A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ALFABETIZAÇÃO EM TECNOLOGIAS DIGITAIS E MATEMÁTICA VIA PORTFÓLIOS. Aline De Bona e Marcus Basso PPENSIMAT-

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ALFABETIZAÇÃO EM TECNOLOGIAS DIGITAIS E MATEMÁTICA VIA PORTFÓLIOS. Aline De Bona e Marcus Basso PPENSIMAT-"— Transcrição da apresentação:

1 ALFABETIZAÇÃO EM TECNOLOGIAS DIGITAIS E MATEMÁTICA VIA PORTFÓLIOS. Aline De Bona e Marcus Basso PPENSIMAT- IM-UFRGS/ Maio/2010

2 Motivação da Pesquisa: Portfólios de Matemática Necessidade de compreender as dificuldades dos estudantes. Criar mecanismos para incentivar os estudantes a estudarem matemática. Respeito à realidade e conhecimento de cada um.

3 È uma Pesquisa-ação: Escola Pública Estadual de POA/RS. 290 alunos entre Ensino Fundamental – 7ª e 8ª séries e Ensino Médio – 1º,2º e 3º ano. Dados gerados 3 vezes por ano. Produto Final da Pesquisa: modelo – categorias/indicadores segundo processos metacognitivos demonstrados pelos estudantes na construção dos portfólios.

4 Metacognição Conhecimento que o estudante possui sobre o seu próprio conhecimento. Aspectos afetivos também são contemplados.

5 O Portfólio de Matemática? È um instrumento de avaliação reflexiva para o estudante e professor,segundo sua autonomia e responsabilidade, e não apenas uma pasta de materiais pois: Estudante: deve ser capaz de explicar o que aprendeu baseando-se em evidencias escolhidas por ele. Professor: é um perguntador, que não controla mais o processo de aprendizagem.

6 Objetivo do Portfólio de Matemática: Espaço de demonstrar os conteúdos aprendidos. A possibilidade de expressar suas certezas/incertezas e reconstruí-las é uma condição para o estudante aprender a aprender,aprender a pensar (Basso, 2003).

7 Relevância/Justificativa Avaliação Significado do aprendizado de matemática verificado pelo próprio estudante. Tecnologias: os estudantes se apropriam das mesmas de forma natural, pois faz parte do contexto!(Basso,2003).

8 Tecnologias: Alfabetização? Um dos objetivos é permitir que o estudante vá além do proposto pelo professor/escola,melhorando a qualidade do seu processo de aprendizado, do ensino e das aulas dos professores,pois o conteúdo passa a ser objeto de necessidade o estudante.

9 A tecnologia ainda contribui... Na criação de um ambiente mais favorável para aprendizagem. Interdisciplinaridade. Interação entre todos. Novos contextos de aprendizagem. Respeito ao tempo e limites de cada um. Inclusão.

10 Ah...e o Professor.... Aulas diversificadas! Conhecer o grupo de estudantes. Explorar a participação dos estudantes. O importante não é fazer como se cada um houvesse aprendido,mas permitir a cada um aprender (Perrenoud,1999,p.165)

11 Como os estudantes compreendem a proposta do portfólio de matemática? Portfólio: Uma pasta onde se guarda seus melhores trabalhos, comentados para serem apresentados. No meu portfólio falarei um pouco sobre as atividades e avaliações. Comentarei sobre o que aprendi, e por fim uma autoavaliação (N300) No meu portfólio contem parte do que eu aprendi neste ano, e como eu aprendi e faço, tudo numa ordem cronológica (N80)

12 Como ocorre a comunicação entre estudantes, estudantes com o professor e o estudante consigo mesmo? S300: A Primeira Prova estava na Medida para quem estudou, Eu e o N300 (colega da turma) no domingo anterior a prova estudamos pelo MSN refizemos exemplos e correções tudo pela internet, rascunho e comentários na conversa.(D300)

13 Como os estudantes se apropriam das tecnologias? RECURSOS QUE EU USEI NO MEU PORTFÓLIO FORÃO VARIOS: NO PRIMEIRO EU USEI: PAINT=EU FIZ DEZENHO NO PAINT EM FORMA DE ESTORIA EM QUADRINHOS COM A FALA DOS PERSONAGEMS EM BALÃOES. NO SEGUNDO: PAINT E O WINDOWS MOVIE MAKER= USEI O PAINT PARA FAZER UMA HISTORIA EM QUADRINHOS E MOVIE MAKER PARA FAZER A HISTORIA EM QUADRINHOS VIRAR UM PEQUENO VIDEO DE QUADRINHOS. NO TERCEIRO: EU UZEI WORD PAD PARA ESCREVER E ACABEI CONSEGUINDO USAR O PAINT PARA FAZER ALGUNS DEZENHOS DE GEOMETRIA. TENTEI EXPLICAR+OU--O QUE USEI E O QUE FIZ COM CADA PROGRAMA UTILIZADO NOS MEUS PORTFOLIO.

14

15 Presença de aspectos cognitivos, afetivos, metacognitivos, escrita matemática e a apropriação tecnológica em portfólios de matemática:

16 Eu acho a matéria de Trigonometria muito difícil, porque ela exige muito raciocínio, atenção e muito calculo, o meu maior problema era interpretar a questão que estava sendo pedida e montar a conta, muitas vezes eu nem sabia por onde começar (G201) Como já comentei em vários outros portfólios vejo matemática em muitas coisas que pessoas acham impossíveis de ser vista, também já comentei sobre o caso do ônibus sobre dois adultos conversando sobre determinantes que pode até não parecer mais fiquei muito entusiasmada com aquilo pois fiquei contente em ver que os adultos também vem um futuro melhor para eles estudando (E201).

17

18 Certezas Provisórias... O professor não tem o controle sobre o uso dos recursos tecnológicos e suas associações com a disciplina de matemática, nem sobre sua diversidade de portfólios apresentados. A necessidade de valorizar a tecnologia é uma estratégia da prática docente para despertar o interesse do estudante para o estudar, assim como a escrita é muito importante para o estudante comunicar-se como professor e colegas explicando como entende matemática, sendo assim capaz de solucionar suas dificuldades.

19 Mais resultados... O contexto tecnológico que os estudantes estão inseridos tem contribuído tanto para a apropriação autônoma desses recursos quanto para o processo de aprendizagem de conceitos de matemática de forma contextualizada. Avaliações mais positivas, tanto em notas, e o ensino/aprendizagem de conceitos que vão além do esperado pelo currículo mínimo da escola. Numa sociedade letrada é importante dormar um cidadão critico e capaz de buscar com autonomia seu aprendizado,além de saber superar suas dificuldades, e superar a ideia de que matemática é apenas para alguns!

20 Muito Obrigada!

21 Algumas Referências: BASSO, M.V.A. Espaços de aprendizagem em rede: novas orientações na formação de professores de matemática. Tese (doutorado). UFRGS – Programa de Pós- Graduação em Informática na Educação. Porto Alegre: UFRGS, FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, GARDNER, H. Inteligências Múltiplas. A teoria na prática. Porto Alegre, Artmed, LAFORTUNE,L;SAINT-PIERR,L. A afectividade e a metacognição na sala de aula. Horizontes Pedagógicos.Lisboa: Instituto Piaget,1996. NEVES, A., CAMPOS, C., CONCEIÇÂO, J. M., & ALAIZ V. Avaliar é aprender: O novo sistema de avaliação (Cadernos de Avaliação - 5). Lisboa: IIE, PAPERT, S. A Máquina das crianças. Porto Alegre: Artmed, PERRENOUD, P. Avaliação: da excelência à regulação das aprendizagens – entre duas lógicas. Porto Alegre: Artmed, PIAGET, J. Seis estudos de Psicologia. Rio de Janeiro: Forense, PINTO, J. Avaliação pedagógica: Um instrumento de gestão provável. In Avaliação pedagógica: Antologia e Textos. Setúbal. ESSE Setúbal, RIBEIRO, C. Metacognição: um apoio ao processo de aprendizagem. São Paulo: Psicologia, Reflexão e Crítica, SANCHO, J.M.G.; HERNANDES, F. El portafolio: la evalucion como reconstruccion del processo de aprendizaje. M.O.T., p.01-09, VYGOTSKY, L. S. Formação Social da Mente. São Paulo, Martins Fontes, 1998.


Carregar ppt "ALFABETIZAÇÃO EM TECNOLOGIAS DIGITAIS E MATEMÁTICA VIA PORTFÓLIOS. Aline De Bona e Marcus Basso PPENSIMAT-"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google