A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PON Plano operacional normal

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PON Plano operacional normal"— Transcrição da apresentação:

1 PON Plano operacional normal
ESLA Prova de DeHuSA 2011/2012

2 Introdução da Prova de DeHuSA
A organização será da responsabilidade dos alunos do Curso Profissional TSSMA do Agrupamento de Escolas Dra. Laura Ayres em Quarteira; Este documento pretende regulamentar o IV encontro de DeHuSA.

3 Apresentação da Prova de DeHuSA
Local de encontro – Escola Secundária Drª Laura Ayres, Quarteira. Data – Sexta-feira, 09 de Março de 2012. Organização – Curso Técnico de Segurança e Salvamento em Meio Aquático. (11ºJ) Colaboradores: Dinamika, INUAF, Bombeiros Municipais de Loulé.

4 Escola Secundária Drª Laura Ayres em Quarteira
Local de encontro Escola Secundária Drª Laura Ayres em Quarteira Saída na Via do Infante em Direção a Quarteira Entrada em Quarteira, rotunda da BP. Seguir pela Avenida de Ceuta, até encontrar os Semáforos. Virar para a esquerda e seguir sempre em frente. Vai encontrar a escola do seu lado esquerdo. Auditório da escola.

5 Programa do Encontro de DeHuSa
9:00h – Receção das equipas; 9:05h – Abertura do secretariado/ Validação das equipas; 9:30h – Boas vindas às Escolas pela Diretora da ESLA, (Professora Conceição Bernardes); 9:40h - Apresentação das Provas em Power Point às equipas; 10:00h – Preparação dos atletas para o encontro (Equipar para o Encontro); 10:10h – Deslocação a pé dos grupos para a praia; 10:30h – Aquecimento dos atletas; 10:45h – Início das Provas; – Prova nº1 (Prova de Corrida e Natação) 11:15h – Prova nº 2 (Prova de Corrida e Prancha) 11:45h – Prova nº3 (Prova de Reboque e Transporte) 12:15h – Regresso em grupo para a escola; 12:30h – Banho; 13:00h – Entrega de certificados.

6 Participantes cursotssma@gmail.com Ou
Os participantes deste encontro terão que ser obrigatoriamente alunos que frequentem o curso TSSMA de qualquer escola do país. Todas as Escolas têm de confirmar a participação dos seus alunos no respetivo encontro. As inscrições deverão ser enviadas para os seguintes endereços: Ou Agrupamento Escolas Dra. Laura Ayres Rua do Forte Novo, Quarteira;

7 Inscrições A inscrição é gratuita;
Alojamentos, alimentação* e transportes são da inteira responsabilidade das escolas participantes; * Se as escolas participantes optarem por almoçar na escola (dia 9 de Março) terão que fazer a reserva até ao dia 7 de Março (Quarta-feira) do número de almoços para Professores e alunos (não esquecer de referir os alunos que têm Escalão A e B)

8 Anexos

9 IDENTIFICAÇÃO DA ÁREA DE INTERVENÇÃO
Gestão do PON IDENTIFICAÇÃO DA ÁREA DE INTERVENÇÃO A área de intervenção do PON, está integrada na freguesia de Quarteira, Concelho de Loulé, e possui uma área aproximada de 1000m, integrada na categoria de Espaço oceânico. Para a delimitação do perímetro do PON foram ainda considerados o calçadão e todo o espaço público que confronta com a área de intervenção do plano, no sentido de se conseguir uma maior integração. Área proposta para o Plano operacional normal - PON

10 Plano de segurança Bombeiros e ambulância TSSMA no local da Prova
Apoio aos atletas com um caiaque

11 ACESSIBILIDADES No que diz respeito ao espaço pedonal público, apresentam-se em boas condições, tanto para pessoas com dificuldades motoras, como também para viaturas de emergência.

12 IDENTIFICAÇÃO E AVALIAÇÃO DOS RISCOS
Riscos internos ( espaço / materiais) Riscos externos (condições climatéricas, estado do mar, outros perigos relacionados com a praia)

13 Organização e intervenção
Meios que poderão ser utilizados para permitir intervenções de modo a minimizar situações de risco e evitar acidentes: sinalização de segurança, meios de alarme ou alerta.

14 Procedimentos em caso de emergência
Reconhecimento do aluno em perigo; Avaliação inicial rápida da situação; Ação (Procedimentos dos TSSMA); Equipamentos de salvamento e primeiros socorros a serem utilizados; Recuperação segura do(s) aluno(s); Ressuscitação quando necessário.

15 Plano de actuação Definição de tarefas para cada interveniente da equipa de segurança: O TSSMA (Tiago Gravata, com a colaboração do Prof. Fábio Fragoso e do Prof. Paulo Matos) Definição de Postos Definição de Tarefas Bombeiros Definição dos postos Definição do local da prova Informações como se vai realizar a prova

16 No caso de incidente (como se deve agir)
Os TSSMA são chamados para socorrer; O TSSMA informa os colegas da equipa que vai intervir numa emergência; A equipa assume as funções predefinidas que são: Um dos TSSMA toma as decisões necessárias, que podem envolver: dar instruções, alcançar e lançar equipamentos, resgatar ou entrar na água; Os outros dão apoio terrestre, e em caso de necessidade entram também em ação; Em caso de salvamento o TSSMA ajuda a vítima a ir para um local apropriado e se for necessário encaminha-o à ambulância ; O TSSMA deve efetuar um relatório sobre a ocorrência; Todo o material usado deve voltar ao seu devido lugar e se necessário, substituído.

17 Qualquer aluno pode entrar em perigo por:
Desobediência às normas de segurança; Descuido; Acidente; Por deficiências/Lesões físicas; Pouca familiarização com o ambiente;

18 Recursos Humanos da prova
Segurança e Salvamento (1 TSSMA e alunos); 2 bombeiros; 4 professores da ESLA que vão contribuir com a organização da prova; 8 Alunos da ESLA que estarão envolvidos na organização da prova (11ºJ). Nota: A definição de tarefas dos membros da organização segue numa folha em anexo.

19 Recursos Materiais da Prova
Anfiteatro (Credenciação e Apresentação das equipas, apresentação das provas); Computador, Projetor, Quadro; 2 Balneários (campo sintético e bombeiros); 1 Tenda para apoio na praia; 1 Ambulância; Material de salvamento; Material para a realização das provas (Pranchas, pinos, Boias, Fatos, Caiaque, Buzina, Megafone,); Águas e alimentos.


Carregar ppt "PON Plano operacional normal"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google