A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O nascimento da clínica e do paradigma psiquiátrico.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O nascimento da clínica e do paradigma psiquiátrico."— Transcrição da apresentação:

1 O nascimento da clínica e do paradigma psiquiátrico

2

3 O Hospital não era uma instituição médica O Hospital era uma instituição religiosa O Hospital era uma instituição religiosa de assistência aos pobres de assistência aos pobres uma instituição filantrópica, de caridade uma instituição filantrópica, de caridade

4 O HOSPITAL GERAL Grande Internação ou Grande Enclausuramento z Terceira Ordem da Repressão z Um poder intermediário entre o poder da polícia e o poder da justiça z POLÍCIA HOSPITAL GERAL JUSTIÇA

5 A mudança que ocorre no final do século XVIII e início do XIX O Hospital torna-se uma instituição médica O Hospital torna-se uma instituição médica A Medicina torna-se um saber e uma prática predominantemente hospitalar A Medicina torna-se um saber e uma prática predominantemente hospitalar

6 O Nascimento do Hospital O hospital como instrumento terapêutico é uma invenção relativamente nova, que data do final do século XVIII. O hospital como instrumento terapêutico é uma invenção relativamente nova, que data do final do século XVIII Uma nova prática: a visita sistemática e comparada aos hospitais Uma nova prática: a visita sistemática e comparada aos hospitais O hospital como objeto de conhecimento médico - Tenon (Fr), Howard (UK). O hospital como objeto de conhecimento médico - Tenon (Fr), Howard (UK).

7 A clínica: condições de possibilidade Reorganização do espaço hospitalar Redefinição do estatuto social do doente Uma nova episteme: a experiência Uma nova linguagem

8 A REORGANIZAÇÃO DO ESPAÇO HOSPITALAR E O MÉTODO DAS CIÊNCIAS NATURAIS A EXPERIÊNCIA SIGNIFICA: A EXPERIÊNCIA SIGNIFICA: OBSERVAR OBSERVAR DESCREVER DESCREVER COMPARAR COMPARAR CLASSIFICAR CLASSIFICAR

9 Como se dá esta transformação? A disciplina nas instituições propicia: A disciplina nas instituições propicia: Uma arte de distribuição espacial dos indivíduos Uma arte de distribuição espacial dos indivíduos Um controle do tempo Um controle do tempo O exercício de um controle - não sobre o resultado de uma ação, mas sobre o seu desenvolvimento O exercício de um controle - não sobre o resultado de uma ação, mas sobre o seu desenvolvimento

10 A escola NORMAL

11 Como se dá esta transformação? A disciplina nas instituições propicia: A disciplina nas instituições propicia: uma vigilância perpétua e constante sobre os indivíduos uma vigilância perpétua e constante sobre os indivíduos um registro contínuo um registro contínuo DISCIPLINA = CONDUTA ORDENADA DISCIPLINA = CONDUTA ORDENADA CAMPO DE CONHECIMENTO CAMPO DE CONHECIMENTO

12 O Panóptico de Bentham O Panóptico de Bentham

13

14

15 O Paradigma Psiquiátrico Conceitos Fundamentais do Dispositivo Alienista

16

17 O método naturalista A arte de descrever os fatos é a suprema arte em medicina A arte de descrever os fatos é a suprema arte em medicina Philippe Pinel Philippe Pinel

18 O método da análise/observação Analisar nada mais é do que observar em uma ordem sucessiva as qualidades de um objeto, a fim de lhes dar no espírito a ordem simultânea em que elas existem... Ora, qual é esta ordem? A natureza a indica por si mesma: é aquela na qual ela apresenta os objetos. Condillac apud Pinel

19 Tecnologia Pineliana - Síntese Alienista - Conceito de alienação mental Conceito de alienação mental Isolamento/ Organização do Espaço Hospitalar Isolamento/ Organização do Espaço Hospitalar Tratamento Moral Tratamento Moral

20 A SÍNTESE ALIENISTA a tecnologia pineliana O isolamento terapêutico - a alienação em seu estado puro e o arranjo nosográfico das doenças mentais O isolamento terapêutico - a alienação em seu estado puro e o arranjo nosográfico das doenças mentais A constituição da ordem asilar - o asilo como lugar de exame e a classificação do espaço institucional A constituição da ordem asilar - o asilo como lugar de exame e a classificação do espaço institucional A relação de autoridade - a disciplina da loucura e o tratamento moral A relação de autoridade - a disciplina da loucura e o tratamento moral

21 Alienação Mental Distúrbio da Razão – Distúrbio das Paixões Distúrbio da Razão – Distúrbio das Paixões Razão – exclusividade humana, consciência de si, cogito ergo sun Razão – exclusividade humana, consciência de si, cogito ergo sun

22 Alienação Mental Alienado – estrangeiro / alien Alienado – estrangeiro / alien Estranho – de outro mundo ou lugar Estranho – de outro mundo ou lugar Cidadão – igual, compartilha a polis, cidade Cidadão – igual, compartilha a polis, cidade

23 Cidadania na Revolução Francesa Liberdade Liberdade Igualdade Igualdade Fraternidade Fraternidade Todos são cidadãos, do mais alto dirigente ao mais simples dos habitantes da cidade. Todos são cidadãos, do mais alto dirigente ao mais simples dos habitantes da cidade.

24 Alienação Mental Ausência da Razão = periculosidade Ausência da Razão = periculosidade Alienação cidadania Alienação cidadania

25 Isolamento O isolamento como estratégia de conhecimento - isolar para conhecer a alienação mental em seu estado puro O isolamento como estratégia de conhecimento - isolar para conhecer a alienação mental em seu estado puro

26 O método da análise/observação Analisar nada mais é do que observar em uma ordem sucessiva as qualidades de um objeto, a fim de lhes dar no espírito a ordem simultânea em que elas existem... Ora, qual é esta ordem? A natureza a indica por si mesma: é aquela na qual ela apresenta os objetos. Condillac apud Pinel

27 Para Pinel, baseado em Tenon É impossível distribuir os loucos, cuja loucura se pretende tratar, como se distribui doentes comuns ou mulheres grávidas. Um hospital é, de certa forma, um instrumento que facilita a cura; porém existe uma grande diferença entre um hospital de febris feridos e um hospital de loucos curáveis; o primeiro oferece somente um meio de tratar com maiores ou menores vantagens, em função de ser mais ou menos bem distribuído, ao passo que o segundo tem, ele próprio, função de remédio. É impossível distribuir os loucos, cuja loucura se pretende tratar, como se distribui doentes comuns ou mulheres grávidas. Um hospital é, de certa forma, um instrumento que facilita a cura; porém existe uma grande diferença entre um hospital de febris feridos e um hospital de loucos curáveis; o primeiro oferece somente um meio de tratar com maiores ou menores vantagens, em função de ser mais ou menos bem distribuído, ao passo que o segundo tem, ele próprio, função de remédio.

28 A importância da organização do hospital para Pinel Uma distribuição metódica dos alienados no hospício, em diversos departamentos, possibilita a rápida apreensão das respectivas medidas que devem ser tomadas quanto à sua alimentação, limpeza, regime moral e físico. As necessidades entre eles são então calculadas e previstas, as diversas lesões do entendimento são apreendidas através de seus caracteres distintivos, os fatos observados são comparados e reunidos com outros fatos análogos, ou melhor, convertidos em sólidos resultados da experiência. Uma distribuição metódica dos alienados no hospício, em diversos departamentos, possibilita a rápida apreensão das respectivas medidas que devem ser tomadas quanto à sua alimentação, limpeza, regime moral e físico. As necessidades entre eles são então calculadas e previstas, as diversas lesões do entendimento são apreendidas através de seus caracteres distintivos, os fatos observados são comparados e reunidos com outros fatos análogos, ou melhor, convertidos em sólidos resultados da experiência.

29 Isolamento O isolamento como estratégia de cura: O isolamento como estratégia de cura: o tratamento moral o tratamento moral

30 O princípio do isolamento e o tratamento moral Uma casa de alienados é um instrumento de cura; nas mãos de um hábil alienista ela é o agente terapêutico mais poderoso contra as doenças mentais (Esquirol) Uma casa de alienados é um instrumento de cura; nas mãos de um hábil alienista ela é o agente terapêutico mais poderoso contra as doenças mentais (Esquirol)

31 O princípio do isolamento "Em "Em geral é tão agradável, para um doente, estar no seio da família e aí receber os cuidados e as consolações de uma amizade tenra e indulgente, que enuncio penosamente uma verdade triste, mas constatada pela experiência repetida, qual seja, a absoluta necessidade de confiar os alienados a mãos estrangeiras e de isolá-los de seus parentes. As idéias confusas e tumultuosas que os agitam são provocadas por tudo que os rodeia; sua irritabilidade continuamente provocada por objetos imaginários; gritos, ameaças, cenas de desordem ou atos extravagantes; o emprego judicioso de uma repressão enérgica, uma vigilância rigorosa sobre o pessoal de serviço cuja grosseria e imperícia também se deve temer, exigem um conjunto de medidas adaptadas ao caráter particular dessa doença, que só podem ser reunidas num estabelecimento que lhes sejam consagrados" (Philippe Pinel)

32 Isolamento e Tratamento Moral Instituições disciplinares – instituições totais – manicômios, asilos, reformatórios, casas de correção, escolas normais Instituições disciplinares – instituições totais – manicômios, asilos, reformatórios, casas de correção, escolas normais Vigilância (vigiar e punir) Vigilância (vigiar e punir) Controle Controle Recuperação, regeneração, reabilitação Recuperação, regeneração, reabilitação

33

34


Carregar ppt "O nascimento da clínica e do paradigma psiquiátrico."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google