A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Curso de Pós-Graduação em Gestão de Pessoas Prof. Sandro Andriow Administrador (UFPR - 1986) Especialização em Projetos de Investimento (UFPR - 1988)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Curso de Pós-Graduação em Gestão de Pessoas Prof. Sandro Andriow Administrador (UFPR - 1986) Especialização em Projetos de Investimento (UFPR - 1988)"— Transcrição da apresentação:

1

2 Curso de Pós-Graduação em Gestão de Pessoas Prof. Sandro Andriow Administrador (UFPR ) Especialização em Projetos de Investimento (UFPR ) Especialização em Administração de Informática (SPEI ) Mestrado em Finanças ( UneX - Espanha )

3 Administração de Custos e Orçamento aplicada a Recursos Humanos CustosOrçamento

4 Administração de Custos e Orçamento aplicada a Recursos Humanos Custos ??? Orçamento??? Contabilização dos Custos Controle dos Custos Formação do Preço de Venda

5 Conceituação de Orçamento expressão quantitativa de um plano de ação futuro da organização para um determinado período ( HORNGREN ) é um plano detalhado da aquisição e do uso de recursos financeiros ou de outra natureza, durante um período específico (GARRISON e NOREEN)

6 Conceituação de Orçamento [...] o orçamento é uma ferramenta que força a coordenação das atividades da organização e ajuda a identificar problemas de coordenação. [..] Se o planejamento orçamentário indica que o potencial de vendas da empresa excede seu potencial de produção, ela pode desenvolver um plano para aumentar sua capacidade ou reduzir as vendas planejadas. (ATKINSON)

7 Principais tipos de Orçamentos: curto prazo <1 ano Orçamento de Vendas O orçamento de vendas é a peça básica para início de todos o processo de planejamento de Lucro e Caixa da empresa, sendo que, com base nele são formulados os programas de produção, compras, pesquisas, investimentos em ativo fixo, etc.

8 Principais tipos de Orçamentos: curto prazo <1 ano Orçamento de Produção A partir das definições do orçamento de vendas é elaborado o Programa de Produção, a partir do qual, é preparado o Orçamento de Produção, o qual é composto dos seguintes orçamentos: - Orçamento de matérias-primas e insumos - Orçamento de mão-de-obra direta - Orçamento de custos indiretos de fabricação - Orçamento dos custos dos produtos vendidos

9 Principais tipos de Orçamentos: curto prazo <1 ano Orçamento de Caixa: também denominado de fluxo de caixa, é a projeção que permite ao Administrador Financeiro verificar se as entradas e saídas de caixa previstas para determinado período apresentarão excedentes de caixa ou não, tornando possível a consolidação ou redefinição de medidas que visem suprir as necessidades ou utilizar os excedentes de caixa.

10 Principais tipos de Orçamentos: longo prazo >1 ano Orçamento de Capital ou de Investimentos Os orçamentos de capital que foram escolhidos para serem implantados no período de planejamento fornecerão as informações necessárias para determinação dos resultados adicionais, tanto no que diz respeito aos lucros para a projeção da demonstração de resultados, como em termos de entradas de caixa para a projeção do fluxo de caixa.

11 Intrgração dos Orçamentos: Previsão de Vendas Planos de Produção Plano de Finan- ciamento a Longo Prazo Demonstração do Resultado ProjetadoOrçamento de Caixa Orçamento De Capital Balanço Patrimonial Projetado Balanço Patrimonial do Período Corrente

12 Implantação de Orçamento:

13 Dados e informações internas das empresas que a princípio e aparentemente teriam condições de consistência, fidedignidade e disponibilidade, na verdade, podem apresentar vários problemas sob todos esses ângulos. Tais situações inibem, na verdade, não apenas a eficácia ou a viabilidade de sistemas de custos e orçamento, mas a própria gestão estratégica.

14 Implantação de Orçamento 1) iniciar o processo pelas áreas onde estejam concentrados os entusiastas, de forma que o êxito dessas áreas facilite a aceitação das demais e 2) fazer com que o setor de orçamento tenha contato direto com as áreas operacionais, possibilitando melhor entendimento das realidades da atividade produtiva e consecutivo alinhamento das projeções. (SANVICENTE e SANTOS)

15 Implantação de Orçamento:

16

17 Níveis - patamar em que os resultados se situam no período; Tendência - variação do nível dos resultados em períodos consecutivos; e Comparação - feita em relação a indicadores compatíveis de outros produtos, outras unidades de negócio ou outras organizações, visando parâmetros de referência para os resultados obtidos.

18 Implantação de Orçamento: Qual a perspectiva do consumidor e como ele percebe a empresa? Quais são os elementos essenciais internos à empresa, e que ela obrigatoriamente deve fazer de forma excelente? O que a empresa deve fazer para continuamente inovar e agregar valor ao conjunto das operações? Quais as expectativas dos acionistas em termos dos retornos financeiros e viabilidade de longo prazo da empresa?

19 Implantação de Orçamento:

20

21 Aspectos Motivacionais...o dinheiro permite não somente a satisfação as necessidades fisiológicas e de segurança (como alimentação, conforto, padrão de vida etc.), mas também proporciona condições para satisfação das necessidades sociais, de estima (status, prestígio) e de auto- realização. (CHIAVENATO) a afirmação de que dinheiro é um motivador efetivo não passa de uma falácia. (COOPERS & LYBRAND)... nas últimas três décadas, ficou demonstrado, conclusivamente, que as pessoas que esperam receber uma recompensa para completar uma tarefa, ou para executá-la com sucesso, não as executam tão bem, como aquelas que não esperam nenhuma recompensa. (ATKINSON)

22 Aspectos Motivacionais Presente Fator Higiênico Fator Motivacional Ausente Desmotiva Não Motiva Motiva Não Desmotiva

23 Aspectos Motivacionais Fatores Higiênicos: Ambiente físico Materiais e Equipamentos Instrução e Treinamento Remuneração

24 Aspectos Motivacionais Fatores Motivacionais: Coerência Ética Firmeza Curiosidade Iniciativa


Carregar ppt "Curso de Pós-Graduação em Gestão de Pessoas Prof. Sandro Andriow Administrador (UFPR - 1986) Especialização em Projetos de Investimento (UFPR - 1988)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google