A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Contexto social e as Teorias das Organizações 1. Os Primórdios da Administração Pré-História Estágios de Divisão do Trabalho: Caça, Cerâmica Uso do dedo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Contexto social e as Teorias das Organizações 1. Os Primórdios da Administração Pré-História Estágios de Divisão do Trabalho: Caça, Cerâmica Uso do dedo."— Transcrição da apresentação:

1 Contexto social e as Teorias das Organizações 1

2 Os Primórdios da Administração Pré-História Estágios de Divisão do Trabalho: Caça, Cerâmica Uso do dedo polegar como diferencial evolutivo Divisão por idade, sexo e classe Distribuição equitativa de alimentos: papel do líder Vasos Cerâmicos: especialização de comunidades em torno das melhores fontes de barro Têxteis e Metálicos Transição para agricultura: com peles animais mais escassas, alguns especialistas desenvolveram tecidos a partir de lã Excedentes da agricultura geravam escambo com os fabricantes de armas e ferramentas de metal - primeiros especialistas Regiões ricas em cobre não eram propícias à agricultura: indícios do surgimento de uma classe de artesãos do metal sustentados por agricultores 2

3 Os Primórdios da Administração Idade Antiga Estágios da Divisão do Trabalho: Unidades Agrícolas Irrigadas e Cidades Irrigação: com os excedentes em alimentos, as primeiras cidades se formaram Vulnerabilidade dos agricultores demandava exércitos Surge o Estado: nobres, assessorados por sacerdotes instruídos em matemática e letras, organizavam e dirigiam a economia a partir de um aparelho de Estado, constituído por funcionários públicos e escribas. Comércio e Artesãos Surgem mercadores: distribuíam e trocavam mercadorias produzidas por terceiros Surgimento de artesãos de cerâmica e metal, escribas, juizes, médicos e contadores e, na base da pirâmide social, escravos. Reprodução das relações de trabalho por hereditariedade prevista em lei Gestão de uma unidade agrícola na antiguidade 3

4 Os Primórdios da Administração Idade Antiga Estágios da Divisão do Trabalho: Expansão e Grandes Projetos Crescimento econômico, sofisticação de consumo e mercados ampliados Projetos de larga escala: a Grande Pirâmide de Gizeh O Construtor-mestre da pirâmide: o C.E.O. da Antigüidade Os Hebreus: Logística de uma Nação Emergente (Êxodo, cap. 18, v ) Construções dos Gregos e Romanos: rede de estradas, aquedutos, prédios monumentais, portos, faróis. 4

5 Os Primórdios da Administração Idade Média Declínio e Estagnação da Divisão do Trabalho Fragmentação política e social A estabilização da sociedade feudal Surgimento da classe burguesa Estrutura de classe: nobres, clérigos, trabalhadores livres e vassalos. Aspectos da produção agrícola As Coorporações de Ofício Retomada do Processo de Divisão Intensa do Trabalho A decadência das Coorporações de Ofício As Coorporações de Mercadores A ampliação dos mercados e os avanços na tecnologia Empreendimentos de larga escala durante a Idade Média: minas, castelos e catedrais. 5

6 Revolução Industrial Produção em Massa (1) Principais Elementos Adam Smith e a Fábrica de Alfinetes (A Riqueza das Nações, 1776) Organização dos Processos Habilidade Individual Qualidade, Quantidade Condições de Trabalho Urbanização Máquinas para fazer máquinas (o homem como um equipamento) Partes mecânicas intercambiáveis A linha de montagem Henry Ford (1910) 6

7 Revolução Industrial Conseqüências da Produção em Massa Divisão do trabalho à menor operação possível por indivíduo (Chaplin – Tempos Modernos); Crescimento do nível intermediário de gestão – Verticalização da Organização; Novas discussões e influências no ambiente fabril: psicologia, administração entre outros. Mercados de consumo de massa: padronização de hábitos de consumo A Proliferação dos Serviços Em 1700: Agricultura > Indústria > Serviços Em 1950: Serviços > Indústria > Agricultura Crescimento dos setores de suporte à indústria Crescimento das necessidades educacionais, de entretenimento e saúde Crescimento dos aparelhos governamentais 7

8 Teorias por ênfase temática 8

9 Teorias por ordem cronológica 9

10 Abordagem Sistêmica da Organização Teoria de Sistemas Sistemas Fechados x Abertos Organização como Sistema Aberto Visão Probabilística e não Determinística Subsistema inserido em um sistema social maior, que o engloba Composto de partes interdependentes O papel do ambiente Sinergia sistêmica Organização como Sistema Sócio-Técnico Subsistema Técnico (eficácia potencial) Infra-Estrutura física Máquinas e Equipamentos Tecnologia Especificidades das Tarefas Subsistema Social (eficácia real) Pessoas / Relações sociais Habilidades / Competências Necessidades / Aspirações 10

11 Abordagens - Sistema Fechado Administração Científica de Taylor (TAREFAS) Estudo das rotinas produtivas e seleção do trabalhador Incentivo salarial e condições ambientais de trabalho Homem Econômico Teoria Clássica de Fayol (ESTRUTURA) Divisão do trabalho gerencial Funções administrativas e técnicas Importância da Coordenação administrativa Conceito de Linha e Staff Teoria da Burocracia de Weber (ESTRUTURA) Normas e regulamentos garantem consistência Racionalidade e formalidade da comunicação Impessoalidade e profissionalismo Teoria das Relações Humanas de Mayo (PESSOAS) Estudo da Organização Informal (Homem Social) Motivação, Liderança e Comunicação Dinâmica de Grupo e Mudança Organizacional 11

12 Abordagens - Sistema Aberto Teoria Neoclássica (ESTRUTURA) Integração de Conceitos Clássicos com PESSOAS e AMBIENTE Eficiência e Eficácia Organizacional Administração por Objetivos Teoria Estruturalista (ESTRUTURA) Integração de conceitos da Burocracia com PESSOAS e AMBIENTE Análise Interorganizacional Visão positiva dos conflitos organizacionais Teoria Comportamental (PESSOAS) Maslow e Herzberg: Análise da Motivação Estilos de Administração: autocrático (X) e democrático (Y) Homem Administrativo Teoria NeoSchumpeteriana (TECNOLOGIA) Destruição criadora das inovações Importância do Empreendedor Evolucionismo: sobrevivência dos melhor adaptados Teoria Cibernética e de Sistemas (AMBIENTE) Sistema: entrada, processo, saída e retroação Organização como Sistema Aberto Subsistema técnico e subsistema social Visão Sistêmica é a lente que a teoria contingencial usará para interpretar as demais teorias 12

13 Principais Características Organização como um sistema orgânico Complexo inter-relacionamento entre as variáveis organizacionais internas e destas com o AMBIENTE Sistema Mecânico Sistema Orgânico Ênfase Intra-Orgnanizacional Ênfase no Ambiente Clássica Rel. Humanas Burocracia Comportamental Estruturalista Sistemas D.O. Contingência 13

14 Ambiente Ambiente Geral Condições Tecnológicas, legais, políticas, econômicas, demográficas, ecológicas, culturais Ambiente de Tarefa Fornecedores, clientes, concorrentes, entidades reguladoras Impactos do Ambiente O Homem Complexo da Teoria das Organizações H. ADMINISTRATIVO HOMEM SOCIAL HOMEM ECONÔMICO HOMEM COMPLEXO 14

15 ( )( ) ( ) IndustrialTecnológicaConhecimento A VISÃO EVOLUTIVA DAS ORGANIZAÇÕES E O SIGNIFICADO DO TRABALHO 15

16 Faça tudo você mesmo Faça apenas aquilo que você faz melhor e faça outsourcing das outras operações para firmas especializadas Seja capaz de fazer qualquer coisa, a qualquer tempo, em qualquer lugar Seja melhor tornando-se maior Seja melhor aumentando o relacionamento com fornecedores, clientes e parceiros Seja melhor competindo e colaborando simultaneamente Industrial TecnológicaConhecimento A VISÃO EVOLUTIVA DAS ORGANIZAÇÕES E O SIGNIFICADO DO TRABALHO 16

17 ( )( ) ( ) Gerencie usando mecanismos como: regras, procedimentos e supervisão constante Gerencie usando mecanismos do mercado: o lucro como centro e preços competitivos Auto-gerenciamento através do aumento progressivo do conhecimento e do empowerment IndustrialTecnológica Conhecimento A VISÃO EVOLUTIVA DAS ORGANIZAÇÕES E O SIGNIFICADO DO TRABALHO 17

18 s Pré-história s Era Agrícola s Era industrial s Era tecnológica s Era do Conhecimento Caçador/guerreiro Camponês/escravo/ militar Profissional liberal /empregado Especialista Generalista/ Polivalente/ Capital Intelectual FATOR HUMANO ATRAVÉS DA HISTÓRIA 18

19 Características do Trabalho de Ontem: Postos de trabalho diferenciados e tarefas bem definidas - orientação para a produção. Organização hierárquica bem demarcada - cumprimento de ordens. Conhecimentos específicos concretos. Supervisão acentuada e decisões limitadas a hierarquia. Pouca necessidade de aprendizagem e formação- tecnologia conhecida Ambiente estável Características do Trabalho de Hoje: Flexibilidade de tarefas e funções - orientação para o marketing. Organização horizontal e interdependência funcional. Trabalho intelectual, conhecimento dos sistemas e compreensão de conceitos. Autonomia e controle e tomadas de decisões ampliada. Necessidades constantes de aprendizagem e formação. Ambiente dinâmico e imprevisível 19

20 s Maior ênfase no trabalho em equipes e em projetos multifuncionais – GESTOR DE PROJETOS s Intensificação dos canais de comunicação laterais – intra e interorganizacionais. s Conhecimento: fator chave na geração de valor – CAPITAL INTELECTAL s Maior autonomia e responsabilidades - EMPOWERMENT s Conexões: redes intra e interorganizacionais – FUSÕES, AQUISIÇÕES, JOINT VENTURES etc – as empresas estão se tornando cada vez maiores e o mundo cada vez menor" ORGANIZAÇÕES MODERNAS 20

21 Relação de emprego mais estável Abundância de oportunidades para a média gerência Emprego por toda a vida Promoção a cada dois anos Plano de carreira oferecido e controlado pelas empresas Algumas trocas de emprego Organizações mais enxutas Empregável por toda vida Movimentação lateral Auto gerenciamento da carreira A TRANSIÇÃO DA RELAÇÃO EMPREGADO X EMPRESA 21


Carregar ppt "Contexto social e as Teorias das Organizações 1. Os Primórdios da Administração Pré-História Estágios de Divisão do Trabalho: Caça, Cerâmica Uso do dedo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google