A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Reforma Educacional e Processos de Ensino e Aprendizagem Ricardo Martins A divulgação desta apresentação por Cd-Rom e no.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Reforma Educacional e Processos de Ensino e Aprendizagem Ricardo Martins A divulgação desta apresentação por Cd-Rom e no."— Transcrição da apresentação:

1 Reforma Educacional e Processos de Ensino e Aprendizagem Ricardo Martins A divulgação desta apresentação por Cd-Rom e no Web site do programa Educação do Instituto do Banco Mundial e feita com a autorização do autor.

2 Reformas educacionais: a) são desestabilizadoras do funcionamento normal do sistema; b) são ameaçadoras; c) geram reações e resistências: contradições, tensões, conflitos de interesse, apatia, descrédito, negativismo, percepção limitada; d) podem contrariar interesses pessoais, corporativistas, situacionais, locais e imediatistas.

3 Reformas educacionais: a) fazem emergir inseguranças em relação ao novo; b) podem gerar reações de desmoralização de seus promotores; c) podem provocar alienação como defesa Reformas educacionais bem sucedidas resultam de adequada gestão em nível: a) de sistema b) de unidade escolar c) de segmentos da unidade escolar d) da sala de aula

4 Nível dos processos de ensino e aprendizagem: a) ponto ultrasensível das reformas educacionais b) fator básico de êxito ou fracasso É fundamental a articulação entre políticas públicas de reforma educacional e o cotidiano escolar, considerando as dimensões:. Normativa. Cognitiva. Instrumental

5 Propostas de práticas inovadoras só geram mudança se: a) realizadas na interseção das dimensões técnica, política e humana dos atores; b) lograrem o convencimento da comunidade sobre sua importância; c) contarem com o real envolvimento dos gestores e membros internos da escola. Reformas no eixo básico da escola requerem: a) profundidade de ações; b) tempo; c) participação; d) acompanhamento estrito.

6 As práticas pedagógicas dos profissionais, as suas crenças e representações, as suas atitudes face aos alunos e as aprendizagens escapam à lógica do decreto (Hutmacher, 1992, p. 53) A renovação das práticas não se decreta, a reflexão centra-se no lugar e no papel dos profissionais e dos alunos nas escolas e, de modo mais geral, na relação entre a parte e todo, entre os actores e o sistema. (p.54)

7 Condições básicas:. Participação. Processo decisório participativo e abrangente. Compromisso. Autonomia dos atores. Gestão sensível: valores, objetivos (educacionais, sociais e comunitários), interação e comunicação intensiva entre indivíduos e grupos;planejamento; ação colaborativa

8 Gestão da mudança:. Qualidade da aprendizagem dos alunos. Conhecimento da realidade e de si mesmos. Condições de enfrentamento de desafios. Envolvimento coletivo. Participação em processos e decisões Gestão democrática

9 Gestão democrática para a mudança apoia-se em: a) estabelecimento de prioridades do âmbito escolar; b) interesses e necessidades dos alunos; c) promoção de clima escolar motivador Elaboração e execução de uma proposta pedagógica: a) específica; personalidade da escola; b) resulta dos comportamentos e políticas dos membros; c) resulta dos aspectos físicos e humanos da organização; d) resulta da percepção dos atores institucionais; e) serve de referência para interpretação de situações; f) funciona como campo de força para direcionar atividades

10 Adoção de novas práticas pedagógicas: a) Legitimação:. reconhecimento:. do mérito. Da oportunidade. do avanço. Do valor do esforço b) Conhecimento. Tempo e atividades:. Estudo. Atualização. Discussão. Aprendizado do novo NÃO HÁ INOVAÇÃO SEM PROGRAMA PERMANENTE DE FORMAÇÃO CONTINUADA

11 Adoção de novas práticas pedagógicas: c) Acompanhamento e revisão permanente. A conversão pedagógica não é trivial;. É tentador retornar a práticas antigas;. É fácil responsabilizar o inventor das mudanças pelo fracasso (eu não disse?) d) Qualificação excelente dos gestores:. Zelo pela implantação. Escola como espaço de aprendizagem e aplicação das novas práticas e) Supervisão permanente

12 Novas práticas:

13 Novas práticas devem considerar as dimensões:. Analítica ou acadêmica. Criativa. Prática sob uma perspectiva crítica e de autonomia

14 Como estão as coisas no Brasil?. Qual é a concepção educacional da LDB?. Quais são os eixos básicos da LDB?. Quais são os objetivos educacionais da LDB?. Quais são os processos/meios básicos previstos na LDB?. Quais são os eixos básicos das diretrizes curriculares nacionais?. Qual é a concepção e quais são os eixos, os objetivos e os processos específicos previstos em meu sistema de ensino?

15 O quadro brasileiro:. A concepção da LDB:. Do humanismo individual ao humanismo social. Eixos básicos da LDB:. Eqüidade. Liberdade. Unidade e Diversidade. Flexibilidade. Participação. Autonomia. Avaliação

16 . Objetivos educacionais na LDB:. Capacidade de aprender. Compreensão do ambiente (contextualização). Formação de atitudes, valores e pensamento crítico. Preparação para o mundo do trabalho As Diretrizes Curriculares Nacionais:. Ens. Fund (CEB 2/98); Ens. Médio (CEB 3/98); Ed. Infantil (CEB 1/99); Form. Doc. Mod. Normal (CEB 2/99); Func. Esc. Indig (CEB 3/99); Educ. Profiss. Técnica (CEB 4/99); EJA (1/00); Ed. Especial (2/01); Esc. Campo (1/02); Form Doc. Licenc (CP 1/02)

17 Diretrizes Curriculares Nacionais. Para a educação básica:. Capacidade de aprender e continuar aprendendo. Respeito à identidade. Aprendizagem interativa. Significados socialmente construídos. (Des) (Re) construção do conhecimento. Produção do conhecimento. Atitude de investigação

18 Diretrizes Curriculares Nacionais;. Para a formação de educadores da educação básica:. Ensino visando à aprendizagem dos alunos. Acolhimento e trato da diversidade. Atividades de enriquecimento cultural. Aprimoramento de práticas investigativas. Projetos de desenvolvimento curricular. Tecnologias e inovação. Colaboração e trabalho em equipe

19 Processos previstos na LDB:. Gestão democrática. Construção coletiva da proposta pedagógica. Flexibilidade de organização. Avaliação contínua e contextualizada

20 Situações para discussão

21 Em um determinado Município, decidiu-se extinguir o programa de nucleação das escolas de ensino fundamental de 1ª a 4ª séries na zona rural, tendo em vista que as distâncias muito grandes levavam a tempo excessivo de deslocamento dos alunos. Com essa decisão, pelo menos 15 escolas rurais voltaram a ser ou permaneceram como escolas com uma ou duas classes multisseriadas. Para tais escolas foram alocados professores recentemente contratados, após a realização do último concurso público. Que fazer para garantir educação de qualidade para os alunos destas escolas?

22 Em determinado Município, após a adoção de classes de aceleração durante quatro anos para estudantes em situação de acentuada distorção idade/série nas 2ª e 3ª séries do ensino fundamental, constataram-se os seguintes fatos: a) os egressos das classes de aceleração, quando cursando a 4ª série do ensino fundamental, revelavam sérias lacunas de alfabetização, com imensas dificuldades de leitura e escrita; b) os professores que recebiam, em suas classes, os egressos das classes de aceleração, apresentavam atitude discriminadora em relação a eles; c) os egressos das classes de aceleração revelavam claro desinteresse nas aulas e atividades das classes regulares da 4ª série. Para fazer o diagnóstico, elencar as causas prováveis do fracasso.

23 Em determinado Município, implantou-se, há seis anos, o regime de ciclos nas séries iniciais do ensino fundamental. Decorrido este período, observam-se os seguintes fatos: a) as taxas de evasão e abandono reduziram-se em 60%; b) os resultados das escolas da rede municipal no SAEB situam-se no quartil superior do Estado e do Brasil; c) a demanda junto à Secretaria Municipal de Educação pela ampliação das bibliotecas escolares tem se elevado sistematicamente; d) a utilização das horas/atividade dos professores tem se dado quase sempre no próprio espaço das escolas. Para fazer o diagnóstico, elencar as causas prováveis do sucesso

24 Na escola municipal XXX a implantação da nova proposta pedagógica foi acompanhada de uma modificação significativa na infra-estrutura física da escola, inclusive em seu mobiliário, que passou a ter maior mobilidade para facilitar os trabalhos em grupo. Todas as semanas foi prevista a realização de atividades, em horários e dias variados, de integração temática entre os componentes curriculares e as turmas, sob a orientação dos professores. Os professores foram estimulados a produzir material didático complementar com a colaboração dos estudantes. A Secretaria Municipal de Educação forneceu material de pesquisa para atualização didática dos professores. Que fazer mais para que esta experiência dê certo?


Carregar ppt "Reforma Educacional e Processos de Ensino e Aprendizagem Ricardo Martins A divulgação desta apresentação por Cd-Rom e no."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google