A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O 1º REINADO. Consolidação da Independência Conflitos Portugueses Comerciantes Elites brasileiras Recolonização? Camadas populares Forças imperiais Exército.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O 1º REINADO. Consolidação da Independência Conflitos Portugueses Comerciantes Elites brasileiras Recolonização? Camadas populares Forças imperiais Exército."— Transcrição da apresentação:

1 O 1º REINADO

2 Consolidação da Independência Conflitos Portugueses Comerciantes Elites brasileiras Recolonização? Camadas populares Forças imperiais Exército Olhos da América Latina Cadê a república brasileira? 1 português no poder?

3 Independência pacífica e ordeira? PA, MA, PI, CE, BA e Cisplatina X D. Pedro I Britânicos Ajudam D. Pedro I Forças militares Mercenários 1823 Unidade territorial Unidade nacional À força Províncias Não há nacionalismo Diferenças culturais Cria-se uma unidade cultural 1824 Reconhecimento dos EUA 1825 Tratado de Paz e Aliança Reconhecimento de Portugal Reconhecimento Europeu de libras esterlinas

4 UNESP 2013 O Brasil assistiu, nos últimos meses de 1822 e na primeira metade de 1823, (A) ao reconhecimento da Independência brasileira pelos Estados Unidos, pela Inglaterra e por Portugal. (B) ao esforço do imperador para impor seu poder às províncias que não haviam aderido à Independência. (C) à libertação da Província Cisplatina, que se tornou independente e recebeu o nome de Uruguai. (D) à pacífica unificação de todas as partes do território nacional, sob a liderança do governo central, no Rio de Janeiro. (E) à confirmação, pelas Cortes portuguesas e pela Assembleia Constituinte, do poder constitucional do imperador.

5 Assembleia Constituinte 1823 Discussões A favor do imperador Governo centralizado Forte Contra Limites para o rei Anteprojeto Antiabsolutismo 3 poderes Anticolonialismo Xenofobia Contra estrangeiros no poder Constituição da mandioca Censitário Renda agrícola Iluminismo

6 Noite da agonia Manifestações contra o imperador Jornais Dissolução da Assembleia Deputados presos e exilados

7 Constituição de 1824 Outorgada 1ª Constituição brasileira Voto Censitário Camadas rurais Comerciantes 3 poderes Senado vitalício Deputados 3 anos Judiciário Escolhido pelo Imperador Executivo Poder moderador 4º poder Manutenção Escravidão Elites Igreja Aliança Catolicismo oficial Obrigatório Liberdade de culto

8 ENEM 2011 Art. 92. São excluídos de votar nas Assembleias Paroquiais. I. Os menores de vinte e cinco anos, nos quais não se compreendam os casados, e Oficiais Militares, que forem maiores de vinte e um anos, os Bacharéis Formados e Clérigos de Ordens Sacras. IV. Os Religiosos, e quaisquer que vivam em Comunidade claustral. V. Os que não tiverem de renda liquida anual cem mil reis por bens de raiz, indústria, comercio ou empregos. Constituição Política do Império do Brasil (1824) Disponível em: Acesso em: 27 abr (adaptado) A legislação espelha os conflitos políticos e sociais do contexto histórico de sua formulação. A Constituição de 1824 regulamentou o direito de voto dos cidadãos brasileiros com o objetivo de garantir a) o fim da inspiração liberal sobre a estrutura politica brasileira. b) a ampliação do direito de voto para maioria dos brasileiros nascidos livres. c) a concentração de poderes na região produtora de café, o Sudeste brasileiro. d) o controle do poder politico nas mãos dos grandes proprietários e comerciantes. e) a diminuição da interferência da Igreja Católica nas decisões politico-administrativas.

9 Confederação do Equador PE 1824 Revolta liberal Desgostosos da Constituição República Aliados RN, CE, PB, PI País independente Sentimento antiportuguês Militares ingleses Frei Caneca Morto Repressão

10 Situação financeira Balança comercial desfavorável Empréstimos ingleses Emissão de papel moeda

11

12 Guerra da Cisplatina Cisplatina à Argentina Guerra à Argentina Grandes perdas humanas Extremamente caro Independência do Uruguai

13 Falência do BB 1826 Morte de D. João VI 1826 Renúncia de D. Pedro I ao trono Maria da Glória assumiria menoridade D. Miguel Golpe de Estado D. Pedro Assume a briga Dinheiro Soldados

14 Imprensa ferrenha Assassinato de Líbero Badaró Elites desgostosas Liberais moderados Liberais radicais Noite das Garrafadas Quase revolução em MG Apaziguamento pessoal do imperador Partido Português X Partido Brasileiro Garrafadas

15 ENEM 2012 Após o retorno de uma viagem a Minas Gerais, onde Pedro I fora recebido com grande frieza, seus partidários prepararam uma série de manifestações a favor do imperador no Rio de Janeiro, armando fogueiras e luminárias na cidade. Contudo, na noite de 11 de março, tiveram início os conflitos que ficaram conhecidos como a Noite das Garrafadas, durante os quais os brasileiros apagavam as fogueiras portuguesas e atacavam as casas iluminadas, sendo respondidos com cacos de garrafas jogadas das janelas. (VAINFAS, R. (Org.). Dicionário do Brasil Imperial. Rio de Janeiro: Objetiva, 2008 – Adaptado) Os anos finais do I Reinado ( ) se caracterizaram pelo aumento da tensão política. Nesse sentido, a análise dos episódios descritos em Minas Gerais e no Rio de Janeiro revela a) estímulos ao racismo. b) apoio ao xenofobismo. c) críticas ao federalismo. d) repúdio ao republicanismo. e) questionamentos ao autoritarismo.

16

17 7/4/1831 Abdica do trono D. Pedro I D. Pedro II 5 anos de idade Vitória das elites Ruptura definitiva com Portugal


Carregar ppt "O 1º REINADO. Consolidação da Independência Conflitos Portugueses Comerciantes Elites brasileiras Recolonização? Camadas populares Forças imperiais Exército."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google