A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

e as percepções da justiça de imigrantes lisboetas

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "e as percepções da justiça de imigrantes lisboetas"— Transcrição da apresentação:

1 e as percepções da justiça de imigrantes lisboetas
Espírito de submissão e as percepções da justiça de imigrantes lisboetas António Pedro Dores, Dezembro 2006

2 Na margem “Nesta última década a população carcerária da Paraíba aumentou 40% (…) o aumento (…) se deve ao crescimento da criminalidade, um problema estrutural causado pelo desemprego e pela falta de oportunidades” páginas 46/47 da tese de mestrado de Maria Gisélia Silva Fernandes apresentada na Universidade Lusófona em Dezembro de 2006.

3 Falta de recursos sociais e económicos
Tese sociológica Cf. Robert K. Merton, "Estrutura social e Anomia" em Sociologia - Teoria e Estrutura, São Paulo, Mestre Jou, 1970, pp Falta de recursos sociais e económicos Crime Directamente proporcional

4 Falta de recursos sociais e económicos
Tese histórica Woodiwiss, Michael (2005) Gangster Capitalism: The United States and the Global Rise of Organized Crime, Londres, Constable. Falta de recursos sociais e económicos Crime Directamente proporcional

5 À margem O aumento de 40% da população carcerária deve-se à falta de oportunidades e ao desemprego estruturais, causados pela criminalidade que mina os Estados Divisão disciplinar: Tese criminalista? Tese de relações internacionais? Tese de ciência política sobre corrupção?

6 Estados de espírito Espírito proibicionista (contra as margens) – natureza social etológica vê invertida a causalidade pelo Espírito liberal (político e não só económico) – natureza social contratual

7 Sociologia na história
Radicalismo reducionista da sociologia realista e as “contradições” de Bourdieu Recomposição das condições estruturais de funcionamento social (vulgo sociedade do conhecimento) aumenta desigualdades sociais, com as mesmas instituições. Como?

8 Estados de espírito Espírito proibicionista (contra as margens)
inverte as funcionalidades institucionais do Espírito liberal (político e não só económico)

9 Níveis sociais Estudo do funcionamento das instituições é relevante, mas pode enganar caso o investigador não esteja suficientemente precavido contra os efeitos ideológicos (ex: quem são os criminosos? os condenados em tribunal ou os que falham no cumprimento das leis?)

10 Estados de espírito http://iscte.pt/~apad/estesp
Modos de relacionamento inter-institucional (ex: espírito de grupo, espírito desportivo, espírito profissional, espírito de justiça, espírito científico, espírito filosófico, espírito humanista, espírito religioso) Modos de relacionamento supra-institucional (ex: ideologias, espírito do capitalismo, patriotismo, nacionalismo, cabotinismo) Modos de relacionamento social quotidiano (ex: espírito revolucionário, espírito de disciplina, formas elementares do conhecimento (religioso), espírito proibicionista, espírito de submissão, espírito de subordinação, espírito revivalista)

11 Teses a desenvolver: Homologia entre níveis (cf. “Os Erros de Damásio” Sociologia PP nº 49) Tipificação objectiva do elenco elementar de estados-de-espírito (tabela periódica) – neo organicismo Modos de (des)sintonização (estudo da violência (i)moral) – neo-positivismo

12 Naturezas sociais Modernidade sociológica, como mostra José Luís Casanova, é um tempo social de sintonização com valores modernos (liberdade e igualdade) Estados-de-espírito é o estudo das qualidades essenciais das potencialidades humanas/sociais

13 Espaço analítico dos estados-de-espírito (I)
Plano bélico Plano sócio-económico Plano Jurídico Socialização terciária “Crime” Socialização secundária “Delinquência” Socialização primária “Violência doméstica” Planos privados

14 Espaço analítico dos estados-de-espírito (II)
Religião Razão Mente Informação Sabedoria Ciência Instituições e movimentos sociais Comunicax massas (TV) - Emoções Escola Cognição Família Corpo Institucionalização Individuação Secularização Dimensões de Giddens Governabilidade legitimidade uso da força ética compromisso de classe Conflito sustentabilidade ambiental

15 Diferenciações sociais modernas
Valores sociais Espírito institucional Espírito de família Ideologia Moral Espírito do capitalismo Politics Policy Empresário Patrão Cognição Dogma

16 Duplicidade da vida social
Crenças (1) Desejos (2) Razões (3) Medo Vulnerabilidade-silêncio (-2) Sofrimento-medo (-1) Fraqueza-violência (-3) Confiança

17 Campo de análises sincréticas
Espírito proibicionista Espírito de submissão Espírito revivalista (Mário Caeiro) Novos projectos: Magistrados, agentes de autoridade (intensivos) comunidades residenciais de classe média e de realojamento (extensivos)

18 Justiça para não nacionais
Métodos e técnicas: Entrevista (família  indivíduo) Estudo biográfico prisional Seminário a confirmar “medo” Financiamento FCT/MESC

19 Conclusões empíricas Interpelação de investigação produz “medo”
As respostas sobre o que é justiça são doutrinariamente bem informadas Imagem positiva da justiça portuguesa contrasta com a imagem dos países de origem Dificuldades de tratar casos concretos e de falar da família

20 Espírito de submissão Respeito pelos segredos sociais
Disponibilidade para colaborar Resiliência moral ao abuso, violência e trauma Produção (segredos, labor, estigma sacrificial)

21 Programas pedagógicos Mestrados interdisciplinares
“Risco, Trauma e Sociedade” “Instituições e Justiça Social, Gestão e Desenvolvimento” Risco Instituições Trauma Mercado global Negócio e Management Justiça Social

22 Bibliografia Espiritu de sumission, Barcelona, Anthropos, 2006.
Espírito Proibicionista, Oeiras, Celta, a aguardar financiamento. “Espírito proibicionista e os riscos penitenciários”, capítulo de Portugal e a Europa: Sociedade, Estado e Quotidiano, CIES/ISCTE, 2007 “Os erros de Damásio” em Sociologia Problemas e Práticas nº 49, CIES/Celta, 2005 “As modernas formas elementares de vida - Estudos sobre prisões e não nacionais - Apresentação” working-paper CIES/ISCTE, Setembro 2005. "Anomia em Durkheim - entre a sociologia e a psicologia prisionais" em Direito e Justiça, Faculdade de Direito da Universidade Católica, Lisboa, Volume especial 2004. com António Manuel de Alte Pinho, Vozes contra o silêncio – movimentos sociais nas prisões portuguesas, Lisboa, edições Margem, colecção Documentos, edição em CDROM, 2004. “O lugar das prisões no início do século XXI” em Ideia nº 60, Lisboa, 2004. “A prisão vista pelos presos” 2003 “Espirito moderno e desníveis de poder”, 2003 “Espirito moderno, violência e teoria social”, 2003 “Prisons and Imprisonment in Portugal”, 2003 Proibicionismo e Anomia – uma apresentação do conceito estados-de-espírito, provas de agregação, Lisboa, ISCTE, 2003.

23 Fim http://iscte.pt/~apad http://iscte.pt/~apad/prisoesfct


Carregar ppt "e as percepções da justiça de imigrantes lisboetas"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google