A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

31ª Semana de Espiritismo e Psiquiatria do Hospital Espírita André Luiz Roberto Lúcio Vieira de Souza Diretor Técnico.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "31ª Semana de Espiritismo e Psiquiatria do Hospital Espírita André Luiz Roberto Lúcio Vieira de Souza Diretor Técnico."— Transcrição da apresentação:

1 31ª Semana de Espiritismo e Psiquiatria do Hospital Espírita André Luiz Roberto Lúcio Vieira de Souza Diretor Técnico

2 Estados e tipos de comportamento clinicamente significativos persistentes e inflexíveis que caracterizam a maneira de viver do indivíduo e de estabelecer relações consigo e os outros. Podem aparecer precocemente sob a influência conjunta de fatores constitucionais e sociais e outros mais tardiamente durante a vida.

3 Todo aquele que sente, num grau qualquer, a influência dos Espíritos é, por esse fato, médium. Essa faculdade é inerente ao homem; não constitui, portanto, um privilégio exclusivo. (...) Pode, pois, dizer-se que todos são, mais ou menos, médiuns. (Allan Kardec, O Livro dos Médiuns, capítulo XIV).

4 Distúrbios graves da constituição do caráter e dos comportamentos, não diretamente imputáveis a uma doença, lesão ou outra afecção cerebral ou a um outro transtorno psiquiátrico. Compreendem vários elementos da personalidade, acompanham-se em geral de angústia pessoal e desorganização social Aparecem habitualmente durante a infância ou a adolescência e persistem de modo duradouro na idade adulta.

5 A grande maioria dos psicopatas - grau mais leve. Estão disfarçados de líderes religiosos, executivos bem sucedidos, bons políticos, bons amigos e bons amantes. Vivem de golpes, roubos, fraudes e estelionatos.

6 Lesão ao patrimônio social e pessoal, mas tudo sem sujar as mãos de sangue. Geralmente são charmosos, sedutores, inteligentes, aparentam serem pessoas do bem e possuem grande poder de persuasão e habilidade para enganar quem quer que seja. Estão do lado de fora das grades, convivendo com todos nós, sem levantar suspeitas de quem realmente são. Outros, de fato, são assassinos ou até serial killers e matam tal qual feras predadoras. Geralmente são charmosos, sedutores, inteligentes, aparentam serem pessoas do bem e possuem grande poder de persuasão e habilidade para enganar quem quer que seja. Estão do lado de fora das grades, convivendo com todos nós, sem levantar suspeitas de quem realmente são. Outros, de fato, são assassinos ou até serial killers e matam tal qual feras predadoras. Mentes Perigosas – Dra. Ana Beatriz Barbosa Silva

7 F60.0 Personalidade paranóica F60.1 Personalidade esquizóide F60.2 Personalidade dissocial F60.3 Transtorno de personalidade com instabilidade emocional F60.4 Personalidade histriônica F60.5 Personalidade anancástica F60.6 Personalidade ansiosa [esquiva] F60.7 Personalidade dependente

8 Sensibilidade excessiva face às contrariedade Não perdoa os insultos Desconfiado Distorção dos fatos interpretando como hostis ou de desprezo Ciúmes recidivantes e injustificados Defesa obstinada dos próprios direitos. Superavaliação de sua auto-importância. Personalidade fanática

9 Caracterizado por: perturbações de auto-imagem estabelecimento de projetos preferências pessoais sensação crônica de vacuidade, relações interpessoais intensas e instáveis tendência a adotar um comportamento autodestrutivo tentativas de suicídio e gestos suicidas.

10 Caracterizada por: Afetividade superficial e lábil Dramatização Teatralidade Expressão exagerada das emoções Sugestionalidade Egocentrismo Auto-complacência Falta de consideração para com o outro Necessidade de ser elogiado constituir-se no objeto de atenção Sensibilidade excessiva.

11 Associados ao comportamento histérico e dissociativo. O Transtorno de Transe e Possessão é caracterizado por: Perda transitória da consciência da própria identidade com a conservação perfeita da consciência do meio ambiente. Somente inclui os estados de transe involuntários e não desejados. Exclui-se os casos decorrentes do contexto cultural ou religioso.

12 O Transtorno de Personalidade Múltipla tem como característica essencial: Presença de duas ou mais identidades ou estados de personalidade distintos, que recorrentemente assumem o controle do comportamento da pessoa. Incapacidade de recordar informações pessoais importantes, não explicada pelo esquecimento normal. Reflete um fracasso em integrar vários aspectos da identidade, memória e consciência. Cada estado de personalidade é vivenciado como se possuísse uma história pessoal distinta, auto-imagem e identidade próprias, inclusive um nome diferente.

13 Uma identidade primária, portadora do nome correto do indivíduo, passiva, dependente, culpada e depressiva. As identidades alternativas com freqüência têm nomes e características diferentes, que contrastam com a identidade Identidades hostis ou agressivas podem interromper atividades ou colocar as outras em situações incômodas.

14 Freqüentes lacunas de memória quanto sua história pessoal, tanto remota quanto recente. As transições entre as identidades podem ser ativadas pelo estresse psicossocial, pela ansiedade exagerada, pela tensão pré-menstrual. Os portadores já passaram pelo menos sete anos no sistema de saúde mental. Segundo várias pesquisas sobre estes pacientes, 90% deles são depressivos, 61% fizeram sérias tentativas de suicídio, e 53% têm uma história de abuso.

15 Ausência de sofrimento psicológico Ausência de prejuízos sociais e ocupacionais Duração curta da experiência Atitude crítica (ter dúvidas sobre a realidade objetiva da vivência) Compatibilidade com o grupo cultural ou religioso do paciente

16 Ausência de comorbidades Controle sobre a experiência Crescimento pessoal ao longo do tempo Atitude de ajuda aos outros

17 Comunicação Mediúnica Entidade Comunicante (Órgão Emissor) Inabilidade para a comunicação Transtornos Emocionais E Deficiências Morais Médium (Órgão Receptor) Animismo Transtornos Emocionais E Deficiências Morais Grupo Mediúnico (Meio Ambiente) Ruído

18 Informação Espiritual Recepção Das Informações Fenômeno Mediúnico Comunicante Médium Meio Ambiente

19 Mistificação Intervenção Anímica E Histeria Animismo e/ou Crise Histérica Comunicante Médium Meio Ambiente Interferências do Médium

20 Características do fenômeno Conteúdo da fenomenologia Personalidade e estado psicológico do medianeiro Evolução do fenômeno na vida do sensitivo

21 Os quadros patológicos: têm uma sintomatologia mais ampla é comum a presença de quadros semelhantes nos familiares Correlação com doenças orgânicas ou traumatismos e uso de substâncias químicas Não darão sinais de evidente melhora ou cessação dos sintomas com apenas a interferência no campo espiritual

22 Os fenômenos mediúnicos podem ser reprimidos com a medicação anti-psicótica A observação não pode ser restrita ao fenômeno: uma leitura completa da história pessoal e um acompanhamento da evolução Em médiuns já desenvolvidos poder-se-á fazer com clareza a diferença pela conduta anterior e posterior do sensitivo na sua vida particular

23 Geralmente, as informações mediúnicas são maior coerência, com dados desconhecidos pelos médiuns, os quais identificam as entidades espirituais e que podem ser confirmadas. Processos de vingança espiritual podem levar a confusão com os delírios persecutórios Não é comum que as alucinações tenham expressões de beleza e elevado teor moral A questão da histeria

24 As manifestações patológicas estão associadas a uma estrutura emocional doentia. Os médiuns fora do fenômeno são criaturas com uma vida de relação normal Uma grande dificuldade: casos patológicos associados à mediunidade Fundamental a presença de um profissional especializado com um conhecimento espiritual O acompanhamento do sujeito por um tempo maior.

25 O uso de antipsicóticos inibirá as alucinações,os delírios e os fenômenos mediúnicos A orientação espiritual: um elemento para a diferenciação –médiuns sérios e experientes

26 Em geral, a fenomenologia mediúnica não é antecedida de sintomas psicopatológicos graves Maior sensibilidade emocional, mudanças súbitas de humor e comportamento, com volta à normalidade em curto espaço de tempo. Com o desenvolvimento mediúnico, esses distúrbios deverão cessar e restringirão aos momentos de transe As obsessões graves podem dar o aspecto de um quadro psiquiátrico

27 Sensitivos voltados para a prática do mal ou ligados ao ganho material através do dom, geralmente, caminham para uma derrocada moral ou para o adoecimento Os processos psicóticos têm um prognóstico reservado, com uma repercussão ruim e extensa na vida do paciente

28 Estudo aprimorado sobre a mediunidade Buscar o conhecimento sobre o médium e de suas características psicológicas e sociais Estimular o compartilhamento das experiências com o dirigente da reunião Tratamento especializado, quando necessário Estimular a educação moral e a prática da caridade.

29 Muito Obrigado !


Carregar ppt "31ª Semana de Espiritismo e Psiquiatria do Hospital Espírita André Luiz Roberto Lúcio Vieira de Souza Diretor Técnico."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google