O professor, hoje, tem que identificar todas as nuances de distúrbios. Desde os disléxicos até os hiperativos. Como se fôssemos capacitados para reconhecer este tipo de coisa. Você precisaria ter outros profissionais inseridos na escola para te orientar O apoio da família é fundamental no caso de crianças que apresentam alguma disfunção, mas o diagnóstico tem que ser feito por profissionais habilitados para isso Já que não existe este tipo de profissional, deveriam dar mais capacitação ou cursos de especialização para os professores A escola particular exige que você se especialize, que já venha pronto, com todos os cursos feitos. Mais uma vez, aparece aí, a questão mercadológica! As instituições é que deveriam bancar estas especializações

107 107 mk mara kotscho pesquisa de mercado 107 PAPEL DAS EDITORAS NESTE CONTEXTO Diminuir o preço dos livros Fazer livros mais atraentes (com linguagem mais acessível, textos mais curtos, mais ilustrados, com capas chamativas) Oferecer cursos / palestras / seminários de capacitação para professores Promover gincanas, concursos, feiras de troca de livros entre os alunos Levar as crianças a conhecerem as editoras / conhecerem todo o processo de edição / impressão de um livro

108 mk mara kotscho pesquisa de mercado CONSIDERAÇÕES FINAIS 108

109 mk mara kotscho pesquisa de mercado Os resultados da pesquisa mostram que: Escolas da rede pública e escolas da rede privada (excluídas as de primeira linha) estão igualmente em situação de penúria, no que diz respeito ao ensino e ao aprendizado da leitura e da escrita. Em última instância, observam-se, por um lado, alunos absolutamente indisciplinados e desinteressados e, por outro, professores reconhecidamente despreparados e desmotivados. Ambos os segmentos parecem compor os dois lados de uma mesma moeda, totalmente desvalorizada, agonizante. Contudo, numa instância anterior a essa, encontram-se outros dois segmentos, que – talvez – sejam os grandes responsáveis por esta situação. De um lado, pais / famílias totalmente alienadas do processo educativo de seus filhos e, de outro, um Estado ausente, quando não manipulador. 109

110 mk mara kotscho pesquisa de mercado 110 Neste contexto, a inserção dos pais no processo educativo parece fundamental. Da mesma forma, uma política de ensino, que exija mais dos alunos (tanto em termos de disciplina, quanto de esforço de aprendizagem) e valorize os professores (com melhores salários e condições de trabalho, incluindo capacitação profissional) é condição determinante para que o sistema educacional, como um todo, possa funcionar de forma mais produtiva. No que diz respeito, especificamente, à leitura (e à escrita) os alunos parecem apontar um caminho único e, relativamente, simples: professores deveriam indicar livros mais interessantes, mais adequados à faixa etária e ao gosto do leitor (lembrando que meninas preferem romances e meninos livros de ação/aventura), que gerem identidade no público alvo, provoquem envolvimento e tenham a ver com seu tempo e sua realidade.


Carregar ppt "Mk mara kotscho pesquisa de mercado PESQUISA QUALITATIVA LEITURA E QUALIDADE DE ENSINO RELATÓRIO CONSOLIDADO MAIO/2010 REALIZADA COM EXCLUSIVIDADE PARA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google