A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

3. Revolução Industrial e Imperialismo Objetivos: –Conceituar Revolução Industrial. –Caracterizar as fases do processo de industrialização. –Analisar.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "3. Revolução Industrial e Imperialismo Objetivos: –Conceituar Revolução Industrial. –Caracterizar as fases do processo de industrialização. –Analisar."— Transcrição da apresentação:

1

2 3. Revolução Industrial e Imperialismo Objetivos: –Conceituar Revolução Industrial. –Caracterizar as fases do processo de industrialização. –Analisar as transformações socioeconômicas da segunda fase da industrialização. –Descrever a reação dos operários diante do contexto industrial (XIX). –Conceituar Imperialismo, diferenciando da prática colonialista predominante entre os séculos XV a XVIII. –Descrever as diferentes práticas imperialistas. –Analisar os motivos e interesses dos países com a prática imperialista. –Relacionar a segunda Revolução Industrial ao Imperialismo

3 REVOLUÇÃO INDUSTRIAL É o processo em que os donos dos meios de produção e capitais direcionam seus recursos financeiros para o desenvolvimento de novas tecnologias como procedimentos produtivos, máquinas, equipamentos entre outros, todos com intuito de dinamizar e acelerar a produtividade e automaticamente os percentuais de lucros.

4 FASES 1760 a 1850: - A Revolução se restringe à Inglaterra. - Produção de bens de consumo (têxteis e energia a vapor) a 1900: -A Revolução espalha- se pela Europa (Bélgica, França, Alemanha, Itália, etc) América (EUA) e Ásia (Japão). -Produção em série nas indústrias. -Surgem novas formas de energia (hidrelétrica e a derivada do petróleo). -O transporte também se revoluciona (locomotiva e barco a vapor) em diante: - Fenômeno industrial de globaliza (conglomerados industriais e multinacionais). - A produção se automatiza. - Sociedade de consumo. - Revolução dos meios de comunicação. - Desenvolvimento da indústria química, eletrônica e eng. genética.

5 A Segunda etapa da evolução industrial focalizou a produção no seguimento de indústrias de grande porte (siderúrgicas, metalúrgicas, petroquímicas, automobilísticas, transporte ferroviário e naval). Essa etapa da indústria mundial produziu profundas modificações no contexto socioeconômico da época (XIX). Trata-se, de fato, de uma REVOLUÇÃO INDUSTRIAL.

6 AS CONDIÇÕES DE VIDA E DE TRABALHO DOS OPERÁRIOS Salários baixos. 16 a 18 horas de trabalho diário. Fábricas imundas e barulhentas. Exploração do trabalho infantil e feminino. Violência física contra os trabalhadores. Inexistência de saneamento básico. Proliferação de favelas e cortiços. Aumento da criminalidade.

7 Ludismo Cartismo Sindicatos (greves) Movimentos sociais: –C–Comunismo –A–Anarquismo –S–Socialismo (marxismo)

8 IMPERIALISMO

9 IMPERIALISMO É a prática de dominação econômica ou política iniciada a partir do desenvolvimento do capitalismo industrial, ao longo do século XIX. Em outras palavras, processo pelo qual um país de economia desenvolvida (rico) controla uma nação menos desenvolvida (pobre).

10 Mercantilismo Predominou na América Pacto colonial Escravismo Liberalismo Predominou na África e Ásia Investimento de capital Assalarido COLONIALISMO (XV-XVII) IMPERIALISMO (XIX)

11 POTENCIAS IMPERIALISTAS Europa Estados Unidos Japão América Latina Dominação econômica Ásia Dominação econômica política (colonial) África Dominação política (colonial) Obtenção de matéria-prima a preço baixo Exportação de produtos industriais Investimentos de capitais Fixação de excedente populacional

12

13 4. Primeira Guerra Mundial ( ) Objetivos: –Descrever as causas da guerra. –Explicar este conflito é considerado mundial. –Caracterizar os diferentes fases do conflito, analisando os fatores que mudaram os seus rumos. –Analisar as conseqüências da guerra e dos acordos de paz do pós-guerra. –Relacionar a Primeira Guerra Mundial ao contexto imperialista e ao processo de industrialização.

14

15 Disputas imperialistas: as grandes potências mundiais disputavam os mesmos territórios coloniais. Política de alianças: acordos secretos de ajuda mútua em caso de guerra criou dois grupos antagônicos (tríplice entente X tríplice aliança) e foi responsável pela mundialização do conflito.

16 Paz Armada: os Em virtude do imperialismo, os Estados investiram no desenvolvimento da indústria bélica (armas) para desenvolver as suas economias e tornarem-se militarmente mais fortes. Assassinato Príncipe austríaco: o assassinato de Francisco Ferdinando, em Sarajevo ativou o sistema de alianças estabelecido, dando início a primeira grande guerra.

17 28/07/1914 Início da Grande Guerra Itália entra na guerra ao lado da Entente EUA na guerra (Entente). -Rússia deixa a guerra. 11/11/1918 Fim da Guerra Guerra de movimento: avanço alemão Guerra de trincheira: Manutenção das posições Guerra de movimento: avanço da entente

18 (soldados ingleses – 28/10/1914) As doenças, a fome, e a depressão foram fortes inimigos dos soldados entrincheirados. Uma certa ferocidade surge dentro de você, uma absoluta indiferença para com tudo o que existe no mundo, exceto o seu dever de lutar. Você está comendo uma crosta de pão, e um homem é atingido e morto na trincheira perto de você. Você olha calmamente para ele por um momento, e continua a comer o seu pão. Aqui desapareceu para sempre o cavalheirismo. Como todos os sentimentos nobres e pessoais, ele teve de ceder o lugar ao novo ritmo da batalha e ao poder da máquina. Aqui a nova Europa se revelou pela primeira vez no combate (EKSTEINS, Modris. A sagração da primavera. Rio de Janeiro: Rocco, 1992) OS DOIS LADOS DA MESMA GUERRA

19 Participação do Brasil na Primeira Guerra: O Brasil não teve uma participação efetiva nesta guerra. A nação apoiou a Tríplice entente enviando remédios, suprimentos e médicos e enfermeiros. Além disso, aviadores brasileiros auxiliaram na patrulha do Atlântico e navios levaram soldados norte-americanos até a Europa.

20 Tratado de Versalhes (Imposições a Alemanha) -A-Assumir publicamente a responsabilidade pela guerra. -D-Devolução de todos territórios conquistados. -D-Desmilitarização da fronteira com a França. -R-Redução de seu poder bélico. -L-Limitação da capacidade produtiva. -P-Pagamento de uma indenização aos vitoriosos (33 milhões bilhões de dólares).

21 Resultados da Guerra -9-9 milhões de mortos (militares e civis). -U-Um grande número de pessoas mutiladas e psicologicamente afetadas. -A-A mulher ganha espaço na sociedade e no meio trabalhista. -G-Grave crise socioeconômica na Europa. -F-Fortalecimento político, econômico e militar dos EUA (principal potência mundial). -R-Reorganização do mapa político da Europa. -I-Impulso industrial brasileiro.


Carregar ppt "3. Revolução Industrial e Imperialismo Objetivos: –Conceituar Revolução Industrial. –Caracterizar as fases do processo de industrialização. –Analisar."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google