A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROJETO APE – AÇÕES PREVENTIVAS NA ESCOLA Programa Escola da Família Diretoria de Ensino Região de Guaratinguetá SEJAM BEM-VINDOS!!!

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROJETO APE – AÇÕES PREVENTIVAS NA ESCOLA Programa Escola da Família Diretoria de Ensino Região de Guaratinguetá SEJAM BEM-VINDOS!!!"— Transcrição da apresentação:

1 PROJETO APE – AÇÕES PREVENTIVAS NA ESCOLA Programa Escola da Família Diretoria de Ensino Região de Guaratinguetá SEJAM BEM-VINDOS!!!

2 Orientação Técnica

3 NOVA METODOLOGIA 1ª Etapa: Educadores Profissionais 2ª Etapa: Educadores Universitários

4 PROJETO APE – Ações Preventivas na Escola Atua no fortalecimento e desenvolvimento do Eixo- Saúde no Programa Escola da Família, sistematizando ações de organização social, que qualifique multiplicadores e comunidade intra e extra-escolar, desenvolvendo ações de mobilização e estímulos a cultura de auto-cuidado e cuidado com o próximo, através de campanhas de educação continuada, seja elaboradora ou relacionada com os temas apresentados pela Coordenação Central / Regional e Consultores. Projeto APE

5 Oferecer suporte para a implantação, monitoramento e implementação de políticas educacionais de promoção da saúde e prevenção de agravos, de forma prática, didática e continuada, incentivando ações para a melhoria da qualidade de vida da comunidade intra e extra-escolares participantes do Programa Escola da Família. Objetivos do Projeto APE

6 Objetivos do INTEGRAPE Integrar, informar, implementar e implantar os novos procedimentos, diretrizes e as interfaces do Projeto APE – Ações Preventivas na Escola, no âmbito da Secretaria de Estado da Educação de São Paulo; Fortalecer toda sistemática no âmbito da Diretoria de Ensino – Região de Guaratinguetá;

7 Objetivos do INTEGRAPE Suprir a missão da política educacional em saúde, visando a consolidação das normas vigentes apresentadas pelos projetos do Governo do Estado de São Paulo; Adaptar-se à normas e valores sociais e aceitos, investindo no que funciona, nas necessidades locais;

8 Objetivos do INTEGRAPE Alinhar as experiências e necessidades; Oferecer aos participantes intra e extra- escolar os conhecimentos básicos e intermediários de auto-cuidado e cuidado com o próximo; Educadores Profissionais x Consultores - Trabalhar em sintonia; Estabelecer o dinamismo, respeito e cordialidade entre as Escolas x Consultores.

9 Buscar ações que fortaleçam as propostas do Programa Escola da Família, subsidiando o pleno gerenciamento do Eixo-Saúde e de atividades correlatas. Objetivos do INTEGRAPE

10 Atribuições É responsável por Monitorar e não EXECUTAR atividades; Não firmará parcerias fora da área de atuação; Intensificar a integração das ações realizadas aos finais de semana, reforçando os Projetos Pedagógicos das Escolas e o disposto na Resolução SE 82, de 11/12/2006; Difundir / multiplicar as ações do Projeto, nas Unidades Escolares; Fazer a interlocução com as Diretorias de Ensino, por meio das suas oficinas pedagógicas; Consultor Educacional

11 Garantir a integração dos projetos locais que enriqueçam as ações, bem como a sua expansão; Solicitar horário na pauta da reunião com os educadores profissionais; Realizar a interface entre o calendário APE e o calendário da Unidade Escolar; Elaborar o cronograma mensal das ações propostas e respectivos locais de atuação; Estimular as campanhas propostas pela SEE e Projeto APE;

12 Consultor Educacional Propor festivais, OTs, eventos e caminhadas interescolares (com temática em saúde); Verificar e registrar as ações desenvolvidas nas escolas; Verificar os relatórios, portfólios, diários de bordo; Ter foco nas escolas que realmente atuam e informar a Coordenação Central as que não atuam;

13 Consultor Educacional Estimular e buscar parcerias específicas aos projetos de saúde; Avaliar o comprometimento do educador profissional e universitário com a implementação das ações; Verificar se as necessidades diagnosticadas estão contempladas em seu planejamento; Fixar prazos para cumprimento das tarefas de acordo com a exigência da Coordenação Central;

14 Educador Profissional Fiscalizar e facilitar os trabalhos do Projeto APE, quem executa é o Educador Universitário; Apresentar os registros digitais (fotos) das atividades com as suas respectivas legendas dentro do prazo estipulado (até 1ª sexta-feira do mês seguinte); Apresentar as fichas de registro de atividades preenchidas nos prazos estipulados;

15 Educador Profissional Identificar e facilitar o contato com os parceiros (projetos de saúde); Disponibilizar ao menos 01 (um) Educador Universitário para atuar no Projeto APE, devendo respeitar a sequência: Enfermagem, Biologia, Pedagogia, Licenciatura em Geral, bacharel (demais cursos). Caso o Educador Universitário que já desenvolve o Projeto APE na escola não esta relacionado no início e aja outro, pode-se optar pelo que melhor desenvolve as atividades propostas, exemplo: Na escola existe um universitário de bacharelado que atua no APE e também possui algum de Licenciatura, é sugerido optar pela continuidade nos casos que funcionam;

16 Educador Profissional Identificar as demandas de sua unidade escolar e sugerir atividades, prioritariamente, os projetos pedagógicos da própria unidade (fortalecimento); Identificar os educadores universitários que podem contribuir com a ação; Verificar os projetos elaborados pelos universitários dentro do escopo do Projeto APE;

17 Educador Profissional Participar do planejamento, estabelecimento, manutenção, intermediação e reconhecimento de parcerias físicas e jurídicas da unidade escolar (comunidade); Verificar a infra-estrutura da unidade para a realização de ações; Avaliar o comprometimento do educador universitário com as atividades Disponibilizar espaços e recursos para a realização da Oficina e de demais atividades; Participar de orientações técnicas realizadas pelas Coordenações Geral, Regional e Local.

18 Educador Universitário Desenvolver todas as atividades propostas no planejamento mensal; Registrar todas as ações via meio digital (foto), diário de bordo, ficha de registro de atividades e portfólio; Planejar suas atividades, organizar o espaço necessário (antes e depois) das atividades, convidar e motivar a comunidade;

19 Educador Universitário Dar ciência ao Educador Profissional do envio de fotos e propostas aos Consultores, porém os mesmos possuem canal livre com os Consultores; Elaborar Projetos, materiais de apoio quando necessário ou solicitado pela Coordenação Central/Regional, Consultores e Educadores Profissionais;

20 Educador Universitário Participar de orientações técnicas realizadas pelas Coordenações Geral, Regional e Local; Elaborar projetos de atendimento à comunidade, considerando os conhecimentos adquiridos em seu curso de graduação ou suas habilidades pessoais, para desenvolvê-los no Programa, conforme orientações recebidas pelas Coordenações Geral, Regional e Local; Auxiliar a Coordenação Local no planejamento e realização de ações, com vistas ao estabelecimento e manutenção de parcerias e busca de adesão de voluntários;

21 Educador Universitário Contribuir para o bom andamento do Programa, cumprindo com responsabilidade as atribuições junto à comunidade participante; Cooperar para a conservação e manutenção do patrimônio público escolar, auxiliando a Coordenação Local na orientação à comunidade; Colaborar com os Educadores Voluntários para a elaboração e desenvolvimento de projetos; Apoiar o desenvolvimento das atividades em outras Unidades Escolares, quando da necessidade do Programa.

22 SUPERVISOR PCOP Execução do projeto

23 Metodologia Todas as ações devem seguir o planejamento mensal elaborado em conformidade com as orientações da Coordenação Central, acompanhando o calendário de datas comemorativas da saúde / meio ambiente;

24 Metodologia Cada escola receberá: –Um caderno de relatório de atividades semanais (diário de bordo); –Uma pasta para Portfólio de registro de atividades e arquivo de materiais; –Uma ficha de registro de atividades diárias; –Uma tabela de códigos de registro de atividades, temas, formas de implementação e materiais utilizados.

25

26

27

28 Metodologia Cada escola terá de: 1. Entregar as fichas já preenchidas sempre que o Consultor Educacional chegar na escola; 2. Apresentar o portfólio; 3. Apresentar o caderno de registro de atividades (diário de bordo); –Apresentar a Coordenação Regional / Central os itens 1, 2 e 3 na visita de monitoria;

29 Metodologia Entregar na 1ª (Primeira) SEXTA- FEIRA do mês seguinte as fotos com legenda de identificação das atividades realizadas pelo Projeto APE (exemplo: fotos de atividades do mês de março devem ser entregues na 1ª sexta-feira de abril);

30 Metodologia As fotos devem ser entregues somente em meio digital, seja por (até a 1ª segunda-feira do mês seguinte), Pen drive ou CD na reunião semanal (1ª sexta-feira do mês seguinte); Todos os s recebidos com fotos receberão uma confirmação de recebimento pelo Consultor responsável; Não serão aceitas fotos impressas; Não haverá relatório mensal para ser entregue, porém mantém os registros já citados anteriormente.

31 Metodologia Todas as fichas preenchidas serão recolhidas pelo Consultor na sua visita de monitoria à escola, após serem repassadas a Supervisora do APE e realizadas suas respectivas fotocópias, as mesmas serão arquivadas no portfólio da escola de origem.

32 Quem é o responsável pela entrega das fotos? R: O Educador Profissional, porém o mesmo pode delegar a função ao Educador Universitário, mas o Educador Profissional continua sendo responsável pela entrega/fiscalização da mesma. A entrega das fotos na 1ª sexta-feira não é responsabilidade do Educador Universitário, pois o mesmo trabalha somente aos finais de semana.

33 Se não houver reunião na 1ª sexta-feira? R: As fotos devem ser enviadas por e- mail até a 1ª quarta-feira, que antecede a data da reunião cancelada/adiada. O Projeto APE será uma Oficina dentro do PEF? R: Sim, o Projeto APE será uma oficina que deve acontecer com ou sem a presença do Consultor.

34 Na escola somente tenho 01 ou 02 universitário(s) e agora? R: Todos os Universitários desenvolvem atividades, então é só reservar 01 ou 02horas das 16horas trabalhadas para o APE. No sistema do Programa Escola da Família consta o nome do Consultor, porém o mesmo não esteve em visita a minha escola, o que faço? R: Deve-se registrar a presença sempre, mesmo sem a presença do Consultor, pois a sua ausência não representa a falta no serviço, quando a mesma ocorrer será comunicada pela Coordenação Regional.

35 Análise de atividades Abril de 2009Novembro de 2009 EIXOATIVIDADESPARTICIPAÇÕES EIXOATIVIDADESPARTICIPAÇÕES CULTURA CULTURA ESPORTE ESPORTE SAÚDE SAÚDE TRABALHO TRABALHO Total Geral Total Geral Através da nova metodologia se espera um importante aumento nos números de atividades e participações no Eixo Saúde

36 PremiAPE – Prêmio Anual de Projetos e Ações Preventivas na Escola Objetivo: Incentivar tanto Educador Profissional quanto Universitário a melhorar seu desempenho no desenvolvimento das ações propostas pelos monitores, sendo premiado no final do ano o melhor trabalho desenvolvido durante os doze meses.

37 Metodologia: Da seleção bimestral dos trabalhos: A cada bimestre os monitores se reúnem e cada um escolherá, de acordo com um critério de avaliação determinando por todos durante reunião, um trabalho realizado em sua região, para concorrer como o trabalho vencedor do bimestre. Serão então 04 trabalhos em disputa a cada bimestre. Após indicados os trabalhos concorrerão entre si e serão julgados por: Supervisora do APE, Supervisora do PEF e PCOP do PEF. Vencedor de MARÇO-ABRIL Vencedor de MAIO-JUNHO Vencedor de JULHO-SETEMBRO Vencedor de OUTUBRO-NOVEMBRO PremiAPE – Prêmio Anual de Projetos e Ações Preventivas na Escola

38 Da seleção anual dos trabalhos: Após a seleção dos 4 vencedores bimestrais, na primeira semana de Dezembro será realizada a entrega do 1° PremiAPE, para os 4 Ilustres Vencedores, obviamente obedecendo uma ordem de colocação de 1° à 4° lugares. Normas para Avaliação: Dos Critérios de Avaliação: -Planejamento e Logística --Modelo de Projeto, Disciplina, Cronograma de Atividades, Comunicação Interna, Pontualidade e Prazos. Execução -Local e ambiente, Condições de Execução e Horário de Atividades. Criatividade -Tema escolhido, ação a ser aplicada, público-alvo e recursos utilizados. Comunicação -Divulgação da ação ou evento e envio de resultados Interação -Assiduidade, pontualidade e participação durante as capacitações do APE. PremiAPE – Prêmio Anual de Projetos e Ações Preventivas na Escola

39 Do Regulamento para participação: Não caberá ao Educador, profissional ou universitário, exercer qualquer tipo de pressão sobre o monitor referente à escolha de qualquer projeto. Se isto ocorrer o Monitor deve informar sua supervisora. Fica proibida a divulgação do resultado das escolhas bimestrais feitas pelos monitores, supervisora do APE, Supervisora do PEF e PCOP com o objetivo de manter a motivação dos Educadores para o desenvolvimento das ações. PremiAPE – Prêmio Anual de Projetos e Ações Preventivas na Escola Regulamento:

40 Se ficar constatado que algum Monitor informou algum membro de alguma escola de sua região, o mesmo estará automaticamente excluindo todas as escolas de sua região da concorrência pela premiação. Não caberá aos Educadores, profissionais ou universitários, qualquer oportunidade para recorrer do resultado em nenhuma hipótese, salvo aquela que for senso comum dentre os monitores e a supervisão do APE. O Educador Profissional deverá inscrever seu projeto de ação do APE de acordo com modelo pré-definido pela supervisão e monitores. Caso o modelo entregue apresente falhas de comunicação, rasuras ou conflito de informação o projeto será automaticamente desclassificado. Receberão pontos adicionais na disputa bimestral os projetos que apresentarem: -Fotos digitais em boa resolução. -Vídeos de exibição da ação em execução. Premiação: a DEFINIR PremiAPE – Prêmio Anual de Projetos e Ações Preventivas na Escola Regulamento:

41 É a capacidade de compreender e colocar-se no lugar do outro. É a capacidade de compreender e colocar-se no lugar do outro. É olhar o mundo com os olhos do outro. É olhar o mundo com os olhos do outro. Qual Nosso Maior Projeto?

42


Carregar ppt "PROJETO APE – AÇÕES PREVENTIVAS NA ESCOLA Programa Escola da Família Diretoria de Ensino Região de Guaratinguetá SEJAM BEM-VINDOS!!!"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google