A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

AMB É A MAIOR ENTIDADE DE REPRESENTAÇÃO DA MAGISTRATURA NO PAÍS E TEM COMO SEU ÓRGÃO SOCIAL A ESCOLA NACIONAL DA MAGISTRATURA – ENM AMB Reúne 14 mil juízes,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "AMB É A MAIOR ENTIDADE DE REPRESENTAÇÃO DA MAGISTRATURA NO PAÍS E TEM COMO SEU ÓRGÃO SOCIAL A ESCOLA NACIONAL DA MAGISTRATURA – ENM AMB Reúne 14 mil juízes,"— Transcrição da apresentação:

1

2 AMB É A MAIOR ENTIDADE DE REPRESENTAÇÃO DA MAGISTRATURA NO PAÍS E TEM COMO SEU ÓRGÃO SOCIAL A ESCOLA NACIONAL DA MAGISTRATURA – ENM AMB Reúne 14 mil juízes, entre estaduais, federais, trabalhistas e militares A Associação dos Magistrados Brasileiros - AMB foi fundada em 10 de setembro de 1949 e hoje conta com: 36 associações, sendo 27 de juízes estaduais, 7 de trabalhistas e 2 de militares. Além do presidente, da Diretoria e das Coordenadorias, a AMB tem 11 vice-presidentes em seu corpo diretivo. Magistrados associados estaduais trabalhistas militares federais diretos (*) Total (*) Magistrados associados diretamente à entidade, oriundos dos tribunais superiores ou dos Estados, mas sem serem necessariamente associados a alguma entidade estadual. Do total, são mulheres

3 Pesquisa e Cartilha da Justiça Origem do Projeto

4

5

6 Cidadania e Justiça Também se Aprendem na Escola Organização e planejamento: Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e Escola Nacional da Magistratura (ENM) Presidente Henrique Nelson Calandra (AMB) Coordenação: Juiz de Direito Roberto Portugal Bacellar – Diretor-Presidente da Escola Nacional da Magistratura (ENM-AMB) e coordenador nacional do programa

7 Cidadania e Justiça Também se Aprendem na Escola -A idéia da AMB é esclarecer a população, a partir de crianças e jovens, questões de Cidadania e Justiça. -O projeto possibilita aos professores e alunos o desenvolvimento de conceitos de ética, justiça e cidadania.

8 Cidadania e Justiça Também se Aprendem na Escola Justifica-se o projeto por vários fatores, dentre eles: Pouco ou nenhum conhecimento sobre o funcionamento do Poder Judiciário; Precário conhecimento sobre os direitos dos cidadãos e a forma de exercê-los.

9 Cidadania e Justiça Também se Aprendem na Escola Objetivos Propiciar pesquisa, leitura, análise e reflexão sobre ética, cidadania e justiça; Conscientização sobre os direitos e os caminhos para melhor exercê-los; Complementar o ensino estabelecendo relações entre o conteúdo curricular e as atividades do Poder Judiciário no contexto do regime democrático brasileiro. Formar agentes multiplicadores.

10 Cidadania e Justiça Também se Aprendem na Escola Área de Abrangência A AMB tem desenvolvido o projeto em vários Estados da Federação, por meio de parcerias com as associações de magistrados estaduais e setoriais, escolas de magistratura e tribunais, com resultados significativos. A intenção da AMB é implantar o projeto em todas as Unidades da Federação.

11 Cidadania e Justiça Também se Aprendem na Escola Metodologia Busca de Adesões Em um primeiro momento, respeitando as peculiaridades locais, deverão ser buscadas adesões, envolvimento e comprometimento de segmentos como: Secretarias Estaduais e Municipais de Educação e da Justiça; Tribunais, Escolas de Magistratura e Associações; Ordem dos Advogados do Brasil, Associações do Ministério Público, Defensores Públicos, Universidades, entre outros.

12 Cidadania e Justiça Também se Aprendem na Escola Verificação de Adesões e Planejamento Específico Em seguida, é preciso avaliar o alcance das adesões e delimitar a atuação de cada um desses órgãos e entidades no projeto. Junto às escolas (públicas e particulares), o desencadeamento de ações se efetivará em etapas que serão vencidas de acordo com as peculiaridades de cada local.

13 Cidadania e Justiça Também se Aprendem na Escola Efetivação do projeto: Primeira Etapa (essencial) - Organização, Motivação e Multiplicação Reunião com magistrados, diretores de escolas, supervisores educacionais e professores responsáveis pela gerência de projetos educacionais para análise e discussão do programa e conteúdos a serem abordados.

14 Cidadania e Justiça Também se Aprendem na Escola Exposição destinada aos professores sobre o projeto e os temas específicos previamente estabelecidos; Identificação, pelo professor, de conteúdos curriculares a serem trabalhados com os alunos;

15 Cidadania e Justiça Também se Aprendem na Escola Distribuição do Kit professor (vídeos, cartilhas, panfletos, gibis, livretos educativos e cartazes), que os fortaleçam com informações e esclarecimentos para o melhor ensinamento aos alunos.

16 Cidadania e Justiça Também se Aprendem na Escola Segunda Etapa (essencial) - Visitação destinada a alunos e professores Organização de visitas de professores e alunos aos órgãos do Poder Judiciário como tribunais, fóruns e até mesmo às faculdades de Direito e museus da Justiça, de acordo com a definição e planejamento do projeto.

17 Alunos da 4.ª série da Rede Municipal de Educação, visitando o Museu da Justiça, do TJ/PR.

18 Cidadania e Justiça Também se Aprendem na Escola Organização do júri simulado pelos próprios professores e alunos, com orientação de magistrados, promotores, advogados e servidores; Trabalhos de desenho, poesia e relatório, retratando o aprendizado nas etapas anteriores. Terceira Etapa (essencial) - Produção Cultural (com juízes, promotores, advogados, alunos e professores - o Juiz vai à Escola)

19 Cidadania e Justiça Também se Aprendem na Escola -Conforme orientações pedagógicas, promover eventos especiais com trabalhos educativos, como exposições, apresentações artísticas e peças de teatro, concurso de desenho, monografia ou redação, baseados nos temas abordados durante o projeto;

20 Cidadania e Justiça Também se Aprendem na Escola -Premiação dos melhores trabalhos; -Divulgação - com confecção de painéis, vídeos, carteirinhas para os alunos agentes multiplicadores, murais -, dentre outras ações motivacionais

21 Julgamentos Simulados Quarta Etapa - Apresentação dos trabalhos

22 Cidadania e Justiça Também se Aprendem na Escola A tese da acusação...

23 Cidadania e Justiça Também se Aprendem na Escola Apresentação dos trabalhos A defesa...

24

25

26 Além dos julgamentos simulados feitos pelos alunos, são organizados: Concurso de relatórios; Concurso para escolas participantes, entre outros.

27 Cidadania e Justiça Também se Aprendem na Escola Quinta Etapa – Avaliação e Realimentação Preenchimento de ficha de avaliação por professores e pedagogos; Entrevista com os alunos, professores e magistrados. Avaliação das atividades propostas para o desenvolvimento do programa para análise, correções e realimentação para o ano seguinte; META 2011 – INSERIR A MEDIAÇÃO ESCOLAR

28 Escala de Avaliação - ESCALAS Totalmente Atendido Satisfatoriamente Atendido Parcialmente Atendido Não Atendido Avaliação e Realimentação

29 Cidadania e Justiça Também se Aprendem na Escola Cronograma - Planejamento e organização - 45 dias; - Execução - 90 dias; -Avaliação - durante a execução do projeto e ao final. Calendário (definir por completo) -Para o ano seguinte, planejamento para execução de 6 a 8 meses - inicio em Abril, término em Setembro/Novembro.

30 NOSSAS CRIANÇAS E NOSSOS JOVENS REPRESENTAM O FUTURO DA NAÇÃO PAZ UM PRINCÍPIO QUE NÃO PODE TER FIM

31 E entendi que quem comete delitos pode ficar no máximo na prisão uns 30 anos. Eu achei muito boa a idéia de fazer o Júri Simulado porque no futuro a gente pode ser um Promotor, um Advogado, uma Escrivã ou até um Juiz de primeira classe. E entendi que quem comete delitos pode ficar no máximo na prisão uns 30 anos. Eu achei muito boa a idéia de fazer o Júri Simulado porque no futuro a gente pode ser um Promotor, um Advogado, uma Escrivã ou até um Juiz de primeira classe. Guilherme Falk do Amaral, EM Santa Ana Mestra 8 anos

32


Carregar ppt "AMB É A MAIOR ENTIDADE DE REPRESENTAÇÃO DA MAGISTRATURA NO PAÍS E TEM COMO SEU ÓRGÃO SOCIAL A ESCOLA NACIONAL DA MAGISTRATURA – ENM AMB Reúne 14 mil juízes,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google