A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Disciplina de Ortopedia Anderson Sousa Martins da Silva.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Disciplina de Ortopedia Anderson Sousa Martins da Silva."— Transcrição da apresentação:

1 Disciplina de Ortopedia Anderson Sousa Martins da Silva

2 Fraturas de Colo de Fêmur

3 Aumento entre jovens : intensidade Aumento entre idosos : expectativa de vida Complicações: Necrose Avascular Não Consolidação

4

5 Garden I - fratura incompleta ou impactada Garden II - fratura completa sem deslocamento.

6 Garden III - fratura completa com deslocamento parcial. Garden IV – completa com importante deslocamento.

7 Fraturas Impactadas: Fraturas Impactadas: Dor na virilha ou lado medial do joelho Deambulação com claudicação Muitas vezes sem sinais óbvios Percussão do trocanter maior dolorosa

8 Fraturas Impactadas: Fraturas Impactadas: Após 3 semanas : TC Idoso + dor + trauma + RX normal Investigação Exaustiva

9 Fraturas Deslocadas Fraturas Deslocadas : Clinica Evidente : Dor RX adequado após anestesia Osteoporose

10 Fraturas Impactadas e Não Deslocadas Fraturas Impactadas e Não Deslocadas : Garden I : Cirurgico: 2 a 3 parafusos canulados 15% dos não operados = deslocamento > de 4 semanas e deambulando Conservador

11 Fraturas Impactadas e Não Deslocadas Fraturas Impactadas e Não Deslocadas : Garden II : Cirurgico: 2 a 3 parafusos canulados

12 Fraturas Impactadas e Não Deslocadas Fraturas Impactadas e Não Deslocadas :

13 Fraturas Deslocadas Fraturas Deslocadas : Objetivo: Redução anatômica Impactação Fixação Interna estável Tratamento Rápido : Evitar Necrose Avascular e Não Consolidação

14 Fraturas Deslocadas Fraturas Deslocadas : Redução Fechada: Mesa Ortopédica Tração do MI em extensão Rotação Interna Abdução

15 Fraturas Deslocadas Fraturas Deslocadas : Redução Fechada: Radiografia Índice de Garden Entre 155º e 180º Reduz complicações AP :ângulo da compressão trabécular em relação ao eixo longitudinal da diáfise Lateral: ângulo da compressão trabécular em relação ao eixo do fêmur.

16 Fraturas Deslocadas Fraturas Deslocadas : Redução Aberta: Após 2 ou 3 tentativas de Fechada Quanto maior abertura capsular Maior lesão Vascular

17 Fraturas Deslocadas Fraturas Deslocadas : Fixação da Fratura: Após estabilidade do foco Rígida e Estável 2 a 3 parafusos canulados Mobilização em 48 horas

18 Total: >60 anos Fratura complexa Afecção prévia Afecção contralateral Fraturas Deslocadas Fraturas Deslocadas : Substituição Protéticas: Parcial: >80 anos Pouca atividade Rápida mobilização Fraturas patológicas

19

20 Gerais: Tromboembolismo Retardo de consolidação Necrose Avascular Infecção Próteses: Fratura Infecção Luxação Dor Afrouxamento Ossificação Ectópica

21 Fraturas Transtrocantéricas

22 pacientes / ano Idosos, mulheres/osteoporose Maior mortalidade X colo do fêmur Sempre consolidam, porém: Mortalidade: 17% cirúrgicos X 35% não operados Mortalidade: 17% cirúrgicos X 35% não operados

23 Fatores Intrínsecos: Grau de Osteoporose Geometria dos fragmentos Fatores Extrínsecos: Redução obtida Escolha dos implantes Técnica de colocação

24 Tipo 4: Explosão da parede posterior, bico do pescoço deslocado for a do eixo Tipo 5: fx obliqua reversa, com ou sem separação do trocanter maior. Classificação de Tronzo: Tipo I: fx imcompleta Tipo 2: fx não cominutivas, com ou sem deslocamento, ambos os trocanteres Tipo 3: fx cominutivas, grande fragmento do trocanter menor; explosão da parede posterior; bico do pescoço impactado no eixo

25

26 Objetivo: Restituição da função e anatomia Mínimo de seqüelas Conservador: Alto risco anestésico Paciente confinado ao leito TTO 6 a 10 semanas

27 Cirúrgico: Primeiras 48 horas Situação favorável a consolidação Redução anatômica, exceto: idoso + pouco ativo + fx instável

28 Implantes: Ideal não existe Consolidação antes de forças deformantes Tipos: Placas de ângulo fixo Hastes intramedulares Placas-tubo com parafuso deslizante Endopróteses parciais

29

30

31 Idosos Idosos: descompensações Mobilização passiva em 48 horas Sem pressa para aoio precoce Complicações: Infecção Falhas mecânicas

32 Fraturas da Cintura Pélvica

33 Causa primária de óbito em politraumatizados Automóvel X Pedestre 3% das fraturas Mortalidade: 87% em % em 1905 a a 20% atualmente

34

35

36 Mais associadoa lesões do trato Urinário

37 Compressão Lateral: Fx pélvica mais comum 3 tipos: Tipo I: sem dano ligamentar Tipo II: desvio medial anterior do anel pélvico, rotura dos ligamentos posteriores, fx articulação sacroilíaca Tipo III: abertura da pelve sobre o lado contralateral, rotura dos ligamentos posteriores, fx articulação sacroilíaca

38 Mais suscetíveis a Sangramentos

39 Compressão AP: 3 tipos: Tipo I: fx vertical do ramo púbico ou pequena diástase da sífese púbica Tipo II: rotura de ligamentos anteriores com grande abertura anterior Tipo III: rotura de ligamentos anteriores e posteriores

40

41 Cisalhamento vertical: Associadas : Desvio superior do acetábulo Fx de vértebra lombar Fx calcâneo

42

43

44 Politraumatizado: Vias Aéreas Reposição Sanguínea e flúidos SNC Aparelho Digestivo Aparelho Urinário Fraturas

45 Controle da Hemorragia: Fixador Externo Vestimenta Pneumática antichoque Embolização Arterial Clamp de Ganz

46 Controle da Hemorragia: Falha de métodos anteriores Fixação Interna de Emergência

47 Raramente requerem fixação Interna: Estáveis ou instabilidade mínima Compressão Lateral Requerem fixação Interna: Livro Aberto Rotura completa da Hemipelve anterior e posterior

48 Fixação do anel pélvico anterior Desviados e irredutíveis Placas de 4 a 6 orifícios Complicações: Lesão Vesical Lesão do cordão espermático Hérnia incisionais Lesão do plexo venoso prostático

49 Fixação do anel pélvico posterior: Fx instáveis Tração incial Clamp de Ganz Falha = Redução Aberta Antes de Fixação Confirmação da Redução Anatômica

50 Fixação do anel pélvico posterior: Fixação por: Hastes Placas Parafusos

51 Acidentes fatais 18 a 24% Hemorragia : A. ilíaca intera A. Glútea superior Lesões de Uretra e Bexiga Uretrografia Cistografia Pielografia

52 Obrigado


Carregar ppt "Disciplina de Ortopedia Anderson Sousa Martins da Silva."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google