A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

M&A de Resultados em MINAS

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "M&A de Resultados em MINAS"— Transcrição da apresentação:

1 M&A de Resultados em MINAS
Evolução do modelo de gestão IV Seminário RBMA O papel dos diversos tipos de liderança /atores chave no desenvolvimento de capacidades

2 Grave situação fiscal: déficit de R$2,4 bilhões
Agente das mudanças.... GESTÃO PARA A CIDADANIA [ ] CHOQUE DE GESTÃO [2003 – 2006] ESTADO PARA RESULTADOS [2007 – 2010] 2003 2007 2011 2014 Grave situação fiscal: déficit de R$2,4 bilhões Salários atrasados e em escalas Vinculações constitucionais equivalentes a 103% da Receita Corrente Líquida Suspensão de repasses do Governo Federal e créditos de organizações internacionais

3 ESTADO PARA RESULTADOS GESTÃO PARA A CIDADANIA
Evolução do Modelo de Gestão em Minas CHOQUE DE GESTÃO [2003 – 2006] Ajuste Fiscal Revitalização do Planejamento Aprimoramento do apoio à execução Acordos de Resultados Retomada da capacidade de investimento ESTADO PARA RESULTADOS [2007 – 2010] Desdobramento dos Acordos de Resultados por equipes Programas para aumentar o foco em resultados Consolidação do apoio à execução nos órgãos centrais Empreendedores Públicos GESTÃO PARA A CIDADANIA [ ] Cidadão como foco de todas as ações Indicadores de percepção dos cidadãos Transparência Movimento Minas e Estado em Rede 2003 2007 2011 2014 EFICIÊNCIA EFICÁCIA EFETIVIDADE

4 Choque de Gestão Conjunto de medidas emergenciais para modificar o padrão de comportamento da administração pública estadual. CHOQUE DE GESTÃO [2003 – 2006] Ajuste Fiscal Revitalização do Planejamento Aprimoramento do apoio à execução Acordos de Resultados Retomada da capacidade de investimento Duplo planejamento 2003 2006 Revitalização do Planejamento Governamental Equilíbrio fiscal

5 31 Projetos Estruturadores
CHOQUE DE GESTÃO [2003 – 2006] 2004 2003 2006 31 Projetos Estruturadores 4% da despesa orçamentária em 2004 A criação de uma carteira de projetos estratégicos aprimorou as técnicas de planejamento e a priorizou o fluxo de recursos, alinhando o plano e o orçamento.

6 Resultados para a Sociedade
Estado para Resultados Consolidação do Equilíbrio Fiscal e do Gerenciamento Intensivo de Projetos ESTADO PARA RESULTADOS [2007 – 2010] Desdobramento dos Acordos de Resultados por equipes Programas para aumentar o foco em resultados Consolidação do apoio à execução nos órgãos centrais Empreendedores Públicos Resultados para a Sociedade 2007 57 Projetos Estruturadores 2007 2010 11,5% da despesa orçamentária em 2008

7 Missão: “Estruturar uma gestão por resultados efetiva no Governo de Minas Gerais”
ESTADO PARA RESULTADOS [2007 – 2011] 2007 2010 Vice-Governador Coordenação Executiva Unidade de Indicadores Unidade de Empreendedores Unidade de Gestão Estratégica Parceiro estratégico Secretaria de Planejamento

8 Instrumentos de M & A ESTADO PARA RESULTADOS 2007 2010
[2007 – 2011] 2007 2010 Avaliações de Impacto

9 Inclusão do cidadão no planejamento da gestão governamental.
Gestão para Cidadania GESTÃO PARA A CIDADANIA [ ] Cidadão como foco de todas as ações Indicadores de percepção dos cidadãos Transparência Movimento Minas e Estado em Rede Inclusão do cidadão no planejamento da gestão governamental. Este é, talvez, o passo mais ambicioso e ousado: aproximar, no dia a dia, o Estado das pessoas. É motivar a sociedade a participar de maneira ativa, fazer com que as pessoas se sintam integrantes desse movimento. É mostrar que o governo sozinho não é capaz de modificar a realidade. Governador Anastasia 2011 2014 ESTADO EM REDE

10 ESCRITÓRIO DE PRIORIDADES ESTRATÉGICAS
Foco na Entrega

11 ORGANOGRAMA Organograma Conselho Deliberativo
Comitê para Pré-Qualificação dos Empreendedores Públicos Diretor-Presidente Diretor-Vice Presidente Gabinete Auditoria Setorial Assessoria de Comunicação Social Assessoria Jurídica Núcleo de Avaliação, Análise e Informação Núcleo de Entregas e de Empreendedores Públicos Núcleo de Sistemas e Gestão Superintendência de Empreendedores Públicos Superintendência de Planejamento Gestão e Finanças

12 Órgãos e entidades da Administração Pública ENTREGAS PARA A SOCIEDADE
Empreendedor Público Atuação Matricial do Empreendedor Público EDUCAÇÃO SAÚDE EMPREGO DE QUALIDADE DEFESA SOLCIAL PROJETOS ESPECIAIS Órgãos e entidades da Administração Pública ENTREGAS PARA A SOCIEDADE

13 Organização de Trabalho
NEEP NAAI NSG EDUCAÇÃO: Proficiência SAÚDE: Mortalidade Infantil EMPREGO: Empregabilidade Líder + Equipe Equipe DEFESA SOCIAL: Gestão Gestão para Cidadania Movimento Minas Projetos Específicos Gabinete SPGF ENTREGAS Líder + Equipe Líder + Equipe Líder + Equipe Líder + Equipe Equipe Equipe Equipe Equipe Líder + Equipe

14 PRIORIDADES Atuação nas PRIORIDADES EMPREGO DE QUALIDADE:
MORTALIDADE INFANTIL: “Mães de Minas” Estratégias de financiamnto PROFICIÊNCIA: Reinventando o Ensino Médio PIP Aprofundameto de Estdudos EMPREGO DE QUALIDADE: Product Space de Minas Gerais PEP Educação Profissionalizante DEFESA SOCIAL: Aprimoramento de processos de gestão Estatísticas de criminalidade GESTÃO PARA CIDADANIA: Movimento Minas Mapa de Resultados PROJETOS ESPECÍFICOS: Projetos especiais de atenção do Governador com curta duração

15 Avaliação, Análise e Informação
“Art. 14. O Núcleo de Avaliação, Análise e Informação tem por finalidade subsidiar as decisões governamentais por meio da disponibilização de informações tempestivas, confiáveis e relevantes no tocante aos programas e prioridades estratégicas, competindo-lhe: I - identificar iniciativas governamentais relacionadas ao monitoramento de indicadores e à avaliação de políticas públicas; II - propor, coordenar e executar os planos de avaliação para os programas e estratégias estaduais consideradas prioritárias; III - propor e monitorar o conjunto de metas mobilizadoras e resultados finalísticos pactuados pelo Governo do Estado; IV - realizar, conforme solicitação do Governador, atividades e pesquisas relativas ao monitoramento e à avaliação de políticas públicas; V - promover estudos e análises econômicas e sociais dos municípios mineiros; VI - estabelecer critérios e diretrizes para as metodologias de avaliação dos programas e estratégias consideradas prioritárias; VII - definir parâmetros técnicos de aceitação dos produtos contratados junto às instituições avaliadoras independentes, em conformidade com a legislação aplicável; VIII - apoiar, quando solicitado por órgãos e entidades do Poder Executivo estadual, a realização de pesquisas para a avaliação de políticas públicas; IX - analisar o desempenho das políticas públicas de áreas prioritárias, com enfoque setorial ou regional; X - identificar novas metodologias de avaliação de políticas públicas, programas e projetos utilizados nacional ou internacionalmente; XI - acompanhar a execução de acordos e convênios celebrados pelo EPE, com instituições de pesquisa, públicas e privadas, para realização de avaliações de políticas públicas; e XII - elaborar informes periódicos sobre indicadores de resultados finalísticos selecionados pelo Governador. “ Decreto de 28/03/2011

16 NAAI: Atuar como consultor e executor de processos de:
Papel do Núcleo: Missão do Escritório: “Cooperar com as unidades setoriais como parceiro fundamental para o alcance das metas prioritárias do Governo do Estado de Minas Gerais” NAAI: Atuar como consultor e executor de processos de: Avaliação e Monitoramento Análises Informações ...para subsidiar a atuação do Escritório junto às unidades setoriais e a tomada de decisões governamentais, em como garantir a qualidade e disseminação das informações estratégicas.

17 Linhas de Atuação Linhas de atuação O que é... Demandantes
Apoio às prioridades Ser consultor/fornecedor das equipes das prioridades, especialmente em processos de: Avaliação e Estudos Monitoramento Análises Informação NEEP Líderes das prioridades Mapa de Resultados Ser responsável pela definição de estratégias e conteúdos da ferramenta (a denifir...) Escritório Projetos Específicos Ser propositor/executor de projetos especiais relacionados às temáticas de M&A e Informações. Exemplo: PAD, ODMs, etc. Indicadores de Gestão Atuar conjuntamente à Seplag na estruturação e consolidação de modelo de produção e monitoramento dos indicadores de gestão do Governo: PMDI e AR Seplag Demandas Especiais Ser responsável pelo atendimento de demandas intempestivas de informações e análises Governador Comunicação Outros

18 Esporádica: sob demanda ou quando identificada a oportunidade
Processos de trabalho Processo Avaliação e Estudos Monitoramento Análises Informações Para que: Apoiar a atuação das equipes das prioridades; Apoiar outros parceiros na orientação/condução de projetos especiais; Ser referência metodológica no Governo do Estado; Acompanhar os indicadores de tendência das prioridades; Apoiar a Seplag Apoiar parceiros em demandas específicas Potencializar a utilização, para gestão, dos resultados de projetos especiais Atender tempestivamente às demandas especiais Dar conteúdo e forma ao Mapa de Resultados Padronizar acesso e uso de informações de resultados e gestão do Governo Natureza temporal Esporádica: sob demanda ou quando identificada a oportunidade Rotina

19 Processos de Trabalho Linhas de atuação
Linhas de atuação e Processos de trabalho Processos de Trabalho Avaliação e Estudos Monitoramento Análise Informação Prioridades x Mapa de Resultados Projetos Específicos Indicadores de Gestão Demandas Especiais Linhas de atuação

20 Instrumentos de M & A e Gestão da Informação
GESTÃO PARA CIDADANIA [2011 – 2014] 2014 2011

21 Afirmação do compromisso de transparência da informação.
Mapa de Resultados Desenvolvimento dos indicadores: caminho para a transparência dos indicadores. Afirmação do compromisso de transparência da informação. Disponibilização de um painel de indicadores público.

22 Monitoramento Avaliação SEPLAG ESCRITÓRIO Próximas ações......
CONTÍNUO Atividade gerencial interna que se realiza durante o período de execução e operação das políticas públicas, podendo indicar necessidades de avaliações. PONTUAL Utilizar métodos para que o processo de julgamento de uma política pública se torne sistemático e confiável. Desenvolvimento dos indicadores: caminho para a transparência dos indicadores. SEPLAG ESCRITÓRIO “consultoria” orientação “consultoria” execução

23 Prioridades Outras áreas
GUIAS de Avaliação Os instrumentos metodológicos, em elaboração, fazem parte do processo de planejamento do Escritório para atuação na atividade de AVALIÇÃO. Para quem estarão orientados e para que servirão? Prioridades Outras áreas Para a condução de iniciativas de avaliação Para referenciar iniciativas de avaliação META: Nenhuma iniciativa de AVALIAÇÃO será conduzida no Governo sem a orientação do Escritório!

24 Gestores dos programas
GUIAS DE AVALIAÇÃO Gestores dos programas A decisão de avaliar deve nascer da necessidade de alguém saber: necessidade de quem? O que esse alguém quer saber? Por quê? Como vai utilizar seus resultados? PRODUTO OBJETIVO Portfólio de Avaliações Apresentar uma lista de métodos diversificados de avaliações com informações específicas para cada contexto e etapa do ciclo de política pública. Guia de Contratação Orientar a contratação de serviços de avaliação de programas governamentais, apresentando as principais fases constituintes do processo. Guia de Acompanhamento Apresentar orientações em forma de guia para o acompanhamento adequado das iniciativas de avaliação contratadas visando garantir que essas aconteçam segundo parâmetros de utilidade, viabilidade, adequação ética, rigor e exatidão. Guia de Utilização Apresentar orientações de forma estruturada para comunicação e uso dos resultados das avaliações com vistas ao melhor aproveitamento dos dados pelos gestores.


Carregar ppt "M&A de Resultados em MINAS"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google