A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Caminhos Máximo / Mínimo: Utilizando um grafo para representar estradas que unem cidades, sendo os nós as cidades e os arcos as distâncias entre as cidades,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Caminhos Máximo / Mínimo: Utilizando um grafo para representar estradas que unem cidades, sendo os nós as cidades e os arcos as distâncias entre as cidades,"— Transcrição da apresentação:

1 Caminhos Máximo / Mínimo: Utilizando um grafo para representar estradas que unem cidades, sendo os nós as cidades e os arcos as distâncias entre as cidades, pergunta-se: - Quais os caminhos (se existir algum) que ligam Spa à Rec? - Existindo mais de um caminho, qual o mais curto? RioVit Spa Sal Rec Nat = 30 = 45 = 52 = 40 Grafos - Caminhos

2 Algoritmo de Dijkstra para Caminho Mínimo: -Inserir o nó origem na árvore -Enquanto o nó destino não está na árvore faça: -Calcule a distância para todos os nós vizinhos dos nós que estão na árvore -Selecione o nó com a menor distância total e insira-o na árvore Simulação para o grafo: Caminho Mínimo

3 1: Caminhos a partir de x2: Escolhido menor: x a 3: Caminhos a partir de x,a 4: Escolhido menor: x a b Aplicações

4 5: Caminhos a partir de x,a,b6: Escolhido menor: x a d Aplicações

5 7: Caminhos a partir de x,a,b,d8: Escolhido menor: x a c Aplicações

6 9: Caminhos a partir de x,a,b,c,d10: Escolhido menor: x a d y Aplicações

7 O matemático suíço Leonhard Euler (pronuncia-se óiler) ( ) ficou curioso devido a uma charada popular sobre o lugarejo de Königsberg (uma cidade da antiga Prússia, mais tarde chamada de Kaliningrado, na Rússia). A charada era determinar se uma pessoa poderia passear pela cidade passando apenas uma vez por cada ponte. Caminho Euleriano a b c d b c

8 Euler teve a brilhante idéia de apresentar esta charada como um grafo. As pontes são as arestas e os trechos de terra (chamados de a até d) são os vértices. Um caminho Euleriano em um grafo G é um caminho que une as arestas exatamente uma vez. Caminho Euleriano d b a c

9 Existe um caminho Euleriano em um grafo conexo se, e somente se, não houver nenhum ou existirem no máximo dois vértices ímpares. No caso de não haver vértices ímpares, o caminho pode começar em qualquer vértice e terminará neste mesmo vértice; para o caso de haver dois vértices ímpares, o caminho deve começar em um vértice ímpar e terminar no outro. Caminho Euleriano

10 Um caminho hamiltoniano é um caminho que permite passar por todos os vértices de um grafo G, não repetindo nenhum. Se com esse caminho é possível descrever um ciclo, este é denominado ciclo hamiltoniano (ou circuito hamiltoniano) em G. Um grafo que possua tal circuito é chamado de grafo hamiltoniano. Caminho Hamiltoniano

11 Suponha que um caixeiro viajante deseja visitar N cidades (vértices) de uma certa localização e que, entre alguns pares de cidades existem rotas (arcos ou arestas), através das quais ele pode viajar a partir de uma cidade para outra. Cada rota tem um número associado, que pode representar a distância ou o custo necessário para percorrê-la. Assim, o caixeiro viajante deseja encontrar um caminho que passe por cada uma das N cidades apenas uma vez, e além disso que tenha um custo menor que certo valor; onde o custo do caminho é a soma dos custos das rotas percorridas. Note que a existência de tal caminho nem sempre é possível. Caminho Hamiltoniano


Carregar ppt "Caminhos Máximo / Mínimo: Utilizando um grafo para representar estradas que unem cidades, sendo os nós as cidades e os arcos as distâncias entre as cidades,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google